SkyscraperCity banner
1 - 20 of 46 Posts

·
Rumo ao fim do mundo!
Joined
·
3,205 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Bom, me mandaram esse link e achei bem interessante:

http://www.trenparatodos.com.ar

Ele questiona a construção do trem bala no país vizinho, comparando os benefícios deste com a ampliação de uma rede maior, porém menos rápida. No site diz que os trens circulariam a 120 km por hora ao invés dos 320 do trem bala, porém os trens para passageiros circulariam por 7 mil km e 11 mil km de rede seriam exclusivos para carga, contra os 1000 km do trem bala que transportaria apenas passageiros.
Apesar de deixar a gente com tesão, será mesmo que o trem bala se encaixa para nossa realidade? Será que vale mais a pena construir um trem bala entre Rio e São Paulo ou reativar uma malha mais extensa, porém com trens circulando numa velocidade menor? ( lembrando que 120 km por hora não é exatamente pouco para nossa realidade ).

Enfim, gostaria de saber o que vocês acham...
 

·
Inconsciente Coletivo
Joined
·
6,114 Posts
Sou completamente à favor da opção de malha maior com velocidade menor, apesar que qualquer velocidade acima de 120km/h em linha praticamente reta e sem trânsito não é nada "lento".

Acho que 150km/h já daria um caldo tremendo!
 

·
Registered
Joined
·
12,616 Posts
Depois de ler isso, quase que mudei de idéia. Uma malha maior sem dúvida seria mais eficiente desse ponto de vista.

Mas acontece que a idéia é justamente desafogar aeroportos, e trens de média velocidade entre RIo-SP não supririam esse nicho. Eles seriam uma alternativa ao ônibus, não ao avião. Até concordo que seria mais interessante investir numa grande malha ferroviária. O Brasil precisa muito disso.

E agora, talvez é tarde para mudar de idéia, o trem bala vai sair. O próximo passo não é investir em mais trens balas talvez. Ao invés de criar essas linhas malucas que andam falando por aí (BH-RIo, BH-SP-CTBA), apenas construir linhas de médias velocidades com um alcance muito maior. Por exemplo, essas duas linhas aí dariam quase 2000km (na comparação com o argentino, daria 36000km de linhas de menor velocidade). Daria pra ligar POA-floripa-ctba-sp-bh-brasília-rio-salvador-recife e por aí vai.
 

·
Scooter/motorbike lover
Joined
·
65,802 Posts
Entre São Paulo e Rio, defendo sim a duplicação da linha já existente e a implantação de trens diesel do tipo "pendolino", que se inclinam nas curvas para alcançar maior velocidade.

Desculpe dizer, mas o trem-bala argentino é pura obra eleitoral. A Argentina não tem demanda para um trem de alta velocidade e o preço a ser praticado para a passagem não atenderá às pessoas que já viajam nos confortáveis ônibus argentinos. Duvido que o trem-bala Cobra saia do papel, já que o país está se mergulhando novamente numa crise econômica.
 

·
Registered
Joined
·
4,586 Posts
4h para chegar ao RJ pagando R$85?
Prefiro e acredito que qualquer executivo que usaria esse trem prefere uma linha rapida que seja uma real competição a ponte áerea, se for para demorar horas para chegar os ônibus já fazem isso.
Como esse trêm iria competir com os aviões sendo que perderia feio no quesito velocidade?
 

·
Banned
Joined
·
2,419 Posts
Eu defendo o TAV para as linhas que existe projeto (RJ-SP-BH-Ctba-Campinas), no restante do País, só trem regional. Não há razão para gastar mais dinheiro, os trilhos já existem. Acho que o único lugar que precisaria construir é o trecho entre Ctba e PoA, mas isso já está sendo feito.
 

·
Registered
Joined
·
1,837 Posts
Acho que o único lugar que precisaria construir é o trecho entre Ctba e PoA, mas isso já está sendo feito.
?????


A opção de uma rede maior com trem convencional é mais apropriada, justamente por ser uma competição com o automóvel. Quem quiser velocidade que pegue o avião.
 

·
Location:Canoas - RS - Br
Joined
·
5,253 Posts
Uma malha maior com velocidade menor seria a solução de muitos problemas e traria um maior desenvolvimento para as regiões. Mais pessoas seriam beneficiadas, sem dúvida!
 

·
Scooter/motorbike lover
Joined
·
65,802 Posts
Os argumentos que o site Tren para Todos mostra são bem claros e dá para convencer a todos. A Argentina não precisa de trem-bala agora; não há demanda nem dinheiro para bancar uma obra como esta. Córdoba, ponto terminal do trem-bala argentino, tem "só" 1,3 milhão de habitantes, e certamente não tem demanda para um sistema de TAV, pois já há boas estradas com a capital, empresas de ônibus muito boas e um serviço aéreo até bom (o aeroporto local é o terceiro maior do país).

A Argentina precisa de obras mais urgentes que um trem-bala: investimentos em eletricidade (o país sofre com os apagões quase diários), melhoria dos trens metropolitanos de Buenos Aires (que fazem a CPTM parecer uma empresa de Primeiro Mundo), melhores moradias (ao lado da Estação de Retiro, em Buenos Aires, onde será o terminal do trem-bala, há uma enorme e suja favela), entre tantas outras prioridades.

Seria mais inteligente os países do Mercosul pensar na integração dos modais de transporte na região. Isto incluiria a construção de auto-estradas entre os países (ex.: Assunção-Buenos Aires e Montevideu-Porto Alegre), a adequação das linhas ferroviárias para o tráfego internacional de trens (o Brasil tem um sistema ferroviário distinto no Mercosul, com bitola métrica e trens com engate norte-americano, enquanto as outras ferrovias tem engate europeu), entre outras obras.
 

·
GaLo SeMpRe!
Joined
·
1,864 Posts
Esse trem bala Brasileiro(assim como o argentino) está me saindo
um projeto para "inglês" ver e comentar:
-Oh! O Brasil está evoluindo!:nuts:

É certo que existem outras prioridades, e de certa forma uma reformulação
ferrea de âmbito nacional é bem mais democrático!
 

·
GaLo SeMpRe!
Joined
·
1,864 Posts
A Argentina precisa de obras mais urgentes que um trem-bala: investimentos em eletricidade (o país sofre com os apagões quase diários), melhoria dos trens metropolitanos de Buenos Aires (que fazem a CPTM parecer uma empresa de Primeiro Mundo), melhores moradias (ao lado da Estação de Retiro, em Buenos Aires, onde será o terminal do trem-bala, há uma enorme e suja favela), entre tantas outras prioridades.
Para que investir em eletricidade se ela tem um vizinho tão "Bonzinho"
para verder a energia de Itaipú para ela e depois PERDOAR a dívida!
:nuts:
 

·
Registered
Joined
·
11,536 Posts
legal vc ter colocado essa questao

nao ha duvidas de que o trem bala eh outro exemplo da visao brasileira progressista, mas sem base...

um pais praticamente sem ferrovia construir um trem bala eh ridiculo
desperdicio
pq kem vai poder pagar a passagem, vai de aviao
o resto, vai de onibus mesmo

pq nunca conseguimos cuidar de nossa base? uma rede ferroviaria seria muito mais auspiciosa para o desenvolvimento regional

uma linha eh ridiculo
 

·
Registered
Joined
·
28,448 Posts


^^ RJ-SP x Europa

A densidade populacional entre eles não é tão diferente.
As distancias aqui não são maiores.

O obste é só a economia, a renda e a quantidade de pessoas que viajam, mas não de avião?
 

·
Registered
Joined
·
1,055 Posts
Obrigado por esta comparação gráfica Naipesky.

Se eu conheço um pouco de Brasil, duvido que no final das contas o valor da passagem seria de apenas R$85, haha
 

·
Registered
Joined
·
7,546 Posts
Acho q no nosso caso, há espaço para os dois.

Ampliação da rede convencional com bitola de 1,60 e velocidades próximas aos 200km/h e os de alta velocidade nas regiões mais densas..
até pq a conversão com o tempo não seria tão cara...
 

·
Banned
Joined
·
19,231 Posts
Esse trem bala argentino é uma piada tão grande quanto à do trem bala brasileiro.

Enquanto se discutem projetos faraônicos como esses, existem muitas linhas de trem abandonadas nos 2 países. Sem falar na indústria ferroviária ser decadente e que não teria capacidade de construir um trem desse porte. No Brasil hoje em dia não se fabrica nem os trilhos, por que não resolvemos essas questões antes de pensar em trem bala. Não temos engenharia ferroviária, muito menos escolas com tradição em ferrovias.

O Brasil e a Argentina deveriam reativar e investir pesado nas linhas existentes para que houvessem condições de velocidades superiores á 150 km/h. Em SP a Fepasa conseguiu 164 km/h em trecho de suas linhas cm uma locomotiva dos anos 40. Imagina se tivesse uma locomotiva nova com a tecnologia atual?

Além disso o Brasil e a Argentina deveriam desenvolver um trem bala próprio no futuro (após reativar a malha existente) e não comprar trens bala japoneses ou europeus que não acrescentarão nada ao parque industrial ferroviário dos países. Não podemos ser totalemente dependentes de tecnologia estrangeira. Devemos ter tecnologia nacional de ponta nessas áreas.
 

·
Registered
Joined
·
24,262 Posts
Também concordo com a maioria. Trem Bala não é viável no Brasil. Mais verbas públicas e privadas, para reformas e construção de novas ferrovias SIM
 

·
Goldfinger
Joined
·
2,208 Posts
Os argumentos que o site Tren para Todos mostra são bem claros e dá para convencer a todos. A Argentina não precisa de trem-bala agora; não há demanda nem dinheiro para bancar uma obra como esta. Córdoba, ponto terminal do trem-bala argentino, tem "só" 1,3 milhão de habitantes, e certamente não tem demanda para um sistema de TAV, pois já há boas estradas com a capital, empresas de ônibus muito boas e um serviço aéreo até bom (o aeroporto local é o terceiro maior do país).

A Argentina precisa de obras mais urgentes que um trem-bala: investimentos em eletricidade (o país sofre com os apagões quase diários), melhoria dos trens metropolitanos de Buenos Aires (que fazem a CPTM parecer uma empresa de Primeiro Mundo), melhores moradias (ao lado da Estação de Retiro, em Buenos Aires, onde será o terminal do trem-bala, há uma enorme e suja favela), entre tantas outras prioridades.

Seria mais inteligente os países do Mercosul pensar na integração dos modais de transporte na região. Isto incluiria a construção de auto-estradas entre os países (ex.: Assunção-Buenos Aires e Montevideu-Porto Alegre), a adequação das linhas ferroviárias para o tráfego internacional de trens (o Brasil tem um sistema ferroviário distinto no Mercosul, com bitola métrica e trens com engate norte-americano, enquanto as outras ferrovias tem engate europeu), entre outras obras.
Concordo, a Argentina precisa fazer investimento em setores essenciais à economia, como a eletricidade. Ela nao vai ficar mamando nas tetas do Brasil todo o inverno. Esbanjar dinheiro com trem-bala é burrice.

Ao meu ver, o projeto do TAV deveria estar restrito a SP-Campinas nesse primeira etapa. Já que SP é o hub principal do país e já chegou ao limite. Não sei se as pontes aereas Rio-SP são lotadas. Logo após SP-Campinas, o TAV seria expandido gradativamente ao Rio-BH-Curitiba-Poa-Brasília \o/
 
1 - 20 of 46 Posts
Top