SkyscraperCity Forum banner

PÓVOA DE VARZIM | Centro Empresarial Agros

5319 Views 19 Replies 8 Participants Last post by  PedroGabriel
4
O projecto deste novo centro empresarial, que ocupará 10% de uma área de 25 hectares, será realizado em várias fases e integrará a nova sede da Agros que representa e tem associados três mil produtores. De acordo com o presidente da Agros, Fernando Mendonça, este "é um elevado investimento, talvez um dos maiores que se avizinha para os concelhos da Póvoa de Varzim e de Vila do Conde e que revela a aposta forte que a nossa organização do sector leiteiro assume, contrariando a onda de pessimismo, de desinvestimento, de deslocalizações e de encerramento de indústrias e iniciativas empresariais".






See less See more
1 - 20 of 20 Posts
boa :applause:

parece-me uma cena em grande. gostava era de ver renders do aspecto final :)
é uma cena em grande! Vai ter a sede da Agros, laboratórios, parque, largo... e várias coisas.


Fica no nó de ligação da A28 com a A7, junto à ESEIG e estadio do Rio Ave.

No futuro, terá tb o Hospital Póvoa/Vila do Conde, o shopping de vila do conde com escritórios e o futuro parque rural da Póvoa. Completando urbanisticamente a zona. Vai ficar muito fixe quando tudo estiver feito.

DN
O novo centro empresarial da Agros vai custar 40 milhões de euros e ficará concluído em 2008. Ontem, o ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, Jaime Silva, presidiu à cerimónia de lançamento da primeira pedra da nova sede da empresa, a construir em Argivai, na Póvoa de Varzim, e garantiu o apoio do Estado em um milhão de euros.

Esta verba do ministério já levou a Leicar - Associação de Produtores de Leite e Carne a contestar o apoio, considerando a nova estrutura da União das Cooperativas de Produtores de Leite de Entre-Douro-e-Minho e Trás-os-Montes de "megalómana". Jaime Silva considera que o novo centro empresarial da Agros "não tem nada de megalómano, será pago com dinheiros da própria empresa e a comparticipação do Governo destina-se apenas à construção dos laboratórios". Também aqui a Leicar mostra desconfiança e afirma que não cabe aos produtores fazer o controlo de qualidade daquilo que produzem, devendo esse papel caber a entidades independentes. O ministro mais uma vez desvaloriza as críticas, dizendo que o importante é que a "empresa seja bem gerida".

Aliás, o Executivo promete apoiar sectores ligados à agricultura que demonstrem capacidade de inovação e competitividade, que "passa também pela dimensão das empresas". Foi o que aconteceu com o sector leiteiro que, de acordo com Jaime Silva, "conseguiu ultrapassar estes anos de adesão à UE". E, no caso da Agros, a ajuda do Governo não fica por aqui, já que o ministro prometeu recorrer à aplicação do programa de desburocratização Simplex para que os acessos a este novo complexo comecem a ser construídos, nomeadamente o projecto da rotunda suspensa que ligará a sede da Agros à A28, aos centros urbanos de Vila do Conde e Póvoa de Varzim e que está à espera de um parecer da Estradas de Portugal há já vários meses.

O projecto deste novo centro empresarial, que ocupará 10% de uma área de 25 hectares, será realizado em várias fases e integrará a nova sede da Agros que representa e tem associados três mil produtores. De acordo com o presidente da Agros, Fernando Mendonça, este "é um elevado investimento, talvez um dos maiores que se avizinha para os concelhos da Póvoa de Varzim e de Vila do Conde e que revela a aposta forte que a nossa organização do sector leiteiro assume, contrariando a onda de pessimismo, de desinvestimento, de deslocalizações e de encerramento de indústrias e iniciativas empresariais".
A Póvoa/Vila do Conde nota-se que está a apostar na Indústria Avançada (construindo as sedes empresariais ligadas a essas mesmas indústrias tambem lá, aumentando tambem o terciário). isso eh mt bom.

falando da AMP em particular, noto uma grande evolução nos seguintes concelhos:

Maia
Matosinhos
Gaia
Póvoa de Varzim/Vila do Conde
Porto


sendo que concelhos como Trofa ou Santo Tirso parece que não se mexem...
Mas a fábrica da Lactogal vai permanecer no mesmo sítio?
ha aqui alguma confusão

A Agros/Lactogal estava na EN13, junto ao McDonalds (estação do Metro Portas Fronhas). Agora lá so funcionam alguns armazens e a sede.

Mas a nova fabrica da Lactogal, que abriu há um tempão, está localizada em Modivas! (estação do Metro mais proxima Modivas Centro). é muito longe daqui.

A sede e os laboratórios estão a ser construídos junto ao IC1 / A28 na zona de fronteira entre as duas cidades (estação do metro mais próxima: Vila do Conde), integralmente dentro da Povoa (freguesia de Argivai - parte da cidade).
Ah, ok, julguei q em Modivas era fábrica e sede ao mesmo tempo. Está entendido;)
Muito bom, só é pena não disponibilizarem renders :(...
portuscalem: a ABL disto deve ser significativa!!
aqui está uma foto de 2006 que mostra o inicio da construção do Centro Empresarial, junto ao Nó da A28/A7 para poder ver a dimensao

See less See more
Excelente :eek: é enorme.
eh muita grande sim. Este centro empresarial, o Okeanos, e mais umas cenitas em desenvolvimento na Povoa, vão dar um salto significativo à sua economia.
Estradas de Portugal ignora proposta de acessos ao novo complexo da Agros

07.02.2009, Ângelo Teixeira Marques

O presidente do conselho de administração da Agros disse ontem que ainda "não desistiu" de construir uma ponte sobre o principal acesso da A28 (Porto-Viana) a Vila do Conde, para ligar o novo complexo empresarial a uma via que, por sua vez, dará acesso aos centro urbanos da Póvoa de Varzim e Vila do Conde. Isto apesar dos problemas com que a União das Cooperativas de Produtores de Leite de Entre Douro e Minho e Trás-os--Montes se tem deparado para fazer essa peça do plano de acessos ao empreendimento, não contemplada no planos da Estradas de Portugal, como o PÚBLICO ontem apurou na Câmara da Póvoa.

"Andamos com a questão da ponte há quatro anos. As coisas não estão fáceis porque há-de haver alguma pedra na engrenagem, mas eu garanto que vai andar", advertiu ontem Fernando Mendonça. O presidente da Agros não quis apontar a entidade que, no seu entender, está a colocar a "pedra" nas suas pretensões, adiantando somente que "não é daqui", leia-se entidades locais. "O pior é que a gente nem sequer está pedir dinheiro para fazer a ponte. Queremos é que alguém resolva como é que a ponte pode ser feita", disse.

A questão da travessia já não é nova. O ministro da Agricultura e Pescas, em Julho de 2006, aquando do lançamento da 1.ª pedra do empreendimento empresarial, prometeu recorrer ao processo de desburocratização "simplex" para ultrapassar a questão. Mas o certo é que, como o PÚBLICO confirmou ontem junto do vereador com o pelouro das Obras Públicas, o problema ainda está por resolver.

Aires Pereira confidenciou que "há cerca de um mês" recebeu da Estradas de Portugal o projecto para remodelação do acesso entre a A28 e Vila do Conde (duplicação da via e construção de acessos ao futuro hospital), mas o autarca acabou por devolver o documento "com a anotação que o mesmo não contemplava os acessos acordados com a Agros". "Espero que esse entrave se resolva", disse Aires Pereira, adiantando que a câmara está disponível para colaborar no arranjo de uma "solução provisória" enquanto as Estradas Portugal não desatar "o problema que tarda em resolver"

O empreendimento da Agros significa, para a empresa, um investimento de 40 milhões de euros e Fernando Mendonça conta, em Abril, ver inaugurado o edifício central do empreendimento - o Energie Center - a sede e a cantina. A data para o corta-da-fita" não está marcada , mas a União de Cooperativas cumpre 60 anos de existência no dia 11 desse mês.
See less See more
como vão as obras?

já está tudo pronto? :D

a área de construção é enorme :yes:
Acho que o Energie Center onde funciona a sede é que está quase pronto, mas nao sei se está tudo pronto, o projecto tem muita coisa, inclui laboratorios e um museu rural. Futuramente vai levar valencias sociais que serao construidas até 2011. Este projecto está integrado no futuro parque rural da zona sul da cidade.
Duas perguntas, onde se vai situar exactamente o novo hospital e para quando a duplicação do troço entre o nó da A28 e Vila do Conde?
vai-se situar mesmo ao lado da ESEIG, logo pra cima do estádio do Rio Ave.

A duplicação do acesso a Vila do Conde, sao coisas de Vila do Conde e pelos vistos é uma exigencia do PSD da Vila, e que a camara da vila tb quer, e quem paga é o estado... mas o territorio é quase intregalmente da Póvoa, e é uma zona sensivel, com resquissios de flora natural e com o castro de Argivai mesmo ali e ja parcialmente destruido. pode ter a ver com o aumento de trafego devido ao hospital... logo justificavel. A duplicação já está pronta a avançar, como se leu, depende da camara da Povoa, que nao aceitou porque a duplicação finge que a Agros nao existe.


o projecto da Agros fica como é logico para cima...
See less See more
8

Energie Center (sede da Agros)


Cantina


Laboratórios


Centro de Transportes
See less See more
1 - 20 of 20 Posts
This is an older thread, you may not receive a response, and could be reviving an old thread. Please consider creating a new thread.
Top