SkyscraperCity Forum banner
201 - 220 of 9057 Posts

·
Carioca
Joined
·
16,331 Posts
Eu desconfio desse render, ele é antigo, tem mais de dois anos.
E tá sendo reaproveitado pra esse projeto viário do BRT, mas pode ter tido alguma alteração com esse terceiro elevado citado na reportagem.
Com certeza houve mudanças no projeto. Antes não levaram em consideração o BRT. Está faltando a faixa do BRT, além do terceiro viaduto para o BRT, mas o básico seria isso mesmo.
 

·
Terra de ricas florestas
Joined
·
9,229 Posts
Discussion Starter · #204 ·
Guajará said:
Acho que deveria ir ao centro, mas sabemos que as ruas estreitas, tortas e cheia de curvas. Daria problema e teria que tirar também os onibus normais das vias como vão fazer na Almirante, não consigo imaginar a José Malcher e Ver o peso apenas com o BRT passando sem aquelas trocentas linhas que passar por alí.
A prefeitura vai leva-lo ate ao centro fabiano. Porem, essa etapa ficara pro proximo prefeito, Dudu jah disse,que vai entregar somente os 6 km da Almirante Barroso e o entroncamento...

Vejam que a verba pra um BRT desde o centro de Icoaraci ate o Centro de Belem. Este eh o correto e o que sera feito =3
 

·
from Belém-Pa
Joined
·
27,649 Posts
Ciclistas se arriscam na Almirante Barroso



Fechamento de parte da ciclovia da Almirante Barroso tem dificultado a vida de quem vai ao trabalho de bicicleta (Foto: Sidney Oliveira)


As obras do BRT (Bus Rapid Transit) colocam em risco a vida dos ciclistas que trafegam pela avenida Almirante Barroso.
Isso porque o calçamento da ciclovia, principalmente no sentido Entroncamento – São Brás, foi destruído e está interditado em alguns pontos para reparos. Por causa disso, os ciclistas são obrigados a transitar por uma única faixa da ciclovia, que agora funciona como “mão dupla” para as bicicletas. Na tentativa de evitar as colisões, alguns deles se arriscam a pedalar na própria avenida em meio aos carros.

“Há anos que não ando mais por Belém de ônibus”, comentou o funcionário público Albert Costa, que utiliza sua bicicleta para se deslocar de um lado para outro na cidade. Ele mora na Alameda 14, no conjunto Maguari, e trabalha na Universidade Federal do Pará (UFPA).

Diariamente o ciclista passa pela Almirante Barroso, por pelo menos duas vezes, e lamenta o fato de o calçamento da ciclovia ter sido danificado por conta das obras do ônibus rápido. “Belém quase não possui ruas com corredores para bicicletas e nas poucas que já têm acontece isso”, observou. “A máquina é pesada e o apoio dela na ciclovia acabou destruindo o concreto e agora estão refazendo, ou seja, estão fazendo reparos onde estava bom”, reclamou.

Para os usuários do veículo de duas rodas, uma alternativa seria que a Companhia de Transportes de Belém (CTBel) liberasse a faixa do BRT, nos trechos onde já colocaram concreto, para o tráfego das bicicletas até que os reparos da ciclovia sejam concluídos.

Questionado sobre o fato de as obras acabarem transformando uma das faixas da ciclovia, no canteiro central da Almirante Barroso, em mão dupla, Albert atentou para o fato de que nem todas as pessoas que utilizam bicicletas como meio de transporte estão preparadas para pedalar nos corredores de grande movimentação. “Quem não está acostumado acaba ficando nervoso ao ver várias bicicletas se aproximando e a pessoa perde o equilíbrio ou senso de direção. Daí acaba havendo colisão. À noite, quando a iluminação é baixa, essas cenas já são comuns”, atentou.

Por conta do problema, alguns ciclistas acabam não mais utilizando a ciclovia e se arriscam a pedalar entre os carros, o que gera um risco maior e a cena lembra a época em que a via não tinha corredores exclusivos para as bicicletas – os acidentes e atropelamentos eram diários.

“Talvez, uma alternativa seja a prefeitura liberar a faixa do BRT, nos trechos onde já colocaram o concreto, para que os ciclistas possam trafegar. Pelo menos enquanto consertam a pavimentação da ciclovia”, apontou. A reportagem tentou contato com a CTBel, mas não conseguiu.

(Diário do Pará)
http://www.diarioonline.com.br/noticia-206686-ciclistas-se-arriscam-na-almirante-barroso.html
 

·
Rio de Janeiro
Joined
·
3,365 Posts
Essa é uma dúvida que eu também tenho. Até pq duas linhas de onibus que vão pra onde eu moro, vem pela almirante barroso e fazerm o retorno no entroncamento.
Pelo complexo viário vai ser impossível retornar. Duas opções seriam: Seguir pela augusto montenegro e retornar em algum ponto; seguir em direção a BR e retornar em frente a Pizza Hut.
Não imagino outro tipo de opção.
Belcity e Guajará, quem vier da AB e quiser acessar a PAC vai ter que cruzar na frente de quem estiver descendo o elevado sentido BR.
Quem vem da AB e quer pegar a PAC vai ter que ir até o AM e fazer o primeiro retorno na avenida pra poder voltar pra pegar a PAC, justamente pra evitar esse "X".
 

·
Terra de ricas florestas
Joined
·
9,229 Posts
Discussion Starter · #209 ·
Guajará said:
Já tá um saco essa campanha negativa da mídia principalmente do Diário do Pará contra o BRT e a prefeitura, olha nem sou a favor desse BRT e mesmo assim já deu essa ladainha da imprensa! tudo por causa das eleições de outubro.
vdd neh. Se a obra e importante pra cidade, vai sair com transtornos hj ou depois! :eek:hno:
 

·
from Belém-Pa
Joined
·
27,649 Posts
Taí o microondas do Dudu. :lol:


(Foto: Bruno Carachesti)
vdd neh. Se a obra e importante pra cidade, vai sair com transtornos hj ou depois! :eek:hno:
Essa foto acima tá no Diário de hj, bem negativa.
Essa estação tubo é a mesma de Curitiba :? é apenas a estação normal neh, porque os terminais de transbordo acredito serem maiores.
 

·
Over the hills and
Joined
·
2,978 Posts
Aff' precisava ser idêntica a de Curitiba?
.
A concretagem da pista do Brt já tá na Tv. Antônio Baena, quase chegando em São Brás.
E a raspagem do Asfalto no sentido do entroncamento, tá passando a Tv. Perebebuí.
 

·
Registered
Joined
·
53 Posts
Depois que essas máquinas concluírem os trabalhos na Almirante Barroso (o q está previsto para o final de julho), será q elas vão pra Augusto Montenegro? Os trabalhos na AM pararam completamente. Será q eles só vão mexer pra lá no ano q vem, focando na AB e nos elevados?
 

·
Terra de ricas florestas
Joined
·
9,229 Posts
Discussion Starter · #214 ·
Essa foto acima tá no Diário de hj, bem negativa.
Essa estação tubo é a mesma de Curitiba :? é apenas a estação normal neh, porque os terminais de transbordo acredito serem maiores.
sim sim Fabiano, essas estacoes tubo serão apenas pontos de parada. As estações de integração serão bem maiores, deverão ter cerca de 20.000 m². Por sinal, nem sinal de obras na Augusto Montenegro, via onde teremos 2 terminais de integração! :eek:hno::eek:hno:

Depois que essas máquinas concluírem os trabalhos na Almirante Barroso (o q está previsto para o final de julho), será q elas vão pra Augusto Montenegro? Os trabalhos na AM pararam completamente. Será q eles só vão mexer pra lá no ano q vem, focando na AB e nos elevados?
Pelo visto, obras na Augusto Montenegro só ano que vem...:bash:
 

·
Leão
Joined
·
8,514 Posts
Ciclistas se arriscam na Almirante Barroso



Fechamento de parte da ciclovia da Almirante Barroso tem dificultado a vida de quem vai ao trabalho de bicicleta (Foto: Sidney Oliveira)


As obras do BRT (Bus Rapid Transit) colocam em risco a vida dos ciclistas que trafegam pela avenida Almirante Barroso.
Isso porque o calçamento da ciclovia, principalmente no sentido Entroncamento – São Brás, foi destruído e está interditado em alguns pontos para reparos. Por causa disso, os ciclistas são obrigados a transitar por uma única faixa da ciclovia, que agora funciona como “mão dupla” para as bicicletas. Na tentativa de evitar as colisões, alguns deles se arriscam a pedalar na própria avenida em meio aos carros.

“Há anos que não ando mais por Belém de ônibus”, comentou o funcionário público Albert Costa, que utiliza sua bicicleta para se deslocar de um lado para outro na cidade. Ele mora na Alameda 14, no conjunto Maguari, e trabalha na Universidade Federal do Pará (UFPA).

Diariamente o ciclista passa pela Almirante Barroso, por pelo menos duas vezes, e lamenta o fato de o calçamento da ciclovia ter sido danificado por conta das obras do ônibus rápido. “Belém quase não possui ruas com corredores para bicicletas e nas poucas que já têm acontece isso”, observou. “A máquina é pesada e o apoio dela na ciclovia acabou destruindo o concreto e agora estão refazendo, ou seja, estão fazendo reparos onde estava bom”, reclamou.

Para os usuários do veículo de duas rodas, uma alternativa seria que a Companhia de Transportes de Belém (CTBel) liberasse a faixa do BRT, nos trechos onde já colocaram concreto, para o tráfego das bicicletas até que os reparos da ciclovia sejam concluídos.

Questionado sobre o fato de as obras acabarem transformando uma das faixas da ciclovia, no canteiro central da Almirante Barroso, em mão dupla, Albert atentou para o fato de que nem todas as pessoas que utilizam bicicletas como meio de transporte estão preparadas para pedalar nos corredores de grande movimentação. “Quem não está acostumado acaba ficando nervoso ao ver várias bicicletas se aproximando e a pessoa perde o equilíbrio ou senso de direção. Daí acaba havendo colisão. À noite, quando a iluminação é baixa, essas cenas já são comuns”, atentou.

Por conta do problema, alguns ciclistas acabam não mais utilizando a ciclovia e se arriscam a pedalar entre os carros, o que gera um risco maior e a cena lembra a época em que a via não tinha corredores exclusivos para as bicicletas – os acidentes e atropelamentos eram diários.

“Talvez, uma alternativa seja a prefeitura liberar a faixa do BRT, nos trechos onde já colocaram o concreto, para que os ciclistas possam trafegar. Pelo menos enquanto consertam a pavimentação da ciclovia”, apontou. A reportagem tentou contato com a CTBel, mas não conseguiu.

(Diário do Pará)
http://www.diarioonline.com.br/noticia-206686-ciclistas-se-arriscam-na-almirante-barroso.html
Se fosse o Helder que tivesse fazendo a obra...iam colocar que nada tah atrapalhando os ciclistas..o trânsito e tah tudo em rapida velocidade bla bla....¬¬
 
201 - 220 of 9057 Posts
Top