SkyscraperCity Forum banner
541 - 560 of 9152 Posts

·
Carioca
Joined
·
16,334 Posts
3 faixas da JPII quando chegam no elevado se tornam 2? :cripes:

Poderiam fazer algo melhor alí, já que vão mexer, poderiam tirar aquele galpão e o banco Bradesco.
Na verdade 1 faixa. O que é pior.
Vão precisar alargar o viaduto e seria ideal se alargassem as pétalas e os outros outros acessos do complexo.
 

·
Carioca
Joined
·
16,334 Posts
Falando no viaduto, que paisagismo capenga foi aquele que fizeram?
Coisa mais brega. De extremo mal gosto. Nunca vi palmeiras sendo plantadas do jeito que foram. Parece que foi projetado por uma criança do jardim de infância. Essa prefeitua só faz M. Ainda bem que ta acabando a era Barbalho em Ananindeua. Mais uma gestão e o município ia pro buraco.
 

·
Over the hills and
Joined
·
2,980 Posts
Falando no viaduto, que paisagismo capenga foi aquele que fizeram?
Coisa mais brega. De extremo mal gosto. Nunca vi palmeiras sendo plantadas do jeito que foram. Parece que foi projetado por uma criança do jardim de infância. Essa prefeitua só faz M. Ainda bem que ta acabando a era Barbalho em Ananindeua. Mais uma gestão e o município ia pro buraco.
kkk dia desses fizeram um simbolo de ananindeua lá, com uma areia amarela eu acho. Choveu e desmoronou tudo..
 

·
Carioca
Joined
·
16,334 Posts
Gente se voces acreditarem em tudo que o MB diz...
Pois é. Além do mais ele assim como o grupo RBA (leia-se barbalhos), que o emprega, sempre atacaram o Duciomar e nessa época de eleição não seria diferente.
Agora procure nos meios de comunicação do grupo noticias do Helder e do Priante pra ver se tem alguma notícia negativa. :|
 

·
Registered
Joined
·
33,687 Posts
Quero dizer que o projeto do BRT de Belém não tem essas estações de parada em formato de tubo, copiando Curitiba. Dá pra ver nos renders que o modelo é bem diferente, mais parecido com o da Transoeste, no Rio de Janeiro. E claro, depois das eleições, eles vão despachar os tubos. Alguém vai ter que pagar essa conta. Ou não?

Seria até melhor que despachassem os microondas mesmo... Isso é totalmente inadequado para Belém.


Mas alguém teria que assumir o erro e pagar a conta (ou tentar vendê-los para outra cidade, mas o prejuízo já seria certo de qualquer forma).
 

·
Registered
♪All I know love will save the day♫
Joined
·
6,565 Posts
Consultoria internacional ajudará na elaboração do projeto executivo do Ação Metrópole

A equipe técnica do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM) recebeu na tarde desta quinta-feira, 13, uma missão japonesa que prestará consultoria internacional na elaboração do Termo de Referência do edital para contratação da empresa que formulará o projeto executivo das obras de infraestrutura do Ação Metrópole, bem como a atualização do estudo operacional do sistema de transporte integrado denominado de BRT (Bus Rapid Transit). Estiveram no encontro o representante sênior da Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica, na sigla em inglês), Taku Ishimaru, o coordenador de projetos da Jica, Mauro Manabu Inoue e o engenheiro Nambo Shinji.

“Me sinto muito orgulhoso e feliz de termos assinado o acordo de empréstimo no Japão, que permitirá o financiamento do Ação Metrópole para o Estado do Pará, após mais de 20 anos. Agora, que finalmente temos o contrato firmado, esse trabalho continua com a consultoria que está sendo realizada a partir de hoje. Queremos fazer um trabalho transparente e finalizá-lo o mais rápido possível para que os benefícios logo possam ser desfrutados pelos paraenses”, disse Taku Ishimaru, durante o encontro.

Na ocasião, a diretora executiva do NGTM, Marilena Mácola, agradeceu à equipe da Jica por ter continuado sempre acreditando no projeto. “É com muita felicidade que nós os recebemos aqui, somos muito gratos pela parceria da Jica. Vamos nos empenhar ao máximo para agilizar a conclusão desse projeto, que é também a recomendação do nosso governador, para que possamos trazer o quanto antes uma solução para a questão da mobilidade urbana em nossa cidade”, disse Mácola.

Nesta sexta-feira (14) a missão terá novo encontro com a equipe do NGTM, depois, permanece na cidade o engenheiro Nambo Shinji, que ficará durante 15 dias trabalhando na sede do Núcleo, junto com a equipe técnica do NGTM, prestando consultoria na elaboração do Termo de Referência, previsto para ser publicado no mês de outubro.

A parceria entre Pará e Japão para implantação do Ação Metrópole iniciou em 1990. Em 2001, a equipe elaborou o Plano Diretor de Transporte Urbano, que demonstrou a viabilidade técnica do projeto para a Região Metropolitana de Belém. Para isso, foram desenvolvidos inúmeros estudos técnicos na área ambiental, de fluxo de pessoas, socioeconômicos, de sinalização viária, entre outros. Os estudos foram concluídos em 2003, daí a importância de se fazer nesse momento a atualização desses dados.

A contratação internacional da consultoria geral para o projeto de mobilidade urbana foi realizada na última semana, quando os diretores do órgão responsável pela implementação do Ação Metrópole, Cesar Meira, diretor geral e Marilena Mácola, diretora executiva, estiveram em Tóquio, no Japão, com o governador Simão Jatene, ocasião em que também o governador assinou com o governo japonês o contrato de empréstimo internacional no valor de R$ 420 milhões para a implantação do projeto Ação Metrópole.

Parceria

A cooperação técnica entre dos japoneses na elaboração do projeto Ação Metrópole teve início quando a capacidade de mobilidade urbana de Belém começou a apresentar sinais de saturação. Para solucionar o problema, o governo do Estado desenvolveu vários estudos na área de mobilidade urbana para a RMB, que resultaram na proposta do projeto Ação Metrópole, que é composta de uma nova infraestrutura viária, com vias alternativas ao tráfego, implantação das obras dos corredores e a gestão consorciada desse sistema.

O Ação Metrópole está dividido em três etapas. A primeira foi concluída com a construção do elevado Gunnar Vingren, nas avenidas Júlio Cezar e Centenário, e Daniel Berg, nas avenidas Júlio Cezar e Pedro Álvares Cabral, além do prolongamento da avenida Independência e a recuperação da rodovia Arthur Bernardes. Em março deste ano, dia 8, iniciou a segunda etapa com a publicação, no Diário Oficial do Estado, do edital para contratar o projeto executivo de engenharia viária e estudos ambientais relativos à obra do prolongamento da avenida João Paulo II, no trecho compreendido entre a passagem Mariano e a rodovia Mário Covas. Nesta fase também está prevista a implantação do Sistema Bus Rapid Transit (BRT) na rodovia BR-316.

Quando concluído, o projeto de mobilidade urbana do Governo do Estado vai integrar os municípios de Belém, Ananindeua, Marituba, Benevides, Santa Bárbara e Santa Izabel, com a implantação do Sistema de Transporte Integrado Metropolitano, no perímetro do Entroncamento, na saída da capital, até Marituba, na Grande Belém.

Fonte: http://www.agenciapara.com.br/noticia.asp?id_ver=107408
 

·
Registered
♪All I know love will save the day♫
Joined
·
6,565 Posts
O bom de refazerem os estudos e tals, é que a parte de arquitetura do projeto vai sendo melhorada. Bora combinar que esses pontos de parada dos ônibus que foram divulgados nos renders estão muito capengas.
 
541 - 560 of 9152 Posts
Top