SkyscraperCity Forum banner
1721 - 1740 of 9057 Posts

·
Terra de ricas florestas
Joined
·
9,229 Posts
Discussion Starter · #1,722 ·
Governo inicia contratação de consultoria internacional para o BRT

O Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM) realizou nesta quinta-feira (11), a abertura da pré-qualificação das empresas interessadas em participar do processo de licitação da consultoria que irá elaborar serviços técnicos especializados das obras do BRT (Bus Rapid Transit) Metropolitano. A consultoria vai atuar nos projetos relativos à elaboração de estudos e projetos executivos de infraestrutura física, de modelo de gestão, de plano operacional e de sistema de controle operacional do corredor BR-316.

Os consórcios Ecoplan-NK- Planservi, Troncal Belém e Ductor-Seteplaforam os grupos que apresentaram propostas. Após o recebimento dos documentos, a Comissão Especial de Licitação do NGTM fará a análise dos mesmos para saber quais consórcios estão habilitadas a continuar no processo licitatório, que será iniciado imediatamente após a pré-qualificação.

“Esta é uma etapa fundamental, pois dá início ao processo de contratação da Consultoria Internacional para implantarmos o BRT Metropolitano, que irá integrar os municípios da Região Metropolitana de Belém e contribuir para melhorar a qualidade de vida das pessoas, especialmente aquelas que necessitam do transporte público para se deslocar. Esse projeto é um compromisso de campanha que está sendo concretizado pelo governador Simão Jatene”, explicou Cesar Meira, diretor geral do NGTM.

Cesar Meira explicou que por se tratar de recursos externos, a concorrência é internacional e tem por objeto fazer uma pré-seleção de empresas que participarão da licitação para elaboração dos projetos executivos da infraestrutura do BRT e os estudos das linhas desse novo sistema e, ainda, gerenciar as obras dessa infraestrutura.

Atividades

De acordo com o planejamento do NGTM, quando concluído todo o processo licitatório, o prazo previsto para a prestação dos serviços da Consultoria Geral será de 41 meses. Os serviços deverão ser iniciados em até 10 dias a partir da data de emissão da Ordem de Serviço pelo NGTM.

Entre as atividades, a vencedora, além de elaborar estudos e projetos, irá exercer atividades de gerenciamento geral e de obras do Corredor BR-316. Dessa forma, a contratada deverá estar apta para exercer todas as tarefas técnicas e administrativas que lhe forem conferidas pelo NGTM, de forma a assegurar a execução do projeto nos termos contratados. Outro requisito é que a empresa tenha condições plenas de alocar pessoal qualificado próprio em todos os níveis solicitados pelo governo, bem como os equipamentos necessários para o desenvolvimento das atividades.

O Governo do Estado, por meio do NGTM, publicou o edital de Pré-Qualificação nos jornais de grande circulação da cidade, e por se tratar de uma licitação internacional, também foi publicado na Folha de São Paulo, no Diário Oficial da União e no jornal americano Financial Times. O edital especificou as exigências que a contratada deve apresentar em termos de qualificação de pessoal, experiência, produtos e estrutura necessários para o desenvolvimento do trabalho.

O Ação Metrópole, projeto de desenvolvimento urbano do governo do Estado, é desenvolvido em parceria com a Agência de Cooperação Internacional do Japão (Jica) desde 1990. Em, 2013, a Jica, através de uma grande parceria com o Governo do Pará, também passou a ser financiadora do projeto. O BRT Metropolitano será dotado de terminal de integração em Marituba e estação de integração em Ananindeua, que permitirão integração físico-tarifária entre linhas do serviço alimentador e troncal.


O projeto contempla, ainda, viaduto de acesso ao terminal de integração; garagem de ônibus adjacente ao terminal de integração e, ao longo do km 0 ao 10 da rodovia BR-316, canaleta exclusiva, com pontos de parada em plataforma nivelada com o piso do BRT, passarelas de acesso a esses pontos de parada, além de ciclovia e calçadas. Com ônibus de 20m de comprimento para 200 passageiros, o sistema elevará a capacidade do corredor da BR-316 de 24 mil passageiros por hora no horário de pico por sentido para 48 mil passageiros.

Com a implantação do Ação Metrópole, a RMB, composta pelos municípios de Belém, Ananindeua, Marituba, Benevides, Santa Bárbara do Pará e Santa Izabel do Pará será integrada através do transporte público. Outro benefício do projeto é a redução de gás carbônico da natureza por meio da redução de veículos, somada a utilização de biocombustível, dessa forma, o projeto também contribuirá para uma melhor qualidade de vida das pessoas.
http://www.agenciapara.com.br/noticia.asp?id_ver=121342
Se de fato o Sistema atender para uma capacidade de 48.000 por hora pico/sentido não estará defasado! :cheers:

Opa se a ductor ganhar vai bom para mim... Vou acompanhar o desenrolar desta licitação.
Pensei a mesma coisa quando li doutor :lol:
 

·
Registered
Joined
·
6,325 Posts
^^
Quem pude ir a Audiência, leve sua câmera fotográfica e sente nos primeiros lugares, se houver perguntas e respostas leve papel e caneta para anotar e também para anotar as propostas do projeto, caso queira fazer perguntas faça as peguntas anotadas e coloque seu nome na entrada ou procure alguém responsável para fazer perguntas :eek:kay:
 

·
Registered
Joined
·
6,325 Posts
Seidurb faz audiência pública sobre as obras da avenida Independência



Moradores dos municípios de Ananindeua e Marituba, na região metropolitana de Belém, participaram nesta quarta-feira (17), no Ginásio João Paulo II, no bairro do Coqueiro, de uma audiência pública promovida pela Secretaria de Estado de Integração Regional, Desenvolvimento Urbano e Metropolitano (Seidurb). O objetivo foi informar a população sobre o projeto executivo do prolongamento da avenida Independência.

Segundo o diretor técnico de Investimento e Projetos da Seidurb, Nagib Charone, a audiência atende também a uma exigência legal para obtenção da licença de instalação da avenida junto à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). “Sem essa licença, que corresponde à segunda etapa do projeto, não podemos executar a obra. Na primeira fase, conseguimos atender todas as exigências da Sema e retiramos a licença prévia”, explicou.

A arquiteta da Seiburb responsável pela viabilização da licença, Tereza Barbosa, disse que, para obter a licença de instalação, o projeto executivo deve contemplar três critérios: o aspecto físico do local onde serão executadas as obras, com as características do solo, extensão e domínios; o aspecto biótipo, com os detalhes da fauna e flora; e o aspecto socioeconômico, levando em consideração as pessoas que moram na região e a previsão de como a obra irá influenciar no desenvolvimento delas. “É aí que entram as audiências públicas, nas quais recebemos a ata da associação, neste caso, dos moradores”, explicou Tereza.

Projeto – As obras da primeira etapa do projeto – que compreende o trecho entre a rodovia BR-316 e a avenida Zacarias de Assunção – foram iniciadas em março deste ano. Ao todo, cerca de R$ 110 milhões serão investidos em 9,5 quilômetros de extensão da Independência, da rotatória da Estrada 40 Horas até o quilômetro 9 da BR-316, interligando-se à Alça Viária.

O traçado passará sob as linhas de transmissão de energia que atravessam os bairros do Icuí, Maguari e Distrito Industrial, em Ananindeua. “Já tiramos a licença de instalação para as obras entre a Zacarias de Assunção e a BR-316. Demos a ordem de serviço para a empresa, que já está no local executando as obras. Inicialmente, está sedo feita a limpeza de todo o caminho por onde vai passar a avenida, para depois começar, no máximo em um mês, a construção da pista propriamente dita”, detalhou Nagib Charone.

O prefeito de Ananindeua, Manoel Pioneiro, presente na audiência pública, disse que o prolongamento da avenida Independência “é um sonho antigo de todos os moradores de Ananindeua, que irão se beneficiar com esta avenida, trazendo urbanização, desenvolvimento e infraestrutura para todos que morar aqui”. Serão quatro pistas (duas em cada sentido), ciclofaixas e calçadas, além de dois viadutos (um deles no quilômetro da BR-316) e duas pontes sobre o rio Maguari, com 240 metros cada. A obra deve ser concluída em 15 meses.

Fonte: Agência Pará
 
1721 - 1740 of 9057 Posts
Top