SkyscraperCity banner
1 - 5 of 5 Posts

·
Registered
Joined
·
24,517 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Essa semana ocorre o segundo festival de cinema de Paulínia. A cidade tenta se firmar como polo cinematográfico brasileiro com diversos projetos, entre eles, uma escola de cinema, cinco estudios, um festival e até um museu da imaginação nos moldes do museu da LP e do futebol.



Paulínia: Magia do Cinema – O “Pólo Cultural e Cinematográfico Paulínia – Magia do Cinema” é composto por quatro estúdios cinematográficos, pelo Museu da Imaginação – Centro Nacional de Cinema, Rádio, Televisão e Mídias e pela Escola Magia do Cinema, que a partir de agosto oferecerá oficinas permanentes de treinamento em parceria com o Senac e a Fundação Getúlio Vargas, além de escritórios para produtoras de cinema. A prefeitura regulamentou lei que cria um Fundo de Fomento à Produção Audiovisual, com a concessão de incentivos fiscais municipais para produtoras de cinema e receita estimada de R$ 4 milhões ao ano, e em setembro inaugurará o Theatro Municipal de Paulínia, onde será realizado o Festival Paulínia Magia do Cinema. A primeira produção de “Paulínia Magia do Cinema” foi o filme Topografia de um Desnudo, dirigido por Teresa Aguiar, com elenco liderado por Lima Duarte, José de Abreu, Ney Latorraca e Gracindo Júnior.

Município de Paulínia – Fundado há 43 anos, tem 63 mil habitantes e está localizado no nordeste do estado de São Paulo, a apenas 118 quilômetros da capital. A cidade de Paulínia é o maior pólo petroquímico da América Latina e possui a segunda melhor renda per capita do estado de São Paulo.
 

·
Registered
Joined
·
24,517 Posts
Discussion Starter · #2 ·


18/06/2007 às 00h00min - Atualizada em 18/06/2007 às 00h00min
Paulínia News - Paulínia(SP) TAMANHO DA FONTE A- A+


Secretaria de Cultura de Paulínia inaugura no início de agosto a Escola Magia do Cinema em parceria com Senac e FGV-RJ, oferecendo cursos de cinema


A Secretaria de Cultura de Paulínia (SP), em parceria com o Senac e a Fundação Getúlio Vargas, lança a Escola Magia do Cinema, mais uma iniciativa do projeto “Paulínia Magia do Cinema”. A instituição, resultado de um investimento de cerca de R$ 400 mil, oferecerá cursos teóricos e práticos relacionados ao cinema e começará a funcionar a partir do dia 6 de agosto.

O Senac será responsável pelos cursos técnicos de maquiagem para ator, animação profissional, assistente de direção, cenografia, editor de VT, iluminação, operador de câmera, roteiro para cinema, interpretação e edição de vídeo, entre outros. Ao todo, serão 12 cursos, com carga horária de 24 a 300 horas/aula, com o início das aulas previsto para Agosto.

A Fundação Getúlio Vargas vai ministrar os cursos profissionalizantes “O Documentário – Gestão de Projetos para o Mercado Brasileiro e Internacional” e “PCP – Processos de Criação e Produção”. O primeiro conta com carga horária de 120 horas/aula em turma de 40 alunos e terá duração de cinco meses. O objetivo é estimular novos profissionais no desenvolvimento e formatação de projetos audiovisuais, além de preparar os estudantes para o mercado de trabalho.

Já o segundo tem o objetivo de fazer com que o aluno domine todos os processos da produção audiovisual. A carga horária será de 138 horas/aula. Ambos os cursos da Fundação Getúlio Vargas são para profissionais que já atuam na área, roteiristas, produtores e estudantes interessados.

A Secretaria de Cultura colocará à disposição os equipamentos, espaço físico, salas de aula, laboratórios, ilhas de edição e acessórios necessários para que os cursos de nível técnico e de qualificação profissional sejam oferecidos na Escola Magia do Cinema, localizada no Parque das Comunicações, na Avenida Prefeito José Lozano Araújo, 1515, no terreno da Prefeitura de Paulínia. Além disso, o projeto “Paulínia Magia do Cinema” tem responsabilidade na divulgação, supervisão e recebimento de inscrições dos interessados.

“Este é um importante passo para a consolidação do projeto ‘Paulínia Magia do Cinema’. Os moradores da cidade terão uma oportunidade real para capacitação. Formaremos uma geração qualificada de profissionais, que atuarão em todas as etapas da produção cinematográfica”, afirma Tatiana Stefani Quintella, secretária de Cultura da Prefeitura Municipal de Paulínia. “Cada produção que receber investimento do fundo municipal terá de contar com 10 alunos da Escola trabalhando como estagiários. E a nossa estimativa é que sejam realizadas em média cinco produções por ano”, complementa Tatiana.

Outra contrapartida social da Escola Magia do Cinema, além da formação de mão obra local, será o consumo reduzido de energia graças a um painel de fornecimento de energia elétrica a partir de fonte solar, doado pela empresa italiana Renergies. “O equipamento custa em torno de 30 mil euros, além dos custos com transporte desde a Itália e com a instalação. Resolvemos fazer essa doação em função da importância do projeto” explica Valério Bertuccelli, representante da Renergies.

As inscrições para os cursos a serem oferecidos pela Escola Magia do Cinema poderão ser feitas de 02 a 16 de julho e as aulas serão iniciadas 6 de agosto. Todos os alunos que concluírem os cursos receberão um certificado e estarão preparados para ingressar no mercado de trabalho.

Inscrições: 2 a 16 de julho
Matrícula: 23 a 31 de julho
Início das aulas: 6 de agosto
Taxa de matrícula: R$ 50,00
Horário: segunda à sexta das 8h ás 18h
Local e sede dos cursos: Escola Magia do Cinema
Endereço: Av. Prefeito José Lozano Araújo, 1515
N. Sra. Aparecida – Paulínia – SP
CEP: 13140 – 000
 

·
Registered
Joined
·
24,517 Posts
Discussion Starter · #3 ·
09/05/2007 - 09:19

Prefeitura de Paulínia sanciona leis de incentivo fiscal de quase R$ 4 milhões


A iniciativa é a criação do Fundo Municipal da Cultura que, entre outros benefícios, inclui a produção audiovisual e cultural, e, concessão de bolsas de aperfeiçoamento para artistas e autores.

Estimular a produção de obras audiovisuais e projetos culturais e incentivar a construção de sala e complexo de exibição de obras cinematográficas ou videográficas. São esses os objetivos da Prefeitura Municipal de Paulínia com a promulgação de duas leis que tratam da renúncia fiscal para fomento à cultura, criando um fundo municipal, e do regime especial de arrecadação do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN). A iniciativa, que entra em vigor no dia 20 de abril, faz parte do projeto “Paulínia Magia do Cinema”, que busca transformar a cidade em um pólo cinematográfico.

Com a Lei 2.837, a Prefeitura criou o Fundo Municipal da Cultura (FMC) e estabeleceu um percentual de até 10% para renúncia fiscal da receita proveniente do ISSQN e do Imposto Sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) para investimento em cultura. Em contrapartida, as produções cinematográficas beneficiadas pelo fundo terão de gastar pelo menos 40% do valor recebido no município de Paulínia.

O FMC será responsável pelo financiamento de projetos culturais em até 100% do valor orçado mediante aprovação da Paulínia Film Commission. Produções inovadoras, projetos de aperfeiçoamento e de pesquisa a autores, artistas e técnicos residentes no município e organização, ampliação e equipamento de museus, bibliotecas, arquivos, acervos, assim como outras iniciativas artísticas e de cunho histórico serão contempladas na destinação de recursos do FMC.

Desse modo, a Prefeitura de Paulínia pretende fomentar a produção cultural, criar e profissionalizar técnicos locais, gerando empregos, desenvolver o turismo cultural na região, além de transformar as empresas localizadas na cidade em patrocinadores culturais. Também como parte do Paulínia Magia do Cinema, a Prefeitura sancionou a Lei 2.836, que prevê isenção fiscal para fomentar a instalação de salas ou complexos de exibição de obras audiovisuais amparadas. Outra iniciativa da Secretaria de Cultura da Prefeitura Municipal de Paulínia para incentivar as produções audiovisuais na cidade foi a compra de dois trailers, que serão cedidos durante as filmagens para os projetos contemplados.

“A partir da sanção dessas leis, a Prefeitura de Paulínia se transforma em uma grande alavanca do cinema nacional e da produção cultural. O teto estimado da receita para estímulo a produções cinematográficas na cidade é de quase R$ 4 milhões, gerados por renúncia fiscal de ISS e IPTU, e para o Fundo Municipal da Cultura é de mais de R$ 2,5 milhões”, explica Tatiana Stefani Quintella, secretária de Cultura da cidade. “O decreto que regulamenta a nova lei traz benefícios tanto para a cidade quanto para os profissionais que serão qualificados na Escola Magia do Cinema, nosso centro de formação na área”, complementa.

Os produtores interessados poderão apresentar seus projetos ao protocolo da Prefeitura Municipal de Paulínia de 20 de abril até 31 de maio de 2007. Nos exercícios dos anos de 2007 a 2009, a Secretaria da Cultura de Paulínia somente aprovará recomendação sobre projetos protocolados que tenham na data da aprovação da comissão condições efetivas de início de produção em até 60 (sessenta) dias. A lei e seu regulamento já estão disponíveis está disponível no site www.pauliniamagiadocinema.com.br.

Com a inauguração de um pólo de cinema para produções nacionais e internacionais, a iniciativa pública e privada de Paulínia pretende diversificar a economia da cidade, que já tem um dos maiores pólos petroquímicos da América Latina. Nos arredores, estão instaladas indústrias como Rhodia, Shell, Cargill, Du Pont do Brasil, Eucatex, Zeneca, Hércules, ExxonMobil e Replan.

FIPE – A cada R$ 1.000,00 despendidos por uma produção cinematográfica na cidade, haverá um aumento de renda de R$ 521 e do emprego de 32 homens-ano. Esta é uma das conclusões da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) em um estudo encomendado pela Prefeitura Municipal de Paulínia para avaliar os impactos da criação de um pólo cinematográfico na cidade. Para chegar a este resultado, a FIPE utilizou o modelo conhecido como Insumo-Produto, que permite calcular os multiplicadores de renda e emprego das atividades da economia.

Conhecida como maior pólo petroquímico da América Latina e com a segunda melhor renda per capita do estado de São Paulo, Paulínia ganha nova trajetória ao investir no projeto de um novo pólo, desta vez, enfatiza o relatório, relacionado ao segmento do entretenimento. Nos anos 60, a cidade foi berço de um forte processo de industrialização e, por isso, nada mais oportuno que aproveitar a base técnica e social de que o município dispõe para transformar a estrutura sócio-econômica local da mesma forma que a implantação do pólo petroquímico fez no passado. A pesquisa avalia que a iniciativa o “Pólo Cultural e Cinematográfico Paulínia – Magia do Cinema” tornará o município mais atraente para o segmento turístico, ampliando, assim, as possibilidades de geração de renda e emprego.

Paulínia: Magia do Cinema – O “Pólo Cultural e Cinematográfico Paulínia – Magia do Cinema” é composto de quatro estúdios cinematográficos, do Museu da Imaginação – Centro Nacional de Cinema, Rádio, Televisão e Mídias e da Escola Magia do Cinema, que a partir de agosto oferecerá oficinas permanentes de treinamento em parceria com o Senac e a Fundação Getúlio Vargas, além de escritórios para produtoras de cinema. A prefeitura regulamentou lei que cria um Fundo de Fomento à Produção Audiovisual, com a concessão de incentivos fiscais municipais para produtoras de cinema e receita estimada de R$ 4 milhões ao ano, e em setembro inaugurará o Theatro Municipal de Paulínia, onde será realizado o Festival Paulínia Magia do Cinema. A primeira produção de “Paulínia Magia do Cinema” foi o filme Topografia de um Desnudo, dirigido por Teresa Aguiar, com elenco liderado por Lima Duarte, José de Abreu, Ney Latorraca e Gracindo Júnior.

Município de Paulínia – Fundado há 43 anos, tem 63 mil habitantes e está localizado no nordeste do estado de São Paulo, a apenas 118 quilômetros da capital. A cidade de Paulínia é o maior pólo petroquímico da América Latina e possui a segunda melhor renda per capita do estado de São Paulo. | Mais informações no www.pauliniamagiadocinema.com.br
 

·
Registered
Joined
·
24,517 Posts
Discussion Starter · #4 ·
06/04/2009 11h04

Paulínia segue investindo na indústria cinematográfica
Da Redação

Nesta sexta-feira (3/4), em coletiva de imprensa, Emerson Alves, o novo Secretário de Cultura da cidade de Paulínia, localizada a 108 km da capital do Estado, divulgou a verba que será destinada em 2009 para projetos culturais. Desde 2003, a cidade - cuja economia é baseada em indústrias petroquímicas - vem se dedicando a desenvolver projetos em cinema por meio do projeto Polo Cinematográfico de Paulínia. A coletiva foi realizada no primeiro estúdio pronto do polo. Mais quatro estúdios estão em fase de construção: um com 1.200m2, um com 900m2 e dois com 600m2 cada.

A idéia da prefeitura é movimentar a economia tendo como base outra área que não a petroquímica. "A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) realizou um estudo na cidade para analisar quais segmentos gerariam mais empregos para a cidade", explica Alves. "O cinema foi uma das áreas apontadas como de maior retorno em menos tempo", continua. "Além do mais, investir em cultura é sempre gratificante".

De acordo com Rubens Ewald Filho, consultor e curador do projeto, a idéia é transformar Paulínia em uma área de grande movimento relacionado ao turismo cultural com a construção do Theatro Municipal de Paulínia - inaugurado em 2008 -, os estúdios (que receberão a visita de turistas) e o Museu da Imaginação, que ainda não foi inaugurado. Com atrações relacionadas ao cinema, rádio, televisão e mídias, o espaço tem projeto criado por Marcello Dantas, também criador do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo.

Além de atrair turistas à cidade, o Polo Cinematográfico de Paulínia tem como ideia atrair produções cinematográficas e publicitárias à cidade com a construção de estúdios, disponibilidade de locações e cidades cenográficas. Esta é a ideia do edital da prefeitura, que, num total de R$ 8 milhões, destina R$ 6 milhões para projetos de cinema e R$ 2 milhões para telefilmes. Este ano, somente serão aceitos projetos de ficção no edital de cinema. Os documentários podem ser inscritos na área de telefilmes.

Os projetos selecionados em cinema deverão ter, no mínimo, 25% das filmagens rodadas em Paulínia, o que movimentará a economia local. O que já está ocorrendo, aliás. Em 2008, dez longas-metragens foram filmados em Paulínia e empresas locais já começam a surgir para suprir as necessidades das equipes, especializando em serviços como catering - responsáveis pela alimentação das equipes em sets de filmagem - e transporte. "Queremos que ocorra o desenvolvimento de um segmento econômico", explica o Secretário de Cultura. "Com o fortalecimento do projeto, as pessoas perceberão que investir aqui vale a pena por que aqui a cultura é levada a sério", continua.

Envolver a comunidade nesse projeto é o grande desafio em 2009, de acordo com Alves, não somente na criação de empresas, mas também com a formação de mão de obra. "Este ano, a base do projeto está na formação de profissionais", afirma. "Por isso, a escola Magia do Cinema sofreu reformulações para envolver a comunidade", continua. "Percebemos que há poucos profissionais na cidade qualificados para trabalhar nas produções cinematográficas, então buscamos o fortalecimento desta área reformulando a grade de aulas para envolver os moradores."

Por falar em envolver a comunidade, a Paulínia Stop Motion, escola de animação do projeto, tem envolvido alunos no ensino fundamental da rede municipal, que têm participado da criação de filmes em animação. De 5 a 10 anos, os alunos trabalham na criação de cenários; para de alunos de 11 a 15 anos, foi criada uma estrutura curricular para habilitar profissionais de formação inicial. A grade inclui módulos de animação, roteiro, design e produção executiva. Desta forma, eles aprendem técnicas de animação em stop motion, utilizando peças de montar Lego. Estes estúdios de animação também estão disponíveis para profissionais e também têm recursos para a produção de efeitos especiais cinematográficos. "Estas parcerias auxiliam na atração de produções, mesmo que não estejam envolvidas com os editais da prefeitura", explica Ivan Melo, diretor de Projetos Especiais do Polo Cinematográfico de Paulínia.
 

·
Registered
Joined
·
24,517 Posts
Discussion Starter · #5 ·
Domingo, 12 de Abril de 2009
Paulinia anuncia edital de R$ 8 milhões e festival



O temor de que as eleições municipais de 2008 mudassem os rumos do Pólo Magia do Cinema, de Paulínia (cidade situada na região da Grande Campinas, interior paulista) e de seus dois principais projetos cinematográficos -- os editais de produção e o festival de cinema brasileiro -- não se confirmou.

Na manhã de quinta 02/04, em coletiva de imprensa, Emerson Alves, secretário de Cultura do município (de 70 mil habitantes e cenário de importante refinaria de petróleo) anunciou – na companhia de Rubens Ewald Filho e Ivan Melo – que o Pólo Magia do Cinema, editais e festival terão seqüência. E que a Secretaria de Cultura pretende realizar, em data a ser definida, um Festival de dedicado, por inteiro, à produção televisiva.

Emerson Alves anunciou, também, as novidades para a segunda edição do Festival Paulínia de Cinema: ele se fará acompanhar de Feira do Audiovisual (que ajude a abrir novos mercados para a produção nacional) e que será premiado um (único) roteiro, com R$ 45 mil, em vez de três roteiros com R$ 15 mil cada, como aconteceu ano passado.

O secretário Emerson Alves informou que a verba reservada para projetos de cinema e TV -- pela Prefeitura Municipal de Paulínia, para o ano de 2009 – é de R$ 8 milhões. Deste total, R$ 6 milhões serão destinados a projetos de cinema e R$ 2 milhões a projetos de TV.

O II Festival Paulínia de Cinema acontecerá de 9 a 16 de julho e distribuirá (pasmem!) R$ 650 mil em prêmios (com pequenas alterações em relação à primeira edição do evento). E as inscrições poderão ser feitas a partir da próxima segunda-feira, 6 de abril, até 5 de maio

As novidades do Edital 2009 de Paulínia Magia do Cinema são: 1. Só serão aceitos projetos já aprovados pela Ancine, 2. os projetos selecionados deverão ter, no mínimo, 25% das filmagens rodadas em Paulínia, 3. neste ano o fomento virá diretamente da Prefeitura, e não de empresas, 4. para cinema só serão aceitos filmes de ficção, 5. para TV os projetos poderão ser de minisséries, telefilmes e documentários.

O secretário anunciou ainda que “vai dar continuidade ao Pólo Cinematográfico de Paulínia e que, através dele, pretende gerar novos empregos na cidade”. E que reforçará “o lado sócio-educacional do projeto, dando ênfase a cursos profissionalizantes”. E que vai enfrentar um grande desafio: “incluir e envolver a sociedade de Paulínia e região no Projeto”.

EWALD & MELLO – O crítico de cinema, editor da Coleção Aplauso e apresentador do Oscar (na TV brasileira), Rubens Ewald Filho, e o produtor cultural, Ivan Melo, que participaram da coletiva, continuam exercendo, no Pólo Cinematográfico de Paulínia, as mesmas funções que exerceram ano passado: consultor/curador (o primeiro) e diretor de produção (o segundo). Do comando 2008 do I Fest Paulínia só não estará presente Tatiana Quintella, pois ela foi substituída, no cargo de secretária de Cultura de Paulínia, por Emerson Alves.

ESTÚDIOS - A coletiva foi realizada no primeiro estúdio pronto do Pólo Cinematográfico da cidade, criado há quatro anos pela Prefeitura Municipal de Paulínia. Mais quatro estúdios estão em fase de construção, sendo um com 1.200m2, um com 900m2 e dois com 600m2 cada.

MUSEU DA IMAGINAÇÃO - Além dos estúdios, o secretário anunciou a criação do Museu da Imaginação e o projeto da escola de animação “stop motion”, com cursos para crianças de cinco a 10 anos e de 11 a 16 anos, quando os alunos criam mini-produtoras para a realização de filmes de um minuto.

INSCRIÇÕES -- para o II FEST Paulínia no site www.pauliniamagiadocinema.com.br. Inscrições e regulamento do Edital de Cinema e TV estão disponíveis na Coordenação Geral do Festival, Secretaria de Cultura de Paulínia, Av. Pref. José Lozano de Araújo, 1551 Parque Brasil 500 – Paulínia – S.Paulo – cep. 13140-000 - Paulínia – SP ou pelos tels. 3874.5700, 3874.5705, email: [email protected].
 
1 - 5 of 5 Posts
Top