SkyscraperCity banner
Status
Not open for further replies.
1 - 9 of 9 Posts

·
Mameluco sangue azul
Joined
·
20,420 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Publicado em 30.05.2008

Carla Seixas

[email protected]

O pólo farmacoquímico de Goiana terá efetivamente o início das obras do seu empreendimento âncora, a Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás). As intervenções de terraplenagem têm início no próximo dia 5, quando o governo programa uma solenidade de apresentação dos projetos, tanto do sistema viário, quanto da planta industrial da empresa, e dá início a preparação do terreno. O custo da primeira etapa é de R$ 3,2 milhões e deve ser bancado em sua maioria pelo caixa estadual, algo que ficou acordado durante as negociações de instalação do empreendimento estimado em US$ 80 milhões.

O Estado evita falar sobre atraso nas obras, mas admite que devia ter iniciado a terraplenagem, dragagem e o sistema viário há mais tempo, mas encontrou alguns problemas, como as questões orçamentárias, por exemplo. “Mesmo assim, estamos mantendo o prazo para ter a Hemobrás operando em 2010. Essa etapa de preparação do terreno será feita em 150 dias. Depois, deve ter início a planta industrial”, explica o diretor de Novos Negócios da Agência de Desenvolvimento de Pernambuco (AD Diper), Agnaldo Nunes.

Ele ressalta que na primeira etapa de terraplenagem serão gerados 15 postos de trabalho e, em agosto, quando o inverno estiver no final, serão cerca de 50 pessoas atuando na obra de responsabilidade da construtora Camilo Brito. A área total do empreendimento é de 24,5 hectares.

A Hemobrás foi oficialmente criada em 2004 e será responsável pela produção de hemoderivados a partir do plasma. Em Goiana, serão produzidos hemoderivados como albumina, imunoglobulina, fatores VIII e IX de coagulação, complexo protrombínico e fator von willebrand. Da produção serão atendidos pacientes do Sistema Único de Saúde que precisam de medicamentos hemoderivados. Será a auto-suficiência brasileira nesse segmento. A tecnologia para o empreendimento é francesa com a unidade de Pernambuco sendo a única na América Latina com tal capacidade de produção.

Para o tão propagado pólo farmacoquímico ainda se espera o empreendimento da Novartis, que produzirá vacinas para meningite, com aporte de US$ 500 milhões, e uma unidade do Lafepe Química, ainda em fase de definição.

Fonte: Jornal do Commércio
 

·
Viva o Frevo
Joined
·
30,387 Posts
E a Mata Norte tbm começa a despontar no cenário da nova economia pernambucana.
 

·
Mameluco sangue azul
Joined
·
20,420 Posts
Discussion Starter · #4 ·
Fico feliz pois esse pólo na Mata Norte tem tudo para beneficiar não somente Pernambuco. Pela proximidade, se Deus quiser e os políticos permitirem, a Paraíba também vai sair lucrando.
 

·
Registered
Joined
·
1,463 Posts
COm certeza, esta obra vai beneficiar Pernambuco do Norte e Paraíba do Sul!!!!! :banana: :banana:
E vai gerar mais integração entre os Estados, principalmente entre as duas RMs!!!! Será que vai ser o incentivo que falta pra RMR crescer definitivamente pro norte e a RMJP pro sul, em direção uma da outra? :banana:
 

·
Mameluco sangue azul
Joined
·
20,420 Posts
Discussion Starter · #7 ·
^^ Bem lembrado, Manu. É capaz sim. Será que é de onde menos se espera que vai surgir a primeira megalópoles brasileira? :D

Eita!!! Ia ser o pontapé que faltava para a criação de Paraibuco!!!! :banana:
 
1 - 9 of 9 Posts
Status
Not open for further replies.
Top