SkyscraperCity banner

3921 - 3940 of 4119 Posts

·
Alexandre Alencar
Joined
·
358 Posts
Por enquanto a azul. Creio que a Latam como já usa em slz deve trazer pra cá em breve. Mas pelo q eu entendi a azul só vai operar essa aeronave no trecho THE-VCP por enquanto
O da Latam é o a321 normal, enquanto o da azul é uma versão nova, como disse no post anterior, a tam tentou fazer a troca algumas vezes mas era sempre indeferido pela infraero, possivelmente por questões técnicas. Quanto ao preço pode ser que tenha uma diminuição, já que são 40 assentos a mais por voo.
 

·
Registered
Joined
·
40 Posts
Acho que passou despercebido durante a pandemia, mas o Luxor Hotel agora é da bandeira Soft, da All Hotelaria. Parece que são duas unidades, em Teresina e São Luís, proposta de hotelaria econômica com uma pegada descolada, algo no estilo do Ibis Styles, ao que parece.

 

·
Registered
Joined
·
40 Posts
E o Real Palace velho de guerra, na Areolino de Abreu, agora é da rede OYO (que, até onde eu sei, são hotéis beeeeeeem simples, como o próprio RPH, fiquei em um no interiorzão de Minas uma vez).
 

·
Registered
Joined
·
2,866 Posts
E o Real Palace velho de guerra, na Areolino de Abreu, agora é da rede OYO (que, até onde eu sei, são hotéis beeeeeeem simples, como o próprio RPH, fiquei em um no interiorzão de Minas uma vez).
O real palace não é tão simples comparado com os hotéis da OYO não...
 

·
Alexandre Alencar
Joined
·
358 Posts
E o Real Palace velho de guerra, na Areolino de Abreu, agora é da rede OYO (que, até onde eu sei, são hotéis beeeeeeem simples, como o próprio RPH, fiquei em um no interiorzão de Minas uma vez).
Boa parte dos hoteis da oyo eram motéis bem ruinzinhos. Já fiquei em 2 oyos, não é luxuoso, mas o preço é bem em conta, principalmente pelo aplicativo. Pra mim já é um bom upgrade qualquer hotelzinho se filiar a OYO.
 

·
Registered
Joined
·
670 Posts
Boa parte dos hoteis da oyo eram motéis bem ruinzinhos. Já fiquei em 2 oyos, não é luxuoso, mas o preço é bem em conta, principalmente pelo aplicativo. Pra mim já é um bom upgrade qualquer hotelzinho se filiar a OYO.
Recentemente pernoitei em Tianguá retornando de Fortaleza. Ao pesquisar hospedagem, vi um hotel dessa rede para o qual as avaliações são assustadoramente negativas.
 

·
Alexandre Alencar
Joined
·
358 Posts
Recentemente pernoitei em Tianguá retornando de Fortaleza. Ao pesquisar hospedagem, vi um hotel dessa rede para o qual as avaliações são assustadoramente negativas.
Bom, minha única reclamação do local que eu fiquei foi de não ter luggage, mas que foi rapidamente resolvido por outro hotel da rede oyo que aceitou ficar com minhas bagagens depois do check-out
 

·
Registered
Joined
·
869 Posts
Boa noite pessoal...10 meses longe do fórum e lendo aos poucos pra me atualizar dos "babados".

Enquanto isso, duas perguntas:

1- o que é aquela edificação sendo erguida rente à av. Duque de Caxias, próximo do atacadão e de um posto de combustíveis ?

2- o Hotel Luzeiros ainda sai ? Alguma notícia ?
 

·
Registered
Joined
·
40 Posts
Acho que, até pelo fato de serem muitos hoteis filiados à rede, existe uma variação muito grande entre eles. Concordo com o Ângelo, que disse que o RPH, apesar de modesto, está acima do padrão médio da bandeira. Assim como existem Ibis e Ibis, Transaméricas e Transaméricas, Blue Trees e Blue Trees, existem OYOs e OYOs, o cliente sempre tem que procurar se informar sobre o hotel antes de reservar, bandeira não garante qualidade. E, para um hotel simples como o RPH, concordo contigo que se associar a uma bandeira já deve atrair clientes que, de outra forma, não chegariam até ele; estar acima do padrão da rede já fará com que o hóspede se surpreenda positivamente e, talvez, gere um review favorável. Se não implicar em custos extras importantes, acho que pode ter sido um movimento inteligente dos donos.

Boa parte dos hoteis da oyo eram motéis bem ruinzinhos. Já fiquei em 2 oyos, não é luxuoso, mas o preço é bem em conta, principalmente pelo aplicativo. Pra mim já é um bom upgrade qualquer hotelzinho se filiar a OYO.
 

·
Registered
Joined
·
743 Posts
Boa noite pessoal...10 meses longe do fórum e lendo aos poucos pra me atualizar dos "babados".

Enquanto isso, duas perguntas:

1- o que é aquela edificação sendo erguida rente à av. Duque de Caxias, próximo do atacadão e de um posto de combustíveis ?

Deve estar se referindo ao North Mix Condomínio da Tropical.

816480
 

·
Registered
Joined
·
2,866 Posts
Boa noite pessoal...10 meses longe do fórum e lendo aos poucos pra me atualizar dos "babados".

Enquanto isso, duas perguntas:

1- o que é aquela edificação sendo erguida rente à av. Duque de Caxias, próximo do atacadão e de um posto de combustíveis ?

2- o Hotel Luzeiros ainda sai ? Alguma notícia ?
Nem me lembrava mais do Luzeiros... boa pergunta. Quanto a 1 deve ser o North Mix mesmo. Inclusive eles iam lançar a fase 2 devido ao sucesso da primeira, mas acho que abortaram a ideia
 

·
Registered
Joined
·
910 Posts
Sobre o PPP do Centro de Convenções.
No dia 21/08/2019 foi realizada a primeira licitação onde, no dia 25/09, não apareceu nenhum interessado.
No dia 01/11/2019 foi realizada a segunda licitação e não ocorreu. Foi adiada, pasmem, 11 vezes. E só depois de mais de um ano, mas precisamente no dia 26/11/2020 é que foi realizada e o resultado? Outra vez não apareceu nenhum interessado.
 

·
Alexandre Alencar
Joined
·
358 Posts
Sobre o PPP do Centro de Convenções.
No dia 21/08/2019 foi realizada a primeira licitação onde, no dia 25/09, não apareceu nenhum interessado.
No dia 01/11/2019 foi realizada a segunda licitação e não ocorreu. Foi adiada, pasmem, 11 vezes. E só depois de mais de um ano, mas precisamente no dia 26/11/2020 é que foi realizada e o resultado? Outra vez não apareceu nenhum interessado.
O Sesc, SRP e aquela casa de shows não atrapalham a atratividade desse centro de convenções?
 

·
Registered
Joined
·
40 Posts
Acredito que não, até porque as atividades-fim são diferentes. Nem o SESC, nem o SRP nem o Theresina Hall abrigariam algo como um congresso médico, por exemplo, a estrutura que tais eventos demandam é completamente diferente - ao contrário, seria até bom ter espaços culturais e shoppings próximos ao CC, já que os usuários tendem a se hospedar em hoteis também próximos. Acho que o que pega é a completa inviabilidade DAQUELE centro de convenções como é e onde está. O TJ-PI, por exemplo, quando se viu subdimensionado naquela vizinhança, construiu um prédio várias vezes maior em outro local, mais confortável, mais apropriado, e com espaço para crescer. Insistir em reformar o velho prédio do Centro do Convenções no mesmo espaço já condenado (sem estacionamento, sem possibilidade de ampliação, com um sem-número de outros prédios na vizinhança gerando trânsito e dificultando o acesso) sem nem mesmo ampliá-lo, só redimensionando os espaços internos, é carimbar a impossibilidade de lucro; se funcionar um dia, melhor pra Teresina ter um meia-sola do que nenhum, mas aí, só com o governo bancando o custo. Duvido que um centro de convenções novo e moderno em um local amplo e próximo (Avenida Pietrogrande ou Ladeira do Uruguai, por exemplo), com um grande estacionamento, equipamentos modernos e auditórios de variados portes (incluindo um realmente grande), além de um pavilhão de exposições capaz de abrigar confortavelmente os estandes dos patrocinadores de um determinado evento, não atraísse o olho da iniciativa privada. Demanda existe, mas, nessa crise, quem vai injetar dinheiro em uma coisa natimorta?

O Sesc, SRP e aquela casa de shows não atrapalham a atratividade desse centro de convenções?
 

·
Registered
Joined
·
2,866 Posts
Governo Federal coloca a Serra da Capivara na lista de concessões à iniciativa privada

O parque nacional Serra da Capivara, localizado na região de São Raimundo Nonato, está entre as nove unidades de conservação que foram colocadas para concessão pelo governo federal. Além da Serra da Capivara estão na lista Serra dos Órgãos (RJ), Jaú (AM), Serra da Bodoquena (MS), Anavilhanas (AM), Chapada dos Guimarães (MT), Serra da Bocaina (RJ), Ubajara (CE) e a Floresta Nacional de Brasília (DF).

As concessões fazem parte do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). Segundo o Ministério do Meio Ambiente (MMA), com a medida, os parques passam a integrar uma lista selecionada para buscar novos modelos de gestão de serviços públicos, visando atrair investimentos nacionais e estrangeiros.

Ainda de acordo com o MMA, o concessionário fica responsável pela segurança e manutenção do local, incluindo a contratação da brigada de incêndio.

"Mais do que isso, o concessionário deve executar investimentos obrigatórios, como serviços de hospedagem, manutenção de trilhas e outros atrativos, beneficiando visitantes e população do entorno a curto prazo", informa a pasta.

O MMA destaca que as concessões ajudam a aumentar a visitação e geram emprego e renda para a população da região, trazendo equilíbrio entre desenvolvimento econômico e proteção ambiental.

O Parque Nacional da Serra da Capivara foi criado através do Decreto de nº 83.548 de 5 de junho de 1979, com área de 100 000 hectares. A proteção ao Parque foi ampliada pelo Decreto de nº 99.143 de 12 de março de 1990 com a criação de Áreas de Preservação Permanentes adjacentes com total de 35 000 hectares.

Pelo seu valor histórico e cultural, a Serra da Capivara foi declarada pela Organização das Nações Unidas pela Educação, Ciência e Cultura (Unesco), em 1991, Patrimônio Cultural da Humanidade.

 
3921 - 3940 of 4119 Posts
Top