Skyscraper City Forum banner
Status
Not open for further replies.
1 - 13 of 13 Posts

·
Baiano sim senhor!
Joined
·
41,959 Posts
Discussion Starter · #1 ·
27/06/2008

A Bahia apresentou um crescimento no PIB de 5,6%, numa comparação entre o primeiro trimestre de 2008 e o mesmo período de 2007, resultado da análise realizada pela Equipe de Contas Regionais da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais (SEI), autarquia da Secretaria de Planejamento (Seplan).

Segundo o Secretário de Planejamento, Ronald Lobato, o desempenho da economia baiana no primeiro trimestre é extremamente positivo, atendendo às expectativas do governo para o período. O Diretor Geral da SEI, Geraldo Reis, enfoca que este crescimento teve como suporte, principalmente, o desempenho do setor de serviços e da indústria, com destaque para a construção civil.

Em relação à indústria, a variação foi de 6,6%, refletindo o crescimento da Construção Civil de 10,7%, acompanhado da indústria de Transformação (4,6%) e Extrativa Mineral (3,8%). Sobre este setor, é importante destacar que os dois segmentos pertencentes a indústria de Transformação que apresentaram desempenhos significativos foram papel e celulose (22,3%) e metalurgia (8,3%). Com resultados menos ostensivos, a produção de refino de petróleo (1,4%) e de automóveis (1,4%) também apresentaram expansão no primeiro trimestre de 2008 em comparação ao mesmo período de 2007. O segmento de alimentos e bebidas foi o único que retraiu a produção, -1,2%.

Conforme os dados, a variação dos serviços expandiu 5,4% no primeiro trimestre de 2008. O destaque foi o comércio (atacadista e varejista) que teve um desempenho de, aproximadamente 10,7%. A Pesquisa Mensal de Comércio (PMC/IBGE) demonstra que o segmento do comércio varejista acumulou variação de 8,8%, mas embora esta taxa seja elevada ela apresenta queda em relação ao mesmo período do ano passado, que foi de 11,2%.

No período de janeiro a março de 2008, o comércio exterior da Bahia também obteve um resultado positivo. Na comparação com o mesmo período de 2007, as exportações totais representaram um crescimento de 26,5%, total de US$ 1,960 bilhão. As importações registraram crescimento de 25,1%, US$ 1,673 bilhão, resultando um saldo comercial de US$ 287 milhões. O desempenho positivo do comércio exterior baiano pode ser demonstrado através da base corrente de comércio (exportações + importações) que registrou crescimento de 25,8% no período.

Sobre os demais serviços, os setores que se destacaram foram de administração pública e de transporte. O primeiro setor teve uma evolução de 1,7% na comparação com o período de janeiro a março de 2007. Em relação ao setor de transportes, que expandiu 8,8%, pode-se sublinhar a evolução dos transportes hidroviários (15%) e aéreo (2,7%).

Agropecuária

A expansão da agropecuária nos primeiros meses de 2008 foi pequena em relação às outras atividades econômicas. O setor representou variação apenas de 0,8% no volume de produção em comparação ao mesmo período do ano passado, o que acabou diminuindo o crescimento da atividade econômica na Bahia. A Equipe de Contas Regionais da SEI ressalta que o cálculo trimestral considera apenas as culturas com o total ou parte das safras colhidas no período, respeitando-se os seus pesos relativos na atividade.

Na comparação entre o primeiro trimestre de 2008 e o mesmo período de 2007 importantes lavouras apresentaram retração na produção, a exemplo da mandioca (-2%) e da cana-de-açúcar (-0,7%). Soma-se a esses fatores, os grandes incrementos registrados, no primeiro trimestre de 2007, em comparação a 2006, das produções de feijão, soja e milho, de forma que em relação ao primeiro trimestre de 2008 a base de comparação estava bastante elevada.

Em relação aos resultados positivos no primeiro trimestre de 2008 merecem destaque os incrementos nas produções de café (7,8%) e cacau (4,5%). A ampliação nos rendimentos médios, nos preços de venda, bem como as melhorias nas técnicas de produção são as principais razões para o bom desempenho registrado nessas duas culturas.

As estimativas para o café – incremento de 7,8% na produção em comparação com a safra do primeiro trimestre de 2007 - resultam basicamente do rendimento médio da lavoura (aumento de 5,7%). O Diretor de Estatísticas da SEI, Edmundo Figueirôa, chama a atenção para os bons indicadores de produção em 2008, devido a bianualidade da lavoura e às chuvas que acontecem de forma mais constante nas principais regiões produtoras.

“A estimativa para o desempenho anual das lavouras baianas em 2008 é de um crescimento superior a 6,9%. A safra de grãos do estado deve bater recorde histórico de produção, com aproximadamente 6,4 milhões de toneladas e expansão no volume de produção próximo a 5% em relação à safra de 2007”, analisa Figueirôa.

Fonte:Agecom
 

·
Registered
Joined
·
2,448 Posts
Também acho Cerrrado.
Mas realmente os números do PIB baiano não tem me animado nem um pouco.
Ao que eu tenho visto, estamos crescendo, mas em ritmo mais lento que os outros, ou seja, estamos perdendo terreno na economia nacional.
Um exemplo: ao invés de estarmos chegando cada vez mais perto do Paraná, estamos é nos afastando e DF e SC se aproximando (se já não passaram).
 

·
BAHIA
Joined
·
1,731 Posts
achoq o periodo é de retomada, terminaremos com um índice melhor...
 

·
Baiano sim senhor!
Joined
·
41,959 Posts
Discussion Starter · #9 ·
^^
Com certeza, principalmente com a implantação das novas indústrias e o instalação das grandes mineradoras em diversos locais do território baiano.
 

·
Registered
Joined
·
529 Posts
Realmente, crescimento de 5,6% para a Bahia e para o Nordeste é muito baixo, porque assim como os países emergentes como a China que crescem o dobro da média mundial, o Nordeste também é emergente em relação ao Sudeste e Sul. O nordeste ainda merece mais atenção, 5,6% tá bom mas tá pouco.
 
1 - 13 of 13 Posts
Status
Not open for further replies.
Top