SkyscraperCity banner
1 - 20 of 27 Posts

·
Registered
Joined
·
5,770 Posts
Discussion Starter · #1 ·
População: 142.000 habitantes

Localização: Vale do Paraiba

Distancias: São Paulo- 136 km, São Jose dos Campos- 88 km, Rio de Janeiro- 270 km, Ubatuba- 110 km, Campos do Jordão- 43 km













































 

·
Flvmen fulmini flexit
Joined
·
1,305 Posts
À exceção de sjc, parece que todas as cidades do vale tem pequena densidade se comparadas a outros municípios de mesmo porte no estado de são paulo. Pinda parece bairro suburbano de uma cidade grande, apesar de ser bem arrumadinha.
 

·
Inconsciente Coletivo
Joined
·
6,114 Posts
As cidades paulistas são mais horizontais, mais espalhadas! São poucas as que optam pela verticalização! Ma isso não quer dizer que a cidade não seja desenvolvida! Pindamonhangaba por exemplo, é a maior processadora de alumínio reciclável do Brasil, atualmente, é uma atividade muito lucrativa! :)
 

·
Banned
Joined
·
566 Posts
É uma cidade antiga, da época aurea do café no Vale do Paraíba.

Enquanto cidades como SJC receberam indústrias e cresceram, Pindamonhangaba ficou estagnada no tempo.

Mas está até bem cuidadinha, será que o Chuchu deu uma mãozinha?
 

·
Indústria da Multa S.A.
Joined
·
6,320 Posts
Hum... bonitinha... :D

A melhor atração turística daquela cidade é o Pico do Itapeva, no alto da Serra da Mantiqueira. De lá, em dias claros, dá para ver todo o Vale do Paraíba... porém, o acesso se dá apenas por Campos do Jordão.
 

·
Banned
Joined
·
985 Posts







Nunca imaginei que P... tivesse predios historicos tão lindos

:applause: :applause: :applause:
 

·
Avatar: Juca Pato
Joined
·
4,575 Posts
Acho Pindamonhangaba uma bela cidade, é uma das cidades mais antigas do Estado, do Século XVII, assim como a sua igreja.

As fotos não revelam bem o que é a cidade, mas enfim, estão boas, algumas em ângulos bem diferentes.

Pindamonhangaba, do Tupi "lugar aonde se fabricam anzóis" ou algo do tipo.

Os Prédios das estações da EFCJ e da antiga EFCB são muito bonitos também.

Valeu pelas fotos Luiz :eek:kay:
 

·
Registered
Joined
·
1 Posts
Tive a oportunidade de passar por Pinda este dias atrás, ela está totalmente renovada, o atual prefeito que foi reeleito, deu uma nova cara para a cidade, asfaltou todo o centro, fez rotatória, anel viário e outras obras que deixou a cidade mais moderna visualmente.
 

·
Banned
Joined
·
872 Posts
Linda cidade, riqueza de patrimônio histórico, e um dos maiores centros industriais do vale do paraíba paulista!
Belas fotos!
Como Sorocaba, a cidade também "sofre" com a movimentação dos trens na área urbana!(a diferença que a primeira, a passagem não interrompe, mas são poucas as passagens que permitem atravessá-las, creio que em breve pelo menos umas 4 surgirão, como também em Pinda!)
O interessante é que Sorocaba já está "calejada" pela linha do trem e este já tem um traçado que não atrapalha tanto assim, mas em áreas de expansão populacional rápida(zona norte e oeste) ela cria percalços no deslocamento do tráfego viário! e a tendência é complicar mais ainda com o grande crescimento que a cidade terá com as novidades da toyota, aeroporto, etc!
 

·
Pindatown
Joined
·
13 Posts
“Pinda tem a melhor qualidade de vida do Vale do Paraíba”, aponta Gazeta Mercantil

Sei lá a veracidade da noticia...

O Atlas do Mercado Brasileiro, publicado anualmente pela Gazeta Mercantil, traz Pindamonhangaba como o melhor município em qualidade de vida do Vale do Paraíba e região, 14º no Estado de São Paulo e 54º do Brasil. Foram analisados 5.562 municípios no Brasil e 645 no Estado.

Pindamonhangaba aparece como a cidade com melhor qualidade de vida do Vale do Paraíba no “Atlas do Mercado Brasileiro”, publicado pelo jornal Gazeta Mercantil, uma das mais conceituadas publicações do mercado nacional.

O Atlas aponta as 300 cidades brasileiras com melhor qualidade de vida. No ranking do Atlas, Pinda é 14ª do Estado de São Paulo e 54ª melhor cidade do país. O resultado obtido coloca a cidade acima média nacional – ou seja – as cidades classificadas até a 113ª posição. Segundo a classificação adotada pela Gazeta Mercantil estão na média nacional as cidades classificadas entre a 114ª e a 198ª. As cidades posicionadas entre a 199ª e a 300ª posição, embora ranqueadas, estão abaixo da média ideal de qualidade de vida.

Para a elaboração da lista, a publicação levou em consideração a eficiência da administração municipal, que segundo a Confederação Nacional dos Municípios está ligada à criatividade na gestão pública.

A reportagem, de autoria de Cíntia Shimokomaki, explica que o sucesso da administração pública e a eficiência da gestão de uma prefeitura são avaliados pela melhoria da qualidade de vida dos munícipes. E que, para tanto, é preciso reconhecer as características de cada cidade e gerir com criatividade.

Cidades que aparecem no ranking
A cidade que está em primeiro lugar no ranking é Ananindeua, no Pará. Localizada na Grande Belém, é o segundo município mais populoso do estado, com cerca de 484.278 habitantes, numa área territorial de cerca de 185 km², de acordo com dados de 2007 do IBGE. O município classificado em 300º é Uruguaiana, no Rio Grande do Sul.

Do Vale do Paraíba, aparecem no ranking Guaratinguetá em 92º, Taubaté em 184º, Caçapava em 192º, São José dos Campos em 257º, e Jacareí em 294º.

Maior poder às prefeituras
As prefeituras começaram a ter mais responsabilidade a partir de 1988, quando a Constituição Federal descentralizou as políticas públicas e atribuiu maior poder às prefeituras. A partir daí, os municípios passaram por um processo de aprendizado para administrar seus recursos de forma sustentável e eficiente.

Segundo o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, a maioria dos municípios é considerada saudável: dos 5.562 municípios do país, apenas seis possuem dívidas acima do limite e estão se adequando à lei.

O avanço também pode ser notado em benefícios à sociedade. Segundo pesquisa mais recente da CNM, houve uma melhora significativa na área social, principalmente na contratação de professores com formação superior e no aumento de recursos à área de saúde. O gasto dos municípios com educação cresceu de 28,9% da receita corrente líquida para 30,2%. Por sua vez, o investimento em saúde subiu de 16,1% para 19,1% da receita corrente líquida no mesmo período, aponta a entidade.

Em Pindamonhangaba, tanto a saúde, quanto a educação, recebem mais de 25% do orçamento.
 
1 - 20 of 27 Posts
Top