SkyscraperCity banner
Status
Not open for further replies.
1 - 18 of 18 Posts

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Unidade de observação astronômica recebeu do governo federal aparelhos no valor de R$ 700 mil para modernizar projetor, mas não tem onde montá-los. Cobertos de poeira, eles estão sem uso desde 2007

Um patrimônio de R$ 700 mil está encaixotado em uma saleta de nove metros quadrados na Unidade de Administração Geral da Secretaria de Ciência e Tecnologia do DF. O local onde são guardados os equipamentos de alta tecnologia é o mesmo usado para armazenar pilhas de papéis que fazem parte do arquivo da unidade. Dentro das quatro caixas de madeira empilhadas no canto há mais de um ano estão lâmpadas, motores e lentes responsáveis por modernizar o projetor do Planetário de Brasília. A compra dos equipamentos seria a chance do GDF reabrir o local que encantou os brasilienses até 1997, mas, agora, o governo corre o risco de ser obrigado a devolver o dinheiro ao Ministério da Ciência e Tecnologia, financiador do projeto.

Com o tempo em que está no almoxarifado, o material pode se deteriorar ou ficar desatualizado. As caixas de madeira estão lacradas, mas acumulam poeira. Além disso, a sala não tem sistema de climatização capaz de proteger os equipamentos. “A gente evita mexer para não danificar nada”, conta o gerente de Material e Patrimônio da Secretaria de Ciência e Tecnologia, Saulo de Tarso Reis. Apesar do cuidado, os itens são extremamente sensíveis à poeira e à umidade. “São equipamentos óticos e eletrônicos suscetíveis às variações do clima e que precisam ser bem acondicionados. A sala deve ter um tipo de absorvente de umidade, tem que ser seca e não pode ter poeira”, ressalta José Leonardo Ferreira, doutor em ciências espaciais e professor do Instituto de Física da Universidade de Brasília (UnB).

Tudo parado
O ministério, por meio da Secretaria de Ciência e Tecnologia para a Inclusão Digital, liberou os recursos graças a um convênio firmado em 2004 entre os governos local e federal para a reabertura do planetário. No acordo, o GDF seria responsável por reformar o prédio abandonado no Eixo Monumental para permitir a instalação dos aparelhos responsáveis por transformar a tecnologia do projetor, ainda analógica, em digital. Mas a contrapartida do governo local nunca foi dada e não há previsão para início da reforma do planetário.

Inicialmente, o GDF teria dois anos para cumprir sua parte no acordo com o governo federal, mas o prazo encerrou-se em 2006. O Ministério da Ciência e Tecnologia prorrogou-o inúmeras vezes — quatro secretários passaram pela Secretaria de Inclusão Digital nesse período —, mas decidiu encerrar o contrato em janeiro deste ano e aguarda a prestação de contas do GDF. Depois de analisar as justificativas que serão apresentadas, o atual secretário do MCT, Joe Valle, decidirá se pede ou não o dinheiro de volta. “O que nós queremos é a aplicação dos recursos investidos. Não temos interesse em recebê-los. Quem perde com isso é a comunidade.” Assim, bastaria uma sinalização do GDF de que a obra será, enfim, iniciada, para que o ministério siga com o convênio.

Há um projeto pronto para a reforma do planetário e a obra já foi inclusive licitada. A Soltec Engenharia Ltda. ganhou a concorrência, em janeiro, para executar a reforma, orçada em R$ 7 milhões e com prazo de execução de oito meses. Pelo projeto, parte do prédio atual será demolida e o planetário ganhará um museu de ciência e tecnologia, que funcionará no local dos aquários que nunca funcionaram (veja Memória), oficinas de tecnologia e um cybercafé. Mas o GDF não tem dinheiro em caixa para bancar a obra. “A Secretaria de Obras e o governador (José Roberto Arruda)têm interesse de começar a obra logo”, garante o chefe da Unidade de Administração Geral da Secretaria de Ciência e Tecnologia, Saulo de Oliveira Duarte.

Via láctea
Sem o planetário, as crianças do DF perdem a oportunidade de visualizar como funciona o espaço, o sistema solar e Brasília fica de fora da rota internacional de astronomia. Ano que vem, astrônomos do mundo inteiro comemorarão os 400 anos da invenção da primeira luneta, feita por Galileu Galilei, e 2009 será o Ano Internacional da Astronomia. Além disso, o Brasil será a sede da reunião anual da União Internacional de Astronomia. Rio de Janeiro, João Pessoa, Porto Alegre e Belém receberão eventos do encontro, mas a capital não está incluída na programação por não ter um planetário. “A geração mais nova brasiliense nunca visitou um planetário. O governo pode até fazer parcerias para realizar essa obra, tão importante para a cidade”, comenta o deputado distrital Cabo Patrício, líder do PT na Câmara Legislativa.

À margem das estrelas

O Planetário de Brasília foi projetado com a idéia de unir o céu e o mar. Por isso, o arquiteto Sérgio Bernardes planejou fazer 16 aquários para ocupar o piso superior do prédio, inaugurado em 1974. No subsolo, funcionariam tanques para armazenar os peixes. Mas nem na fase de testes a idéia deu certo. As estruturas que seguravam as lâminas de vidro não suportavam a força da água e ocorriam vazamentos. Apenas um mês depois do planetário ser inaugurado, precisou ser fechado pela primeira vez.

Nunca se encontrou uma solução para os vazamentos e os módulos foram simplesmente abandonados. Mas as infiltrações tomaram conta da estrutura. Em 1975, o planetário foi reaberto, mas os problemas continuaram. Em 1979, o prédio fechou as portas novamente. Após um ano sem funcionar, o local volta a receber o público, mas só até 1985, quando é fechado novamente. Em 1997, problemas sérios como infiltração, mofo, sujeira e projetor quebrado provocaram a necessidade de uma reforma urgente no planetário, mas ele nunca mais foi aberto.

O planetário tem 3 mil metros quadrados de área construída e fica em um lugar privilegiado: entre a Torre de TV e o Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Mesmo assim, é considerado o peixinho feio do canteiro central do Eixo Monumental. De portas fechadas há 11 anos, o cenário é desolador. O local está tomado por entulhos e sujeira, teias de aranha se acumulam pelas paredes. As 137 poltronas da sala de projeção também estão danificadas: muitas estão rasgadas e quebradas. Fios aparecem em todo lugar e o simulador das estrelas precisa de reparos.

O espaço hoje é muito diferente dos tempos em que recebia 1,5 mil visitantes por semana. Na década de 1990, a programação dava atenção a todo tipo de público. Crianças de 4 a 8 anos assistiam ao Robozinho Blitz e as Estrelas. A garotada de até 12 anos curtia Pedrinho e o vagalume. Adolescentes, jovens e adultos se distraíam com Viagem pelo sistema solar e A Terra do Cosmos. O planetário funcionava de terça-feira a domingo, com dias especialmente dedicados a alunos de escolas públicas e particulares do DF. Depois de 11 anos fechado, porém, muitos brasilienses que foram crianças nos anos de 1990 e aqueles que são nos anos 2000 nunca entraram em um centro de astronomia (na capital) e não guardam o brilho das estrelas na memória. (GR)

Fonte: http://www2.correiobraziliense.com.br/cbonline/cidades/pri_cid_133.htm?
 

·
Registered
Joined
·
6,037 Posts
Poderiam reformá-lo logo para os estudantes terem algum atrativo na aprendizagem! Eu aprendo melhor, se vejo imagens...... ;)
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
Discussion Starter · #3 ·
^^ Não é possivel mizifi, vc é estudante... Mas eu concordo contigo, mas está o maior lenga lenga, parece má vontade em reformar o lugar.
 

·
Registered
Joined
·
1,008 Posts
Cresce pressão pela reforma do planetário

Correio Braziliense

Publicação: 20/06/2008 08:48 Atualização: 20/06/2008 08:50

Deputados distritais, pesquisadores, e funcionários da Secretaria de Ciência e Tecnologia vão se reunir com o governador José Roberto Arruda para cobrar do governo a reforma do Planetário de Brasília, fechado há 11 anos. Em audiência com o chefe da Unidade de Administração-Geral da Secretaria de Ciência e Tecnologia do DF, Saulo de Oliveira Duarte, na última terça-feira (17/06), o deputado cabo Patrício, líder do PT na Câmara Legislativa, pediu a audiência com o governador. Saulo comprometeu-se a marcar uma data na agenda de Arruda em breve.

Cabo Patrício quer assegurar que a reforma do prédio, orçada em R$ 7 milhões, comece antes que o GDF seja obrigado a devolver ao governo federal R$ 700 mil. O dinheiro foi liberado em 2004 pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, mas o contrato venceu em janeiro deste ano e o GDF pode ser obrigado a ressarcir o Tesouro Nacional. Os equipamentos, lâmpadas, motores e lentes alemãs, foram comprados há mais de um ano, mas estão encaixotados em uma sala de nove metros quadrados no canto de uma sala da Unidade de Administração-Geral da Secretaria de Ciência e Tecnologia do DF.

Fonte:
http://www.correiobraziliense.com.b...sao=13&id_noticia=14120/noticia_interna.shtml
 

·
Registered
Joined
·
6,037 Posts
^^ Não é possivel mizifi, vc é estudante... Mas eu concordo contigo, mas está o maior lenga lenga, parece má vontade em reformar o lugar.
Eu não sou estudante, mizifi... mas, em beve, retomarei os estudos! :cheers:

Você poderia mandar 1 e-mail pros Deputados cobrando a reforma, o que acha mizfi!? :)
 

·
Registered
Joined
·
9,010 Posts
Já fui nesse planetário duas vezes, há váááários anos atrás, hehe. Inesquecivel aquelas imagens projetadas no teto. Parecia cinema panorâmico reproduzindo documentário de Astronomia. :)

Deve ser recuperado o mais rápido possível! Quero voltar a ver aquelas estrelas! ;)
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
Discussion Starter · #7 ·
^^ Concordo contigo, pois toda aquela região está sendo revitalizada vide reforma do Centro de Convenções, reforma e ampliação do Clube de Choro, um pouco mais distante a Sala Kassia Eller, mas também precisa melhorar em muito iluminação e calçamento naquele trecho, do Planetário até o Setor Hoteleiro Norte e Setor Hoteleiro Sul.
 

·
Registered
Joined
·
9,010 Posts
^^
A parte mais cara deve ser a compra de um novo projetor. O atual é um Carl Zeiss Spacemaster, velho de guerra:



Os mais modernos são os Carl Zeiss Universarium Mark IX:

 

·
Registered
Joined
·
2,292 Posts
Uma pena é sempre bom ir em planetários, o de Goiânia é passeio obrigatório pra aluno de ensino fundamental hehe. Sò não sei se possui equipamentos muito modernos não entendo disso.
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
Discussion Starter · #10 ·
^^ Olha se tem e está em funcionamento não importa muito em termos tecnologicos, pelo menos está funcional, e o de Brasília, está tudo encaixotado e sem previsão de abertura.
 

·
Registered
Joined
·
6,037 Posts
Uma pena..... o Clube do Choro já está sendo reformado, moçada? Alguém sabe dizer?!
 

·
Eu mesmo!
Joined
·
3,976 Posts
nossa...lembro disso...quando tava no jardim de infância "tia helena" levou agente pra conhecer o planetário...era ótimo...bem legal...uma novidade pra todos....lembro que todo mundo queria ser astronauta depois de visitar o planetário!

Devem revitalizar urgente isso!!!!!!
 

·
Registered
Joined
·
1,008 Posts
Reforma do Planetário deve ficar pronta em dez meses


Correio Braziliense.com.br

Publicação: 16/07/2008 19:13 Atualização: 16/07/2008 19:25

A reforma do Planetário de Brasília começou nesta quarta-feira (16/07). O prédio, que está abandonado há mais de 10 anos, recebeu o primeiro grupo de dez funcionários da empresa de engenharia que fará a obra no local para uma limpeza e averiguação das condições do local. A estimativa da Secretaria de Obras do Distrito Federal é que a obra esteja finalizada em dez meses e o local possa receber freqüentadores.

O Planetário será reestruturado, mas manterá o projeto original do espaço. No total, o Governo do Distrito Federal investirá R$ 7,2 milhões para construir um elevador panorâmico e uma parte do chão em vidro.

Apesar das mudanças, o secretário de Obras, Márcio Machado, garante que a arquitetura do espaço será respeitada. "É uma construção tombado pelo Patrimônio Histórico e não pode ser modificada, por isso vamos manter a estrutura aparente original", explicou.

O Planetário também ganhou nova administração. A Secretaria de Ciência e Tecnologia do DF é a nova responsável pelo local, antes administrado pela extinta Secretaria de Cultura e Esportes.

Fonte: http://www.correiobraziliense.com.b...sao=13&id_noticia=19751/noticia_interna.shtml
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
Discussion Starter · #14 ·
^^ nossa mais 10 meses, que coisa, era melhor demolir e fazer outro em 3 meses. Detalhe, o grosso, o equipamento já está encaixotado e empoeirando em algum depósito do GDF.

Vai que o governo federal cancele o contrato, pois precisou levar 2 anos para fazer a reforma durante o governo Arruda.
 

·
Goldfinger
Joined
·
2,208 Posts
A ultima vez que eu fui no planetário eu tinha 6 anos foi a uns 15 anos atrás
 

·
Registered
Joined
·
6 Posts
decepcionante a coisa com os aquarios pois a ideia do arquiteto foi super original, mas enfim... acho que tecnologia de hoje e novos projetistas envolvidos no projeto a ideia dos aquarios poderia ser retomada,
 

·
Registered
Joined
·
5,200 Posts
Também achava mais certo demolir logo tudo e construir um novo, esse povo tem mania de aproveitar coisa velha, como se a estrutura fosse o mais caro. Esse tipo de obra tem de caro as instalações e acabamento.
Se o predio ainda fosse bonito... Para mim é bem feinho.
 

·
Registered
Joined
·
560 Posts
Sou a favor de demolir e reconstruir do lado da Rodoferroviária, pra impulsionar o futuro centro de ciências que estão planejando construir por lá. No lugar que está, fica "escondido" pelo centro de convenções e pelo clube do choro, e é mais um gerador de trânsito no eixo monumental que já está congestionado.

Mas independente do lugar, tem que providenciar logo essa obra. Alias mais uma das inumeras obras que o Rosso sentou em cima. Dá até pra desconfiar que estão querendo guardar essas obras pra ajudar o vencedor das próximas eleições a se reeleger em 2014, o que faz sentido se pensarmos que o Rosso é do PMDB, que tem aliança com o candidato favorito dessas eleições (Agnelo).
 
1 - 18 of 18 Posts
Status
Not open for further replies.
Top