SkyscraperCity banner
1 - 20 of 39 Posts

·
Cabra Macho é Bode!
Joined
·
9,016 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
Um amigo me apresentou esse documentário da BBC sobre arte, em um ponto de vista crítico à arte moderna. Eu discordo de alguns pontos, talvez seja porque não tenho conhecimento suficiente para uma discussão profunda. Preciso estudar mais, no entanto, posso criar uma discussão.

Como aqui é um fórum de arquitetura alguns pontos interessantes abordado sobre o assunto podem levar a uma boa discussão. Um dos quais, que conhecemos bem no Brasil com seus blocões, é que a arquitetura abriu mão da estética, por mais que isso seja um conceito abstrato, em favor da utilidade. Concordo quando ele afirma que a pixação é a cereja do bolo do vandalismo, é o toque final de vandalismo no vandalismo. Claro que não é universal e nem justifica. Assim como é besteira encarar a pixação como arte, como apresentado em um artigo que já postei por aqui. Neste artigo afirmam que a pixação tem uma característica da arte que é a de chocar, argumento muito bem refutado no vídeo.

Eu acredito que arquitetura não deve abrir mão da ergonomia, ela não deveria ter aberto a da estética. Bom, como ele afirma que a arte também pode transformar o feio em belo. Fiquei imaginando com os arquitetos poderiam trabalhar isso, sem a solução trivial da demolição lógico.

 

·
Feliz Natal
Joined
·
15,678 Posts
É um ponto de vista, discordo dele, pois acredito que o século XX veio para questionar e propor outros pontos de observação...

Ah obrigado pelo video, vou ver assim que tiver um tempo...
 

·
Curitiba/Porto Alegre
Joined
·
8,580 Posts
A beleza não existe como ente objetivo, apenas subjetivo e deste universo inconsciente está a resposta da sua importância. Duas imagens para ilustrar: pegue pincel e tinta, sem ser um pintor profissional, e rabisque um bilhão de telas. Se a beleza fosse aleatória, casual, então cada ser-humano iria ver uma grande parcela delas bonitas. Mas não é isso o que acontece... Mesmo a maioria das pessoas sabendo o que é um edifício bonito, pedindo para descrever ou desenhar algum novo, não saberiam. Segunda visão: quem a leoa escolhe para se o macho fecundador? O mais bonito, segundo os cientistas dizem. Quem é mais bonito? Aquele que tem músculos mais fortes e a juba com uma oleosidade brilhosa. Isso tem dois significados: ele consegue proteínas para construir músculo e consegue lipídio que dá brilho à juba, ou seja, é o melhor caçador, o que melhor se alimenta!

Quero dizer com estas duas imagens que a beleza é uma informação relevante, não meramente para fruição da consciência!!!

A beleza quer dizer que o espírito humano, a concentração, a força do intelecto está funcionando no sentido de produzir algo cada vez melhor, mais útil, seja um prédio, uma cidade, uma máquina, uma sociedade e um cidade! Este conceito é variável, e assim, um carro que era belíssimo no começo dos oitenta é feio hoje. Isso comprova que a beleza não é objetiva, mas uma informação.

A arte contemporânea não pretende em sua totalidade ser bela, no sentido da estética, mas ser perturbadora, ser informação sobre informação. Ela pega outro atributo inconsciente para produzir outros sentimentos. O feio perturba, o mal perturba, a degenerescência perturba, a morte e as compulsões, o escatológico perturba. A beleza no entanto só advém com muito esforço, com muita concentração e estudo - ela nos sinaliza que seres iguais a nós estão chegando lá, nos convidando a ir também, nos faz ver que o ser humano está sendo bem sucedido na sua aventura de existir e que isso é bom.

[Muito bom o video, Júlio Rocha! Valeu.]
 

·
loading...
Joined
·
2,223 Posts
muito bom! tem coisas que concordo outras não, ele é um pouco extremista quer que tudo tenha beleza clássica, o moderno nós trouxe coisas muito belas tanto na arquitetura quanto na arte, mas também muito lixo...isso tudo é algo mto pessoal
 

·
¬¬
Joined
·
11,386 Posts
Parece ser bastante interessante! :)

Vou baixar para ver depois (o bom é que a tem a legenda para baixar na descrição do vídeo) :D
 

·
Registered
Joined
·
1,017 Posts
Julio Rocha, por favor, você pode me passar o link do artigo de pichação e arte que você postou? Obrigado.
 

·
Mais, mais.
Joined
·
533 Posts
A beleza tem importância como consequência, não apenas como causa. Em suma, muita das vezes, um "produto" bonito é consequência de um estudo, esforço, dedicação ou trabalho que aparenta mais zelo, agregando assim mais valor ao produto final. E agregar valor ao produto final é de extrema importância. É uma forma de avaliar que, se retirando devidas exceções, se mostra, na prática, sensata. A beleza é um item que agrega.
 

·
Registered
Joined
·
30,753 Posts
A beleza não existe como ente objetivo, apenas subjetivo e deste universo inconsciente está a resposta da sua importância.... [Muito bom o video, Júlio Rocha! Valeu.]
Putz, foi fundo hein?!!
 

·
Registered
Joined
·
5,655 Posts
Achei o ponto de vista do filósofo extremamente conservador e eurocêntrico. Além disso ele foi super tendencioso ao mostrar somente os artistas contemporâneos mais radicais e mostrar edifícios modernistas de uma única cidade/região.

A beleza continua possuindo relevância no mundo contemporâneo, porém vivemos num ambiente muito mais complexo do que os pintores renascentistas.

Ignorar os maiores artistas e arquitetos do séc. XX é, no mínimo, insano.
 

·
instagram: t.l.rekarte
Joined
·
59,598 Posts
Ótimo documentario:cheers:

Achei o ponto de vista do filósofo extremamente conservador e eurocêntrico. Além disso ele foi super tendencioso ao mostrar somente os artistas contemporâneos mais radicais e mostrar edifícios modernistas de uma única cidade/região.

A beleza continua possuindo relevância no mundo contemporâneo, porém vivemos num ambiente muito mais complexo do que os pintores renascentistas.

Ignorar os maiores artistas e arquitetos do séc. XX é, no mínimo, insano.
E acho que ele exagerou na critica a arquitetura contemporânea
existe muitas coisas bonitas sendo feita de vidros e aços,ao contrario da arquitetura modernista:eek:hno:
 

·
Cabra Macho é Bode!
Joined
·
9,016 Posts
Discussion Starter · #15 ·
Julio Rocha, por favor, você pode me passar o link do artigo de pichação e arte que você postou? Obrigado.
Desculpa pela demora Leléo_BH, foi esse artigo.

http://www.sescsp.org.br/sesc/revis...255&Artigo_ID=4014&IDCategoria=4432&reftype=1

[...]Daniel Medeiros, o Boleta, organizador do livro Tsss... A Grande Arte da Pixação em São Paulo (com x, como a maioria grafa a palavra), lançado em janeiro deste ano.

[...] a prática da pichação tem uma dimensão artística, ressaltada no título do livro: "Um dos papéis da arte é incomodar, e a pichação tem essa característica". O argumento lembra um pouco a frase do pintor e escultor holandês Karel Appel, para quem "a arte precisava chocar"
Discutimos nesse thread.

http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1483675&highlight=pixa%E7%E3o
 

·
Cabra Macho é Bode!
Joined
·
9,016 Posts
Discussion Starter · #16 ·
A beleza tem importância como consequência, não apenas como causa. Em suma, muita das vezes, um "produto" bonito é consequência de um estudo, esforço, dedicação ou trabalho que aparenta mais zelo, agregando assim mais valor ao produto final. E agregar valor ao produto final é de extrema importância. É uma forma de avaliar que, se retirando devidas exceções, se mostra, na prática, sensata. A beleza é um item que agrega.
A arte contemporânea não pretende em sua totalidade ser bela, no sentido da estética, mas ser perturbadora, ser informação sobre informação. Ela pega outro atributo inconsciente para produzir outros sentimentos. O feio perturba, o mal perturba, a degenerescência perturba, a morte e as compulsões, o escatológico perturba. A beleza no entanto só advém com muito esforço, com muita concentração e estudo - ela nos sinaliza que seres iguais a nós estão chegando lá, nos convidando a ir também, nos faz ver que o ser humano está sendo bem sucedido na sua aventura de existir e que isso é bom.
Eu acho que acabamos perdendo um pouco desse cuidado. Acho interessante a ideia de desmistificar o artista. Mas temos que tomar cuidado para a arte não se tornar frívola. Acabou virando só um negócio. Se o artista ganha fama qualquer besteira que ele faz gera rios de dinheiro. Acaba virando uma repetição do mesmo, um algoritmo. Talvez seja legal separar arte e entretenimento, senão tudo vai acabar ficando superficial. Até Jornal se preocupa mais em entreter o espectador a informar.

 

·
Banned
Joined
·
2,560 Posts
O fato é que desde a ruptura com o neoclássico, houve uma ploriferação desenfreada de eyesores por aí.
 
1 - 20 of 39 Posts
Top