SkyscraperCity banner

101 - 110 of 110 Posts

·
Orgulho de ser Gaúcho
Joined
·
5,096 Posts
Corrigindo: O separatismo só é aprovado por apenas 5% da população do RS. Portanto, nada a ver o que falam. Além disso, RS é Brasil, e se for por ter sido independente no Passado, Pernambuco foi o Estado que passou mais tempo independente (93 dias) do Brasil. E ainda assim, somos brasileiros.


Lembrando que separatismo é crime previsto na Constituição Brasileira.
Não que eu seja a favor ao separatismo, pois eu me encanto com a diversidade brasileira e por ser parte desta diversidade, mas tem um dado histórico equivocado, a Provincia de São Pedro do Rio Grande do Sul na época do Império do Brasil, foi independente por 9 anos, em 1935 estourou a Revolução Farroupilha e em 1936 foi fundada a República Rio-grandense, conflito que teve fim somente em 1945 quando a provincia foi reincorporada ao império mediante o tratado de paz.
 

·
I♥POA
Joined
·
9 Posts
:eek:hno:
o metro de vcs é estadual ou federal? se for federal, sim, foi a gente que pagou por isso!!! e a BR 116 e outras BRs tb foram pagas por todos os brasileiros.... o RS assim, como qquer outro Estado brasileiro, seria apenas mais um país latino americano... e que bom q vcs acham q seriam melhores sem o resto do Brasil... o... bom, nao vou falar nome de outro país pra não geral conflitos...
Se o metro é federal ou estadual não importa, se fosse federal, os impostos que mandamos pra lá, voltam, então a gente que pagou. :)

E o Brasil não é um país latino-americano?? :lol:

Tu disse: e que bom q vcs acham q seriam melhores sem o resto do Brasil...

Mas o negócio é que é muito dificil se desenvolver num país que a maior parte do dinheiro fica na capital, é muito dificil. Portanto, a cidade não consegue se desenvolver direito.:eek:hno:
 

·
I♥POA
Joined
·
9 Posts
LEIAM ISSO



Título III
Da Organização do Estado

Capítulo I
Da Organização Político-Administrativa




Art. 18. A organização político-administrativa da República Federativa do Brasil compreende a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, todos autônomos, nos termos desta Constituição.
§ 1º Brasília é a Capital Federal.
§ 2º Os Territórios Federais integram a União, e sua criação, transformação em Estado ou reintegração ao Estado de origem serão reguladas em lei complementar.
§ 3º Os Estados podem incorporar-se entre si, subdividir-se ou desmembrar-se para se anexarem a outros, ou formarem novos Estados ou Territórios Federais, mediante aprovação da população diretamente interessada, através de plebiscito, e do Congresso Nacional, por lei complementar.
§ 4º A criação, a incorporação, a fusão e o desmembramento de Municípios, far-se-ão por lei estadual, dentro do período determinado por lei complementar federal, e dependerão de consulta prévia, mediante plebiscito, às populações dos Municípios envolvidos, após divulgação dos Estudos de Viabilidade Municipal, apresentados e publicados na forma da lei.

Olhe com seus próprios olhos:
http://www.senado.gov.br/sf/legislacao/const/
 

·
Banned
Joined
·
5,234 Posts
A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado democrático de direito. Que parte de Indissolúvel está ininteligível?

Quando se diz, NOVOS ESTADOS OU TERRITÓRIOS FEDERAIS, se refere ao fato de que o povo de um certo local, através de plebiscito, pode desmembrar seu Estado e criar alí um novo Estado ou Município. Vale lembrar que a Constituição diz que Territórios federais são: Os Estados, Os municípios e o Distrito Federal.

Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, [....]


Indissolúvel: Que não se pode dissolver, desatar, desunir: vínculos indissolúveis.

Portanto, manifestar o pensamento separatista, é legítimo, sendo que o Brasil é um Estado Democrático. Contudo, não é permitido qualquer ato que vise efetuar Separatismo ou qualquer revolução separatista.

O separatismo é crime contra o Estado, previsto na lei 1802 de 1953, no art. 2º, II.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o CONGRESSO NACIONAL decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º São crimes contra o Estado e a sua ordem política e social os definidos e punidos nos artigos desta lei, a saber:

Art. 2º Tentar:

I - submeter o território da Nação, ou parte dêle, à soberania de Estado estrangeiro;

II - desmembrar, por meio de movimento armado ou tumultos planejados, o território nacional desde que para impedi-lo seja necessário proceder a operações de guerra;

III - mudar a ordem política ou social estabelecida na Constituição, mediante ajuda ou subsídio de Estado estrangeiro ou de organização estrangeira ou de caráter internacional;

IV - subverter, por meios violentos, a ordem política e social, com o fim de estabelecer ditadura de classe social, de grupo ou de indivíduo;

Pena: - no caso dos itens I a III, reclusão de 15 a 30 anos aos cabeças, e de 10 a 20 anos ao demais agentes; no caso do item IV, reclusão de 5 a 12 anos aos cabeças, e de 3 a 5 anos aos demais agentes.

Art. 3º Promover insurreição armada contra os poderes do Estado.

Pena:- reclusão de 3 a 9 anos, aos cabeças; de 2 a 6 anos aos demais agentes.

Art. 4º Praticar:

I - atos destinados a provocar a guerra civil se esta sobrevém em virtude dêles;

II - devastação, saque, incêndio, depredação, desordem de modo a causar danos materiais ou a suscitar terror, com o fim de atentar contra a segurança do Estado;

Pena: - reclusão de 3 a 8 anos aos cabeças, e de 2 a 6 anos aos demais agentes.

Art. 5º Tentar, diretamente e por fato, mudar, por meios violentos, a Constituição, no todo ou em parte, ou a forma de govêrno por ela estabelecida.

Pena: - reclusão de 3 a 10 anos aos cabeças e de 2 a 6 anos, aos demais agentes, quando não couber pena mais grave.

Parágrafo único. A pena será agravada de um têrço quando o agente do crime fôr o Presidente da República, o Presidente de qualquer das Casas do Congresso, do Supremo Tribunal Federal, Ministro de Estado, Governador ou Secretário de govêrno estadual, o Chefe do Estado Maior do Exército, da Armada ou da Aeronáutica, o Chefe do Departamento Federal de Segurança Pública ou Comandante de unidade militar federal, estadual ou do Distrito Federal.

Art. 6º Atentar contra a vida, a incolumidade e a liberdade:

a) do Presidete da República, de quem eventualmente o substituir ou no território nacional, de Chefe de Estado estrangeiro.

Pena: - reclusão de 10 a 20 anos aos cabeças e de 6 a 15 anos aos demais agentes.

b) do Vice-Presidente da República, Ministros de Estados, Chefes do Estado Maior Geral, Chefes do Estado Maior do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, Presidente do Supremo Tribunal Federal e da Câmara dos Deputados, Chefe do Departamento Federal de Segurança Pública, Governadores de Estados ou de Territórios, comandantes de unidades militares, federais ou estaduais, ou da Polícia Militar do Distrito Federal, bem como, no território nacional, de representante diplomático, ou especial, de Estado estrangeiro com o fim de facilitar insurreição armada.

Pena: - reclusão de 8 a 15 anos aos cabeças, e de 6 a 10 anos aos demais agentes, se o fato não constituir crime mais grave; reclusão de 12 a 30 anos aos cabeças, e de 8 a 15 anos aos demais agentes, se o atentado resultar a morte.

c) de magistrado, senador ou deputado, para impedir ato de ofício ou função ou em represália do que houver praticado.

Pena: - reclusão de 6 a 12 anos aos cabeças e de 3 a 8 anos aos demais agentes, se o fato não constituir crime mais grave.

Parágrafo único. Quando se tratar de atentados, contra a incolumidade ou a liberdade, a pena, em qualquer dos casos, será reduzida de um têrço.
 

·
ALLSP
Joined
·
47 Posts
:eek:hno:

Se o metro é federal ou estadual não importa, se fosse federal, os impostos que mandamos pra lá, voltam, então a gente que pagou. :)

E o Brasil não é um país latino-americano?? :lol:

Tu disse: e que bom q vcs acham q seriam melhores sem o resto do Brasil...

Mas o negócio é que é muito dificil se desenvolver num país que a maior parte do dinheiro fica na capital, é muito dificil. Portanto, a cidade não consegue se desenvolver direito.:eek:hno:
concordo com o que vc falou, mas esse é o preço que pagamos por ter um país tão grande. Quem mais sofre com isso é SP, todo mundo sabe, mas eu acho que vale a pena, pois podemos ir de Norte a Sul e falar q estamos no nosso país, independente do Estado que estamos.
 

·
Banned
Joined
·
23 Posts
Gente que coisa ridícula, falar em separar o Brasil deveria ser até pecado!

Odeio isso!
 

·
lê-se: "FÚRRIÊ!"
Joined
·
7,858 Posts
Bah, o Rio Grande do Sul livre do resto do país prosperaria muito mais, claro que seria bom SC e PR junto!! :) Se a nossa região sul já é bem desenvolvida, imagina essa região como um país. Acabaria com o negócio de mandar dinheiro para acabar com a seca no Nordeste, acabaria com a má distribuição de renda, empresas estrangeiras teriam mais interesse no nosso potencial econômico. Tudo seria uma beleza. As divisões do nosso país poderiam ser o nome dos atuais estados( RS, SC, PR), só brigaríamos na questão de onde seria a Capital Federal.:lol: Poderíamos comprar a VARIG de volta, sendo uma compania aérea estatal, que nem a Aerolineas Argentinas na Argentina. :banana: Uma mini Europa.:lol:

Enfim, sou apenas um sonhador no meio de muitos outros. :eek:hno:

Bah, que sonho!! :eek:hno:
Caro amigo ricardo_teixeira, esse item que grifei é, infelizmente, totalmente impossível. A antiga Varig, também chamada de Pioneira, praticamente não existe mais. O que existe é o nome Varig, que foi comprado pelos Constantinos. Hoje o nome Varig pertence a GLAI (Gol Linhas Aéreas Inteligentes [sic]). Essa Varig que aí está no céus, já não tem nada a ver com a antiga Pionera, a Viação Aérea Rio Grandense..

A antiga Varig, para não disser que não existe mais, está em falência judicial e e acumula minhões e milhões em dívida, assumidas por uma atual Flex (que mantinha apenas um B773 voltando em alguns voos charter). Essa Flex se poderia se tentar recomprar, mas jamais compensaria pois, junto, também assumiria uma dívida praticamente impagável ... não compensaria de jeito nenhum.

Melhor fundar uma companhia do zero, que comprar o que restou das dívidas da Pioneira, que foi se acumulando em anos de má administração estratégica, principalmente no tempo da Fundação Rubem Berta. Repetindo a história de quando a Varig cresceu (herdando, de maneira muito obscura, os trilhos da falecida Panair), tanto a G3(Gol), quanto à JJ (TAM), cresceram no burado deixado pela RG (Varig), VP (Vasp) e TBA ( Transbrasil), em seus trilhos dométicos e internacionais.

Companhia estatal é mal vista no mercado de hoje, pois a maioria das companhias aéreas estatais do mundo são muito mal administradas e afamadas, incluso a AR (Aerolineas). Veja o caso da SU (Aeroflot), por exemplo.

Melhor, hoje, ser da iniciativa privada.

Abraços!
 

·
Cabreira
Joined
·
4 Posts
Parabéns Ronin, belas fotos e concordo contigo, é um desperdício de natureza, pelo fato de ser mal aproveitada, sem contar o centro histórico da cidade que apesar de ter muitos prédios tombados pelo patrimônio, ainda vemos muitas casas do período colonial sendo descaracterizada, janelas são tapadas detalhes de construção são rebocados, ornamentos arrancados. Enquanto no "velho mundo" se ganha dinheiro com a manutenção de peças seculares, aqui a depredação e o descaso com a história e a memória de um povo são gritantes, dói no coração ver este tipo de coisa acontecendo e sabermos que depois da demolição jamais será recuperado este valor histórico. Mais uma vez parabéns Ronin por estas maravilhosas imagens.
 

·
Banned
Joined
·
4,284 Posts
LEIAM ISSO



Título III
Da Organização do Estado

Capítulo I
Da Organização Político-Administrativa




Art. 18. A organização político-administrativa da República Federativa do Brasil compreende a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, todos autônomos, nos termos desta Constituição.
§ 1º Brasília é a Capital Federal.
§ 2º Os Territórios Federais integram a União, e sua criação, transformação em Estado ou reintegração ao Estado de origem serão reguladas em lei complementar.
§ 3º Os Estados podem incorporar-se entre si, subdividir-se ou desmembrar-se para se anexarem a outros, ou formarem novos Estados ou Territórios Federais, mediante aprovação da população diretamente interessada, através de plebiscito, e do Congresso Nacional, por lei complementar.
§ 4º A criação, a incorporação, a fusão e o desmembramento de Municípios, far-se-ão por lei estadual, dentro do período determinado por lei complementar federal, e dependerão de consulta prévia, mediante plebiscito, às populações dos Municípios envolvidos, após divulgação dos Estudos de Viabilidade Municipal, apresentados e publicados na forma da lei.

Olhe com seus próprios olhos:
http://www.senado.gov.br/sf/legislacao/const/
Neste caso vermos que estados brasileiros podem se unir ou se desmembrar para formar novos estados dentro do país, já em relação à "territórios federais" é tão somente uma expressão utilizada para referir-se à territórios sobre a tutela do governo federal (sem poderes próprios contituidos como ocorre com estados que tem suas assembléias legislativas, governadores e tudo mais), tal como já houve no Brasil não faz muitos anos como o caso do território federal de Roraima entre outros, isso não tem nada a ver com a criação de outro país (federação).
 

·
Taking On The World
Joined
·
26,331 Posts
é óbvio que um país centralista como o Brasil vai proibir a secessão de estados da Federação. Isso não quer dizer nada é claro.

se fossemos seguir a Lei, o Brasil não poderia ter ficado independente de Portugal, nem os EUA dos Estados Unidos, etc.
 
101 - 110 of 110 Posts
Top