SkyscraperCity banner

101 - 115 of 115 Posts

·
Registered
Joined
·
26,343 Posts
Não disse que era bonito, apenas imponente. Mas não acho que seja muito feio.
 

·
Registered
Joined
·
604 Posts
É mais um pato bravo.

Parece um silo de cereais... Podiam ter posto um revestimento leve, bonito, mas preferiram por aquilo como um muro... Bah.
 

·
Moderator
Joined
·
18,551 Posts
Mudança de equipamento para Centro Materno Infantil do Norte arranca na sexta

Porto, 22 abr (Lusa) - O presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Porto (CHP), Sollari Allegro, adiantou hoje à Lusa que os trabalhos de mudança de equipamento para o Centro Materno Infantil do Norte (CMIN) arrancam sexta-feira.

"Nós vamos começar por mudar [o equipamento e mobiliário da] consulta externa, porque aquele pavilhão é a primeira coisa que vai abaixo", explicou hoje Allegro, acrescentando que "durante o mês de maio" será feita a mudança dos departamentos de obstetrícia e ginecologia.

Em seguida "depois de algumas intervenções pontuais que faltam de adaptação dentro do edifício, mudamos o internamento da pediatria".

"Quando estiver pronta a fase dois, que é [a reabilitação do atual] edifício da maternidade, então mudamos a consulta externa da pediatria e está tudo concluído", assinalou.

Em conjunto com a segunda fase do projeto será executada a "fase três que é a construção de um parque de estacionamento no terreno onde está o edifício da consulta externa que vai desaparecer".

Sexta-feira será então dado um primeiro passo "para a conclusão da obra" que "agora é um processo imparável", observou o presidente do Conselho de Administração.

"Para mim é simbólico e importantíssimo isto, porque significa que é um projeto cujo fim se começa a vislumbrar", rematou Sollari Alegro.

No início do mês de abril o responsável esclareceu que "só no verão [o CMIN] estará a funcionar em pleno".

O CMIN, integrado no Centro Hospitalar do Porto, está previsto desde 1991 e é uma obra orçada em mais de 40 milhões de euros, com financiamento comunitário de 22 milhões.
 

·
Registered
Joined
·
2,720 Posts
O paredão do lado da Praça da Galiza podia estar melhor disfarçado, é muito imponente, sobressai tanto ou mais que o prédio.
 

·
Moderator
Joined
·
18,551 Posts
Sollari Allegro: Abertura de Centro Materno-Infantil do Norte tem 3 fases
O presidente da administração do Centro Hospitalar do Porto esclareceu esta segunda-feira que a abertura do Centro Materno-Infantil do Norte (CMIN) “esteve sempre prevista em 3 fases”, rejeitando críticas sobre a inauguração de uma obra incompleta por motivos eleitoralistas.


Em comunicado, Sollari Allegro responde às críticas do líder da concelhia socialista do Porto e ex-secretário de Estado da Saúde, Manuel Pizarro, que domingo exigiu que o Governo revelasse “o calendário” previsto para completar o CMIN, acusando-o de tudo ter feito para “sabotar” a obra e pretender inaugurá-la incompleta este mês por motivos eleitoralistas.

“A abertura do CMIN esteve sempre prevista em 3 fases. A construção de um novo edifício onde colocaríamos o internamento de Ginecologia, Obstetrícia e Pediatria. A reabilitação do antigo edifício da Maternidade onde será colocada a consulta externa e a construção de um parque de estacionamento, exigência da Câmara do Porto”, esclarece Sollari Allegro.

O presidente do Centro Hospitalar do Porto, que integra o CMIN, considera que, “estando a fase 1 terminada, é necessário abri-la e pô-la ao serviço da população. Ninguém entenderia que assim não fosse”.

O CMIN será inaugurado na terça-feira com uma homenagem a Albino Aroso, “figura grande da área materno-infantil portuguesa e que tinha aceitado participar na abertura e dar o nome ao Centro Materno-Infantil”, sublinha Sollari Alegro.

“Esta cerimónia estava há muito planeada, ao arrepio de actos eleitorais, tal como informámos em Abril os deputados do Partido Socialista tendo então o facto sido recebido com satisfação”, acrescentou.

Manuel Pizarro descerrou no domingo, frente à obra do CMIN, um cartaz do PS Porto, dizendo “Centro Materno Infantil: Este Governo não queria. Mas o Porto venceu”.

“O que vai ser inaugurado é uma obra que ainda está incompleta e nós exigimos que o Governo explique qual é o calendário para a completar, designadamente para requalificar o edifício da Maternidade [Júlio Dinis] e para construir o parque de estacionamento, que é um equipamento indispensável porque passarão a vir aqui todos os dias milhares e milhares de pessoas”, afirmou o líder da concelhia em declarações aos jornalistas.

O PS Porto acusou o Governo de “aproveitar, agora, a campanha eleitoral para as europeias para vir fazer uma festa e fingir que completou a obra”, inaugurando-a sem o parque de estacionamento de 314 lugares previsto, numa zona muito congestionada da cidade e numa atitude de “irresponsabilidade” que pode causar “gravíssimos problemas de trânsito e de mobilidade” naquela zona da cidade.

Assegurando que o Porto não vai comprar “gato por lebre”, o líder da concelhia socialista exige “que o projecto do Centro Materno-Infantil seja levado até ao fim, porque só assim é que, articuladamente, pode funcionar em benefício das pessoas”.

Neste momento, disse, a obra está parada “porque o Governo não transfere dinheiro para o CHP, que que não tem condições para a continuar”: “A comparticipação nacional é superior a 20 milhões de euros e, até agora, foi feito zero de transferência para o Hospital de Santo António. O que foi feito foi com dinheiros comunitários e fundos próprios do Hospital de Santo António, causando, evidentemente, problemas de tesouraria a esse hospital”, acusou.

O CMIN, integrado no CHP, está previsto desde 1991 e é uma obra orçada em mais de 40 milhões de euros, com financiamento comunitário de 21,7 milhões.
 

·
Registered
Joined
·
2,720 Posts
Os blocos de partos do Centro Materno-Infantil do Norte estrearam-se há menos de quatro meses e já lá nasceram mil bebés. Bianca foi a bebé número mil a vir ao mundo na nova unidade dedicada à obstetrícia e pediatria do Centro Hospitalar do Porto. Esta semana, abriu o internamento de pediatria.

Mil partos em quatro meses é sinal de que o CMIN pode superar, no futuro, o número de nascimentos registados no ano passado na Maternidade de Júlio Dinis, a unidade que substitui. Em 2013, nasceram lá 2900 bebés. O presidente do CHP, Sollari Allegro, prevê que as novas instalações, modernas e com muito melhores condições, vão atrair mais famílias. O CMIN tem capacidade para fazer cinco mil partos por ano.

JN

Ainda bem, foi um investimento necessário.
 

·
Registered
Joined
·
14,034 Posts
Bruxelas dá "luz verde" a 11 grandes projetos portugueses

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=4723756

A Comissão Europeia deu "luz verde" a 11 "grandes projetos" regionais portugueses, desembolsando um total de 460,3 milhões de euros provenientes dos fundos europeus de Coesão e de Desenvolvimento Regional.

A norte, são cerca de 30 milhões de euros para a construção do Centro Materno - Infantil do Norte, que prevê a construção de um novo edifício, a reconstrução do edifício existente da maternidade Júlio Dinis e novos lugares de estacionamento.
 

·
Moderator
Joined
·
18,551 Posts


Inaugurada última fase de obras do Centro Materno Infantil do Norte

Foi hoje inaugurada pelo primeiro-ministro António Costa a segunda e última fase de obras do Centro Materno Infantil do Norte (CMIN), obras essas que permitem concentrar as consultas externas no antigo edifício da Maternidade Júlio Dinis, que foi totalmente remodelado, ficando o novo edifício destinado ao internamento da Pediatria, Cuidados Intensivos, Neonatologia e Ginecologia e Obstetrícia do Hospital de Santo António e da Maternidade Júlio Dinis.


No seu discurso, António Costa afirmou que o investimento em saúde e nas pessoas é "o melhor investimento que algum estado pode organizar e fazer" e que é necessário assegurar a "acesso aos cuidados de saúde que hoje temos, de modo universal em todas as regiões do país".


Durante a cerimónia, que contou também com a participação do presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, afirmou que o Centro Materno Infantil do Norte demonstra "um caminho de resistência e de resiliência da equipa que lidera o Centro Hospitalar do Porto, mas também dos profissionais que aqui trabalham".


Previsto desde 1991, e após um longo processo de avanços e recuos, o Centro Materno Infantil do Norte viu a primeira pedra a ser lançada em 2011, pela mão do então secretário de Estado da Saúde, Manuel Pizarro (PS), atual vereador da Habitação e Ação Social da Câmara do Porto. Manuel Pizarro, juntamente com Fernando Araújo, secretário de Estado Adjunto e da Saúde receberam hoje das mãos do presidente do Centro Hospitalar do Porto (CHP), Sollari Allegro, uma medalha alusiva aos 50 anos da Maternidade Júlio Dinis, em jeito de homenagem ao papel que desempenharam para a implementação daquela infraestrutura, num processo que se arrastou por vários anos.


Nesta fase ficaram também concluídos o parque de estacionamento com 320 lugares e uma creche para os filhos dos funcionários.


Em 2015, o CMIN, que acolhe utentes da cidade do Porto e de toda a região Norte, realizou 3.202 nascimentos, 5.700 cirurgias e 173 mil consultas, com uma taxa de ocupação na ordem dos 80%.


Inaugurado em maio de 2014, o Centro Materno Infantil do Norte, integrado no CHP, é uma obra orçada em cerca de 60 milhões de euros, tendo obtido incentivos comunitários, em sede de FEDER, de 30,1 milhões de euros.


O CMIN reúne numa única estrutura hospitalar a prestação dos cuidados de saúde materno infantis que eram anteriormente garantidos pela Maternidade Júlio Dinis, Hospital Especializado de Crianças Maria Pia (entretanto encerrado) e pelo Hospital de Santo António.

 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
que coiso pavorosa esse na Praça da Galiza :puke: então o paredão imenso... até aposto que o vão deixar em betão como tantos outros monos....
 

·
Registered
Joined
·
840 Posts
Não é muito bonito, mas isso é o menos importante nesta obra.
Concordo. O importante é o papel que vai desempenhar e a função para o qual foi construído e não se é um edifício bonito de arquitecto x ou y.

Se bem que visualmente há edifícios bem piores por esse Portugal fora. A mim não me destoa nada.
 
101 - 115 of 115 Posts
Top