SkyscraperCity banner

3861 - 3880 of 4083 Posts

·
Eudaimonia
Joined
·
5,878 Posts
É menos colorida, mas é mais funcional. Sempre que havia grandes ajuntamentos metade do pessoal não andava pelos canteiros por isso acotovelava-se no espaço livre, e limitava muito o espaço livre. A outra metade estava-se nas tintas para os canteiros e arruinava aquilo tudo o que obrigava a regularmente restaurar os canteiros. Logo, despesa e mau aspecto a espaço regulares (Queima, São João, Festa do campeonato, reveillon...).

Com a configuração actual pode-se andar sem problemas numa enorme área central a apreciar o espaço. Se há festa, em três horas tens tudo limpo e pronto a ser usado como espaço público outra vez. E dá para ter muito mais gente em eventos especiais. No resto do ano, há mais que espaço para ter pessoal a tirar selfies no meio da praça sem estorvar quem circula normalmente, dá para ter instalações artísticas no meio da praça, não limita o espaço às laterais como no desenho anterior. Dá mais imponência ao conjunto pelo contraste entre o espaço aberto e vazio e as paredes dos edifício que bordejam a praça.
 

·
Moderator
Joined
·
17,770 Posts
Deixavam a calçada que embelezava a avenida, era o mínimo. Quanto aos canteiros, se as pessoas não tinham respeito por estes, isso diz mais do civismo das pessoas do que da "funcionalidade" da praça. A pensar por esse prisma, não haveria baldes do lixo nas ruas porque há muita gente que atira para o chão na mesma.
Dava para as pessoas tirarem selfies na placa central antigamente, ou fotos da CMP. A placa central não era interamente um canteiro gigante duma ponta a outra. Quanto aos espetáculos e manifestações, sempre se realizaram, portanto parece-me mais uma desculpa. E os concertos sempre se poderiam realizar noutros locais se fosse realmente necessário ter cuidado com os canteiros. Mas enfim, nunca vamos concordar sobre esse assunto. Mesmo sem os canteiros, a calçada iluminava bastante a avenida. Agora é um mar de negritude, então em dias nublados, é uma penumbra que reina no coração da cidade.


 

·
Eudaimonia
Joined
·
5,878 Posts
Claro, quando há aglomerações de centenas ou milhares de pessoas é tudo tipo japonês, nada de bêbados, distraídos, trapalhões, ou incivilizados. É tudo à nipónico. Claro.

Toda a gente sabe que arquitectos e engenheiros desenham para públicos imaginários ou idealizados, nunca para o público que existe.
 

·
Eudaimonia
Joined
·
5,878 Posts
E por falar nisso, não gosto de calçada portuguesa. Prefiro granito. Já experimentaram correr para apanhar o autocarro em dias de chuva com a calçada portuguesa molhada? Num plano inclinado? Horrível. E manutenção? Cara. Fica bonito mas é para usar com parcimónia.
 

·
Eudaimonia
Joined
·
5,878 Posts
Isto, ou seja, a praça, é suposto ser o centro cívico da cidade do Porto e da Área Metropolitana mais importante da metade norte do nosso país, não é o jardinzinho da praceta x ao lado da minha casa. Esses canteiros não ficam bem com a utillização que se dá àquela praça. É como querer ter uma horta no meio da rotunda. É estranho.
 

·
Registered
Joined
·
10,432 Posts
N sinto falta do verde, mas tb gostava de ver alguma calçada portuguesa na placa central. Pela luz e pq se poderia fazer um desenho icónico no centro da avenida. Cada um com a sua ideia e gosto, entendo perfeitamente a ideia do arquiteto.
 

·
Moderator
Joined
·
17,770 Posts


 

·
Registered
Joined
·
621 Posts





A Isle on a Hill In Oporto
Rehabilitation of the three "ilhas" of fontaínhas

Se isto acontecesse era fantástico, supondo que se garantisse que continuassem residentes actuais e novos num programa de rendas acessíveis. O que mais me agrada é o aumento da densidade através de mais pisos por habitação além como é óbvio de atenção aos detalhes e materiais.

Apesar de tudo, trata-se de uma tese de mestrado e muito dificilmente algum dia virá a ser posta em práctica: suponho que sejam ilhas privadas que os donos queiram gentrificar e se forem municipais se forem reabilitadas será de uma forma minimalista que em quase nada alterará tipologias aberrantes numa cidade.
 

·
Registered
Joined
·
131 Posts
Se isto acontecesse era fantástico, supondo que se garantisse que continuassem residentes actuais e novos num programa de rendas acessíveis. O que mais me agrada é o aumento da densidade através de mais pisos por habitação além como é óbvio de atenção aos detalhes e materiais.

Apesar de tudo, trata-se de uma tese de mestrado e muito dificilmente algum dia virá a ser posta em práctica: suponho que sejam ilhas privadas que os donos queiram gentrificar e se forem municipais se forem reabilitadas será de uma forma minimalista que em quase nada alterará tipologias aberrantes numa cidade.
Este projeto é um dos doze projectos de alunos de arquitectura das universidades portuguesas que estão entre os 383 seleccionados pelo concurso do Prémio Jovem Talento de Arquitectura.

 

·
Registered
Joined
·
10,432 Posts
N se arranja esse artigo sobre a Trindade em formato legível? É uma reabilitação muito importante para a baixa!
 

·
Registered
Joined
·
109 Posts
Eu gostava era que alguém finalmente demolisse aquele atentado que construíram à saída do tabuleiro superior da ponte Luiz I do lado do Porto... o Porto teve uma altura em que se tentou a todo o custo desrtruir o carácter do centro histórico e tenho medo que façam o mesmo agora, em vez de aproveitar para o defender e restaurar...
 
3861 - 3880 of 4083 Posts
Top