Skyscraper City Forum banner
Status
Not open for further replies.
1 - 5 of 5 Posts

·
I'm back!
Joined
·
715 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Plantão | Publicada em 17/05/2007 às 14h09m
OceanAir e BRA querem fatia de 5% no transporte aéreo do país
Reuters/Brasil Online

SÃO PAULO (Reuters) - As companhias aéreas OceanAir e BRA pretendem ampliar sua participação combinada no transporte de passageiros no mercado doméstico para até 5 por cento nos próximos 12 meses graças ao compartilhamento de vôos.

As empresas -que juntas têm cerca de 3,5 por cento de participação- não descartam uma fusão no futuro, após terem fechado acordo de compartilhamento de vôos em meio à forte concentração do mercado nas mãos de TAM e Gol .

"Existe a possibilidade de integração, não só da BRA e da OceanAir, como também da Avianca, que também faz parte do grupo da OceanAir", afirmou o presidente da BRA, Humberto Folegatti, quando indagado sobre uma eventual união.

Na terça-feira, a Anac aprovou o plano de compartilhamento de vôos de OceanAir e BRA, que prevê operação conjunta em até 55 cidades do país a partir de junho.

"Demorou muito tempo para sair (o acordo). No fim das contas, prevaleceu a idéia de que eles (OceanAir) tinham uma coisa que nós queríamos: assentos disponíveis. E nós temos a capacidade de atrair clientes", comentou Folegatti nesta quinta-feira.

Ao anunciar os detalhes da parceria, OceanAir e BRA informaram que esperam faturamento combinado de 1 bilhão de reais nos 12 meses seguintes ao início do "code-share". Isso representaria crescimento de 25 por cento sobre as receitas das companhias em 2006, segundo o presidente da BRA.

O acerto entre as empresas envolve uma frota de 24 aeronaves. Dependendo do desempenho no primeiro ano, já existe planejamento para adição de oito aviões.

A estratégia é atender também a passageiros de cidades com menos de 1 milhão de habitantes, usando como ponto de conexão até o destino final cidades como Brasília, Curitiba e Salvador.

"É uma forma de atingir todo o território nacional, atingindo locais em que ainda não chegamos... a palavra-chave é capilaridade", disse a jornalistas o vice-presidente da OceanAir, Jorge Alberto Vianna.

Atualmente, a OceanAir tem 0,96 por cento do mercado de transporte aéreo no Brasil, enquanto a BRA tem fatia de 2,58 por cento, segundo números de abril da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A TAM é a líder de mercado, com participação de 50,69 por cento. A Gol, que com a compra da Varig passou a ter participação de 43,45 por cento no mercado interno de aviação, aparece em seguida.

OceanAir e BRA prevêem 20 milhões de reais em investimentos na fase inicial do acordo, que vai atingir 14 municípios, como Presidente Prudente (SP), Uberaba (MG) e Vitória da Conquista (BA).

Atualmente, São Paulo é passagem obrigatória para muitos vôos, com realização de conexão na capital paulista. A proposta de OceanAir e BRA é deslocar essa parada antes do destino final para aeroportos de outras capitais.

"A idéia é tirar do aeroporto de Congonhas (em São Paulo) a pressão de ser aeroporto de conexão. A não utilização desse aeroporto como 'hub' traz uma confiabilidade maior", afirmou o diretor da BRA Waldomiro Ferreira.

A OceanAir e a companhia aérea colombiana Avianca são controladas pelo empresário brasileiro German Efromovich.

A BRA, por sua vez, é parte dos negócios de turismo de Folegatti, que incluem ainda a operadora PNX e a cadeia de hotéis HWF. Em dezembro, um grupo de investidores incluindo o Goldman Sachs e o Bank of America comprou 20 por cento da BRA por valor não revelado.



Boeing B787-800 Dreamliner


Boeing B767-300ER


Boeing B767-300ER
 

·
riba182
Joined
·
956 Posts
otimo!!! Prudente ta na rota
maGavilha!!!!!!!!!
quero ver se vai acontecer isso mesmo.......
 
1 - 5 of 5 Posts
Status
Not open for further replies.
Top