SkyscraperCity banner

1 - 20 of 492 Posts

·
.
From IGU
Joined
·
6,288 Posts
Discussion Starter #2 (Edited)
DNIT define que a segunda ponte será no Marco das Três Fronteiras

O prefeito de Foz do Iguaçu Paulo Mac Donald recebeu na quarta-feira, 16, uma comitiva composta por integrantes do Departamento Nacional de Infraestrutura (DNIT) e da empresa Vetec, vencedora do processo de licitação para a execução do projeto básico e executivo da segunda ponte entre o Brasil e o Paraguai. Durante o encontro o diretor geral do DNIT, Luiz Antônio Pagot informou a escolha do local exato para a edificação da ponte. Será nas proximidades do Marco das Três Fronteiras, no loteamento conhecido como Parque das Três Fronteiras.
Também participaram do encontro o superintendente do DNIT no Paraná, Omir Mello Ferreira; o diretor da empresa Vetec, responsável pela elaboração do projeto, Pedro Simões; o diretor do DNIT em Foz, Vicente Veríssimo; e os secretários municipais de Governo Carlos Duso e de Planejamento Wadis Benvenutti.
Mac Donald, que é engenheiro civil, ficou sabendo dos detalhes do projeto e contribuiu com informações que poderão ser acrescentadas na obra. “É importante que a ligação de 14,7 quilômetros entre a futura ponte e a BR 277 coincida com um projeto fundamental para o desenvolvimento da cidade, a Perimetral Leste”, observou o prefeito.
A proposta é que a nova rodovia além de ser usada para desviar o tráfego pesado de caminhões da região central da cidade sirva para desenvolver o Distrito Industrial localizado na região do Morumbi.

O projeto
A ponte unirá Foz do Iguaçu à cidade de Puerto Franco (Paraguai). O governo brasileiro vai custear a obra, exceto o acesso no lado paraguaio, que estará a cargo do governo do país vizinho. O contrato para a elaboração do projeto para a segunda ponte foi assinado pelo DNIT no dia 31 de agosto, cinco meses depois do fim do certame. Desde então, esta foi a primeira vistoria oficial da empresa responsável por sua execução.
Após o encontro com o prefeito, Pagot, Simões, Veríssimo e os representantes da Vetec foram inspecionar o local, próximo ao Parque Três Fronteiras. De acordo com o contrato número 411/2009, o prazo final para entrega do projeto encerra-se no dia 28 de julho de 2010.

Algumas Imagens:





Fonte: http://www2.fozdoiguacu.pr.gov.br/Portal/Noticias/wfrmVisualizaNoticia.aspx?IdPagina=10&IDNoticia=27755
 

·
Registered
Joined
·
650 Posts
Coitada da Ponte da Amizade, vai passar vergonha perto dessa... Será mais um ponto turístico da cidade
Só espero que não seja mais uma das lendas de infra-estrutura de Foz.
 

·
Christopher
Joined
·
16,535 Posts
Nussa primeira vez que vejo o projeto da Ponte... será mais um ponto de turismo. Eu acho muito bacana ali a região do Porto Meira, zona sul de Foz... eu acho que vai dar um big up na região por ali...

Agora torçamos que os muambeiros fiquem lá na Vila Portes....
 

·
Moderator
Joined
·
27,978 Posts
Primeira ponte estaiada do Paraná..
Já que agora esse tipo de ponte tá na moda.. tava na hora da gente ter a nossa também.

Só nao entendo porque nao tem um projeto prevendo o modal ferroviário também.. já que tem estudos para fazer a ligaçao da ferroeste com o Paraguai. Se sair essa linha.. será preciso mais uma ponte.. e mais caro fica o trecho.. coisas do Brasil.
 

·
.
From IGU
Joined
·
6,288 Posts
Discussion Starter #11
Parece interessante o projeto, mas eu prefiria mesmo que acabassem com essa farra que é na fronteira ;[
Acho mais fácil construirem uma 3ª ponte...

Nussa primeira vez que vejo o projeto da Ponte... será mais um ponto de turismo. Eu acho muito bacana ali a região do Porto Meira, zona sul de Foz... eu acho que vai dar um big up na região por ali...

Agora torçamos que os muambeiros fiquem lá na Vila Portes....
Eu espero também, mas acho que vão sim, já que provavelmente a fiscalização nessa ponte deverá ser maior do que na Ponte da Amizade.

Concerteza será não só importante para desafogar o tráfego do centro mas também será mais um grande atrativo e desenvolverá essa região que está precisando muito... Fico até imaginando essa ponte junto com aquela torre que estão(tentando)construindo ali. :banana:
Verdade, a Torre + a Ponte formarão um belo cartão postal!

Primeira ponte estaiada do Paraná..
Já que agora esse tipo de ponte tá na moda.. tava na hora da gente ter a nossa também.

Só nao entendo porque nao tem um projeto prevendo o modal ferroviário também.. já que tem estudos para fazer a ligaçao da ferroeste com o Paraguai. Se sair essa linha.. será preciso mais uma ponte.. e mais caro fica o trecho.. coisas do Brasil.
Parece que estão tentando incluir o modal ferrovíário nesse projeto, mas não há nada certo por enquanto. Lembro que já chegaram até falar que seria inviável a construção da ponte se tivesse uma linha férrea! :eek:hno:

Quantas pistas?
Acho que só duas!
 

·
.
From IGU
Joined
·
6,288 Posts
Discussion Starter #14
Anúncio da 2ª ponte gera expectativa e ceticismo no Porto Meira

O anúncio feito na semana passada pelo diretor geral do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (DNIT), Luiz Antônio Pagot, sobre a localização da segunda ponte a ligar o Brasil ao Paraguai, no Marco das Três Fronteiras, dividiu a população do Porto Meira. A maioria acredita que a ponte trará impulso à economia da região. Porém, os entusiásticos e infrutíferos anúncios feitos no passado sobre a execução da obra serviram para que se construísse um clima de ceticismo quanto a execução da obra.

\\\"Moro no Porto Meira desde 1983, e desde o ano seguinte que me mudei para cá já ouvia essa história da construção da segunda ponte\\\", recorda Rogério Lang, proprietário de uma farmácia na Avenida Morenitas, principal via comercial da região. \\\"Para mim, esse projeto é (exploração) política\\\", completou o empresário, numa alusão às eleições de 2010. Lang disse ter participado de várias reuniões no passado onde autoridades davam como \\\"líquida e certa\\\" a realização da obra. \\\"Agora sou como São Thomé: só acredito vendo\\\".

Miguel Dias, dono de uma loja de calçados na mesma avenida, também recebeu a notícia com desconfiança. \\\"O anúncio dessa ponte já virou rotina. Vimos isso muitas vezes\\\", diz.

No entanto, ambos concordam que, caso realmente seja executada, a segunda ponte trará enorme melhoria para a economia local. \\\"Se sair, vai valorizar muito o bairro, pois aqui será um corredor importante. E não somente para o Porto Meira, também para a região central, pois todos aqueles caminhões serão desviados das avenidas. É sem dúvida uma obra muito importante, mas acho que falta vontade política de fazer acontecer\\\", destacou Lang.

Dias ressalta que no passado, quando foi feito o anúncio de que a ponte seria construída, recebeu várias propostas para que vendesse seu estabelecimento comercial. \\\"Desta vez ainda não recebi nenhuma proposta\\\", disse, o que confirma a cautela com relação ao anúncio feito pelo DNIT. No entanto, soube que moradores desistiram de vender suas casas e preferiram esperar a inevitável valorização. \\\"Se a ponte realmente sair, comerciantes de outros bairros deverão investir aqui\\\", opina.

Arni Alves da Silva, proprietário de uma loja de móveis há dez anos na região, confirmou que o anúncio da segunda ponte no Marco das Três Fronteiras gerou uma certa expectativa na região. \\\"O pessoal está comentando bastante e se acontecer vai melhorar, vai fomentar mais o comércio local\\\", declarou. Ele acredita que a ligação com o vizinho país poderá atrair o consumidor paraguaio ao bairro.

Essa é também a opinião da gerente de um supermercado na Avenida Morenitas, Nelma Regina de Oliveira. A despeito de não estar acompanhando a questão da construção da segunda ponte entre Foz do Iguaçu e Porto Franco, ela diz ter ouvido muitos comentários dos clientes. \\\"Não estou muito informada sobre o projeto, mas se ele acontecer vai imprimir um bom crescimento para o Porto Meira\\\", pondera.

Conforme afirmou a gerente, a expectativa é que essa segunda ponte absorva pelo menos 50% do movimento da atual ligação com o Paraguai, a Ponte da Amizade. \\\"Pelo menos metade da movimentação será por aqui e isso vai aumentar o fluxo de pessoas transitando no bairro e ampliando a possibilidade de negócios\\\", explicou.
De acordo com o DNIT, a pretensão do governo é iniciar a obra no próximo ano.

Fonte: www.gazeta.inf.br
http://www.compubras.com.br/v2/noticia_mostra.php?cod=847

---
Eles têm razão em serem céticos! Mas eu acredito que agora sai essa ponte, se não começar ano que vem, acho que no máximo até 2012. :)
 

·
Moderator
Joined
·
27,978 Posts
hahahha.. esse é o retrato do Brasil

De tanto sermos enganados com falsas promessas a gente acaba ficando cético..
No fundo.. no coração a gente deseja muito que aconteça.. mas a razão manda a gente nao se entusiasmar porque podemos nos frustrar mais uma vez ..

isso vale pro metrô de ctba.. pra duplicação de rodovias .. pro trem bala.. pra tudo... que triste sina a nossa de brasileiros.
 

·
.
From IGU
Joined
·
6,288 Posts
Discussion Starter #16
Ministro debate em Foz agilidade para construção da segunda ponte BR/PY

A construção da 2ª Ponte Internacional sobre o rio Paraná, prevista para iniciar no mês de setembro de 2010, entre Brasil e Paraguai foi a pauta da reunião desta sexta-feira, 6, entre o secretario de Assuntos Internacionais, Sergio Lobato; o Ministro Sergio Couri, do Ministério das Relações Exteriores; o Cônsul da República do Paraguai, Eligio Benites e o engenheiro, Carlos Carrion.
De acordo com o secretario, a etapa de construção da 2ª Ponte Internacional entre Foz e a cidade de Puerto Franco (PY), tem um custo estimado em R$ 105 milhões do PAC e do Banco Mundial. “Esta é apenas uma, de várias reuniões que deverão ocorrer durante o processo da construção. Seremos um agente facilitador, em função das providências referentes a trâmites burocráticos, para o cumprimento de prazos, entre outras questões”, disse.
“Atualmente estamos na fase de estudos topográficos preliminares de investigação geotécnica, do subsolo para definir o tipo de fundação a ser feita”, explicou o engenheiro Carrion. Disse que a ponte terá 700 metros de extensão, 360 metros de vão livre e tem 50 metros de altura. “Será uma Ponte Turística em razão de ser uma das maiores, compatível com a ponte da China”, enfatizou.
O ministro Sergio Couri informou que deverá sensibilizar o Itamaraty para que em contato com o governo Paraguaio, se busque obter definições necessárias, para o andamento dos trâmites e também dos estudos relativos ao solo, impacto ambiental entre outros. Também por vias diplomáticas deverá ser providenciada a autorização para entrada de equipamentos no país vizinho.

Fonte: http://www2.fozdoiguacu.pr.gov.br/Portal/Noticias/wfrmVisualizaNoticia.aspx?IdPagina=10&IDNoticia=27966
 

·
Registered
Joined
·
22,798 Posts
^^ Que possui duas pistas. Pontes como essa tem a obrigação de pensar no futuro, a diferença de custos na aumento da largura é mínimo.



Mas e se a idéia de restringir a passagem mesmo...?



E é óbvio que os muambeiros se utilizarão dela. Se os donos dos terrenos vazios e com mata, ao entorno do marco da tríplice fronteira, forem irresponsáveis, é temerário o que pode crescer por alí.
 

·
.
From IGU
Joined
·
6,288 Posts
Discussion Starter #20
^^ Que possui duas pistas. Pontes como essa tem a obrigação de pensar no futuro, a diferença de custos na aumento da largura é mínimo.



Mas e se a idéia de restringir a passagem mesmo...?



E é óbvio que os muambeiros se utilizarão dela. Se os donos dos terrenos vazios e com mata, ao entorno do marco da tríplice fronteira, forem irresponsáveis, é temerário o que pode crescer por alí.
É muito estranho não estarem pensando em 2 pistas. Afinal, se a 2ª ponte é tão necessária, e com certeza será bem movimentada, não há porque ter essa economia porca de 1 pista só. Até porque vão gastar MUITO dinheiro nesse projeto todo.

Agora quanto ao uso da ponte, claro que há possibilidade dos muambeiros ''invadirem'', mas sinceramente acho difícil eles sairem da Ponte da Amizade. Primeiro porque o Centro Comercial do Paraguai está logo ali, e a 2º ponte vai estar relativamente distante. Segundo, a fiscalização em ambos dos lados da nova ponte promete ser igual ou maior que a atual (apesar de pouco eficiente, mas enfim, ajuda em alguma coisa). E por último, o objetivo principal dessa ponte + contorno rodoviário é desafogar o tráfego pesado das cidades, então a melhor opção para os veículos leves continuará sendo a Ponte da Amizade.

O problema mesmo é: certamente tanto eles quanto bandidos e contrabandistas tentarão se aproveitar da 2ª ponte, e as polícias e autoridades de ambos países ainda não estão plenamente preparadas para controlar isso...

Já essas áreas de mata nas margens da Ponte, acho bem difícil deixarem fazer alguma coisa. Possivelmente continuarão assim por muito tempo... Mas seria interessante se criassem outro Porto Seco, um Distrito Industrial, enfim, algo que gerasse empregos e divisas.
 
1 - 20 of 492 Posts
Top