Skyscraper City Forum banner
1 - 17 of 17 Posts

·
Registered
Joined
·
8,856 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
Pracinha é uma pequenina cidade do oeste paulista, localizada na Alta Paulista, com apenas 2.968 habitantes (IBGE/2011).

Todas as imagens são de minha autoria.

Localização



Breve histórico

Seu núcleo inicial, o povoado de Maripá, situava-se na bacia do Ribeirão dos Macacos e foi fundado em 1941, pelo engenheiro Mário Felippo Olivero. Desde o princípio, seu principal fator de atração foi a atividade agrícola e seu contingente populacional foi formado, basicamente, por agricultores que passaram a cultivar naquelas terras produtos como algodão, milho, café e cana-de-açúcar.
Conheceu na década de 50 um período de maior desenvolvimento, mas, aos poucos, retrocedeu devido ao êxodo rural e à falta de autonomia administrativa. Em 24 de dezembro de 1948, passou a distrito com sede no povoado de Maripá, município de Lucélia.
Em 30 de dezembro de 1993, tornou-se município.

Origem do nome

Homenagem aos pracinhas, ex-combatantes da Força Expedicionária Brasileira na Segunda Guerra Mundial


Distâncias

Lucélia/SP: 18 km
Adamantina/SP: 25 km
Osvaldo Cruz/SP: 39 km
Presidente Prudente/SP: 125 km
São Paulo/SP: 612 km

Igreja Matriz e praça







"Avenida" principal









Prefeitura



Brasão do município, pintado na biblioteca municipal



Uma construção antiga de madeira, que serve como "rodoviária"



Uma "pracinha"



Outras ruas da cidade














 

·
De um rincão distante
Joined
·
5,055 Posts
Lucas essa city é a que teve aumento recorde de população na região graças a um presídio, né?

A igreja é uma graça de bonitinha, mas a câmara municipal e a biblioteca são bem básicas. As cidades menores da região geralmente investem pouco na estética dos prédios públicos. O que tem de bonito são as praças e a arborização, necessária para uma região quente.

A despeito de ser de madeira, gostei da construção usada como "rodoviária", pois tem história. Se conservarem ela, fazendo reparos e uma boa pintura nova, dará até mais charme a cidade.
 

·
Registered
Joined
·
937 Posts
Essa igreja está lindaa!!, eu acho lindo essas igrejas que são rodeadas por muiitas arvores,fica um charme!!

A cidade está muito bem organizada, arborizada, bem cuidada!!

me surpreendeu, eu estava esperando uma cidade um pouco mais largadinha...e nao foi isso que eu vi :) ,gostei msm
 

·
uma visão geográfica
Joined
·
281 Posts
Lucas essa city é a que teve aumento recorde de população na região graças a um presídio, né?

A igreja é uma graça de bonitinha, mas a câmara municipal e a biblioteca são bem básicas. As cidades menores da região geralmente investem pouco na estética dos prédios públicos. O que tem de bonito são as praças e a arborização, necessária para uma região quente.

A despeito de ser de madeira, gostei da construção usada como "rodoviária", pois tem história. Se conservarem ela, fazendo reparos e uma boa pintura nova, dará até mais charme a cidade.



Desculpa a intromissão Urbano Prudente, mas foi Pracinha sim que teve esse aumento recorde da população graças a penitenciária.
Numa dessas minhas andanças pelo Oeste Paulista, em um trabalho de campo da faculdade, tive a chance de entrevistar o prefeito de Pracinha. Parece que metade da população é composta por presidiários. Ele também disse que a principal fonte de renda do municipio bem do presídio.

Infelizmente essa é a realidade de algumas cidades do Oeste Paulista. Quando a economia não é movida por um presídio, é a usina de cana-de-açucar que se faz presente, causando uma série de impactos negativos!

:eek:hno:

Mas parabéns pelas imagens Lucas. Sempre mostrando muito bem essa região do Estado!!!
 

·
Registered
Joined
·
8,856 Posts
Discussion Starter · #8 ·
Lucas essa city é a que teve aumento recorde de população na região graças a um presídio, né?

A igreja é uma graça de bonitinha, mas a câmara municipal e a biblioteca são bem básicas. As cidades menores da região geralmente investem pouco na estética dos prédios públicos. O que tem de bonito são as praças e a arborização, necessária para uma região quente.

A despeito de ser de madeira, gostei da construção usada como "rodoviária", pois tem história. Se conservarem ela, fazendo reparos e uma boa pintura nova, dará até mais charme a cidade.
Urbano, é esta mesma que teve o aumento recorde de população por causa da penitenciária (assim como muitas outras cidades da região), como Anderson45 explicou. Não sei onde a população carcerária entra (como urbana ou rural), mas a população urbana de Pracinha é de apenas 1.369 habitantes (IBGE/2010).

Sobre a igreja, pra mim, ela lembra ser uma miniatura da matriz de Lucélia (na qual Pracinha pertenceu como distrito até 1993). Por falar nisso, de Pracinha temos o "skyline" de Lucélia, e não são os dois prédios que se destacam não, adivinhe o que é? :lol:



Sobre a construção antiga de madeira (que são várias na cidade), cabe até uma trilha sonora, não?


No mais, obrigado a todos pelos comentários.
 

·
Registered
Joined
·
8,856 Posts
Discussion Starter · #12 ·
Pracinha reivindica à Defesa Civil em SP decreto de emergência
(MELLINA DOMINATO)

A Prefeitura de Pracinha encaminhou à Coordenadoria Estadual da Defesa Civil (Cedec) o formulário de Avaliação de Danos (Avadan), através do qual solicita ao órgão a decretação de situação de emergência na cidade, em função dos estragos causados pela chuva entre os dias 27 e 28 de dezembro do ano passado. Segundo a diretora administrativa do Executivo e também integrante do Conselho Municipal de Defesa Civil (Comdec), Rita de Cássia Rossi da Silva, a medida se faz necessária por conta da situação atual do município, que chegou a ficar isolado por alguns dias.
“Está um caos. E o setor mais prejudicado foi o comércio. Sem chuva até dá para trafegar pelas estradas de terra, no entanto, qualquer precipitação nos preocupa, pois assim ficamos ilhados novamente”, explica. Silva destaca que, embora não haja registro de vítimas ou de pessoas desalojadas ou desabrigadas, o dia-a-dia da cidade foi comprometido. A própria Cedec publicou em seu portal eletrônico que, em razão do município ficar isolado, o comércio local teve seu abastecimento interrompido, o que comprometeu os serviços e a população, “já que vários itens básicos de alimentação, higiene e saúde faltaram na cidade”.
Silva considera a finalização da obra de reconstrução da ponte do Matadouro, localizada na Estrada Vicinal Geraldo Rissato e que liga Pracinha a Lucélia, um fator importante, já que este era o único acesso pavimentado e que foi destruído pelas chuvas de janeiro do ano passado. “É preciso dar andamento para esta obra, pois a chuva chegou até a levar um desvio improvisado que havíamos feito ao lado. E todos os outros acessos estão interditados por barro”, frisa. Sobre a ponte do Matadouro, o diretor regional do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), João Augusto Ribeiro, informa que a obra é prevista para ser encerrada em um prazo de dois meses e revela que os trabalhos foram parcialmente comprometidos justamente pelas fortes precipitações. “A reconstrução está em andamento, mas é preciso bom tempo para ser finalizada”, enfatiza.

ESTRAGOS
A coordenaria estadual expõe que, conforme notificação passada pela Comdec, a chuva que atingiu Pracinha – situada a cerca de 130 quilômetro de Presidente Prudente -, principalmente na manhã do dia 27 de dezembro de 2010, ocasionou o transbordamento de córregos e destruiu estradas e pontes. Na área rural, as estradas que ligam Pracinha aos municípios de Martinópolis, Sagres e Mariápolis tiveram seus acessos interrompidos devido aos estragos e péssimas condições de transporte, o que resultou no isolamento.
Na Operação Verão do ano passado, 11 cidades da região foram atingidas por estragos da chuva, quando 60 pessoas ficaram desalojadas. A informação é de relatório da Cedec, atualizado até às 6h30 de ontem, onde Pracinha consta como município em aguardo de documentação no quesito situação de emergência.

www.imparcial.com.br

Fonte: http://www.apj.inf.br/detalhe_noticia.php?codigo=14308
 

·
Registered
Joined
·
8,856 Posts
Discussion Starter · #16 ·
Lindas fotos,Pracinha que já foi Maripá tem ainda um encanto bucólico, que conheço por fotos e por histórias contadas a mim por uma pessoa muito especial.
Obrigada pelas fotos.
Bem vinda! :)

O nome Maripá foi devido à junção dos nomes Mário (fundador) e Paula (sua esposa).
Eu tenho a cópia do jornal O Imparcial onde traz a notícia da emancipação de Pracinha, na edição de 05/01/1994 (a emancipação foi em 30/12/1993), que descreve-a como "planejada" e "sem estrutura", citando também que na cidade havia estabelecimentos comerciais fechados a anos. Certamente as condições melhoraram, e muito.
 
1 - 17 of 17 Posts
This is an older thread, you may not receive a response, and could be reviving an old thread. Please consider creating a new thread.
Top