SkyscraperCity banner
1 - 20 of 60 Posts

·
Registered
Joined
·
52,552 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Acompanhado por 200 empresários chineses
Presidente chinês visita Portugal a convite de Cavaco a 10 e 11 de Julho

25.06.2009 - 10h54 Lusa

O Presidente chinês, Hu Jintao, vai visitar Portugal a 10 e 11 de Julho, acompanhado por 200 empresários chineses que irão participar num seminário económico destinado a promover o reforço das relações entre os dois países.

De acordo com uma nota da Presidência da República, o programa da visita de Estado de Hu Jintao, que se realiza a convite do chefe de Estado português, Aníbal Cavaco Silva, inicia-se na tarde do dia 10 de Julho, com a deposição de uma coroa de flores pelo Presidente chinês no túmulo de Luiz Vaz de Camões, no Mosteiro dos Jerónimos.

De seguida, o Presidente chinês e a mulher serão recebidos pelo chefe de Estado português no Palácio de Belém, onde irá decorrer uma reunião de trabalho entre Hu Jintao e Cavaco Silva. Na noite do primeiro dia da visita, a primeira de um chefe de Estado chinês em quase uma década, o Presidente da República irá oferecer um banquete de Estado, no Palácio da Ajuda, em honra de Hu Jintao e da mulher.

No dia seguinte, Hu Jintao terá audiências com o presidente da Assembleia da República, Jaime Gama, e com o primeiro-ministro, José Sócrates, e um almoço no Palácio de Belém. Na deslocação a Portugal, Hu Jintao estará acompanhado por uma comitiva que inclui vários membros do Governo chinês, bem como uma delegação de cerca de 200 empresários, que irão participar num seminário económico destinado a promover o reforço das relações económicas e comerciais entre Portugal e a China. A sessão de encerramento do seminário contará com a presença dos chefes de Estado dos dois países.

Ainda segundo a nota divulgada pela Presidência da República, durante a sua estada, o Presidente chinês visitará também o Parque das Nações, para "conhecer directamente a experiência portuguesa de organização da Expo 98, dedicada ao tema dos Oceanos". A China irá organizar em 2010 a Exposição Mundial de Xangai, que tem como tema o "Desenvolvimento Urbano com Qualidade de Vida".

O comunicado da Presidência da República lembra ainda que a visita do Presidente chinês a Portugal ocorre no ano em que os dois países celebram o 30º aniversário do estabelecimento de relações diplomáticas bilaterais e em que a Região Administrativa Especial de Macau comemora o seu 10º aniversário. "Portugal e a China estabeleceram uma parceria estratégica global em 2005, a qual tem permitido aos dois países prosseguir uma cooperação mutuamente vantajosa num conjunto cada vez mais alargado de domínios", lê-se ainda na nota de Belém.

O último Presidente chinês que visitou Portugal foi o antecessor de Hu Jintao, Jiang Zemin, em Outubro de 1999. Portugal e a República Popular da China estabeleceram relações diplomáticas em 7 de Fevereiro de 1979.

PUBLICO.PT
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
Espero que haja protestos pelos direitos humanos... Tibete, a negligência do óbvio evento de Tienanmen... etc.
 

·
Registered
Joined
·
2,174 Posts
^^ Pois eu espero justamente o contrário.

Isto de se protestar tá muito na moda entre a juventude desocupada europeia e raramente existem protestos sem incidentes. Há sempre alguém que fica ferido. As ruas ficam interditas (impedindo as pessoas de aceder às suas casas e de circular na sua cidade) e muitas vezes a cidade fica danificada. Não se sabem comportar decentemente.

Claro que da tua casa em Coimbra achas muita piada a que Lisboa esteja sempre com protestos e que os Lisboetas estejam sempre a sofrer com isso. Não te afecta pessoalmente e é muito giro ver da TV.:|

E vamos a ser pragmáticos:

É uma mensagem que a China nunca ouviu???? Não, já receberam a mensagem.
Quantos protestos já se fizeram??? Milhares. Eles sabem bem o que os outros pensam logo mais um protesto não vai alterar nada em termos de direitos humanos. Nada mesmo. Ou acham que é por haver um protesto em Portugal que eles vão ter uma crise de consciência e estalar os dedos fazendo o impossível que é alterar uma sociedade de mais de 1 bilião de pessoas??

Logo quais são as VERDADEIRAS consequências práticas??

- Pessoas que nada tem a ver com o assunto obrigadas a ficar trancadas dentro das suas casas ou impedidas de entrar.
- Pessoas que se arriscam a ser feridas ao passar ao pé
- Estradas interditas obrigando à reformulação do tráfico em Lisboa e consequentes problemas de trânsito que afectam centenas de milhares de pessoas.
- Ruas cheias de lixo, graffitadas (vão aparecer mais sinais anarquicos com certeza porque protestos destes atraiem sempre pessoas assim), danificadas. Como normalmente são em zonas mais históricas ainda pior é.
- Forças políciais deslocalizadas para lidar com os protestos deixando o resto da cidade sem patrulhamento e consequentemente "a saque".
- Governo Chinês alienado dificultando as relações económicas que vêm estabelecer. De lembrar que somos nós que precisamos mais deles do que eles de nós. Como consequência afectando a recuperação económica do país (+ desemprego, + crise social, etc etc)
- Pressão sobre as relações diplomáticas entre Portugal e China que devem ser mantidas nem que seja devido a Macau (já para não falar que a China tem grande potencial para tornar-se na mais poderosa nação do Mundo).


E vamos bem a ver. IMO, se o motivo é MESMO incentivar o governo chinês a mudar (e não apenas criar confusão e protestar por protestar porque "ah e tal é cool"), isso apenas pode atingido através da diplomacia e da cooperação com o governo Chinês.
Não é através da alienação e isolamento da China que se vai conseguir mudá-los. Não através da força. A China não é um "paiszeco" qualquer. São a maior nação do planeta. Tem uma força económica, militar, demográfica, etc que impõe respeito. Se o objectivo é fazê-los acobardarem-se e por isso mudarem as suas ideologias.........então é muito fútil pois isso não vai acontecer. Apenas através da aproximação e cooperação com o Ocidente se pode mudar. Isola-los pode até mesmo resultar no inverso do que se quer.



Por essas e por outras deve-se pensar bem antes de fazer um protestos atrás de protestos desses em Lisboa. É preciso pensar bem qual a melhor maneira de se agir. Protestos é muito giro pois é uma festa e tal.......mas nem sempre é o melhor caminho.
 

·
Registered
Joined
·
52,552 Posts
Discussion Starter · #4 ·
não acredito em grandes protestos neste pais, se não se protesta por coisas mto mais graves a nivel nacional mto menos o vão fazer por paises estrangeiros e acontecimentos estrangeiros, contudo, poderá haver pequenos grupos a arvorar placards agora k o caso Liu Xiaobo, figura de proa do movimento democrático de Tiananmen em 1989, detido há seis meses, anda ai na baila.
 

·
the mitty
Joined
·
11,017 Posts
Quantas lojas é que vão inaugurar?
 

·
Registered
Joined
·
2,699 Posts
Falando em China e Portugal. Aproveito para practicar e assim ficam a saber:

Portugal = 葡萄牙 em chinês (lê-se) pútáoyá (é uma traducçao fonética)
China = 中国 (lê-se) zhôngguó = significa país central (zhông=central/guó=pais).

Se quiserem ouvir a radio en chinês ( (汉语广播) )só tem que selecionar a meia hora que queiram ouvir:
http://audio.rbc.cn/

a hora é a de Beijing (北京时间)

我很喜欢听 这 个广播。(Gosto de escutar esta radio)

:) ainda que nao entendo quase nada!!!!!
 

·
Banned
Joined
·
829 Posts
Espero que haja protestos pelos direitos humanos... Tibete, a negligência do óbvio evento de Tienanmen... etc.
Ai está a mentalidade pequenina e atrasadinha do tipico burguês ocidental...

Veja lá se na próxima vez que o seu Presidente for ao Império do Meio, meia dúzia de amarelinhos se juntam para protestar em prol da independência da Madeira, a aclamar cabeças pela Inquisição ou a pedir mais democracia e direitos para os portugueses...
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
Só uma pequenina maioria na Madeira pede independência (aliás, nem seria um estado viável, visto a dependência financeira deles do exterior), a Inquisição já há muito foi discutida e a Igreja está muito diferente (mas isso dá outro tópico) e os direitos andamos nós a pedir há muito, mas temos um governo autista...
Agora chacinar um povo e a sua cultura e oprimir toda a liberdade de pensamento de um país ao ponto de matar gente e ter a lata de, como no Irão, cobrar o dinheiro das balas que mataram os manifestantes às suas famílias... enfim.... está a usar termos de comparação completamente disparatados...

Não há mudanças sem contrapartidas, não há manifestação sem causar trânsito e gente a ficar por casa...

Estamos numa época em que o povo tem a sua voz a ficar mais forte... vejam o que se passa no Irão, com o Conselho de Guardiães a prender as calças na cintura para não cairem... não há desenvolvimento sem liberdade e participação, democracia...
 

·
Banned
Joined
·
829 Posts
Só uma pequenina maioria na Madeira pede independência (aliás, nem seria um estado viável, visto a dependência financeira deles do exterior), a Inquisição já há muito foi discutida e a Igreja está muito diferente (mas isso dá outro tópico) e os direitos andamos nós a pedir há muito, mas temos um governo autista...
Você já pensou que só uma minoria é que quer um Tibete independente e que Tianmen já foi há duas dezenas de anos? Eu quando era novo aprendi que "se tivermos telhados de vidros não devemos atirar pedradas".

Agora chacinar um povo e a sua cultura e oprimir toda a liberdade de pensamento de um país ao ponto de matar gente e ter a lata de, como no Irão, cobrar o dinheiro das balas que mataram os manifestantes às suas famílias... enfim.... está a usar termos de comparação completamente disparatados...
Os assuntos internos de um país aos seus dizem respeito. Se você acredita nessas chacinas e opressões do Governo Chinês aos seus impingidas pelos media ocidentais, vá continuando a acreditar, até um dia colocar os pés nesta terra. Pois eu quando vou lá, e não são poucas vezes, vejo um povo que respeita e adora os seus líderes, que é patriota e que tem orgulho na sua nação. Um sentimento bem oposto daquele que encontro sempre que vou ao meu país, ao meu Portugal...
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
Uma minoria? O mundo todo... uma minoria só se for aí... só quando o Dalai Lama veio cá estava a cidade cheia... pois Tienanmen foi há 20 anos, mas também o Massacre de Santa Cruz foi em 1991 e Timor lá conseguiu a independência 11 anos depois de muito sangue...
Sou como o S. Tomé, ver para crer. E quando há provas, eu creio. E essas são parte das provas existentes.
Pois o povo respeita os líderes, isso acontecia com o Salazar, com o Hitler, com o Saddam, com o Kim Jong Il... à força...
Eu vivo numa democracia e adoro o meu país, por isso é que o critico, pois muito deveria mudar, e só acontece se houver consciência. Veja-se o 25 de Abril com os militares, veja o exemplo, além fronteiras da independência dos países bálticos, da queda do muro de Berlim, da revolução de veludo que criou Rel. Checa e Eslováquia, veja, aqui em Portugal, da revolta estudantil de 17 de abril de 1969.
Aliás, digo-lhe... os povos mais patriotas e orgulhosos que conheço na Europa são os que mais recentemente conquistaram a sua independência. Vi isso na Letónia, vi com as pessoas de outros países que conheci.
 

·
Banned
Joined
·
829 Posts
Você, no melhor espirito democrata ocidental, vem para aqui pregar a independência do Tibete sem antes sequer requerer um referendo para ouvir o que o povo local tem para dizer? Não se está a contradizer?
Fique já a saber que os Monges carecas são uma minoria no Tibete e só recebem o apoio do ocidente devido à ignorância ocidental que reina de Moscovo a Lisboa, em alguns casos, e ao contra-peso politico que representam.
Já agora, essa sua chama por gritar pela liberdade e causas alheias poderia ser bem melhor aproveitada canalizando-a para a Vila de Olivença, anexada, essa sim à força, pelos vizinhos espanhóis.
 

·
Registered
Joined
·
1,397 Posts
Você, no melhor espirito democrata ocidental, vem para aqui pregar a independência do Tibete sem antes sequer requerer um referendo para ouvir o que o povo local tem para dizer? Não se está a contradizer?
Fique já a saber que os Monges carecas são uma minoria no Tibete e só recebem o apoio do ocidente devido à ignorância ocidental
Se os monges budistas, que antes da invasão representavam a maior parte da população do território, são hoje uma minoria, o referendo de que falas iria ser essencialmente dirigido à população de origem chinesa que entretanto passou a viver no Tibete.
 

·
Banned
Joined
·
829 Posts
Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades. E que eu saiba os ditos tibeteanos vivem com igualdades de direitos com todas as outras etnias chinesas, tanto no Tibete como noutras provincias, sendo representados até nas Comissões Politicas do Partido em Pequim.
 

·
Registered
Joined
·
1,397 Posts
Claro, claro, referes-te aos direitos de liberdade de expressão que, como toda a gente sabe, são um dos baluartes do regime chinês. Nomeadamente no que ao Tibete diz respeito.
 

·
Banned
Joined
·
829 Posts
Claro, claro, referes-te aos direitos de liberdade de expressão que, como toda a gente sabe, são um dos baluartes do regime chinês. Nomeadamente no que ao Tibete diz respeito.
Mais uma vez, a liberdade de expressão dos chineses, aos chineses diz respeito. Mais uma vez, você como português, tem telhados de vidro.
Quanto ao Tibete diz respeito, eu já vi um debate sobre a região especial no canal estatal CCTV9, algo que seria impossível se a China vivesse na lei da rolha como pintam os media do ocidente. A única coisa que o Governo chinês faz é defender-se do terrorismo internacional e cortar pela raiz qualquer tipo de génese independentista fomentada pelo exterior. Perfeitamente compreensível para um país que se quer forte e unido.
 

·
Registered
Joined
·
2,699 Posts
Tianmen já foi há duas dezenas de anos
...pois que o reconheçam, que o assumam, que tenham tomates e digam aos pais desses jovens como morreram, que lhes façam um funeral oficial e que aprendam com esse erro. Ainda outro dia vi uma memória a este facto que o governo chinês continua a negar e que os pais dos mortos comentavam que em desespero por encontrar o seu filho se meteram na revoluçao para encontrá-lo, a maior parte das vezes encontraram-no com a cabeça aberta, outros nunca apareceram.

Os assuntos internos de um país aos seus dizem respeito. Se você acredita nessas chacinas e opressões do Governo Chinês aos seus impingidas pelos media ocidentais, vá continuando a acreditar, até um dia colocar os pés nesta terra. Pois eu quando vou lá, e não são poucas vezes, vejo um povo que respeita e adora os seus líderes, que é patriota e que tem orgulho na sua nação. Um sentimento bem oposto daquele que encontro sempre que vou ao meu país, ao meu Portugal...
Nao se os direitos humanos estao em causa e nao se o respeito é conseguido com medo.
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
GLW, aconselho ler algumas coisas que não tenham passado pelo filtro chinês... e as pessoas na China que vivem pobres, os que morrem nas minas, as famílias que, graças à lei do filho único, perderam os filhos que tinham no terramoto...
O governo chinês, sobre Tienanmen, meteu para debaixo do tapete tal como uma criança que partiu o vaso e não o quer admitir. Só que aqui falamos de vidas humanas.
E fazer um referendo numa região que sofreu uma forte colonização? O Tibete foi invadido e as pessoas vivem no exílio... e só a forma como se refere aos "monges carecas" já é desrespeitosa, aliás, de uma enorme comunidade no país em que você está.

Olivença é outra questão. Já vi reportagens em que a maioria dos habitantes preferia ficar em Espanha pois vivem melhor (e realmente já viram a diferença de níveis de vida?).
 

·
Banned
Joined
·
829 Posts
...pois que o reconheçam, que o assumam, que tenham tomates e digam aos pais desses jovens como morreram, que lhes façam um funeral oficial e que aprendam com esse erro.
Não sou advogado da RP China, nem me cabe a mim justificar o que se passou em Tianmen, mas os chineses aprenderam com o erro. Agora não lhe peçam para vir à praça pública perdir perdão. Nem nunca o vão fazer, e vão passar cem anos e os ocidentais, do alto da sua arrogante sapiência, nunca irão compreender. Isso, culturalmente, é inaceitável para os asiáticos.

GLW, aconselho ler algumas coisas que não tenham passado pelo filtro chinês... e as pessoas na China que vivem pobres, os que morrem nas minas, as famílias que, graças à lei do filho único, perderam os filhos que tinham no terramoto...
Caro amigo, nós em Macau não estamos sob a censura da China. A imprensa que lemos é mais livre e menos tendenciosa que aquela que você engole todos os dias dos media portugueses. Quantos aos seus argumentos patéticos que aqui deixou, deixa que lhe diga que pobres há em todo o lado do mundo, acidentes de trabalho idem, e quanto à lei do filho único foi a solução encontrada para que não houvesse pandemia de fome a longo prazo (com certeza você não se importava de pagar hoje 80 Euros por um Kg de arroz...).

E fazer um referendo numa região que sofreu uma forte colonização? O Tibete foi invadido e as pessoas vivem no exílio... e só a forma como se refere aos "monges carecas" já é desrespeitosa, aliás, de uma enorme comunidade no país em que você está.
Você pensa que o Tibete foi invadido e que todos os habitantes fugiram para o exílio. Bem, se é isso que pensa, está enganado. A maioria dos tibetianos ficou e vive hoje em dia com mais direitos e qualidade de vida que no tempo em que os "monges carecas" ditavam as leis.

Olivença é outra questão. Já vi reportagens em que a maioria dos habitantes preferia ficar em Espanha pois vivem melhor (e realmente já viram a diferença de níveis de vida?).
A questão não é a mesma? Caro Lino, eu tinha-o em boa conta, apesar dos seus tiques bloquistas, mas o que se passou em Olivença foi bem pior. Houve uma invasão e uma limpeza étnica. Os símbolos portugueses foram apagados e retirados. Claro, como bom português de esquerda, você vai aclamar pela liberdade do Tibete mas não tem tomates para pedir o que nos foi roubado quando a besta do seu Primeiro-ministro lambe os sapatos (e vai lá saber-se mais o quê…) ao cobardolas do Zapatero. E estes meninos aprendem o hino nacional na escola primária…
 
1 - 20 of 60 Posts
Top