Skyscraper City Forum banner
Status
Not open for further replies.
4321 - 4340 of 7493 Posts

·
Registered
Joined
·
304 Posts
Portugália integrada em projecto imobiliário
Público, 01.06.2009, Inês Boaventura

A cervejaria e a fábrica Portugália, na Avenida Almirante Reis, vão ser reabilitadas no âmbito de um projecto já aprovado pela Câmara Municipal de Lisboa, que inclui a demolição das antigas instalações da Central de Cervejas e a construção de um edifício cujo número de pisos oscilará entre os quatro e os sete, mais um recuado.


O projecto de arquitectura, submetido pelo Fundo de Investimento Imobiliário Fechado Sete Colinas, foi aprovado no fim de 2008, aguardando-se neste momento a entrega dos projectos de especialidades. Luís Ramos, administrador de uma das empresas do Grupo A. Silva e Silva (um dos investidores do fundo), disse que as demolições estão prestes a começar, mas recusou prestar qualquer informação adicional, por considerar que não é oportuno.

Junto da Câmara de Lisboa, o PÚBLICO apurou que a intervenção no chamado quarteirão Portugália inclui a reabilitação, "com as necessárias adaptações", dos edifícios da fábrica e da cervejaria Portugália, que constam do Inventário Municipal do Património do Plano Director Municipal. Já as antigas instalações da Central de Cervejas ("afectas aos respectivos escritórios, adegas e áreas de fabrico"), também incluídas no inventário, vão ser demolidas atendendo à sua "obsolescência" e à "complexidade de que se revestiria a adaptação das estruturas às novas funcionalidades".

Junta nada sabe
No local surgirá um único edifício constituído, segundo a proposta aprovada em reunião camarária, "pelos volumes edificados da frente da Almirante Reis e pelo volume contínuo da frente da Rua António Pedro que torneja para a Rua Pascoal de Melo". O empreendimento terá uma área de construção de cerca de 30 mil metros quadrados, destinados a habitação, escritórios e lojas.

O edifício, projectado pelo arquitecto Luís Casal Ribeiro, terá um número de pisos acima do solo entre quatro e sete, "acrescidos pontualmente de um piso recuado", e quatro abaixo do solo. No total haverá 220 fogos, muitos dos quais "de tipologias habitacionais mais baixas e adaptadas às actuais necessidades", e 542 lugares de estacionamento.

Numa informação escrita, uma arquitecta da divisão de projectos particulares da Câmara de Lisboa frisa que o projecto, licenciado em 2006 mas entretanto alvo de alterações, tem como objectivos "a reconversão e a salvaguarda dos valores arquitectónicos e patrimoniais presentes no quarteirão da Portugália, a par da introdução de edificação nova para novas funcionalidades".

O presidente da Junta de Freguesia de São Jorge de Arroios, João Taveira, disse que "ainda não se deram ao trabalho" de o informar da operação urbanística que vai arrancar em breve, mas sublinhou que já tinha alertado para a necessidade de intervir no local, que se tinha transformado em sítio de pernoita de sem-abrigo. O autarca congratula-se com a preservação de edifícios que constam do Inventário Municipal do Património, "dois ícones da freguesia".
 

·
Moderator
Joined
·
17,992 Posts
^^ The problem is that in most instances the portuguese assume someone's guilty even though there isn't any evidence to support their view.
The system may not be flawless but that does not mean that we can assume that everyone who "gets away" was guilty but somehow pulled some strings.
 

·
Registered
Joined
·
88 Posts
Not guilty doesn´t mean innocent... It means that his guilt has not been proved.

O.J.Simpson? Ring a bell? :|

But if someone is "not guilty" we need to suppose they are innocent...
We can't have all "not guilty" people as guilty!!
That would be the end of the judiciary system...

If that guy was considered "not guilty" he has all the right to become Mayor... And I support him for moving on with his life...
Imagine that I was 15 and I accused you of being a pedophile... It not true, and the judge would declare you "not guilty"... Would you be ok if everybody said that you are guilty and from that day on you couldn't have a life?!
 

·
Registered
Joined
·
1,030 Posts
Portugália integrada em projecto imobiliário
Público, 01.06.2009, Inês Boaventura

A cervejaria e a fábrica Portugália, na Avenida Almirante Reis, vão ser reabilitadas no âmbito de um projecto já aprovado pela Câmara Municipal de Lisboa, que inclui a demolição das antigas instalações da Central de Cervejas e a construção de um edifício cujo número de pisos oscilará entre os quatro e os sete, mais um recuado.


O projecto de arquitectura, submetido pelo Fundo de Investimento Imobiliário Fechado Sete Colinas, foi aprovado no fim de 2008, aguardando-se neste momento a entrega dos projectos de especialidades. Luís Ramos, administrador de uma das empresas do Grupo A. Silva e Silva (um dos investidores do fundo), disse que as demolições estão prestes a começar, mas recusou prestar qualquer informação adicional, por considerar que não é oportuno.

Junto da Câmara de Lisboa, o PÚBLICO apurou que a intervenção no chamado quarteirão Portugália inclui a reabilitação, "com as necessárias adaptações", dos edifícios da fábrica e da cervejaria Portugália, que constam do Inventário Municipal do Património do Plano Director Municipal. Já as antigas instalações da Central de Cervejas ("afectas aos respectivos escritórios, adegas e áreas de fabrico"), também incluídas no inventário, vão ser demolidas atendendo à sua "obsolescência" e à "complexidade de que se revestiria a adaptação das estruturas às novas funcionalidades".

Junta nada sabe
No local surgirá um único edifício constituído, segundo a proposta aprovada em reunião camarária, "pelos volumes edificados da frente da Almirante Reis e pelo volume contínuo da frente da Rua António Pedro que torneja para a Rua Pascoal de Melo". O empreendimento terá uma área de construção de cerca de 30 mil metros quadrados, destinados a habitação, escritórios e lojas.

O edifício, projectado pelo arquitecto Luís Casal Ribeiro, terá um número de pisos acima do solo entre quatro e sete, "acrescidos pontualmente de um piso recuado", e quatro abaixo do solo. No total haverá 220 fogos, muitos dos quais "de tipologias habitacionais mais baixas e adaptadas às actuais necessidades", e 542 lugares de estacionamento.

Numa informação escrita, uma arquitecta da divisão de projectos particulares da Câmara de Lisboa frisa que o projecto, licenciado em 2006 mas entretanto alvo de alterações, tem como objectivos "a reconversão e a salvaguarda dos valores arquitectónicos e patrimoniais presentes no quarteirão da Portugália, a par da introdução de edificação nova para novas funcionalidades".

O presidente da Junta de Freguesia de São Jorge de Arroios, João Taveira, disse que "ainda não se deram ao trabalho" de o informar da operação urbanística que vai arrancar em breve, mas sublinhou que já tinha alertado para a necessidade de intervir no local, que se tinha transformado em sítio de pernoita de sem-abrigo. O autarca congratula-se com a preservação de edifícios que constam do Inventário Municipal do Património, "dois ícones da freguesia".
As demolições da fábrica já começaram à umas 3 semanas e já vai quase ao nível do solo. Um dia destes vou lá tirar umas fotos e mostro-vos.
 

·
Les cites obscures
Joined
·
11,402 Posts
Discussion Starter · #4,330 ·
tenho uma revista que tem a maquete desse projecto, só resta saber qual revista é, pq tenho perto duma centena e tudo de arquitectura :(

pelo que me lembro era uma maquete branca com os vidros a vermelho ou algo do género. Er aum volume simples.

Se encontar a revista scano e meto aqui...
 

·
Registered
Joined
·
304 Posts
tenho uma revista que tem a maquete desse projecto, só resta saber qual revista é, pq tenho perto duma centena e tudo de arquitectura :(

pelo que me lembro era uma maquete branca com os vidros a vermelho ou algo do género. Er aum volume simples.

Se encontar a revista scano e meto aqui...
Pff encontra essa revista, estou em pânico quanto aos "vidros vermelhos"...:nuts:
 

·
Les cites obscures
Joined
·
11,402 Posts
Discussion Starter · #4,333 ·
Na maquete eram vermelhos, mas atenção as maquetes são coisas muito conceptuais por vezes.

Barragon, a maquete, ou foto dela estava no SIL na parte da CML, é possível que apareça numa das fotos que nós tirámos.


Já comecei à procura, já vi mais de 60 revistas e ainda faltam muitas, sem falar nos catálogos infinitos que vou acumulando.

Até foi bom, pq muita coisa já não queria, já enchi um saco para meter no papelão.
 

·
SLB User
Joined
·
184 Posts
Boas, não sei se isto já terá sido postado noutro lado, se foi peço dsc, mas descobri-o hoje por acaso quando andava pelo google e decidi partilhar.

É um empreendimento de habitação bastante agradável na minha opinião, e que me agrada particularmente por ficar situado numa zona que conheço bastante bem e que actualmente é um terreno baldio ainda com alguma dimensão.

Fica localizado na Av. Dr. Augusto de Castro perto do Feira Nova e do futuro Hospital de Lisboa e tinha lá estes renders no site.














 
4321 - 4340 of 7493 Posts
Status
Not open for further replies.
Top