SkyscraperCity banner

2561 - 2580 of 3476 Posts

·
Registered
Joined
·
24,985 Posts
A Entidade Regional do Turismo do Alentejo/Ribatejo, iniciou no passado dia 12 de julho, uma ação de marketing direto, pelos pontos turísticos mais visitados das duas regiões, nesta altura do ano.

Ao longo desta ação, presidente e técnicos da ERT Alentejo e Ribatejo, abordarão turistas que visitam as regiões, promovendo o contacto direto com os mesmos, ficando a conhecer as suas origens e o que os atraiu. Apresentando algumas surpresas, maximizarão a sua visita, dando-lhes a conhecer a gastronomia e pontos de interesse, destes destinos “Desligue”.


António Ceia da Silva, Presidente da Entidade Regional de Turismo (ERT) do Alentejo e Ribatejo, e declarações à Rádio Campanário sobre o balanço dos primeiros dias da ação, afirmando que “foi fantástico”, em todos os destinos já visitados no âmbito da campanha.

Sendo que um dos objetivos é ficar a conhecer o perfil do turista que nos visita, Ceia da Silva avança terem encontrado, para além de turistas portugueses, “turistas colombianos, brasileiros, uruguaios, chineses, franceses, espanhóis”, e não apenas das zonas raianas.

“Há de facto uma dinâmica turística que era impensável há 4, 5 anos”, declara o presidente da ERT Alentejo e Ribatejo, que estará presente ao longo de toda a ação de marketing direto, visitando Elvas, Portalegre, Marvão, Castelo de Vide, Vila Viçosa, Estremoz, Monsaraz, Praia do Alqueva, Évora, Beja, Serpa, Mértola, Zambujeira, Porto Covo, Lagoa de Santo André, Alcácer do Sal, Troia, Santarém, Golegã e Rio Maior.

Fonte: http://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/alentejo-tem-uma-dinamica-turistica-impensavel-ha-4-anos-declara-ceia-da-silva-na-primeira-semana-em-acao-de-marketing-direto-c-som-2
 

·
Registered
Joined
·
24,985 Posts
A Fortaleza de Juromenha, localizada na freguesia de Juromenha, concelho de Alandroal, classificada como imóvel de interesse público e com vários séculos de existência, ficou recentemente de fora do Projeto REVIVE, a que se candidatara.

No interior das suas muralhas em ruínas, encontram-se vários edifícios e estruturas históricas, em avançado estado de degradação, entre eles a Igreja da Misericórdia, com data de construção estimada a rondar o século XVII.

Mariana Chilra, Presidente da Câmara Municipal de Alandroal, avançou à Rádio Campanário que “vai ser a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, a recuperar a Igreja da Misericórdia de Juromenha”

A autarca afirma já ter reunido algumas vezes com a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, tendo também procedido a deslocações à Fortaleza de Juromenha, com técnicos da Direção Regional de Cultura e da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, “para avaliarmos as possibilidades de recuperação.”

O projeto para a requalificação do edifício, diz a autarca, está a ser elaborado por “técnicos da Direção Regional de Cultura, conjuntamente com técnicos engenheiros e arquitetos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa”

“Temos um bom início para Juromenha”, afirma Mariana Chilra, acrescentando que, neste momento, o município aguarda a apresentação da proposta de protocolo para esta requalificação, que será estabelecido entre a Câmara Municipal de Alandroal, Direção Regional de Cultura e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Fonte: http://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/igreja-da-misericordia-de-juromenha-sera-requalificada-pela-santa-casa-da-misericordia-de-lisboa-avanca-mariana-chilra-c-som
 

·
Registered
Joined
·
24,985 Posts
A aicep Global Parques e a ADRAL – Agência de Desenvolvimento Regional do Alentejo uniram esforços e vão assinar amanhã um protocolo de colaboração entre as duas entidades, que estabelece os princípios para a promoção conjunta da região.

Este protocolo está enquadrado no projeto “Alentejo Global Invest, que tem como objetivo a captação de investimento para o Alentejo e incentivar o empreendedorismo e a cooperação entre instituições.

A união de esforços destas duas entidades foi facilitada pela consciencialização conjunta da importância da promoção da região do Alentejo, em resultado da sua localização e das infraestruturas existentes, assim como das suas vantagens para a localização de projetos de investimento estruturantes.

Fonte: http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/aicep-global-parques-vai-promover-o-alentejo-no-estrangeiro-187959
 

·
Registered
Joined
·
806 Posts
Boa, sem dúvida que fazia falta, passei aí à pouco tempo e reparei nessa obra. Só faltam os restantes km's de passeios a ligar bairros da zona norte ao centro, e do centro às zonas industriais.
 

·
Registered
Joined
·
24,985 Posts
A Casa Agrícola Alexandre Relvas (CAAR) acaba de juntar 90 hectares de vinha, na Vidigueira, ao seu projeto agrícola, concentrado, até agora, no Redondo, na Herdade de São Miguel (35 ha) e na Herdade da Pimenta (60 ha). “Queremos atingir um novo patamar de crescimento e temos de estar preparados para isso”, justifica o empresário Alexandre Relvas que nos últimos três anos investiu €4 milhões nas vinhas e na adega e está pronto a aumentar a capacidade de armazenagem e da linha de enchimento, já a trabalhar a dois turnos, no limite da capacidade.

Depois da compra da Vinha dos Pisões, este ano, a CAAR admite plantar mais 40 hectares, entre o Redondo e a Vidigueira, se conseguir direitos de plantação no Alentejo. O objetivo da empresa é “garantir uma autonomia significativa no fornecimento de uvas” e “crescer num sector com margens muito baixas, em que é preciso ter volumes importantes para ser competitivo”, diz Alexandre Relvas.

Em 2016, a CAAR faturou €8,5 milhões (4,9 milhões de garrafas). Este ano quer chegar aos €10 milhões e 6 milhões de garrafas em 30 mercados, Finlândia incluída, o que significa vender vinho em garrafas de plástico, algumas das quais da Logoplaste, porque o mercado local aprecia esta solução no consumo em piqueniques e barcos e a diferença de peso passa os 250 gramas/unidade.

Na oferta, a empresa tem inovado com soluções como o rótulo que fica azul quando o vinho branco está à temperatura ideal para ser bebido, mas a necessidade de oferecer produtos novos ao consumidor também significa valorizar a identidade e tradições da região. Por isso, a CAAR cruza a tecnologia moderna das suas adegas, onde garante temperaturas constantes a cada uma das fases da produção e faz vinho biológico e até vinho laranja Art.Terra Curtimenta, seguindo as últimas tendências do mercado, com processos ancestrais como o vinho de talha em ânfora de barro.

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/economia/2017-07-29-Alexandre-Relvas-compra-mais-90-hectares-de-vinha
 

·
Registered
Joined
·
806 Posts
Évora precisa urgentemente de um projecto que recupere as muralhas na sua envolvente...Existem troços de muralha completamente ao abandono e em risco de derrocada. Ainda para mais são estas que delimitam um centro histórico Património da Humanidade. Estas zonas estão bastante degradadas:

Portas da Lagoa - Portas de Aviz
Portas de Machede - Rotunda do quartel dos bombeiros (Troços em derrocada, muros a tapar a muralha, incluindo um estaleiro da CME, tubos de esgoto a sair da muralha junto à Escola de Enfermagem)
Rotunda da Lagril - até à zona da Epral (Estacas dos feirantes espetadas na muralha)

Convido todos a um passeio a pé à volta do CH, com um olhar atento e vejam as atrocidades que ainda existem nas muralhas. Acho que Elvas nesse sentido tem estado mais preocupada com o recinto amuralhado do que Évora.
 
2561 - 2580 of 3476 Posts
Top