Skyscraper City Forum banner
1 - 5 of 5 Posts

·
100% Azorean Stuff
Joined
·
7,242 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Fica aqui um thread para colocar tudo o que tenha a ver com projectos nos aeroportos dos Açores.

Nova Aerogare do Aeroporto do Corvo (rbv arq)

Os resultados do concurso dos projectos de arquitectura para a nova Aerogare do Corvo só serão conhecidos no próximo mês de Setembro, porém, gostei bastante deste projecto da rbv arq. Caso não seja este o vencedor em Setembro, depois substituo os renders.





 

·
100% Azorean Stuff
Joined
·
7,242 Posts
Discussion Starter · #2 ·
Inaugurada a ampliação do Aeroporto de S. Jorge (Correio do Norte)



Investimento na ordem dos 27 milhões de euros, foi ontem inaugurado pelo Presidente do Governo Regional, e abrangeu a ampliação e alargamento da pista, uma nova Torre de Controlo entre outras infraestruturas.

Para o Presidente do Governo dos Açores, a ampliação do aeroporto de São Jorge é “uma obra que representa um autentico ponto de viragem nas ligações aéreas a esta ilha. Uma obra que orgulha o Governo e que muito aproveita aos jorgenses. Uma obra que torna mais integrada e mais açoriana a ilha de São Jorge”.

Carlos César falava ontem ao final da tarde na inauguração da ampliação e alargamento da pista e outras obras no Aeroporto de São Jorge. O investimento teve como principal objetivo garantir melhores condições de segurança às aeronaves da companhia aérea açoriana, sobretudo nos dias em que as condições atmosféricas dificultam a operação dos aviões da SATA.

A pista do Aeroporto de São Jorge foi ampliada em cerca de 200 metros e alargada em 15 metros, numa intervenção adjudicada ao consórcio liderado pela Tecnovia Açores, que contou também com a participação da Somague Ediçor e da Marques.

O projeto de execução da obra obrigou ainda à construção de um aterro num dos topos da pista, que chegou a atingir os 40 metros de altura e movimentou cerca de um milhão de metros cúbicos de inertes.

Para Carlos César, “a inauguração deste empreendimento levado a cabo pelo Governo Regional , através da SATA, assinala a conclusão de um projeto cujas consequências ficam para as próximas gerações e que melhora de forma muito significativa as acessibilidades a São Jorge”.

As obras realizadas do alargamento da pista, a nova torre de controlo, investimentos nas áreas das comunicações, o novo aquartelamento dos bombeiros e outros melhoramentos envolveram um investimento na ordem dos 27 milhões de euros, a que se somam outros investimentos anteriormente realizados como a construção da nova aerogare e do parque de estacionamento.

As obras assinalam o propósito do Governo de qualificar esta estrutura e de lhe transmitir as condições de segurança e de operacionalidade que muito beneficiam a atração e a mobilidade de e para esta ilha, a vida das pessoas e as condições de atividade para muitas empresas.



O Presidente do Governo realçou que “este aeroporto é uma porta de entrada para o turismo e uma porta de exportação para algumas mercadorias produzidas em São Jorge, quer seja para outras ilhas quer seja para mercados mais distantes”.

Carlos César lembrou que, quando entrou para o Governo, o número de passageiros anuais não chegava a 35 mil. “Hoje são mais de 51 mil os passageiros que aqui estão todos os anos, com um volume de correio e de carga que atinge as 140 toneladas. Este aumento foi comum áquilo que nós temos designado como o mercado das ilhas da coesão, em que foi praticamente duplicado o número de passageiros embarcados e desembarcados, tendo evoluído de pouco mais de cem mil passageiros em 1996 para os atuais mais de duzentos mil”.

Nos últimos 15 anos o Governo tem feito um grande esforço e com elevados investimentos em todos os aeroportos da Região e também para uma diminuição real dos custos de transporte quer dos passageiros quer de carga.

“Quando entrei para o Governo”, comparou Carlos César, “ o custo médio das tarifas aéreas inter ilhas era muito superior ao atual. Em 1996, a preços constantes de 2011, eram duzentos euros e hoje têm um valor de cerca de 124 euros. É importante, evidentemente, continuar esse trabalho, porque nós temos consciência, seja no transporte aéreo seja no marítimo, que essa área de operacionalização da nossa economia e que tem a ver com os seus custos é fundamental que tenha um desempenho cada vez melhor e que possa engrandecer a nossa atividade económica e empresarial”.

“Estes investimentos que estamos agora a inaugurar aqui hoje”, prosseguiu o Presidente do Governo, “pontuam um período em que felizmente pudemos realizar muitas das aspirações dos açorianos em geral e dos jorgenses em particular, ultrapassando carências e introduzindo benefícios e novas oportunidades”.

Mas Carlos César lançou também um alerta pra o momento político atual. “Nós estamos a atravessar agora na nossa Região um período excecionalmente rico na criatividade e na imaginação dos políticos, que antecede sempre as campanhas eleitorais”, disse, “mas é bom que estes períodos não percam a racionalidade. É bom que a propaganda não se torne num vale tudo. Numa fase em que às vezes parece que se perde o sentido das realidades, com os candidatos a “intenicar” com o sistema de saúde de manhã, à tarde a “intenicar” com os pobres que recebem, segundo eles, Rendimento Social de Inserção e outras prestações sociais a mais, de manhã com umas candidatas que acham que a Região está à beira da falência e à tarde já podem fazer avalanches de promessas que custam milhões e milhões de euros”.

O Presidente do Governo diz que “é preciso ter racionalidade, consciência e sentido da realidade regional. E sobretudo também prezar a verdade. O sentido e o progresso que nós temos vivido nos Açores não pode ser esquecido nestas circunstâncias. É um importante património, não apenas especificamente da ação do Governo mas sobretudo dos cidadãos em geral. Tudo o que por aí há de melhor tem sido feito graças a uma cumplicidade muito forte entre o Governo, os cidadãos, os empresários, os empreendedores, todos aqueles que têm iniciativa e que confiam no presente e no futuro dos Açores”.
 

·
Registered
Joined
·
16,600 Posts
Aeródromo do Corvo, Açores (2011)

No âmbito do concurso, concebemos o projeto para a Aerogare, o Armazém de Material de Placa e o SSLCI. Tratando-se de uma intervenção arquitetónica sobre um território tão peculiar, procurámos uma relação bastante cuidada e integrada com o lugar, tendo especial atenção com o património existente. Tivemos como aeronave de referência o Bombardier Dash Q200 e dimensionámos o átrio para receber em simultâneo cerca de 50/55 pessoas.



1-


2-


3-


4-


5-


6-

Fonte: http://www.a1v2.pt/portfolio-items/aerodromo-do-corvo-acores/?portfolioID=493
 
1 - 5 of 5 Posts
Top