SkyscraperCity banner
1 - 20 of 23 Posts

·
Was schreibe ich hier ??
Joined
·
1,485 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Bondes elétricos que circularam em Curitiba na primeira metade do século 20 podem voltar a transportar passageiros no centro da cidade. Projeto da Prefeitura prevê a instalação de uma nova linha de bondes entre o Passeio Público e a Praça Eufrásio Correia, passando pelas ruas Riachuelo, Barão do Rio Branco, Conselheiro Laurindo e XV de Novembro. O projeto de atrativo turístico, cultural e de resgate da memória da cidade foi desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) e faz parte das ações de revitalização da área central da cidade, iniciadas em 2005.

A volta dos bondes às ruas do Centro será feita em parceria com a iniciativa privada. "A exemplo do que ocorreu na revitalização do Paço Municipal, a Prefeitura não vai aplicar recursos do tesouro municipal, que têm prioridade de investimento na área social", informa o assessor de Projetos Especiais da Prefeitura, Maurício Sá de Ferrante. "A proposta tem grande apelo turístico e é ambientalmente correta, já que o bonde é elétrico. Neste momento, estamos em contato com potenciais patrocinadores do projeto."

O serviço a ser oferecido pelo Bonde Turístico não concorrerá com o sistema regular de transporte coletivo. permitirá o embarque e desembarque ao longo do caminho e terá uma tarifa diferenciada. A expectativa do Ippuc é de que o bonde seja mais um indutor do crescimento econômico na região, a partir do eixo formado pelas ruas Barão do Rio Branco e Riachuelo.

Novo Centro

Desde 2005, a Prefeitura trabalha na revitalização do Centro. A Praça Tiradentes, Marco Zero da cidade, foi totalmente reformada. Com ruínas históricas preservadas e expostas sob vidro, a praça virou atração turística, assim como o prédio do Paço Municipal, na Praça Generoso Marques, que foi restaurado pela Fecomércio para ser um centro cultural. A região também ganhou câmeras de vigilância, novas calçadas, nova iluminação cênica e Posto da Guarda Municipal. A rua Riachuelo, um dos mais tradicionais pontos de comércio do Centro, também será revitalizada.

O Birney volta às ruas

Um dos bondes que será revitalizado para voltar a circular no Centro é um Birney. Fabricado nos Estados Unidos no início da década de 20, ele transportou passageiros em Curitiba até 1952, quando foram desativadas as linhas de bonde na cidade. O Birney chegou a ficar exposto na Praça Tiradentes, como Posto de Informações Turísticas, mas foi recolhido de diversos ataques de vândalos.

O projeto da Prefeitura prevê a é iniciar o novo serviço turístico com dois bondes, que terão frequência de 60 em 60 minutos, percorrerão os 3,4 km da viagem a uma velocidade entre 8 km/h e 10 km/h. Serão implantados trilhos no trajeto.

Turistas aprovam idéia

Em 2007, o Ippuc fez uma pesquisa com turistas que visitavam a cidade. Foram entrevistadas 1.785 pessoas, das quais 95,6% disseram que usariam o bonde turístico. Perguntados quanto às razões pelas quais fariam o passeio, 52,7% dos entrevistados usariam o bonde para conhecer a cidade e por curiosidade. Outros 24,7% disseram que fariam o passeio para conhecer o Centro, conhecer a cidade e para ver os pontos turísticos, e 14,1% escolheriam o Bonde Turístico pela oportunidade de relembrar o passado e por nostalgia. As entrevistas foram feitas em nove locais, como aeroporto, rodoviária, parques da cidade e com passageiros da Linha Turismo.

Primeiros bondes eram puxados por mulas

Ícone da mobilidade nos séculos 19 e 20, o bonde foi o primeiro transporte coletivo de Curitiba. Os primeiros veículos, que começaram a funcionar em dezembro de 1887, partindo da antiga rua da Liberdade (atual Barão do Rio Branco), tinha estrutura de madeira e eram puxados por mulas. A estação central ficava no atual cruzamento da avenida Visconde de Guarapuava com a rua Barão do Rio Branco, perto da Praça Eufrásio Correia.

A primeira linha de bondes elétricos foi implantada em 1912 , do Centro ao Portão, à época um bairro essencialmente operário. Com o tempo, a estrutura de madeira foi substituída por carroceria metálica.

Viagem histórica e cultural

O itinerário do bonde será uma viagem pela história de Curitiba. Serão sete pontos de parada, da Praça Eufrásio Correia ao Passeio Público. A garagem e oficina do bonde será no cruzamento da Visconde de Guarapuava com a Barão do Rio Branco, em um prédio do município em frente à Câmara Municipal.

Conhecida como Praça do Semeador por causa da escultura O Semeador, de Zaco Paraná, a Praça Eufrásio Correia foi inaugurada em 1912. A área foi ponto de encontro para a comunidade curitibana, trabalhadores da ferrovia, imigrantes e turistas. Onde hoje está o Shopping Estação funcionava a antiga estação ferroviária da cidade. A primeira locomotiva chegou à estação em 1884, em clima de festa, com direito a apresentação da banda de Paranaguá e fogos. No ano seguinte a ferrovia foi inaugurada.

Além do comércio que se desenvolveu na região e das indústrias — cervejarias, moinhos, fábricas de fósforo, erva-mate, sabão — que cresceram atrás da estação, a região ficou conhecida pelos hotéis, nde eram organizadas festas para os curitibanos, roteiros de viagens para os turistas e foram os primeiros locais a acomodar os imigrantes europeus que chegaram na cidade.

Tombada pelo Patrimônio do Estado, a praça Eufrásio Correia é uma das mais antigas da cidade e em seu entorno estão prédios históricos, entre eles a Câmara Municipal de Curitiba, que foi sede da Assembléia Legislativa do Paraná. Ao longo da rua Barão do Rio Branco, entre as edificações antigas, está o Museu da Imagem e do Som (MIS), em frente ao Centro de Convenções. O prédio foi sede do Governo do Estado.

Na Praça Generoso Marques, está o Paço Municipal, recentemente revitalizado pela Federação do Comércio do Paraná (Fecomércio) e transformado em espaço cultural. A edificação de arquitetura neoclássica é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Ao desembarcar na Praça Generoso Marques, é possível seguir até a Catedral e o Setor Histórico da cidade.

Depois de passar pela Riachuelo, o visitante chegará à Praça 19 de Dezembro onde está a escultura Homem Nu, do escultor de Erbo Stenzel, marco do centenário da emancipação política do Paraná, comemorado em 1953. Na praça estão ainda a Mulher Nua, obra de Humberto Cozzo, e painéis de Poty Lazzarotto, que representa a evolução política do estado, e Erbo Stenzel, sobre os ciclos econômicos do Paraná.

Da praça, o Bonde Turístico chegará ao Passeio Público, primeiro parque da cidade e zoológico, construído em 1886.

Em Santos, bonde é atração turística

No desenvolvimento do projeto de implantação do Bonde Turístico de Curitiba, técnicos do Ippuc foram a Santos, no litoral paulista, para conhecer a experiência da cidade que, desde 2000, tem quatro bondes em circulação. São dois portugueses e dois escoceses, relíquias dos anos 1909 e 1911. Ex-motorneiros ou condutores de bonde organizam o embarque dos passageiros na Estação Buck Jones, na Praça Mauá — a principal do Centro Histórico, onde se encontra a Prefeitura — e contam histórias e curiosidades da época em que o veículo era o principal meio de transporte santista. Guias de turismo acompanham o passeio e descrevem as atrações. O trajeto original, de 1,7km, foi ampliado em 1,2 km recentemente, nas comemorações do centenário do bonde elétrico de Santos. O circuito completo, a ser concluído no início do segundo semestre deste ano, terá 5 km, percorrendo 40 pontos de interesse turístico e histórico.
 

·
Moderator
Joined
·
31,198 Posts
Se isso sair mesmo.. vai ser incrível.
A região por onde o bonde vai passar é muito bonita, várias vezes passo a pé por ali e fico observando os casarões antigos e pensando como poucas pessoas reparam neles, e que mereciam ser mais valorizados.

Reparei que o Bonde vai passar por dentro do Passeio Público.. outra idéia genial... vai dar uma revitalizada no local, já que muita gente acaba contornando o Passeio Público e nem entra pra conhecer. O que é uma pena.. é um belo parque pouco explorado, bem no centro da cidade.

Nota 10/10 pra esse projeto.
 

·
Scooter/motorbike lover
Joined
·
65,802 Posts
Não é por nada, mas não seria mais inteligente colocar VLT's modernos para fazer esta linha central em Curitiba, criando assim uma rede sobre trilhos nos calçadões centrais e tirando os ônibus da região, valorizando o lugar?
 

·
Indústria da Multa S.A.
Joined
·
6,320 Posts
Não é por nada, mas não seria mais inteligente colocar VLT's modernos para fazer esta linha central em Curitiba, criando assim uma rede sobre trilhos nos calçadões centrais e tirando os ônibus da região, valorizando o lugar?
Bonde = trambolho desconfortável, apertado e antiquado para turista trouxa ver e se encantar

VLT = uma opção à mais para transporte de passageiros na região central daquela cidade, revitalizando a região, além de ser moderno e eficiente.
 

·
Registered
Joined
·
7,168 Posts
Não é por nada, mas não seria mais inteligente colocar VLT's modernos para fazer esta linha central em Curitiba, criando assim uma rede sobre trilhos nos calçadões centrais e tirando os ônibus da região, valorizando o lugar?
Pois é, também acho, mas na verdade eu acho que deveriam haver dois tipos, os modernos para transporte e os antigos para turismo!
 

·
Moderator
Joined
·
31,198 Posts
mas nesse caso o conceito é diferente.
VLT nessa linha teria alguns empecilhos:
Essa ligaçao Praça Eufrásio Correa / Passeio Público já é feita através da linha expressa de biarticulados Santa Candida- Capão Raso num trajeto bem proximo desse, e futuramente (batendo na madeira.. ahah) será por onde vai passar o metrô, entao se tem demanda por esse trecho ela já é atendida pelo Expresso, e será melhor ainda pelo metrô.

Outro problema é que essas ruas por onde o bonde irá passar são ruas estreitas .. e que possuem uma quantidade enorme de casarões antigos, basicamente o setor histórico da cidade .. entao nao seria aconselhável criar uma linha de transporte que pudesse causar impacto na estrutura do casario.

A idéia desse projeto é servir como mais um fator revitalizador da região central.. já que se insere no contexto maior de melhorar uma área até certo ponto degradada da cidade.. entao nao creio que seja apenas um pega-turista..

Não menospreze o poder de um "elemento de atraçao turística" ...A estufa do Jardim Botânico na época também foi criticada, antes da sua construçao.. e hoje é indiscutivelmente o cartão postal da cidade.

Eu acho que esse projeto tem tudo pra dar certo.
 

·
Registered
Joined
·
856 Posts
Acredito que a cidade deve sim continuar investindo em "pega-turista" como disseram alguns colegas. Curitiba merece parabéns no quesito turismo, pois uma cidade sem nenhum atrativo turístico natural, consegue ser um dos destinos turísticos mais importantes do pais.
 

·
Banned
Joined
·
1,860 Posts
Não é por nada, mas não seria mais inteligente colocar VLT's modernos para fazer esta linha central em Curitiba, criando assim uma rede sobre trilhos nos calçadões centrais e tirando os ônibus da região, valorizando o lugar?
Seria. Mas não espere atitudes inteligentes da prefeitura de Curitiba.
 

·
Scooter/motorbike lover
Joined
·
65,802 Posts
Uma idéia que seria viável em Curitiba seria a utilização desta futura linha de bondes tanto para turismo quanto para o transporte urbano, operando carros antigos e reformados de várias cidades do mundo. Em San Francisco (EUA), a MUNI opera uma linha de bonde para transporte coletivo, onde os carros são todos históricos e com a pintura dos sistemas das cidades de origem:


Bonde PCC com cores do sistema de Baltimore (foto de Christopher J. Wood)


Um ex-Milão (foto de Christopher J. Wood)


Este veio de Bruxelas (foto de Goodshoped35110s)

Há também bondes do Porto (Portugal), Kobe, Melbourne e Hamburgo operando nessa linha em San Francisco.
 

·
bye Iguaçu, hi Tietê
Joined
·
12,269 Posts
A meu ver, um dos pontos frágeis da RIT (rede integrada de transportes) de Curitiba é a fragmentação e falta de conectividade no centro. Seria interessante um serviço circular centro, que integrasse fisica e tarifariamente os terminais como Guadalupe, Tiradentes, Carlos Gomes, Rui Barbosa, Eufrásio Correia... Não sei se seria possível fazê-lo com uma linha similar a esta, mas se fosse, seria interessante. Gostei da ideia de usar bondes históricos (ou "vestidos" de históricos) para isto; um serviço voltado para a integração da região central não precisaria de muita velocidade, pois as distâncias não são tão grandes...
Quanto à tarifa, está na hora de Curitiba colocar um pouco de inteligência nos seus cartões eletrônicos; daria para pensar em diversas opções.
 

·
Uhrrhrhrhhshsjzshzinjzzxz
Joined
·
1,941 Posts

Um ex-Milão (foto de Christopher J. Wood)
^^

Particularmente, odeio esses bondes fechados!!...Não tem nada a ver com o nosso clima, e nem dá pra pegar uma carona sem pagar comos os abertos daqui de Santa. ;)

Só deve ser bom na UE, ou em Curitiba que é frio de vez em quando!!!

O bonde véio que tanto falam, roda há mais de 100 anos!!!...melhor que essas latas que geram problemas frequentemente...!!...tipo os micro-onibus modernos que acidentam-se por aqui!!!:eek:hno:

...cara, hoje mesmo, andei num onibus muito moderno, (um que a empresa Breda comprou pra fazer algumas linhas como o 485, por exemplo...com certeza, o onibus urbano mais moderno e confortável do Rio!!!!:yes::yes:....mas acontece que não sei o que deu em mim que eu precisava cuspir!!!!...não deu outra, o vidro não abria por ser totalmente lacrado, tive cuspir disfarçadamente no chão!!:lol::lol::lol:ahahahhhahahh

...prefiro bondes abertos!!

:cheers:
 

·
Moderator
Joined
·
31,198 Posts
Seria. Mas não espere atitudes inteligentes da prefeitura de Curitiba.
Eu nao sou aqueles defensores cegos desta ou daquela administraçao.. deste ou daquele partido... E eu consigo reconhecer quando um trabalho está sendo bem feito ou nao.

Nao entendo essa sua crítica ácida quanto a prefeitura de Curitiba.
Ela pode nao ser perfeita.. e nao atender a tudo o que a cidade precisa, mas ela tbm nao é a pior de todas .. e que só faz burrice.
Ao contrário... A prefeitura de Curitiba é uma das mais presentes que conheço.. vc sente a presença da maquina pública.. já tive vários exemplos disso .. coisa bem diferente de outras cidades.. onde canteiros mal cuidados .. buracos que nao sao tampados nunca.. nem placas sao limpas.. dao a impressao que nao tem ninguem cuidando daquilo.

Nao sou defensor de Prefeito.. mas tbm nao critico ele só por criticar.

Esse projeto tem seu mérito.. ele é um de vários que devem ser pensados .. uma cidade nao vive só de ficar construindo posto de saúde e creche.
 

·
Registered
Joined
·
650 Posts
Eu achei a idéia genial... O trecho passa por ruas estreitas e com prédios bem antigos, mas que na sua maioria são áreas bem degradadas, e com o bonde, valorizariam bastante, com a restauração dos casarões..

Mas seria melhor se ela não parasse na Eufrásio, e subisse pela 7 de Setembro até a 24 de Maio, passando pela praça Rui Barbosa, depois Voluntários da Pátria (calçadão) até a Pça. Osório e voltando pela XV, percorrendo toda ela, passando pelo Palácio Avenida e Boca Maldita, que ficaram de fora nesse traçado..

 

·
Registered
Joined
·
7,611 Posts
Eu tbm gostei da ideia ...

Por este mapa ^^ ... seria facil a utilização dele como transporte publico ... uma linha cirular e com uma frequencia bem melhor do que 1 viagem por hora ¬¬

A linha bem que poderia ter um preço baratinho e uma boa frequencia ... eu andaria por ela todo o dia :D

Parece ideial para quem tem um rotina diaria de muitas horas no centro!!

Seria muito mais charmoso um turista ver que os moradores com rotina diaria no centro utilizam o bondinho historico ... eu acho pelo menos ;p

Acredito que o circular centro seja a unica linha do transporte coletivo atual que o bondinho poderia "concorrer", caso pudesse ser usado como transporte publico e nao so turistico!!
 

·
Curitibano
Joined
·
4,097 Posts
bem legal a ideia!!!
e não acho que a prefeitura daqui seja ruim...
alias, gosto muito! Agente sente que eles correm atras e fazem as coisas... claro... não tudo, mas ja faz um bom trabalho!!
 
1 - 20 of 23 Posts
Top