Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 29 Posts

·
Registered User
Joined
·
2,726 Posts
Discussion Starter · #1 ·
PT reformulará estratégia para atrair eleitor de SP

O Estado de São Paulo tem se mostrado como uma espécie de escudo eleitoral que o PT não consegue transpor. O diagnóstico, feito a partir do resultado das eleições deste ano e de pleitos passados, deixa dirigentes do partido em Estado de alerta e exige uma reformulação de estratégias para disputas futuras.

O PT progressivamente aumenta sua penetração entre segmentos populares e de baixa renda, mas seu discurso não tem comovido o eleitor paulista de classes médias mais conservadoras, mais escolarizado e de maior renda nas últimas eleições. As crises de 2005 e 2006 do PT, o mensalão e o dossiê dos aloprados, explicam essa resistência eleitoral, segundo os próprios petistas.

Ainda que José Serra (PSDB) tenha vencido Dilma Rousseff (PT) no Estado por 54,05% a 45,95%, e os petistas tenham considerado o resultado "não catastrófico", ficou evidenciada a dificuldade de captar votos de eleitores de Marina Silva (PV) no primeiro turno do pleito.

Na capital, o tucano superou a petista por 53,64% a 46,36% dos votos válidos. O mapa de votação na capital em 2008 e 2010, respectivamente nas eleições municipal e presidencial, é um exemplo do bom desempenho do partido nas periferias e da resistência que enfrenta em regiões de renda mais elevada (ver arte ao lado).

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva já sinalizou a dirigentes do partido que vai se dedicar pessoalmente às reformulações e articulações necessárias para fortalecer a sigla nas disputas municipais de 2012.

"O fato é que o PT ainda não conseguiu estabelecer um diálogo com os eleitores paulistas no sentido de ter a maioria dos votos, embora nesta eleição (a governador) quase tenha tido segundo turno em São Paulo", admite o presidente nacional do partido, José Eduardo Dutra.

Aloizio Mercadante (PT) não conseguiu ir para o segundo turno com Geraldo Alckmin (PSDB) por 72.571 votos. O petista teve, porém, o melhor desempenho eleitoral (35,23% dos votos válidos) do partido se consideradas as eleições a governador desde 1998, quando Marta Suplicy , derrotada por Mário Covas, obteve apenas 22,18% dos votos.

"Ganhamos prefeituras importantes no Estado, mas não temos conseguido atrair o voto da maioria do povo paulista. É um desafio não só para o PT de São Paulo, mas para o PT do Brasil", acrescenta Dutra. Segundo ele, o PT já se consolidou como um partido nacional, mas a importância de São Paulo, berço do partido, não pode ser desconsiderada para a sobrevivência política.

O presidente do PT no Estado, Edinho Silva, já levou o problema à executiva partidária na última semana e preparou um cronograma de seminários pelo Estado ao longo do ano de 2011 para tentar reaproximar o PT de setores da juventude e acadêmicos. Para ele, essa é uma agenda urgente para o partido que não pode ser adiada. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

http://www.estadao.com.br/noticias/...ategia-para-atrair-eleitor-de-sp,636228,0.htm
 

·
Comunista
Joined
·
3,221 Posts
^^

O PT rifou seu único quadro que poderia superar essa fronteira, Eduardo Suplicy. Agora já é tarde demais nesse sentido, o Suplicy hoje está queimado demais para uma disputa a prefeitura ou o estado.
 

·
Registered
Joined
·
5,098 Posts
A compreensão para esse fato é simples: O povo de SP não consegue ver o que o PT tem feito pelo estado, principalmente no interior paulista, onde a força tucana é ainda maior. Se for feita uma observação, quais são os projetos de infraestrutura (CEFET's, Universidades Federais, ferroviários, Institutos Federais de Pesquisa, Hospitais Federais, dentre outros), que se encontram no interior (interior mesmo) de SP? Ou seja, com o vácuo que se cria, é preenchido pelo governo do Estado, que assim sendo, acaba amealhando muito mais votos em função disso.

Na capital a situação não chega a ser muito diferente. Talvez o que é certo pensar é que a população de SP quer retorno maior dos impostos que saem daqui. Enquanto o governo federal (diga-se PT), não olhar com mais clareza esse ponto, estudar melhor a dinamica da região centro sul do Pais (leia-se: SP, PR, SC e RS), e não fizer investimentos que afirmem sua atuação para melhorar aidna mais a economia dessas regiões, não há como quebrar esse escudo. A tendencia é o escudo blindar ainda mais, já que pelos relatórios da proposta do orçamento 2011, a capacidade de investimentos do GESP tem aumentado cada vez mais, em virtude de politicas fazendárias equilibradas.
 

·
Registered
Joined
·
4,997 Posts
Na verdade o Lula conseguiu muita transferência de voto pra Mercadante, com repetições diárias e horárias de propaganda a favor do candidato.

Vejam abaixo a opinião de Marta Suplicy sobre esse assunto:

"São Paulo não é fortaleza impenetrável do PSDB"

Depois da série de crises que derrubou os candidatos naturais do PT à sucessão de Lula, o nome de Marta Suplicy passou a frequentar todas as listas de apostas para a disputa ao Palácio do Planalto em 2010.

Ela sabia disso e, na época, alimentava esse sonho.

Foi em uma conversa reservada com o presidente Lula que a então ministra do Turismo foi uma das primeiras a saber da boa nova: o partido teria uma candidata à Presidência. "Eu pensei: Marina, Dilma ou eu. Mas logo percebi que seria a Dilma e achei muito bom", diz.

O mundo da política deu muitas voltas desde então e Marta hoje lidera com folga todas as pesquisas para o Senado em São Paulo.

Ela integra a seletíssima lista de candidatos prioritários do PT que disputam essa raia nobre do parlamento. Se Marta e Dilma vencerem, a ideia é que a ex-prefeita integre uma espécie de "Tropa de Elite" da base do governo.

"Quero ser o braço direito de Dilma", diz. Nessa entrevista exclusiva ao Brasil Econômico, Marta Suplicy analisa o cenário em São Paulo e fala de seus planos para o futuro.

Como a senhora explica a força do PSDB em São Paulo e a dificuldade do PT em avançar no estado, especialmente no interior ?

A densidade que o PT está tendo em outras regiões amenizou o peso de São Paulo, que é muito grande. Sempre tivemos dificuldade aqui.

A única vez que o Lula ganhou (no estado) para presidente foi quando eu era prefeita. Mas sinto que isso está em transformação. Há uns três meses atrás eu diria que São Paulo seria uma pedreira para a Dilma, especialmente no interior.

Mas há um mês e meio notei que as coisas tinham mudado completamente. Era o peso das pessoas querendo a continuidade do Lula.

O PT já governou cidades na Baixada Santista, no interior, ABC e Vale do Paraíba, mas nunca conseguiu votações expressivas para governador...


Na medida que o PSDB fincou raízes, criou-se uma máquina muito grande. As disputas em São Paulo, em termos financeiros, sempre foram desiguais.

Não podemos esquecer que São Paulo é o centro do PIB nacional. O peso da máquina é um fato. Mas São Paulo não é uma fortaleza impenetrável do PSDB.

Sua principal base, hoje, é a periferia paulistana?

A periferia é muito grata pelo CEU e pelo bilhete único. Mas, para minha surpresa, estou muito bem em cidades onde fui muito pouco, como Ribeirão Preto e Araçatuba.

O voto é um mistério, por mais que os marqueteiros tentem explicar. Eu discordo, por exemplo, dessa tese de que o Tiririca terá 1 milhão de votos.

Com o Lula presidente, as pessoas viram o que o voto bem dado pode fazer e passaram a olhar com cuidado as eleições. Eu tenho visto pessoas pouco politizadas indignadas e ofendidas com certas propagandas eleitorais. O povo está mais exigente.

Mas o Tiririca está na sua coligação. Na propaganda dele na TV, o nome do Mercadante aparece com destaque. Isso é um constrangimento para o PT?


Na minha opinião, é sim um constrangimento. Até porque o PT optou por divulgar sua bandeira apenas com o número em vez de nomes. Acho isso interessante.

Só que logo depois da nossa propaganda vem a dos outros partidos aliados. Fica parecendo que são nossos candidatos. Alguns fazem troça, o que é um desrespeito ao cidadão. Ele (Tiririca) faz parte de uma coligação, e nós não temos controle sobre isso.

A campanha do José _Serra está pregando que, se o PT vencer, nomes envolvidos no mensalão voltarão ao governo. A senhora vê algum problema no retorno deles? Ficou algum trauma _no PT dos casos do "mensalão" e do caseiro?

Essa propaganda que está no ar é absolutamente ridícula e apelativa. O "mensalão" está na mente de todos nós, inclusive dos petistas. Mas essa apelação é um tiro no pé.

As pessoas percebem que é oportunismo. Ninguém está preocupado com as pessoas do "mensalão". Só querem que a Dilma faça um bom governo e esteja à altura do que foi o governo Lula.

A senhora tem planos de disputar a prefeitura em 2012?

Estou encarando o Senado como um desafio extraordinário na minha vida. Espero poder ser, como senadora, o braço direito da Dilma. Não tem por que disputar nada.

Caso seja derrotado agora, o Mercadante é o nome natural do partido para disputar a prefeitura?


Espero que ele reverta a eleição. Essa pergunta é precipitada.

Que tipo de reforma política a senhora defende?

Essa será a primeira preocupação da presidenta e dos eleitos ao Senado. Vamos ter que discutir primeiro se vamos ter uma constituinte focada para isso ou se a reforma será dentro do Congresso. Essa escolha vai determinar se ela será ampla e revolucionária ou um arranjo melhor do que é hoje.

O que mudaria no estilo de gestão no caso de uma mulher presidente?

Será fantástico. As meninas vão ver todos os dias na TV que a pessoa mais importante do país é uma mulher. Isso vai ter um impacto grande na cabeça delas. Não teremos teto para nada. O simbolismo disso é gigantesco. As pessoas não perceberam ainda.

Qual será o futuro do PT? A eleição vai mudar a vida orgânica do partido?

O partido tende a se fortalecer cada vez mais. O PT já é o preferido da maioria do povo brasileiro, com uma diferença enorme em relação ao PSDB.

Que futuro vislumbra para o PSDB, caso ele perca a eleição presidencial?

Vamos ter que esperar a eleição para ver o tamanho deles. Se perderem em São Paulo e Minas, vão sumir. O quadro para o PT é mais definido. Podemos ter o maior número no Senado.

Algumas alianças que o PT fez este ano pegaram os militantes de surpresa. Não acha forte demais a imagem de Collor e Lula no mesmo palanque, especialmente para quem viveu a eleição de 1989?


Isso foi um amadurecimento do PT. Nós percebemos que não se governa sozinho, especialmente em um sistema como o nosso. O PT acertou no Maranhão e em Alagoas (onde apoia Roseana Sarney). Se você tem um projeto para o Brasil, ele só pode ser implantado com alianças. Não adianta ser um Don Quixote solitário.

O malufismo morreu?

Não, mas está em decadência. Basta ver os gráficos do Maluf em cada pleito. Mas ele ainda é um homem com muitos votos e seguidores. Mas acho que não tem condições de voltar a ter um cargo majoritário.

O Celso Russomanno é um subproduto do malufismo?

Eu não usaria essa palavra. Eu diria que ele representa um setor que tem apoiadores do Maluf, mas não é o Maluf.

Antes da Dilma ser escolhida para disputar o Palácio do Planalto, o nome da senhora foi cogitado. Ser presidente é um sonho?


Não tenho mais. Antes de escolher (a Dilma), um dia o Lula me falou: "Marta, a presidente do Brasil será uma mulher". Eu pensei: Marina, Dilma ou eu. Mas logo percebi que seria ela e achei muito bom.

Dilma acompanhou os momentos mais difíceis e as grandes decisões. Foi o braço direito do Lula nos oitos anos. Essa simpatia mútua que nós temos vem da percepção que ela teve do meu engajamento de corpo e alma.

Em nenhum momento cogitei competir nesse quesito. Desde o primeiro momento em São Paulo apresentei ela para deputados estaduais e federais, além de personalidades da mídia.

Depois fiz uma apresentação dela à sociedade paulista no Jóquei. Não tenho nenhuma competição com ela. Estou no barco para ajudar.

A senhora está fazendo campanha junto com o Netinho de Paula. O fato de ele ter agredido a ex-mulher não é uma saia justa?


Sempre é algo pesado, mas ele pediu desculpas e creio que tenha a compreensão e o arrependimento do que fez. O eleitor é que vai dizer se considera o episódio superado em vista do arrependimento, da contribuição que ele possa dar para melhorar o Brasil


http://www.brasileconomico.com.br/noticias/sao-paulo-nao-e-fortaleza-impenetravel-do-psdb_90055.html
 

·
Registered Usher
Joined
·
5,015 Posts
A compreensão para esse fato é simples: O povo de SP não consegue ver o que o PT tem feito pelo estado, principalmente no interior paulista, onde a força tucana é ainda maior. Se for feita uma observação, quais são os projetos de infraestrutura (CEFET's, Universidades Federais, ferroviários, Institutos Federais de Pesquisa, Hospitais Federais, dentre outros), que se encontram no interior (interior mesmo) de SP? Ou seja, com o vácuo que se cria, é preenchido pelo governo do Estado, que assim sendo, acaba amealhando muito mais votos em função disso.
Disse tudo. No interior é cheio de placas pra todo canto de obras do Governo de São Paulo. E do GF, o que se vê?

Tomara que o PT afunde ainda mais em SP mesmo, 8 anos na presidência e nos ajudou em quê? Algo significativo mesmo, quase nada.

A desculpa deles são os entraves políticos entre PT e PSDB que não entram em acordo, um quer puxar o tapete do outro (mais o PT), e por isso SP não capta mais recursos como deveria, que é de direito pro nosso estado.
 

·
Annoying ex-moderator
Joined
·
17,643 Posts
O PT já teve sua chance de ouro na prefeitura de SP. Cagou tudo o que pode. Entraram nessa eleição com um salto 19 crentes que elegeriam 2 senadores e que poderiam levar a disputa pelo governo pro segundo turno.

Mas o PT que fique tranquilo, é Serra prefeito em 2012!
 

·
Inconsciente Coletivo
Joined
·
6,114 Posts
Quem tem coragem de colocar Genuíno e Mercadante, que mais se importam com o partido e com a própria pele do que com o próprio estado, não merece ganhar eleição nenhuma pra governador!
 

·
Registered
Joined
·
208 Posts
Acho que os partidos da oposição deveriam ter mais cuidado com as eleições legislativas, pois mesmo aqui em SP o PT conseguiu avançar no número de deputados federais e estaduais, e as duas principais coligações receberam percentuais muito próximos de votos. Uma coisa boa do nosso estado, é que praticamente extinguimos o PMDB; porém um partido em ascenção e que vejo com maus olhos, é o PSB, pois me parece bem fisiologista.
 

·
Banned
Joined
·
4,284 Posts
O Povo de São Paulo já deu grandes oportunidades ao PT e o resultado foi uma decepção só, o povo acabou sendo vacinado contra a incompetencia gerencial dos candidatos desse partido, a trabalho pra mudar essa imagem vai ser árduo e demorado (se é que conseguiram), a imagem que fica pra muita gente deixa muito a desejar mesmo.

Incrível e curioso é que o Lula que é tão venerado em outros estados ainda continue morando aqui onde é muitas vezes visto como ignorante, dono da razão, hipócrita, falso-moralista, populista etc..
 

·
**16º ano**
**17º ano**
Joined
·
25,827 Posts
São Paulo já elegeu duas prefeitas da capital, que salvo alguns projetos individuais, o governo foi uma droga: resultado, nenhuma das duas se reelegeu.

São Paulo já elegeu 3 senadores do PT,e os dois que ficaram 8 anos (ou 16 do Suplicy) não fizeram nada pelo Estado.

Paulistas ajudaram a eleger em 2002 um presidente que só fala mal e que incita rivalidades de regiões contra SP

Porque então o eleitor paulista elegeria o PT pra governar o Estado?
 

·
on the road
leptokurtic
Joined
·
35,034 Posts
São Paulo já elegeu duas prefeitas da capital, que salvo alguns projetos individuais, o governo foi uma droga: resultado, nenhuma das duas se reelegeu.
@RRC, nos tempos da Luiza Erundina não havia reeleição. Mesmo nem lembrando de nada daquela época, pois eu era novíssimo, de uma coisa sei: foi o pior govenro municipal em décadas.
 

·
**16º ano**
**17º ano**
Joined
·
25,827 Posts
^^ Eu sabia que alguem ia lembrar disso, hehe

Quando eu disse reeleição, foi porque em 1996 ela foi candidata novamente a prefeitura, e perdeu (e pro Pitta, aff...)

E sim, o governo dela foi péssimo, uma das poucas coisas boas que ela fez foi ir contra o partido e reformar Interlagos e trazer de volta a F1 pra cidade (o PT queria fazer prédios populares lá...)
 

·
Tá Serto
Joined
·
4,870 Posts
Na minha cidade, pela 1ª vez o PT levou a prefeitura, maaaaaas aqui mandato sim, mandato não, é o PSDB quem leva. Quem mais fala em competência é quem menos a tem. Se o PT tiver a chance de emplacar um governador em SP, creio que será por um mandato e só.
 

·
BAHIA
Joined
·
7,704 Posts
São Paulo mostra que não é só um estado rico mas um estado de gente esclarecida. O PT deveria era ser extinto! O paulista não se convence com discurso demagógico e populista e nem com teatrinho que o pessoal do PT ama fazer. Dissimulação petista não convence!
 

·
Registered Usher
Joined
·
5,015 Posts
São Paulo mostra que não é só um estado rico mas um estado de gente esclarecida. O PT deveria era ser extinto! O paulista não se convence com discurso demagógico e populista e nem com teatrinho que o pessoal do PT ama fazer. Dissimulação petista não convence!
:applause::applause:
 

·
Inconsciente Coletivo
Joined
·
6,114 Posts
São Paulo mostra que não é só um estado rico mas um estado de gente esclarecida. O PT deveria era ser extinto! O paulista não se convence com discurso demagógico e populista e nem com teatrinho que o pessoal do PT ama fazer. Dissimulação petista não convence!
Menos, brother. Na década passada o PT era muito forte em prefeituras de cidades médias paulistas, geralmente governos muito bons. Infelizmente quase todas as grandes prefeituras participaram do esquema de caixa 2 do lixo para alimentar a campanha presidencial de 2002. Resultado: dois prefeitos, várias testemunhas e um médico legista mortos e a reputação regional do PT eternamente abalada.

O PT como foi concebido e criado não existe mais. Já foi um partido sério, que desempenhava um papel fundamental na democracia brasileira. Hoje não passa de uma seita, egoísta e egocentrica.

Isso em SP. Em alguns lugares é possível que algo de bom tenha se mantido, mas não tenho conhecimento sobre o assunto.
 

·
Chavem
Joined
·
197 Posts
Não vejo os governos que o PT teve na prefeitura de SP (Erundina e Marta) como verdadeiros desastres, que destruiram São Paulo, que emporcalharam as ruas (as ruas continuam emporcalhadas), etc . Isso é um discurso ensaiado da classe média e média alta paulistana, pra mim isso é tão demagógico quanto algumas frases do Lula.
Pelo contrário foram governos que visaram o social, mas isto não é bem visto pelo paulista, o enfoque aqui tem que ser outro.
O PT pra mim nunca terá chance aqui (a não ser por voto de protesto), teria que aparecer uma terceira via, ai sim seria legal para acabar com as décadas de predomínio do PSDB .
 

·
Tá Serto
Joined
·
4,870 Posts
Não vejo os governos que o PT teve na prefeitura de SP (Erundina e Marta) como verdadeiros desastres, que destruiram São Paulo, que emporcalharam as ruas (as ruas continuam emporcalhadas), etc . Isso é um discurso ensaiado da classe média e média alta paulistana, pra mim isso é tão demagógico quanto algumas frases do Lula.
Pelo contrário foram governos que visaram o social, mas isto não é bem visto pelo paulista, o enfoque aqui tem que ser outro.
O PT pra mim nunca terá chance aqui (a não ser por voto de protesto), teria que aparecer uma terceira via, ai sim seria legal para acabar com as décadas de predomínio do PSDB .
Como toda a cidade é uma sociedade, esse papo de social não é válido. Esses governos visaram a idéia de "pai dos pobres", como transferência de renda e doação de materiais escolares, leite, uniforme... Antes que falem do sistema de transportes, quando nele é investido - caso do bilhete único e etc - aí a coisa muda, pois é algo que qualquer um que tenha interesse pode usurfruir. Nesses governos foi muito clara a divisão da sociedade, pois as pessoas se contentavam com pouco e era ótimo, mas quando caiam as tempestades de verão, alegavam que o governo era dos ricos, pois só cuidavam dos Jardins e tal.


O pobre quando vota não se lembra que vive em uma cidade que precisa de soluções urbanas, pensam apenas no "me tire do sufoco". O rico também não pensa no social, quer apenas tudo pra si. O PT leva como bandeira a "elevação" dos pobres, mas não o faz. A minoria que vive mal nunca sai da lama, os que vivem bem ou razoavelmente bem se deixam levar pelo conformismo. Basta ver que a pessoa pode morar num mar de esgoto (Jd. Pantanal, mas sua jangada está lá, quando ela poderia lutar pra que o esgoto não estivesse lá.
 

·
Indústria da Multa S.A.
Joined
·
6,320 Posts
Menos, brother. Na década passada o PT era muito forte em prefeituras de cidades médias paulistas, geralmente governos muito bons. Infelizmente quase todas as grandes prefeituras participaram do esquema de caixa 2 do lixo para alimentar a campanha presidencial de 2002. Resultado: dois prefeitos, várias testemunhas e um médico legista mortos e a reputação regional do PT eternamente abalada.

O PT como foi concebido e criado não existe mais. Já foi um partido sério, que desempenhava um papel fundamental na democracia brasileira. Hoje não passa de uma seita, egoísta e egocentrica.

Isso em SP. Em alguns lugares é possível que algo de bom tenha se mantido, mas não tenho conhecimento sobre o assunto.
Concordo plenamente, Tamarindo, mas a visão que vc tem do PT, eu tenho em relação ao PSDB numa proporção bem maior.

Eu acho que o problema está dentro do próprio PT, que não renova os seus quadros. Araraquara, cidade paulista com melhor índice IFDM da Firjan tinha um prefeito petista na época, não por acaso, um dos defensores do diálogo com a classe média e um dos deputados estaduais mais votados, Edinho Silva.

Outra cidade é São Carlos, que está no terceiro mandato petista, tendo um ex-reitor como prefeito, após ter reelegido Newton Lima e o eleito deputado federal este ano.

Agora você pega os candidatos a prefeito de São Paulo, ao governo paulista e só vê figuras desgastadas ou queimadas, com elevado índice de rejeição.

É óbvio que o PT não vai ganhar a eleição, mas como esses candidatos possuem apoio da maioria dentro do partido..
Diagnóstico perfeito da "doença" que acomete o PT paulista. Enquanto esses candidatos "queimados" perante a população derem as cartas dentro do partido p/ se candidatarem, jamais o PT irá crescer no estado de SP. A explicação acima feita pelo Tamarindo também corrobora a imagem do PT aqui em SP.

Agora faço uma observação mais à nível regional... enquanto que o eleitorado do interior e a capital paulista estão em maioria com políticos tucanos, o mesmo não ocorre nas regiões metropolitanas de SP e de Campinas. O que venho à dizer em seguida se refere apenas à região oeste da Grande SP: os tucanos por aqui levaram uma surra nas eleições presidenciais e p/ governador. As principais cidades da região, com exceção de Barueri (PMDB), são governadas pelo PT e é fato que os tucanos por aqui já tiveram chance de governar essas cidades em anos anteriores. Como os prefeitos se comportaram como verdadeiros parasitas, que sugaram recursos e administraram de forma desastrosa os municípios comandados por eles, não é à toa que, até hoje, há uma forte rejeição à essa sigla por aqui.
 

·
Comunista
Joined
·
3,221 Posts
As identidades partidárias vão se metamorfoseando, a idéia de que o PT é um partido vazio e meramente populista não condiz com a realidade. Não é só retórica as ações do PT em investimentos sociais ou mero dar dinheiro. O pessoal aqui que é mais rigoroso e gosta de política poderia estudar mais a fundo as execuções de cada partido e ficarem menos se prendendo a imagens. Essas certezas fáceis sobre o PT ou mesmo sobre o PSDB foram criados por marqueteiros. Se condiz ou não com a realidade e quão distorcidas são, deveriam ser fruto de reflexão dos que querem ser mais "ilustrados".


No PT existem muitos quadros técnicos e sérios. As políticas públicas não são mero "dar dinheiro". São políticas sociais que mostraram eficiência e são elogiadas pelo Banco Mundial. São políticas planejadas e estudadas, que geram uma sinergia nas cidades mais pobres e aumentam o nível do emprego, que fazem com que os mais pauperizados cheguem as coisas mais básicas que antes não tinham acesso, como entrar na educação pública. Todos esses sucessos no governo federal podem ser percebidos São essas mesmas que fizeram o mundo se curvar ao Lula (que jogou em partes fora com a questão Ahmadinejad). Existem muitas administrações boas ,uma delas foi o Santo André com o Celso Daniel, prefeito morto. Ele tinha um projeto excelentíssimo, o "Eixo Tamanduatehy" que não teve um pingo de ajuda federal e estadual na época e acabou morrendo junto com o seu entusiasta. Mas ficou alguns investimentos pontuais como uma rodoviária, um shopping, um centro de teleoperações da TIM, duas universidades, uma federal e outra pública...




O problema do PT mais do que os desgastes dos quadros, são as eleições federais e a imagem que recebeu, o PT se polarizou com o PSDB e junto foi outras polarizações de rico x pobre, etc.

Há 8 anos atrás o Mercadante era considerado economista sério, todo mundo elogiava ele porque ele não era radical ou populista que ele tinha acesso a classe média. E olha hoje como ele é visto..
 
1 - 20 of 29 Posts
Top