SkyscraperCity banner
Status
Not open for further replies.
1 - 6 of 6 Posts

·
Mameluco sangue azul
Joined
·
20,420 Posts
Discussion Starter · #1 ·
BOA VIAGEM // Empresa Aqualider vai explorar uma área de 1.690 km2 na praia nos próximos 20 anos. Pescadores estão insatisfeitos
Thatiana Pimentel
Da equipe do Diario


"O mar vai ser privatizado". Essa é a notícia que anda aterrorizando pescadores pernambucanos. E o boato tem fundamento: um pedaço do mar que pertence ao estado acaba de ser vendido. A empresa Aqualider está "comprando" pelos próximos 20 anos 169 hectares de alto mar, ou 1.690 quilômetros quadrados, em frente a Praia de Boa Viagem. Para minimar o impacto sobre a pesca artesanal, o local de instalação da "fazenda de peixes" foi previamente estudado pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE. O grande problema, reclamam os pescadores, é a falta de informação.

"A única coisa que sabemos é que não vamos poder usar um pedaço do mar porque uma empresa estará ocupando a área", afirma o presidente da Federação dos Pescadores de Pernambuco, Israel Silva, que reúne 35 colônias. Os pescadores defendem que, antes de instalar as gaiolas, a Aqualider convoque todas as colônias do estado para discutir o projeto. "Não estamos sabendo de nada. Recebemos informações que podem ser verdadeiras ou não. E nossa preocupação principal é não saber como vai ficar a pesca", diz o pescador Amaro Gomes.

O pescador Herbte Alves de Lima, da colônia de Brasília Teimosa, confirma a apreensão. "Pesco lagosta e me disseram que a área que vai ser privatizada é justamente onde a gente trabalha. Ai fica complicado, porque eu pesco há 40 anos e não tenho outra fonte de renda. Se não puder usar o mar vou fazer o que?", questiona. Aladim Ferreira da Silva também está preocupado com a "fazenda" em alto mar. "Eu concordo com o aumento de tecnologia e com as pesquisas mas, porque não integrar a população que vive da pesca nestes projetos?", reclama o pescador.

A desinformação gerou polêmica. O presidente da colônia de Brasília Teimosa afirma que a empresa, junto a UFRPE, esteve no local apresentando a iniciativa. "Técnicos da UFRPE estiveram aqui e explicaram para todos como será o cultivo. E nós fizemos uma assembléia publica, só que muitos pescadores não se interessaram", afirma Tarcisio da Cunha, presidente da colônia de Brasília Teimosa. Ele acredita, inclusive, que o cultivo trará benefícios futuros para os pescadores pois além da tecnologia que será usada, poderá aumentar a pesca no entorno da "fazenda". "Qualquer avanço para a pesca artesanal é bem-vindo", disse.

Fábio Hazin, professor do departamento de pesca da Rural e um dos colaboradores do projeto, também acredita que a iniciativa não vai prejudicar os pescadores pernambucanos. "A grande extensão da plataforma continental, particularmente as áreas com fundo de areia ou cascalho, distantes de recifes naturais e de naufrágios, onde esse projeto será implantado, são pobres tanto do ponto de vista biológico como pesqueiro", explicou. Para ele, o impacto será positivo, podendo o empreendimento criar um ambiente propício à agregação de cardumes em virtude dos resíduos de alimentação e das gaiolas flutuantes, a exemplo do que ocorre em empreendimentos de cultivo em mar aberto em outros países.

Cultivo - Nos três primeiros anos do projeto, que deve ser iniciado ainda em 2008, a Aqualider vai investir R$ 5 milhões. Cada ano de concessão da área em alto mar custará mais R$ 60 mil para a Aqualider. O peixe cultivado na "fazenda" será o beijupirá, escolhido por ser nativo da costa brasileira, ter crescimento rápido e tecnologia de reprodução e cultivo razoavelmente bem conhecidas. A área será delimitada por bóias luminosas e a navegação dentro do espaço será proibida pois, apesar das gaiolas em si ocuparem apenas 2,5 hectares da área (cerca de 1,5%), o sistema de ancoragem, composto por bóias, cabos, correntes e âncoras, ficará submerso e impedirá que se navege por entre os tanques-rede (ou gaiolas). "Após a implantação completa do projeto, estimamos produzir entre 4 e 10 mil toneladas ano de beijupirá, bem como gerar 70 empregos diretos apenas na parte de engorda do peixe em mar aberto", completa Santiago Hamilton, um dos gerentes da Aqualider.
 

·
Perfil
Joined
·
5,549 Posts
Está realmente é nova.
 

·
Registered
Joined
·
5,466 Posts
Espero é que não tirem o sustento de ninguém.Já temos violência demais aqui.

Só uma coisa.Pode afastar os tubarões da costa e mandar atrás desses peixes.............
 

·
Mameluco sangue azul
Joined
·
20,420 Posts
Discussion Starter · #5 ·
^^ Bem lembrado, Jamy, acho que isso talvez reduza a presença dos tubas na orla (se é que eles vão conseguir entrar nos criadouros. Com relação ao impacto social, o problema todo está na falta de informação, acredito que vão usar a mão-de-obra de Brasília Teimosa mesmo, não faria sentido trazer gente de fora para cuidar da fazenda...
 

·
Amável, charmoso e mortal
Joined
·
9,704 Posts
Notícia exótica, espero que traga bons resultados para a população.
 
1 - 6 of 6 Posts
Status
Not open for further replies.
Top