SkyscraperCity banner

1 - 20 of 348 Posts

·
Registered
Joined
·
2,658 Posts
Habitação: Coimbra e Figueira os mais caros do Centro



https://turismodocentro.pt/?option=...ayout=category&task=category&id=10&Itemid=244

Habitação: Coimbra e Figueira os mais caros do Centro

"De acordo com as estatísticas Imométrica/lardoceLar.com, o valor médio de oferta/m2 na região Centro era de 1.058 euros. A região Centro representa uma realidade bastante heterogénea, com valores médios de oferta/m2 a variarem entre um mínimo de 475 euros em Meda, na Beira Interior Norte, e um máximo de 1.461 euros em Coimbra. De uma forma geral, a região do Beira
Interior Norte era a que apresentava valores/m2 mais baixos, enquanto os mais elevados se situavam no Oeste, devido à proximidade com a AM Lisboa.

Numa análise limitada aos concelhos com maior stock de alojamentos
em oferta e às capitais de distrito, constata-se que a Guarda é o município onde é mais barato comprar casa, com o valor/m2 da oferta a situar-se
nos 875 euros. Também com valores de oferta/m2 abaixo dos 1.000 euros encontram-se Leiria, Viseu e Castelo Branco. Aveiro, sendo a principal bolsa de oferta imobiliária do Centro, tem um valor médio/m2 nos 1.100
euros. Alenquer, Caldas de Rainha, Torres Vedras, Santarém e Ílhavo registaram valores de oferta muito semelhantes,
todos rondando os 1.100 euros/m2.

Coimbra e Figueira da Foz são os concelhos mais caros do Centro,
com valores de oferta/m2 de 1.461 e 1.348 euros, respectivamente.
Região Centro valoriza 2,2% O Índice Confidencial Imobiliário relativo à região Centro mostra que desde Setembro passado o mercado habitacional desta região tem vindo a registar uma evolução positiva, invertendo uma fase de correcção em baixa que se havia sentido nos meses de Verão. Em Janeiro de 2007, a taxa de valorização média dos últimos 12 meses, face aos 12 meses anteriores, foi de 2,2%. Face ao mês anterior, a taxa de valorização foi de 0,4%, dando continuidade àquela série de evoluções positivas. Na realidade, desde o fim Verão tal tendência somente foi interrompida no mês de Outubro. Assim, o relançamento deste mercado após Setembro veio permitir que o índice registasse de novo taxas de variação homóloga positivas atingindo 0,7%, no mês de Janeiro de 2007."

:eek:hno: :eek:hno: :eek:hno:

Penso que este tem sido um problema gravissimo no desenvolvimento de Coimbra. A cidade e' demasiado cara e isso afugenta casais jovens que em Aveiro ou Leiria ou Viseu conseguem comprar casas muito mais baratas, ja' para nao falar na fuga para os arredores: Condeixa, Cantanhede, Lousa...

Nao me parece que esta tendencia venha a melhorar, pois os locais de construcao na cidade de Coimbra estao a ficar todos ocupados e depois so' ha' serras 'a volta! A limitacao que existe no concelho a que os novos predios tenham no maximo 7 andares faz com que os contrutores carreguem no uso de superficie e tentem maximizar ganhos faznedo predios "de luxo" (supostamente) para poderem cobrar mais.
 

·
Registered
Joined
·
176 Posts
por aki se ve um exemplo dos grandes desiquilibros regionais....a zona oeste, os concelhos da AML e as manchas espalhadas(coimbra,figueira,aveiro...) e o resto... :eek:hno:
 

·
Feliz 2020 ;)!
Joined
·
30,636 Posts
A limitacao que existe no concelho a que os novos predios tenham no maximo 7 andares faz com que os contrutores carreguem no uso de superficie e tentem maximizar ganhos faznedo predios "de luxo" (supostamente) para poderem cobrar mais.
:yes:, já vi aqui muitos threads de zonas luxuosas de Coimbra... Mas sê-lo-ão no interior :|?
 

·
O Prof Godin
Joined
·
6,654 Posts
O problema da verdade e da mentira

O problema da verdade e da mentira

Desde que os políticos inventaram a palavra “não verdade” ou “inverdade” e os economistas introduziram a palavra prejuízo meramente quando o lucro não é o esperado, quando o primeiro ministro é quem é, quando no Banco de Portugal está quem está…etc.…

Quando alguém se convence de que determinada verdade lhe é conveniente, ao fim de algum tempo passa a assumi-la como verdade. Então já não mente. Diz uma “não verdade” ou “inverdade” conveniente…

Assim na construção desde há muitos anos que lucros que não sejam de 100% passaram a ser considerados prejuízos graves…:eek:hno:

Mas desde que o Benfica ganhe e haja sol…quem é que se preocupa com estas coisas…
 

·
Registered
Joined
·
1,273 Posts
Penso que este tem sido um problema gravissimo no desenvolvimento de Coimbra. A cidade e' demasiado cara e isso afugenta casais jovens que em Aveiro ou Leiria ou Viseu conseguem comprar casas muito mais baratas, ja' para nao falar na fuga para os arredores: Condeixa, Cantanhede, Lousa...

Nao me parece que esta tendencia venha a melhorar, pois os locais de construcao na cidade de Coimbra estao a ficar todos ocupados e depois so' ha' serras 'a volta! A limitacao que existe no concelho a que os novos predios tenham no maximo 7 andares faz com que os contrutores carreguem no uso de superficie e tentem maximizar ganhos faznedo predios "de luxo" (supostamente) para poderem cobrar mais.
é uma estupidez, eu ando à procura de casa em coimbra e só encontro ou casas velhas ou casas caras.. 30 e tal mil por um T2 é um roubo.
tou a pensar seriamente ir viver para fora do limite urbano :eek:hno:
 

·
Feliz 2020 ;)!
Joined
·
30,636 Posts
:uh: bastante, se um T2 anda por esse preço imagino um T3 ou T4...
Não me surpreende... Desde cobrar €320 000 por um T3 com 100m2 :eek:hno:...
 

·
Registered
Joined
·
2,658 Posts
Discussion Starter · #14 ·
é uma estupidez, eu ando à procura de casa em coimbra e só encontro ou casas velhas ou casas caras.. 30 e tal mil por um T2 é um roubo.
tou a pensar seriamente ir viver para fora do limite urbano :eek:hno:
Acredito Hugo e ate' tenho visto precos muito mais caros do que o q falas, tenho amigos meus compraram que T0 a 110.000 euros em Celas e outros que compraram T3 a mais de 300.000 euros na Solum... os jardins do Mondego tinham apartamentos a mais de 500.000 euros! O que e' certo e' que os venderam todos... Mas parece-me um roubo e alguem mete muito ao bolso - construtores, imobiliarias, etc...

Sinceramente, como isto esta' acho que nao vale a pena fazer grandes emprestimos para comprara casas acrissimas. Os juros subiram quase 60% em ano e meio e vao continuar a subir, por isso e' preciso cuidado.

Nao ando a comprar casa, mas a zona de Condeixa parece-me uma optima opcao para quem nao pode gastar muito dinheiro, jovens etc, a zona e' muito agradavel, tem bons acessos (estrada, embora nao tenha quaisquer trasnportes publicos para Coimbra), e um T3 decente (120m2) compra-se por 100.000-120.000 euros...
 

·
Registered
Joined
·
2,658 Posts
Discussion Starter · #15 ·
continuando a seguir os artigos do Publico sobre habitacao, agora sairam os dados do Norte, excepto AMP.

"O valor médio de oferta por metro quadrado na região Norte1, dado pelas estatísticas Imométrica/LardoceLar.com, era de 898 euros, sendo os valores unitários de oferta de alojamentos familiares novos muito semelhantes aos dos usados, nomeadamente 893 e 901 euros/m2. De uma forma geral, os concelhos da região Minho-Lima eram os mais caros, com valores por m2 a variarem entre os 719 euros em Melgaço e os 1.426 euros em Vila Nova de Cerveira, e os do Alto Trás-os-Montes os mais baratos, com a oferta por m2 a oscilar entre os 555 euros em Vila Pouca de Aguiar e os 990 euros em Bragança.

A região do Ave era aquela que registava maior variabilidade dos valores de oferta entre concelhos, com uma amplitude de 1.023 euros/m2 entre o mínimo de Vizela (593 €/m2) e o máximo de Vieira do Minho (1.616 €/m2).

Em Braga, a principal bolsa de oferta habitacional do Norte, com 21% do volume total, o valor médio/m2 foi de 876 euros. Santa Maria da Feira, S. João da Madeira e Oliveira de Azeméis, que em conjunto representavam 35% dos alojamentos em oferta do Norte, registaram valores médios/ m2 entre os 788 e os 838 euros. Norte recupera em termos homólogos.

O mercado habitacional da região Norte tem vindo a recuperar de uma fase de retracção por que passou de Novembro de 2005 a Abril de 2006. Durante esse período a evolução dos valores médios de oferta, dada pelo Índice Confi dencial Imobiliário, foi descendente. Desde Maio esse comportamento foi invertido, iniciandose um movimento de valorização só pontualmente interrompido. A evolução positiva do índice nesta última fase trouxe a taxa de variação média dos últimos 12 meses face aos 12 meses anteriores para 0,9%. Sendo uma taxa de valorização ainda em terreno negativo, tende a aproxima-se de valores positivos, tendo subido aproximadamente 0,5 pontos percentuais em cada um dos últimos três meses. De certa forma, esta é uma região em contra-ciclo face às outras regiões, onde a taxa de variação média
dos últimos 12 meses é positiva, mas em desaceleração.
A região Norte corresponde à NUTS II Norte, excluindo os concelhos da Área Metropolitana do Porto."
 

·
Registered
Joined
·
2,658 Posts
Discussion Starter · #17 · (Edited)
Muito surpreendente o baixo preco das casas em Braga: 876 euros/m2!!!

Os precos das casas numa cidade de dimensoes semelhantes, por exemplo Coimbra, sao 67% mais elevados: 1461 euros/m2. Penso que isto pode explicar em parte a grande atractividade que Braga parece ter, especialmente para casais jovens.

Dando uma olhada por sites de imobiliarias pude confirmar que e' verdade, com muitos apartamentos abaixo dos 50.000 euros!!!

Um menor desenvolvimento economico do concelho de Braga talvez esteja na origem deste desfazamento, como demonstra a analise dos PIBs dos concelhos das capitais distritais:
- PIB per capita de Coimbra e' 33% superior ao de Braga (sendo que o preco das casas e' em media 67% superior em Coimbra...)

No entanto este suposicao nao se verifica na comparacao com outras capitais de distrito, pelo que atribuo a diferencas na forma como e' construida a cidade e a menor especulacao imobiliaria:



Aveiro: 1111 euros/m2
Leiria: 915
Viseu: 942

Encaro isto como uma vantagem estrategica para Braga, pois impulsiona a atracao de casais jovens, que teriam de gastar o dobro na compra de casa para viverem em Coimbra, sendo que a habitacao e' uma das principais despesas dos casais jovens. No contexto regional do Centro, Coimbra e' 50% mais cara e logo menos atractiva na habitacao do que Aveiro, Leiria ou Viseu. No Norte, Braga consegue ser mais barata que Vila Real, Viana do Castelo e mesmo que outros concelhos vizinhos, sendo a maior cidade do Norte consegue ter precos mais baixos que a media da regiao, podendo atrair pessoas mesmo de concelhos rurais enquanto Coimbra afugenta os seus jovens para a periferia.
 

·
Registered
Joined
·
2,658 Posts
Discussion Starter · #19 ·
Santa Maria da Feira, S. João da Madeira e Oliveira de Azeméis, que em conjunto representavam 35% dos alojamentos em oferta do Norte, registaram valores médios/ m2 entre os 788 e os 838 euros.
Tambem muito surpreendente que estes 3 concelhos de quem ninguem fala contem com mais de 1/3 do mercado habitacional do Norte.

Na minha opiniao estes sao os verdadeiros motores do Distrito de Aveiro, tem grande dinamica industrial e empresarial e beneficiam da proximidade da AMP.
 
1 - 20 of 348 Posts
Top