Skyscraper City Forum banner
Status
Not open for further replies.
1 - 9 of 9 Posts

·
policial disfarçado
Joined
·
17,786 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Valor da negociação dos aviões fabricados pela Embraer varia de US$ 50 milhões a US$ 81 milhões

O governo da República Dominicana está finalizando a operação de compra de nove aviões brasileiros de ataque leve, Super Tucano, fabricados pela Embraer. O valor da operação, a ser determinado pela configuração eletrônica pretendida para os turboélices, é estimado entre US$ 50 milhões e US$ 81 milhões. O negócio foi confirmado pelo presidente dominicano, Leonel Fernández, em mensagem à comissão de assuntos de defesa da Assembléia Nacional.
Há dez dias, Fernández reuniu-se com diretores da Embraer, na sede da empresa, em São José dos Campos. O presidente disse que espera receber ao menos duas unidades do Super Tucano até o fim do ano.
A direção da empresa informou que não faria comentários sobre a negociação.
Essa é a segunda exportação do avançado turboélice de ataque e treinamento. A Colômbia, depois de longa discussão, encomendou 25 aviões pelos quais está pagando US$ 234 milhões.
No Brasil, o Comando da Aeronáutica vai receber 99 aeronaves por US$ 400 milhões. Há ainda, em curso, entendimentos com o México, uma concorrência na Turquia e possibilidades na aviação militar de países da Ásia, da África e do Oriente Médio - nesse caso, no arranjo para instrução de pilotos.
Até 2010 serão definidos pedidos de até 350 aviões da classe do Super Tucano fora do eixo dos Estados Unidos e da Europa. Só o mercado asiático responderá por 200 aeronaves, representando US$ 1,1 bilhão.
O modelo pretendido na República Dominicana é inspirado no conjunto especificado pela Colômbia. Será usado prioritariamente na patrulha do espaço aéreo sobre as linhas de fronteira para, segundo o presidente Leonel Fernández, 'negar acesso ao tráfico de drogas'.
Isso implica a incorporação de um sensor múltiplo que oferece imagens térmicas de vídeo e designa alvos por meio de luz laser.
Pequeno e ágil, o Super Tucano é uma engenhosa combinação de recursos tecnológicos de última geração com a engenharia de baixo custo dos turboélices. Pode permanecer 7 horas em missão de patrulha. Leva 1,5 tonelada de armas e duas armas fixas - canhões 30mm ou metralhadoras pesadas. Voa a 590 km/hora. O computador de bordo permite alternância de 28 diferentes páginas.

O Estado de São Paulo
 

·
tricolor pra sempre
Joined
·
1,343 Posts
Quem seriam estes Super-Tucanos?

-José Serra?
-Aécio Neves?
-Geraldo Alckmin?
-FHC?
-Tasso Jereissati?

:D
hauhauhauhauhauhau
podiam comprar todos eles e leva-los pra bem longe do brasil, e aproveitar tbm e levar o metalurgico, talvez em algum problema la na repulblica dominicana ele possa ser ultil
 

·
Brasileiro, sempre.
Joined
·
1,745 Posts
^^
É feio mas tá vendendo, e isso é o que importa. :)

Obs: Deve ser muito massa passar com um avião desse planando uma região aonde há milhoes daqueles ratos voadores (pombos).. sangrento.. :lol:
 

·
Registered
Joined
·
4,657 Posts
Caraca, 50 milhões por cada avião, pensava que era mais barato.
Muito bom pra Rep. Dominicana, mas eu me pergunto, será que ela precisa mesmo de aviões de guerra?? Será que esse dinheiro não poderia ser investido em outras coisas, ou tudo isso é por causa do vizinho revolto?
 

·
Banned
Joined
·
566 Posts
Oposição dominicana critica presidente por comprar aviões brasileiros


Da France Presse


20/06/2007
20h03-A oposição política da República Dominicana criticou e rejeitou nesta quarta-feira o anúncio feito pelo presidente Leonel Fernández sobre o acordo com a brasileira Embraer para a compra de nove aviões de combate "Supertucano" para combater operações de narcotráfico.

"Estamos em uma ditadura ou em um governo absolutista?", questionou o presidente do socialdemocrata Partido Revolucionário Dominicano (PRD), Ramón Alburquerque, em suas críticas ao chefe de Estado, que está no Brasil desde sábado.

Alburquerque alega que, com isso, Fernández viola a Lei de Compra de Bens e Contratações de Obras e Serviços do Estado, segundo a qual o governo deve anunciar licitação para os projetos públicos. Para ele, o presidente quer administrar o país como uma "quitanda".

Na segunda-feira, Fernández visitou o fabricante brasileiro de aviões Embraer, de onde anunciou a compra dos nove aparelhos, por 92 milhões de dólares, com 12 anos de financiamento. Ele deixa o Brasil no próximo sábado, dia 23.

Víctor Gómez Casanova, secretário-geral do Partido Reformista Social Cristão (PRSC), também condenou a compra "sem concurso, sem licitação, sem explicar os procedimentos ou a base para a aquisição dos mesmos". Na prática, acrescentou, isso implica um empréstimo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que compromete o país sem submeter tal empréstimo ao Congresso.

De acordo com o presidente Fernández, a República Dominicana precisa de equipamentos para interceptar e, se for necessário, derrubar aviões que invadirem o território nacional para usá-lo como ponte e destino no comércio internacional de drogas.
 
1 - 9 of 9 Posts
Status
Not open for further replies.
Top