SkyscraperCity banner

4341 - 4360 of 4954 Posts

·
Registered
Joined
·
150 Posts
Não gosto nada dessa ideia de construir passarelas na orla.
Também não gosto dessa ideia não.
Se for uma passarela no estilo Lelé, além de ficar feio vai ter o problema do salitre, que a irá destruir em pouco tempo. Se não tiver jeito, prefiro que seja como aquela em formato de arco do Jardim dos Namorados.

Uma solução seria uma faixa elevada, com sensores de velocidade em 30 Km/h e com uma super iluminação com vários refletores de led (para chamar a atenção mesmo e criar uma sensação de segurança nos pedestres).
Placas reflexivas avisando sobre a presença à frente dessa faixa elevada, seria interessante para o caso de uma falta geral de energia, pois dessa forma evitaria acidentes com motoristas desavisados.
 

·
.
Joined
·
144,297 Posts
Prefeitura libera praias a partir desta segunda-feira; confira cronograma
Horário de uso das praias será livre, mas com proibição do comércio de ambulantes na areia, inclusive alimentos e bebidas.

[Prefeitura libera praias a partir desta segunda-feira; confira cronograma]
Foto : Bruno Concha/PMS/Secom
Por Matheus Simoni no dia 21 de Setembro de 2020 ⋅ 08:08
A partir de hoje (21), diversas praias de Salvador poderão receber soteropolitanos e turistas, a partir de uma determinação da prefeitura. Somente as regiões de São Tomé de Paripe, Tubarão, Ribeira, Amaralina e Itapuã poderão abrir a partir de amanhã (22). Já o Porto da Barra, Buracão e Paciência (essas duas últimas no Rio Vermelho), seguem fechadas pelo poder público. Em dias de feriado, nenhuma poderá abrir. A determinação do prefeito ACM Neto, foi anunciada na sexta-feira (18), durante inauguração das obras de requalificação da Lagoa dos Pássaros, no Stiep.
"Não estamos permitindo o funcionamento das praias no final de semana e nem feriados para evitar aglomerações. No caso do Porto da Barra, do Buracão e da Paciência, elas não vão reabrir porque possuem uma faixa de areia muito estreia, e costumam ter um fluxo grande de pessoas mesmo durante os dias de semana. É uma questão de segurança. No caso das praias do Subúrbio, Ribeira, Amaralina e Itapuã, elas também costumam reunir muita gente às segundas e por isso não estarão abertas nesse dia", explicou ACM Neto.
A Guarda Civil Municipal (GCM) vai fiscalizar o cumprimento do protocolo. O horário de uso das praias será livre, mas com proibição do comércio de ambulantes na areia, inclusive alimentos e bebidas. Não haverá limite de pessoas, mas o distanciamento mínimo de 1,5m entre os frequentadores deverá ser respeitado, bem como o uso de máscara (com exceção de quando as pessoas estiverem na água).
Atividades esportivas serão liberadas, individuais ou em duplas, com proibição daquelas que gerem contato físico entre os praticantes e os coletivos, a exemplo do tradicional "baba". Não serão permitidas atividades que gerem aglomerações, tais como piqueniques, luaus e outros eventos. Também será proibido o uso de cadeiras, ombrelones, guarda-sóis, sombreiros, caixas térmicas, instrumentos musicais e equipamentos sonoros.
Além disso, a prefeitura proibiu o comércio nas praias. Ambulantes estão proibidos de vender comida ou bebida. "A reabertura das praias de Salvador não significa um convite às aglomerações. O nosso litoral não pode ser palco de multidões e multiplicações da Covid-19. Salvador tem acompanhado a minha postura desde o início do enfrentamento a essa pandemia, e tem visto que tudo que a gente faz é pensando em preservar a vida das pessoas. Até agora, não demos um passo para trás, apenas para frente, porque temos agido com segurança e cautela. Esperamos o apoio das pessoas e que continuemos assim", afirmou o prefeito.

 

·
.
Joined
·
144,297 Posts
Movimento Salvador Vai de Bike comemora reconfiguração da cidade em torno da bicicleta
Movimento Salvador Vai de Bike comemora reconfiguração da cidade em torno da bicicleta
Criado em setembro de 2013, o Movimento Salvador Vai de Bike celebra sete anos com um salto na dinâmica da cidade em relação ao uso das bicicletas e a interação com os ciclistas. Neste período, foram realizadas dezenas de ações de engajamento, campanhas de conscientização, mobilização e práticas de aprendizagem envolvendo crianças, jovens e adultos, cicloativismo, programa de capacitação para motoristas de ônibus e táxi, entre outras diretrizes que tornaram Salvador uma cidade cada vez mais pró-bike.

Para o idealizador e coordenador da iniciativa, Isaac Edington, também presidente da Saltur, a capital baiana foi a cidade brasileira que mais avançou em tão pouco tempo na adoção e uso da bicicleta. “Estamos trabalhando fortemente desde 2013 com projetos, inovações e ações que garantiram a ampliação da infraestrutura ciclística e também a mobilização das pessoas na adoção das bicicletas em diversas atividades da cidade”, destaca o gestor.

Em relação a estrutura cicloviária, a capital baiana ampliou em mais de 200% o seu sistema, com criações de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas, passando de 13,8 km de sistema, em 2013, para os atuais 280,3km. Além disso, ações na estrutura de serviços facilitaram o uso das bikes no dia a dia do ciclista, como a permissão do trafego das bicicletas em todos os ascensores em funcionamento na cidade, a exemplo do Elevador Lacerda e Planos Inclinados. As embarcações que fazem a travessia entre as regiões da Península Itapagipana e o Subúrbio Ferroviário também estão disponíveis diariamente para o tráfego das bikes.

Bike compartilhada – Salvador conta também com centenas de bicicletas compartilhadas, que podem ser encontradas em 50 estações espalhadas pela cidade. Essa ação que amplia a cultura da bicicleta na capital baiana tem como patrocinador o Itaú e é operacionalizada pela Tembici.

Novas ações na infraestrutura pró-bike - A gestão municipal estuda expandir a malha cicloviária. ampliando a rede para 310 km de extensão, passando por trechos como a Avenida Oscar Pontes, Vale do Canela, Estação da Lapa, Avenida Tancredo Neves, entre outros. Além disso, ciclofaixas provisórias serão construídas na região de Paripe, na Avenida Suburbana, e na Avenida Carlos Gomes, no trecho entre o Corredor da Vitória e a Praça Castro Alves.

Através do site www.salvadorvaidebike.com.br é possível encontrar grupos de bike ativos na cidade, saber onde encontrar paraciclos e também se cadastrar para usar as bikes, além de acompanhar todas as novidades em relação ao mundo da bicicleta em Salvador.

 

·
.
Joined
·
144,297 Posts
Nota dez ou nota zero? Volta às praias testa cooperação dos baianos
Parte das regras estabelecidas pela prefeitura foi cumprida, e outra parte ignorada

Se a ida às praias fosse uma prova, a população de Salvador não teria passado com louvor. A prefeitura autorizou a reabertura da maioria delas a partir desta segunda-feira (21), depois de seis meses fechadas, e apresentou cinco questões para os banhistas. O Município prometeu fiscalizar, mas pediu a cooperação dos cidadãos. Será que a gente gabaritou?

A primeira questão foi o distanciamento social. Nota dez. O protocolo diz que as pessoas devem evitar aglomerações, mas como o apelo do público foi fraco nesse primeiro dia, quem foi tomar banho de mar conseguiu ficar à vontade e distante dos outros banhistas. Foi assim na Barra, Ondina, Rio Vermelho, Pituba, Piatã, e Amaralina, que não tem autorização para funcionar às segundas-feiras, mas que estava com movimento.
Mulher aproveita o banho de sol com distanciamento em Amaralina (Foto: Marina Silva/ CORREIO)
A segunda questão foi o uso de máscara. Nota zero. O equipamento só pode ser retirado para o banho de mar e recolocado ao retornar para a areia. Quase ninguém cumpriu essa regra. As turistas de Minas Gerais, Caroline Farias, 32, e Rafaela Nogueira, 32, também jogaram para cima a recomendação.

“O uso da máscara é importante, nós sabemos disso. Usamos no carro, mercado, padaria, e na rua, mas na praia estamos isoladas. Todo esse espaço na areia e estamos apenas nós duas, então, relaxamos um pouco”, justificou Caroline.
Uso de máscaras foi raridade (Foto: Marina Silva/ CORREIO)
A terceira questão foi o consumo de alimentos nas praias. Nota cinco. A prefeitura proibiu a venda de produtos nas areias, tanto de comerciantes fixos como de vendedores ambulantes, para evitar aglomerações. Cooler e caixas de isopor também não são permitidos. O CORREIO flagrou algumas pessoas burlando essa regra. Sabe como?

Os banhistas não levaram cooler, mas a prefeitura não falou nada sobre mochilas. Em Amaralina, uma olhadinha para um lado e para o outro, e um homem sacou um pacote de biscoitos. Mais adiante, uma mulher tirou uma garrafa de dentro da sacola. Água ou cerveja? Não sabemos, mas não importa. O consumo de bebidas está proibido independentemente do que seja. Nota zero pra eles.
Esportes coletivos estão proibidos (Foto: Marina Silva/ CORREIO)
A quarta questão foi a pratica de esportes coletivos. Nota cinco. O protocolo diz que estão permitidas atividades com até duas pessoas. Em Amaralina, um grupo de seis homens resolveu jogar bola na areia. Houve situações similares em outras praias da cidade.

Já a quinta questão foi o uso de sombreiros e cadeiras. Nota dez. Os equipamentos estão proibidos e, ao menos nesse primeiro dia, foram as cangas que dominaram as areias e em raras exceções a equipe do CORREIO identificou desrespeito à regra.


Baixa procura
O público, que compareceu em massa no fim de semana, quando o passeio estava proibido, ficou tímido no primeiro dia de liberação oficial. No trecho entre o Farol da Barra e o Cristo, região movimentada da cidade, poucas pessoas estiveram na areia. Para a cabeleireira Solange Anunciação, 46 anos, a razão foi o trabalho.
“Como é segunda-feira, muita gente está trabalhando, isso explica em parte o movimento baixo, apesar dessa região também ser muito movimentada dia de segunda. Além disso, tem muita gente que ainda não se sente seguro para sair de casa”, disse.
Ela contou que aproveitou a folga para matar a saudade do mar. “Eu adoro praia. Amo um banho de mar, então, estava doida para vir. Se eu soubesse que a gente ficaria tanto tempo sem tomar um sol, teria aproveitado mais em janeiro”, brincou.
Casal aproveita o tempo firme para observar o ar (Foto: Marina Silva/ CORREIO)
As praias foram liberadas, mas São Pedro pareceu contrariado no começo da manhã. Nuvens carregadas surgiram no céu da cidade e resolveram testar a vontade da população de tomar banho de mar. No final, o sol venceu a disputa e ao meio-dia a sensação era de que havia um para cada habitante.
O pequeno Davi, 3 anos, foi quem mais adorou a novidade. “A gente marcou de trazer ele para a praia e uma semana antes começou o negócio da pandemia. Desistimos, claro. Ele teve que se contentar com a bacia mesmo”, contou a mãe do garoto, Maria Júlia Ferreira, 28 anos, que disse adorar o mar, mas esperou o momento certo para voltar. Apesar da prova de amor, ela também não gabaritou.

 

·
.
Joined
·
144,297 Posts
Restaurante Manga prepara tradicional caruru.
Restaurante Manga prepara tradicional caruru. Vem saber!


Em celebração a São Cosme e Damião, o Restaurante Manga, localizado no Rio Vermelho, em Salvador, prepara o tradicional caruru, acompanhado de xinxim de galinha, vatapá, banana, lambão e farofa, além de picolé de cocada e maracujá como sobremesa. As encomendas podem ser realizadas até o sábado (26), com retirada no domingo (27).

 

·
.
Joined
·
144,297 Posts
Mesmo com praias liberadas, Salvador registra movimento intenso nas interditadas
Banhistas também não cumpriram ordens de uso da máscara e proibição de cadeiras e sombreiros

[Mesmo com praias liberadas, Salvador registra movimento intenso nas interditadas ]
Foto :
No primeiro dia de reabertura das praias em Salvador, alguns trechos da orla registraram ontem (21) movimento intenso e descumprimento de regras estabelecidas pela prefeitura.
Algumas praias interditadas, que estão liberadas apenas de terça a sexta, foram palco de desobediência de banhistas, que, além de acessar indevidamente, não seguiram o protocolo de uso das máscaras e proibição de cadeiras, sombreiros e outros itens, como isopores. Foram vistas também práticas de esportes coletivos na areia, ainda não autorizada pelo Executivo municipal.
O movimento foi observado em praias como Itapuã, São Tomé de Paripe, Amaralina, Tubarão e Ribeira. Ao Metro1, o diretor da Guarda Civil Municipal, Maurício Lima, afirmou que a GCM atuou durante todo o dia para fiscalizar as praias e todos os banhistas presentes foram orientados e retirados. “Mas houve o retorno de muitos após a fiscalização passar”, lamentou ele.

 

·
.
Joined
·
144,297 Posts
Boate é demolida no bairro da Pituba
[Boate é demolida no bairro da Pituba; assista]

22 de Setembro de 2020 às 13:23 Por: Reprodução/Twitter Por: Redação BNews 0comentários
Aboate Eros, localizada na Pituba, teve o seu processo de demolição iniciado nesta segunda-feira (21). Em vídeo enviado ao BNews, um leitor lamentou a demolimento do local.
O endereço da conhecida casa de show eróticos até o momento não dispõe de alvará de construção, apenas de demolição, de acordo com a secretaria municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur).

 

·
.
Joined
·
144,297 Posts
Guarda Municipal constata desrespeito ao uso das máscaras nas praias
Guarda Municipal constata desrespeito ao uso das máscaras nas praias
Após seis meses de interdição para impedir a proliferação da Covid-19, hoje (22) chegou a vez da liberação das praias de São Tomé de Paripe, Tubarão, Ribeira, Itapuã e Amaralina, com uso permitido sempre de terça a sexta, menos em feriados. Com exceção das praias do Porto da Barra, Buracão e Paciência (as duas últimas no Rio Vermelho), as demais já haviam sido liberadas ontem (21), com frequência permitida de segunda a sexta.

Segundo o diretor de Segurança Urbana e Prevenção à Violência da Prefeitura, Maurício Lima, o tempo nublado compactuou para que o início da reabertura das praias fosse mais tranquilo na manhã desta terça. "Diferentemente de ontem, que fez sol, poucas pessoas circularam nas praias, e as que frequentaram estavam seguindo os protocolos determinados pelo município".

A utilização das máscaras ainda é um problema, segundo Mauricio Lima. “A população ainda tem dificuldade em aceitar a utilização das máscaras, mas a Guarda Civil está fiscalizando e orientando de que é uma medida para segurança de todos, e que é necessário fazer uso enquanto estiver na areia. Só é possível fazer a retirada do item de segurança enquanto estiver no mar", alertou.

Entre as demais regras estão a proibição do comércio informal na areia, do uso de cadeira de praia, caixa térmica, guarda sol e equipamentos sonoros e distanciamento mínimo de 1,5m entre os banhistas na areia e 2m no mar. A prática de esportes é permitida apenas de forma individual ou em dupla. Eventos que gerem aglomerações também estão proibidos.

Amaralina - De acordo com Mauricio Lima, no final da tarde de ontem (21), antes mesmo da Prefeitura liberar a praia de Amaralina, populares se aglomeraram fazendo consumo de bebidas alcoólicas e utilizando som automotivo. "Ao flagrar a situação já instalada, fomos sinalizados que haviam pessoas armadas. Para que não houvesse um conflito e acabasse atingindo inocentes, não penalizamos o grupo. Hoje, entramos em contato com a Polícia Militar (PM), e uma nova operação está prevista para ocorrer no local, de 16h às 20h, evitando a aglomeração que ocorreu ontem".

A Guarda Civil Municipal (GCM) segue com as fiscalizações com o efetivo de 60 agentes, 12 viaturas e 6 motos, com intuito de monitorar o cumprimento dos protocolos fixados pela Prefeitura para garantir a segurança sanitária dos banhistas. Desde o início das operações nas praias, em março, 16 pessoas foram encaminhadas para a delegacia por descumprirem os protocolos de segurança e por desacato.

 
4341 - 4360 of 4954 Posts
Top