SkyscraperCity banner

1 - 20 of 63 Posts

·
'tou na lua...
Joined
·
40,090 Posts
Discussion Starter #1
Um pouco de enquadramento:






foto das últimas cheias


coloquei estas imagens pois ilustram um pouco da história passada e recente do rio e sua navegação, bem como da sua influência por onde passa.
Um rio que ora era um estio ora provocava cheias e isolamento, cujos cais ainda vemos em Coimbra e no nome de Porto da Raiva em Penacova. Que inspira poetas e estudantes, locais e forasteiros. Nasce na serra mais alta do país e desagua junto a uma das suas mais famosas praias.
Para controlar o curso de água mudou-se o curso do rio, construíram-se barragens e açudes. Porém, volta e meia fica atulhado de areia e lixo e vemos um rio que, se antigamente permitia transportar roupa (para lavar) e outras cargas entre Penacova e a Figueira, hoje o Basófias nem à Boavista chega....

Há 3 semanas vimos o que as descargas repentinas na Aguieira (mais as descargas do Alva nas Fronhas) provocaram em Coimbra e no Baixo Mondego mais uma vez apesar de a margem do Mondego na zona ainda permitir alguma drenagem pelo facto de ser de terra.
Ora, falta drenar e limpar (espero que o Min do Ambiente se lembre) mas penso também nisto (e por isso pus as fotos). Porque não pensar mais e voltar a tornar o Mondego numa via de comunicação fluvial no Baixo Mondego entre, pelo menos, Coimbra e a Figueira? A montante de Coimbra é excelente para canoagem, a jusante há espaço para barcos, pelo menos dos fluviais como vemos na Europa Central. Barcaças de carga e, especialmente de passageiros. Com promoção seriam um sucesso e a malta poderia mesmo ir do Choupal até à Lapa....
Utopia ou possibilidade futura?
 

·
Registered
Joined
·
7,992 Posts
^^Mas o objetivo não é promover um destino, mas sim debater, discutir e/ou apresentar novidades sobre o maior rio português, o Mondego, ou sobre as atividades ligadas a este. Percebido?:dunno:

Bom tópico Lino.:eek:kay:
 

·
'tou na lua...
Joined
·
40,090 Posts
Discussion Starter #5
Sim, é para debater a situação hidrográfica do rio e sua rentabilidade como meio de comunicação como já foi, tal como se tem discutido com o Rio Douro. Aliás, até tive a ideia ao ler as notícias dos barcos e lembrei-me de uma conversa sobre a barca num grupo do fb.
Viagens em barcaça de Coimbra (tipo um cais junto ao centro hípico ou assim) até Montemor e Figueira seriam forma de levar pessoas até ao Baixo Mondego e de o promover. Em Aveiro dá-se uma volta de moliceiro e temos desconto ou promoção nos ovos moles, no Porto vai-se às caves... no Baixo Mondego poderiam ir a uma doçaria de Pereira ou Montemor.
 

·
'tou na lua...
Joined
·
40,090 Posts
Discussion Starter #12
a água que sai da fonte virá do monte acima não é?? Quem diria que dali vem tal importante rio. :)
E já agora, no verão uma descida desde Penacova é uma actividade que aconselho. Mas botem muito protector!

A Barca Serrana foi um dos meios mais utilizados nos finais do século XIX princípios do século XX, devido à capacidade de navegação em águas com baixa altitude. A navegação fluvial era rapida e de baixo custo, promovendo o trabalho a muitas pessoas desenvolvendo assim a economia da região. Existiam vários portos fluviais nos percursos entre Penacova, Figueira da Foz e Coimbra no qual entra o Cais das Ameias, Cais da Portagem, cais do Parque, etc.

http://www.cearte.pt/destino1874/roteiro_6.php

Citando o blogue de Fernando Peneiras, “O Rio Mondego foi no passado uma via fluvial muito importante, desempenhando um papel de relevo no comércio da região. Penacova estava integrada no percurso fluvial, com vários portos, sendo a Raiva o mais importante centro de embarque e desembarque de produtos.
A vida de muitos habitantes da região, sobretudo das povoações ribeirinhas, estava intimamente ligada ao rio. Como afirmou António Luís de Sousa Henriques Seco, nas “Memórias Histórico-chorográphica do distrito de Coimbra, “ a indústria principal do concelho é a navegação do Mondego, a que se entrega grande parte dos seus naturaes, conduzindo do centro da província para a Figueira da Foz ou d’esta para aquella particularmente estes géneros: sal, vinho, azeite, além de outros effeitos”.

(...)
http://questoesnacionais.blogspot.pt/2008/10/histrias-de-outros-tempos-barca-serrana.html
 

·
Registered
Joined
·
56 Posts
a água que sai da fonte virá do monte acima não é?? Quem diria que dali vem tal importante rio. :)
E já agora, no verão uma descida desde Penacova é uma actividade que aconselho. Mas botem muito protector!
Tenho ideia de que existia uma pequena placa a cerca de 100 metros acima do local onde está a fonte que dizia "Aqui nasce o Mondego" (ou algo muito parecido), mas isto há mais de 20 anos.
 

·
Registered
Joined
·
19,848 Posts
A ponte é nas Caldas da Felgueira, certo, Fliberato?
 

·
Registered
Joined
·
1,219 Posts
Campos do Mondego,

Reserva agrícola nacional, uma das mais produtivas e maiores regiões agrícolas do país
Abrange áreas dos concelhos de Coimbra, Montemor e Figueira da Foz

Zona de Montemor








Zona de Maiorca (concelho da Figueira da Foz)










Zona de São Silvestre (concelho de Coimbra)



 

·
Registered
Joined
·
1,219 Posts
^^ :lol:

Antigo Condado de Coimbra rumo à independência! :lol:
 
1 - 20 of 63 Posts
Top