Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 119 Posts

·
Registered
Joined
·
524 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Corredor de 27 km seguirá o Rio Sarapuí e ligará a Dutra à Washington Luís até 2012. Imóveis serão desapropriados
POR CELSO OLIVEIRA

Rio - O estado planeja inaugurar em 2012, na Baixada, rodovia que deve beneficiar ao mesmo tempo o tráfego e o meio ambiente de cinco municípios da região, além da capital. Para construir a TransBaixada ao longo do degradado Rio Sarapuí, mais de 2 mil famílias que vivem nas margens de forma desordenada terão os imóveis desapropriados e serão direcionadas ao programa federal Minha Casa, Minha Vida. Além disso, o rio será dragado para dar fim às inundações.

Com 27 quilômetros, sete pontes e três viadutos, a TransBaixada ligará a Via Dutra, em Belford Roxo, à Rio-Petrópolis (BR-040), em Duque de Caxias, cruzando São João de Meriti e com uma ligação em um viaduto já em construção entre Mesquita e Nilópolis. O rio ficará no meio da via expressa,que terá duas pistas de cada lado, e ganhará áreas de lazer com ciclovia. O projeto, da Secretaria Estadual do Ambiente, será executado em parceria com a Secretaria de Obras e deve ser financiado com recursos do Ministério das Cidades. O custo total é de R$ 297 milhões.

“Pretendemos lançar a licitação na primeira quinzena de julho e podemos começar a obra após o período eleitoral, em novembro ou dezembro, concluindo em 18 meses”, previu o secretário de Obras, Hudson Braga, acrescentando que a rodovia não terá pedágio.

A promessa é de que a TransBaixada desafogue o trânsito na Via Dutra, Washington Luís, Linha Vermelha e Avenida Brasil, beneficiando cerca de três milhões de moradores que poderão usá-la para se locomover entre as cidades abrangidas pelo traçado da via.

Controle de inundações e rios recuperados

A ideia da TransBaixada surgiu dentro do Projeto Iguaçu, desenvolvido na região pela Secretaria Estadual do Ambiente. O objetivo é controlar inundações e recuperar as bacias dos rios Iguaçu, Botas e Sarapuí.

“As famílias vivem ali em situações de risco, sujeitas a enchentes e ao acúmulo de lixo. Vamos revitalizar o entorno do Sarapuí, desocupando as margens com urbanização”, explicou a secretária do Ambiente, Marilene Ramos.

O projeto prevê o cadastramento de todas as famílias que serão desapropriadas, para futuras realocações. O secretário estadual de Obras Hudson Braga explicou que a rodovia será um marco na região, já que os motoristas da Baixada carecem de uma grande via expressa que interligue os municípios: “O tráfego local não vai mais se misturar com quem viaja na Dutra”.

fonte: http://odia.terra.com.br/portal/rio/html/2010/5/baixada_tera_nova_via_expressa_83029.html
 

·
on the road
leptokurtic
Joined
·
35,472 Posts
Tá mais com cara de que vao fazer uma Marginal à la Tietê ..

Se for.. Nao aprendem com os erros alheios
Quando a Marginal Tietê foi construída, o rio já tinha sido retificado e a várzea estava em franca ocupação. A retificação do rio não foi feita para construção da avenida, mas o contrário.

A Marginal Tietê, do ponto de vista estritamente viário, é um grande sucesso. É a artéria fundamental do tráfego local E nacional (até que se complete o Rodoanel Norte, pelo menos). É tão importante para SP quanto a Avenida Brasil é para o RJ.

O riozinho, ali, é poluído, morto, cercado de construções precárias. Nada melhor que cercá-lo com uma avenida expressa que bloqueie acesso de invasores e quem seja ao mesmo, e que resolve um problema FUNDAMENTAL de mobilidade longitudinal na Baixada.
 

·
Annoying ex-moderator
Joined
·
17,643 Posts
Quando a Marginal Tietê foi construída, o rio já tinha sido retificado e a várzea estava em franca ocupação. A retificação do rio não foi feita para construção da avenida, mas o contrário.

A Marginal Tietê, do ponto de vista estritamente viário, é um grande sucesso. É a artéria fundamental do tráfego local E nacional (até que se complete o Rodoanel Norte, pelo menos). É tão importante para SP quanto a Avenida Brasil é para o RJ.

O riozinho, ali, é poluído, morto, cercado de construções precárias. Nada melhor que cercá-lo com uma avenida expressa que bloqueie acesso de invasores e quem seja ao mesmo, e que resolve um problema FUNDAMENTAL de mobilidade longitudinal na Baixada.
Sem falar na valorização dos imóveis, atração para o comércio, geração de empregos...

Cria-se um novo vetor de desenvolvimento.
 

·
Registered
Joined
·
6,717 Posts
Já estão falando em levar o projeto futuramente até a Av. Brasil.

Transbaixada e outros projetos para a região da Baixada Fluminense:

Estradas livres para as Olimpíadas em 2016: Arco Metropolitano, Transbaixada e Via Light têm a meta de melhorar trânsito nos acessos ao Rio de Janeiro

RIO - Todos os caminhos levarão ao Rio de Janeiro nas Olimpíadas de 2016 e, para desatar o nó no trânsito dos acessos à cidade que hoje irritam os motoristas, a Região Metropolitana deverá ganhar, num prazo de dois anos, uma rodovia, uma via expressa e a extensão de uma terceira: Arco Metropolitano, Transbaixada e Via Light, respectivamente. Os projetos, financiados em parceria com o governo federal, pretendem melhorar a mobilidade em um raio de 250 quilômetros de distância.
(...)
Com 12 quilômetros de extensão, a Transbaixada será uma alternativa à Linha Vermelha. As pistas vão ser construídas nas margens do Rio Sarapuí e ligarão a Via Dutra, na altura de Belford Roxo, à BR-040, em Duque de Caxias.
Obra da Transbaixada custará R$ 250 milhões
" Já pensamos em ampliar o projeto, com a possibilidade de interligar a via com a Avenida Brasil "
Para o subsecretário estadual de urbanismo, a alternativa de aproveitar o leito do rio contribuirá não só para o trânsito, mas também para a reurbanização de bairros de Duque de Caxias, São João de Meriti e Belford Roxo.
- Famílias que hoje vivem às margens do Rio Sarapuí e sofrem com as enchentes serão reassentadas. Já pensamos em ampliar o projeto, com a possibilidade de interligar a via com a Avenida Brasil - acrescenta Loureiro
A Transbaixada foi orçada em R$ 250 milhões. A via expressa também pretende desafogar o trânsito na Via Dutra entre Belford Roxo e o acesso à Avenida Brasil.
Também na Baixada Fluminense, a Via Light figura como uma via expressa importante de mobilidade durante as Olimpíadas. Atualmente subutilizada, a estrada ganhará uma extensão até a Avenida Brasil, na altura do bairro de Guadalupe, na Zona Norte do Rio. Hoje, a estrada liga Nova Iguaçu ao bairro da Pavuna. Por ser um trecho urbano, motoristas evitam a Via Light.
- As ruas da Pavuna não comportam o trânsito. É uma área urbana, com sinais de trânsito, sem características de via expressa - diz Loureiro.
Tanto a Transbaixada quanto a extensão da Via Light serão financiamento do BNDES e da Caixa Econômica Federal.

http://oglobo.globo.com/rio/rio2016...o-nos-acessos-ao-rio-de-janeiro-923182163.asp
Imagem da via



http://odia.terra.com.br/portal/rio/html/2010/5/baixada_tera_nova_via_expressa_83029.html

Imagens do Rio Sarapuí atualmente:


Esse projeto é falado desde 2009

Reparem na notícias desse blog de 21 de dezembro de 2009!
vontade de rir!:eek:hno:

O Governo do Estado vai aproveitar as margens do rio Sarapuí para construir a Transbaixada, uma estrada de 23 quilômetros que pretende facilitar a ligação entre as Rodovias Rio-São Paulo, na altura de São João de Meriti, e a Rio-Juiz de Fora, em Duque de Caxias, na altura de S. Bento. O projeto foi revelado pelo vice-governador e secretário de Obras, Luiz Fernando Pezão, junto com a confirmação, na próxima sexta-feira, da liberação da licença ambiental para a execução da obra que irá ligar a Via Light à Avenida Brasil
O projeto está em fase de conclusão na Coppe (Instituto de Pós-graduação e Pesquisa de Engenharia da UFRJ) e foi apresentá-lo nesta segunda ao presidente Lula, que veio ao Rio para a inauguração da estação Ipanema do Metrô. A Coppe está terminando o projeto, que segundo os primeiros levantamentos deverá ficar entre R$ 200 e R$ 230 milhões. A Transbaixada cortará cinco municípios e vai ocupar as margens do Sarapuí, onde só existem ocupações desordenadas.
Quanto ao Arco Metropolitano, Pezão acredita que os trabalhos vão avançar muito em 2010, porque as questões de desapropriação e a parte ambiental avançaram muito. O problema foi mais complexo. Primeiro, não existia projeto, então tivemos que fazer o projeto básico. Depois o projeto executivo, bem detalhado. E quando você vai para campo, você se depara com muitas dificuldades. São 3.830 desapropriações e tem a questão ambiental muito forte também: já foram encontrados 28 sítios arqueológicos – observou.
O governo federal já começou a pagar as indenizações de desapropriações para o Arco Metropolitano, que já somam cerca de R$ 40 milhões pagos em desapropriações. A expectativa de conclusão desse marco rodoviário do Rio de Janeiro é 2011, se tudo correr como se espera em 2010.

http://albertomarques.blogspot.com/2009_12_20_archive.html
Enfim, não acredito muito em prazos quando se trata de estradas para o DNIT e também do GERJ! A sorte é que as olímpiadas colocam prazo limite!
 

·
Banned
Joined
·
9,270 Posts
ótima notícia. A melhor maniera de se iniciar o desenvolvimento de um bairro é pela implantação de avenidas implementação de transporte coletivo. Pelo que vi nas fotos, já que não conheço a área. Me parece uma região carente de tudo. Com a criação dessa infraestrutura fica mais fácil investir na região. Com certeza será um novo vetor de desenvolvimento no contexto do RJ. ótimo!
 

·
phverano
Joined
·
1,536 Posts
Ja poderiam fazer a avenida com um BRT ou corredor exclusivo de ônibus...

melhor maneira de desfavelizar e construir suburbios de bom nivel é oferecendo opções de transporte.... até porque me parece que essa nova via vai cruzar ramais da supervia....
 

·
Registered
Joined
·
6,717 Posts
^^^^

Sul. A Transbaixada seria uma avenida urbana, pois está localizada dentro da área urbana do Grande Rio.

O Arco Metropolitano apesar de paralelo e ligar as mesmas rodovias, passa bem longe da áreas urbanas.
 

·
Reset
Joined
·
7,774 Posts
Vai ser uma mini-marginal Tietê, é isso? Qual vai ser a largura do rio e das margens verdes entre as pistas? (Ou não vai ter margem verde nenhuma?) Alguém sabe?

Não creio que o INEA reclame nem sem margem nenhuma, haja visto o estado atual do rio, mas seria interessante se houvesse.
 

·
Registered
Joined
·
16,198 Posts
Tá mais com cara de que vao fazer uma Marginal à la Tietê ..

Se for.. Nao aprendem com os erros alheios
O Rio Sarapuí vai sair ganhando muito mais com essas vias-expressas a lá Marginal do que se manter o estado atual, cheio de barracos nas margens, sujeira, invasões... É uma desgraça.... E tem as enchentes quase todo santo Janeiro...

Do ponto de vista da mobilidade, vai ser uma ótima opção de conexão entre Nova Iguaçu e Duque de Caxias - é inaceitável que haja uma carência de vias de grande fluxo entre as duas maiores cidades da Baixada Fluminense.
 

·
Moderator
Joined
·
32,271 Posts
Talvez eu esteja mal acostumado, por isso minha estranheza..
Aqui em Curitiba, nas margens do rio que estao sofrendo com ocupações irregulares, a prefeitura tem por decisão a remoçao das pessoas da área e entao por primeiro o plantio de árvores nos primeiros metros pra recuperar a mata ciliar, logo em seguida costuma vir a implantaçao no local de um parque com quadras de esporte e pista de caminhada pra evitar futuras invasoes, e só depois vem uma rua ...

A maioria dos parques da cidade foi construido com essa intençao.. evitar ocupaçoes e criar uma espécie de "área de segurança" pra conter possíveis enchentes ..
a valorizaçao da área vem a reboque.. com a implantançao do parque...

O que eu temo no futuro é ver imagens dessa avenida na Baixada alagada e interditada, com as fortes chuvas que costumam ocorrrer no Estado .. espero que façam algum tipo de margem de segurança.
 

·
Registered
Joined
·
6,717 Posts
Vai ser uma mini-marginal Tietê, é isso? Qual vai ser a largura do rio e das margens verdes entre as pistas? (Ou não vai ter margem verde nenhuma?) Alguém sabe?

Não creio que o INEA reclame nem sem margem nenhuma, haja visto o estado atual do rio, mas seria interessante se houvesse.
Na verdade o projeto da via é do próprio INEA. Denominada Dique-estrada no projeto Iguaçu que visa recuperar os rios da Baixada Fluminense.

O Rio Sarapuí é pouco homogêneo,com áreas bem curtas e outras bem largas. Mesmo degradado com ocupações existe mata ciliar em vários trechos do rio. Não acredito que vão transformar o Sarapuí num valão! A várzea do Sarapuí precisa de espaço para dar vazão a água da chuva que correrá para a Guanabara.

Ao que parece no projeto existem parques e ciclovias no entorno tb.

Projeto Iguaçu:
http://www.inea.rj.gov.br/downloads/projeto_iguacu.pdf

( ver apartir da pg. 33, dique-estrada)

Alguns vídeos de enchente no último verão.
Em Caxias no começo de 2010.

http://www.youtube.com/watch?v=8H7EOXDIO7w

Em Nilópolis no final de 2009.

http://www.youtube.com/watch?v=VvHBldyfp9Q

E para diluir qualquer dúvida de comparações entre Transbaixada e Arco Metropolitano do RJ.



Em vermelho o trajeto do Arco na Baixada.
Em azul escuro a Transbaixada.
Em azul claro a Via Light
existente com os pedaços em pretos sendo a expansão da via até a Av. Brasil)
 

·
Reset
Joined
·
7,774 Posts
Show o projeto, gostei. Só (com aquela atitude confortável, confesso, de quem não tem que se preocupar com o preço) gostaria que desapropriassem mais casas em volta para fazer um parque mais largo.
 

·
Registered
Joined
·
2,061 Posts
Na verdade o projeto da via é do próprio INEA. Denominada Dique-estrada no projeto Iguaçu que visa recuperar os rios da Baixada Fluminense.

O Rio Sarapuí é pouco homogêneo,com áreas bem curtas e outras bem largas. Mesmo degradado com ocupações existe mata ciliar em vários trechos do rio. Não acredito que vão transformar o Sarapuí num valão! A várzea do Sarapuí precisa de espaço para dar vazão a água da chuva que correrá para a Guanabara.

Ao que parece no projeto existem parques e ciclovias no entorno tb.

Projeto Iguaçu:
http://www.inea.rj.gov.br/downloads/projeto_iguacu.pdf

( ver apartir da pg. 33, dique-estrada)

Alguns vídeos de enchente no último verão.
Em Caxias no começo de 2010.

http://www.youtube.com/watch?v=8H7EOXDIO7w

Em Nilópolis no final de 2009.

http://www.youtube.com/watch?v=VvHBldyfp9Q

E para diluir qualquer dúvida de comparações entre Transbaixada e Arco Metropolitano do RJ.



Em vermelho o trajeto do Arco na Baixada.
Em azul escuro a Transbaixada.
Em azul claro a Via Light
existente com os pedaços em pretos sendo a expansão da via até a Av. Brasil)
Na verdade, a Transbaixada e a Via Light (no trecho já existente) se encontrariam em Mesquita
 

·
Registered
Joined
·
6,717 Posts
^^^^

No mapa foquei na ligação anunciada BR-040 com BR-116 para comparar os trajetos. Na verdade na primeira matéria anunciaram que a via teria 27km, só que 12 km é a ligação entre essas duas rodovias federais. Com 27 km, a extenção aproximada do rio, seria possível chegar em Bangu na cidade do Rio de Janeiro, passando pelo campo de Gericinó e áreas muito povoadas no trecho depois da Dutra.

Acho mais viável, inicialmente, a ligação com o viaduto no centro de Nilópolis, depois da Via Light, que está sendo construido ( e foi mencionado #1 post) na divisa entre Mesquita ( Edson Passos) e Nilópolis.

http://nilopolisonline.sitedabaixad...viaduto-ira-melhorar-o-transito-em-nilopolis/





Dessa forma todas as cidades da Baixada teriam uma ligação transversal entre si, com a via Light servindo a Nova Iguaçu.
 

·
Registered
Joined
·
2,061 Posts
^^^^

No mapa foquei na ligação anunciada BR-040 com BR-116 para comparar os trajetos. Na verdade na primeira matéria anunciaram que a via teria 27km, só que 12 km é a ligação entre essas duas rodovias federais. Com 27 km, a extenção aproximada do rio, seria possível chegar em Bangu na cidade do Rio de Janeiro, passando pelo campo de Gericinó e áreas muito povoadas no trecho depois da Dutra.

Acho mais viável, inicialmente, a ligação com o viaduto no centro de Nilópolis, depois da Via Light, que está sendo construido ( e foi mencionado #1 post) na divisa entre Mesquita ( Edson Passos) e Nilópolis.

http://nilopolisonline.sitedabaixad...viaduto-ira-melhorar-o-transito-em-nilopolis/





Dessa forma todas as cidades da Baixada teriam uma ligação transversal entre si, com a via Light servindo a Nova Iguaçu.
Na verdade, a Via Light neste trecho já está construída!

O trecho que será construído é todo no município do Rio, ou seja, entre Pavuna e Madureira, cortando a Av. Brasil. O trecho já existente da Via Light passa por cima do Rio Sarapuí, que, como você disse, faz a divisão entre Mesquita e Nilópolis.
 

·
19 - Deodoro / OCZ
Joined
·
6,506 Posts
^^ Mas vem cá, o Transbaixada será pura e simplesmente uma via expressa ou há a intenção de implantação de BRTs???

Pois em 27km haja localidade que poderia ser beneficiada com essa realização...
 

·
Registered
Joined
·
2,061 Posts
^^ Mas vem cá, o Transbaixada será pura e simplesmente uma via expressa ou há a intenção de implantação de BRTs???

Pois em 27km haja localidade que poderia ser beneficiada com essa realização...
Acho que o traçado não é adequado para a construção de BRT, já que seu principal objetivo é fazer a ligação entre as rodovias movimentadas, não necessariamente passando por lugares centrais dos municipios.

O que pode ser implantado, e eu li que é possível, é um BRT na via Light, que ligaria os Centros de Nova Iguaçu e Madureira, se unindo à Supervia, a Transcarioca e ao BRT da Av. Brasil. No entanto, também não sei se ele é realmente importante, pois o trem da Supervia já faz exatamente a mesma coisa.
 
1 - 20 of 119 Posts
Top