SkyscraperCity banner
1 - 7 of 7 Posts

·
Registered
Joined
·
74 Posts
Discussion Starter · #1 ·
RMC é celeiro das maiores empresas de tecnologia do País.


Adriana Leite / Agência Anhangüera


(09/06/2008) - A Região Metropolitana de Campinas (RMC) concentra a maioria das empresas instaladas no Brasil que investem em pesquisa e desenvolvimento em alta tecnologia. Um raio X realizado pela consultoria Accenda, encomendado pela Força-Tarefa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) em Tecnologia da Câmara Americana de Comércio (Amcham-Campinas), aponta que o faturamento no País de empresas que demandam tecnologia (ou seja, não só produzem como também contam com serviços de outras) e as intermediárias na cadeia de produção (apenas produtoras), com sedes ou unidades na região, somam mais de US$ 18,136 bilhões.

O estudo revela ainda que a região sedia 89 estabelecimentos industriais de alta intensidade tecnológica. Traçar o panorama desse setor foi o primeiro passo para que o grupo trabalhe na implantação de medidas que impulsionem o crescimento dessas indústrias e também estimulem a atração de novos investimentos para a RMC.

A análise da consultoria demonstra que 40% das corporações com mais de 500 funcionários, que fabricam máquinas para escritório e equipamentos de informática instaladas no Estado de São Paulo, estão localizadas na RMC. O estudo detalha ainda que 43% dos estabelecimentos que fabricam material eletrônico e equipamentos de comunicação e que ficam no Estado têm endereços em cidades da região.

"Os dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) do Ministério do Trabalho demonstram que 6,3% dos empregos formais no Brasil em empresas de fabricação de máquinas de escritório e equipamentos de informática estão na região de Campinas. Em relação às companhias de fabricação de material eletroeletrônico e equipamentos de comunicação, esse patamar é de 9,6%", afirma o diretor da Accenda, Maurício Conti.

O especialista descreve que o levantamento mostra uma informação relevante sobre investimentos em desenvolvimento de P&D na RMC. "Em 2006, foram investidos US$ 183 milhões pelas empresas demandantes de tecnologia que responderam ao questionário do estudo. Elas têm atuação nacional e os dados de faturamento refletem as vendas realizadas no País", explica.

Ele diz que, além de empresas que consomem tecnologia para aprimorar ou desenvolver novos produtos, intermediárias que trabalham com geração de tecnologia e duas grandes universidades também responderam à pesquisa. "Nós trabalhamos com um universo de grandes corporações que possam dar uma amostra da situação atual desse setor na RMC".

Leia matéria completa na edição desta segunda-feira (09/06/2008) dos jornais Correio Popular e Diário do Povo

http://www.cosmo.com.br/economia/integra.asp?id=227967
 
1 - 7 of 7 Posts
Top