SkyscraperCity banner
1 - 20 of 36 Posts

·
Registered
Joined
·
4,460 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
1) Palazzo Doria-Pamphilj - Ambasciata del Brasile, Piazza Navona


2 San Luigi dei Francesi


58) San Pietro


3) Fontana dei Quattro Fiumi ("quatro rios"), Piazza Navona


55) Gianicolo


4) San Luigi dei Francesi


5) San Luigi dei Francesi


6) Sant'Agnese in Agone, Piazza Navona + Fontana dei Quattro Fiumi


7) Vicolo delle Coppelle
http://wikimapia.org/#lat=41.9011673&lon=12.4762276&z=20&l=0&m=b


8) Santa Maria della Concezione in Campo Marzio
http://wikimapia.org/#lat=41.9015496&lon=12.4765038&z=20&l=0&m=b&v=8



9) San Luigi dei Francesi


10) Loja, Via della Scrofa


11) Fontana dei Quattro Fiumi - Piazza Navona


12) Santa Chiara
http://wikimapia.org/#lat=41.8973681&lon=12.4765414&z=20&l=0&m=b&v=8



13) Fontana dei Quattro Fiumi


14) Mansao na beira do Tevere


15) Sant'Agnese in Agone


16) Ponte Umberto I


17) Palazzo di Giustizia, "Il Palazzaccio"


18) Vicolo del Leonetto


19


20) Palazzo Milesi - Bacconi
http://wikimapia.org/#lat=41.9008019&lon=12.471122&z=20&l=4&m=b


21) Hotel Raphaël



22) Esq. Via dei Coronari / Via di Panico (...nao lembro direito)



23) San Luigi dei Francesi


24) Piazza Navona


26)Mansao , Lungotevere (beira do rio Tevere)


25) Palazzo Milesi - Bacconi


27) Castel Sant'Angelo


28) Fontana del Moro, Piazza Navona


29) Sacro Cuore del Suffragio, Lungotevere
http://wikimapia.org/#lat=41.9041045&lon=12.4722989&z=19&l=4&m=b


30) San Pietro


31) Casa Madre dei Mutilati
http://wikimapia.org/#lat=41.9034677&lon=12.4688603&z=19&l=4&m=b


32)Il Passetto de Borgo, Castel Sant'Angelo (usado pela corte do Papa para fugir dos "Lanzichenecchi" em

http://en.wikipedia.org/wiki/Passetto_di_Borgo


The Passetto di Borgo, or simply Passetto, is an elevated passage that links the Vatican City with the Castel Sant'Angelo. It is an approximately 800 m long corridor, located in the rione of Borgo. It was erected in 1277 by Pope Nicholas III, but parts of the wall were built by Totila during the Gothic War. On several occasions it served as an escape route for Popes in danger.
Pope Alexander VI crossed it in 1494, when Charles VIII invaded the city and the pope's life was in danger.
Clement VII escaped to safety through this passage during the Sack of Rome in 1527. Troops of the Holy Roman Emperor, Charles V, massacred almost the entire Swiss Guard on the steps of St Peter's Basilica.

http://wikimapia.org/#lat=41.9034317&lon=12.4653305&z=19&l=4&m=b



33) Fontana dei Quattro Fiumi, Piazza Navona


34) San Pietro


35) Mura Vaticane


36) Hotel Raphael, Largo Febo


37) Palazzo Milesi Bacconi


38) Fontana del Moro e Ambasciata del Brasile

http://roma.itamaraty.gov.br/pt-br/palacio_pamphilj.xml


39) Palazzo di Giustizia


40) Piazza Navona



41


42) Fontana dei Quattro Fiumi, Piazza Navona


43) Residencia, Gianicolo


44) Pontifical Urbaniana University
http://en.wikipedia.org/wiki/Pontifical_Urbaniana_University


45)
O Palácio Pamphilj, localizado no bairro Parione, se encontre em frente a uma das mais sugestivas e imponentes praças do mundo. O núcleo originário do Palácio, situado na Praça Pasquino, foi adquirido em 1470 por Antônio Pamphilj (procurador fiscal da Câmara Apostólica) que logo o ampliou. Seu filho, Angelo, casou-se com Emilia Millini, rica aristocrata romana, cuja família possuía diversas casas na Praça Navona, o que facilitou a junção das propriedades trazidas em dote por Emilia Millini ao palácio já existente. O Palácio dos Pamphilj expandiu-se por meio de compras subsequentes, até fins de 1500. Sua ampliação final foi, contudo, promovida pelo Cardeal Giovan Battista que, graças a seu poder, adquiriu as casas pertencentes aos Millini e aos Cybo, todas debruçadas sobre a Praça. Assim, a área do Palácio cresceu nos anos '40 e '50 do século XVII, alcançando as dimensões atuais. Em meados de 1600, a Praça Navona já se tomara um dos maiores palcos de construção da cidade: no Palácio, nas edificações contíguas e no centro da Praça, onde foi moldada a fonte que se tomaria o seu símbolo. Tratava-se, na realidade, de um verdadeiro plano de urbanização, destinado a transformar o local num dos mais representativos da Roma Barroca: um espaço fechado, projetado para despertar admiráção no visitante que, procedente de vielas laterais, deparar-se- ía, encantado, com obras-primas grandiosas. O Palácio, elegante e sóbrio, foi projetado por Girolamo Rainaldi, um dos maiores intérpretes da arte seicentista. O arquiteto dedicou-se a esta obra com entusiasmo, pois devia estar pronta para o Jubileu de 1650. A família Pamphilj morou no Palácio até meados de 1700 quando a última descendente, Anna Pamphilj, casou-se com Giovanni Andrea III Doria. Desde então os descendentes, adotando o sobrenome Doria Pamphilj, transferiram-se para outra luxuosa residência na Via deI Corso. Em seguida, o Palácio da Praça Navona foi alugado a cardeais e intelectuais, entre os quais Vincenzo Monti (significativo poeta italiano), que ali residiu em 1778. A partir de 1824, o primeiro andar tornou-se residência sucessivamente do Ministro Plenipotenciário da Rússia, do Cardeal Brignola e de Tommaso Riario Sforza, que neste local faleceu em 1857. Pouco mais tarde, o Palácio foi utilizado como sede da Academia Filarmônica Romana, ocasião em que o arquiteto romano Andrea Busiri Vici foi chamado para restaurar o grande salão do primeiro andar (andar principal), consagrado ao compositor Pier Luigi da Palestrina. No início do século XX, parte do Palácio foi alugada e, no andar térreo, havia lojas, garagens, oficinas de restauração e armazéns diversos. Por volta de 1920, parte do Palácio foi alugada pelo Governo brasileiro, que a tomou sede de sua Missão diplomática. Naquela época, pouco se soube desse contrato de aluguel fechado pela Princesa Orietta Doria Pamphilj com o Governo brasileiro. Em 1960, contudo, tal contrato de locação foi transformado em ato de venda, o que suscitou alguma controvérsia na opinião pública e na imprensa local. Foi solicitado ao Estado italiano que exercesse seu direito de prelação, o que podia ser feito no prazo legal de dois meses após a notificação do ato notarial de venda. A compra, tão controvertida, foi aperfeiçoada entre outubro e novembro de 1960 pelo Governo brasileiro. O Embaixador do Brasil em exercício, Hugo Gouthier de Oliveira Gondim, será sempre lembrado pela aquisição do imóvel ao preço altamente conveniente de 900.000.000 liras. Apenas um ano após a venda, foi concluída a restauração de todo o Palácio (estrutura e salões internos), em conformidade com a orientação da Superintendência das Belas Artes da Itália. A nova sede diplomática foi inaugurada no início do mês de novembro de 1961. As obras de restauração custaram ao Governo brasileiro, na época, 350.000.000 liras.
http://roma.itamaraty.gov.br/pt-br/palacio_pamphilj.xml


46 ) Villa Aurelia
http://villaaurelia.it/eng/storia.cfm

Villa Aurelia, property of the American Academy in Rome, from the time of its construction has assumed various names accompanying changes in ownership: Villa Farnese, Villa Borbone, Villa Giraud, Villa Savorelli, Villa Heyland.
The Villa was built by Cardinal Girolamo Farnese (1599 – 1668/69) atop the Gianiculum, along the Aurelian walls close to Porta San Pancrazio. The property had belonged to Pope Paolo III as part of the Farnese family vineyards.




47) Palazzo Giraud-Torlonia al Borgo (antigamente Palazzo Castellesi), via della Conciliazione
http://it.wikipedia.org/wiki/Palazzo_Torlonia


48


49) San Pietro


50


51) Palazzo di Giustizia, "Il Palazzaccio"


52) Castel Sant'Angelo - Mausoléu de Adriano


53) San Pietro visto do Gianicolo


54) Colle Gianicolo



56) Il Vittoriano ("la macchina da scrivere")

http://pt.wikipedia.org/wiki/Monumento_a_Vítor_Emanuel_II_da_Itália

O Monumento Nazionale a Vittorio Emanuele II (Monumento Nacional a Vítor Emanuel II), Altare della Patria (Altar da Pátria) ou ainda Il Vittoriano é um monumento em honra a Vítor Emanuel II da Itália, primeiro rei da Itália unificada e considerado o pai da pátria italiana. Situa-se em Roma entre a Piazza Venezia e o Monte Capitolino tendo sido projetado por Giuseppe Sacconi em 1885. Foi inaugurado em 1911 e completado em 1935.Feito de puro mármore branco de Botticino, apresenta majestosa escadaria, colunas coríntias, fontes, uma enorme estátua equestre de Vítor Emanuel e duas estátuas da deusa Vitória em quadrigas. A estrutura tem 135 m de largura e 70 m de altura, mas se as quadrigas e as vitórias aladas forem incluídas, a altura passa a ser de 81 m.[1] A base do monumento abriga o museu da Unificação Italiana.[1][2] Em 2007, um elevador panorâmico foi instalado, permitindo aos visitantes ir ao teto e ter uma visão 360° de Roma.[3]



57) Ponte Vittrio Emanuele II
http://wikimapia.org/#lat=41.9012937&lon=12.4642194&z=20&l=4&m=b



59) Palazzo Venezia
http://pt.wikipedia.org/wiki/Palácio_Venezia
 

·
Registered
Joined
·
30,241 Posts
Fotos 3 , 6, 11, 13, 19, 24, 28, 33, 38 e 42 - Fonte dei Fiumi, de Berniin, na Piazza Navona.

Aliás, incrível com uma única fonte rende fotos tão lindas e tão originais.
 

·
Registered
Joined
·
30,241 Posts
Luca,

Entrei no GOOGLE e descobri que o Gianicolo é uma grande colina de Roma, localizada na margem direita do Tevere. O que é visto na foto? Jardim de alguma mansão? Jardim de algum hotel?
 

·
Registered
Joined
·
4,460 Posts
Discussion Starter · #20 · (Edited)
Desconheço o lugar da foto nr 32. Que lugar é este?
http://en.wikipedia.org/wiki/Passetto_di_Borgo

Osmar,

trata-se do Passetto di Borgo, uma especie de ponte.
Construido em 1277 liga os palacios do Vaticano ao Castel Sant'Angelo

Foi a ponte usada pelo Papa e sua corte para fugir em 1527 dos sangrentos mercenários do Carlo V, os "Lanzichenecchi"

Saque de Roma (1527)
http://pt.wikipedia.org/wiki/Saque_de_Roma_(1527)


http://wikimapia.org/#lat=41.9034317&lon=12.4653305&z=19&l=4&m=b

The Passetto di Borgo, or simply Passetto, is an elevated passage that links the Vatican City with the Castel Sant'Angelo. It is an approximately 800 m long corridor, located in the rione of Borgo. It was erected in 1277 by Pope Nicholas III, but parts of the wall were built by Totila during the Gothic War. On several occasions it served as an escape route for Popes in danger.

Pope Alexander VI crossed it in 1494, when Charles VIII invaded the city and the pope's life was in danger.

Clement VII escaped to safety through this passage during the Sack of Rome in 1527. Troops of the Holy Roman Emperor, Charles V, massacred almost the entire Swiss Guard on the steps of St Peter's Basilica.
 
1 - 20 of 36 Posts
Top