SkyscraperCity banner

Status
Not open for further replies.
661 - 680 of 5000 Posts

·
Registered
Joined
·
103 Posts
RONDONIENSE: O POVO MAIS BRASILEIRO DO BRASIL

Mente quem diz que o povo rondoniense não tem cultura.

Estufo o peito e aumento a voz para dizer justamente o contrário: Rondônia é um caldeirão de cultura! Mas não é uma cultura regionalista, centrada no próprio umbigo, com dialeto próprio e singular. Rondônia é multicultural! Cosmopolita, universal!

Aqui é possível ouvir a moça dizendo que 'viver em Rondônia é bão demais, uai', e o amigo dela a confirmar 'arre, égua, e como é arretado de bom!', e então um terceiro amigo convida todos pra brindar tomando um chimarrão ou um tererê nas margens do rio, que é tri bonito ver os botos nadando.

É o mineiro, o nordestino, o gaúcho, o paranaense, o goiano, o mato-grossense, o amazônida... os descendentes de mais de 50 nações que por aqui passaram construindo o desenvolvimento desta terra, que deixaram sua marca nos costumes e no caráter deste povo tão rico, trabalhador e hospitaleiro.

O rondoniense não sabe só brincar de boi. O rondoniense coloca a bota, o chapéu e bate o pé no chão nos bailões das exposições agropecuárias, e depois vai comer o típico acarajé nordestino das diversas festas juninas tradicionais no Estado.

O rondoniense toca tambor, mas toca também saxofone, flauta, a guitarra e o violino. Toca o carimbó, o rock, o pagode, o clássico e o sertanejo; dança o jazz e dança o axé, porque todas estas coisas o rondoniense tem, vive, respira, e encontra no quintal de casa.

O rondoniense é, portanto, um universo de cultura. Mas - isto não é coisa só nossa - as expressões culturais ainda carecem de apoio e precisam ser vistas com a importância social e desenvolvimentista que têm e que fizeram de outras cidades e Estados uma referência turística nacional e internacional.

Ocorre que até nisto Rondônia é uma síntese perfeita do Brasil, que tantas vezes renega seus próprios valores, renega o que tem de bom.

Mas eu vejo acontecer neste momento um despertar de consciência do cosmopolita cidadão rondoniense: este povo tão talentoso e trabalhador está acordando para o fato de que tem, sim, muito valor - e que está longe de ser um povo sem cultura, mas um povo com cultura demais, tal como o Brasil, do qual é a mais perfeita síntese. Uma síntese que só encontrar parâmetro em São Paulo, mas São Paulo é um mini-Mundo que funciona como micro-universos paralelos que se encontram no zum zum zum daquela cidade que não pode parar.

E é por isto, pois, que eu afirmo sem medo de cometer algum equívoco ou exagero, e com todo respeito aos demais Estados, que o povo rondoniense é, em todas as suas virtudes e defeitos, o povo mais brasileiro do Brasil.

:::: Augusto Branco
https://www.facebook.com/rondonianoticias?fref=ts
 

·
Registered
Joined
·
286 Posts
Fotos de Cacoal, hoje:

Local onde está sendo construído um novo edifício. Pela fundação, parece que será um grande prédio. Quando tiver mais informações da obra posto aqui.
SERÁ UM "MEDICAL CENTER" (CENTRO MÉDICO), NO QUAL ESTÁ SENDO CONSTRUIDA PELA IMOBILIÁRIA SEFRIN....

TA NA REVISTA "PONTO E" http://www.revistapontoe.com.br/....(REVISTA PONTO E - ED. 22) NA TELA INICIAL DO SITE....SÓ NÃO FALA O TAMANHO (ANDARES) QUE SERÁ O EMPREENDIMENTO....
 

·
Norte do Brasil
Joined
·
49,738 Posts
Jirau começa a fornecer energia ao SIN em teste
Segunda-Feira, 19 de Agosto de 2013 / 09:07

A usina hidrelétrica de Jirau já está fornecendo energia ao Sistema Interligado Nacional (SIN), em caráter de teste. O sincronismo de sua primeira unidade geradora, de 75 MW, situada na casa de força da margem esquerda, com o sistema foi realizado com sucesso às 6h01min (horário de Brasília) do sábado, 17, sendo que a máquina deverá completar todos os requisitos dos procedimentos de rede do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) até a próxima semana e iniciar a geração comercial no dia 22 de agosto.

No último dia 9, em documento publicado no Diário Oficial da União, a Agência Nacional de Energia Elétrica (aneel) autorizou, em regime de teste, a operação da primeira unidade geradora da usina Jirau. A Energia Sustentável do Brasil (ESBR) é a empresa responsável pela construção e operação do empreendimento, controlada pela GDF Suez (60%), Eletrosul (20%) e Chesf (20%). "Os testes mecânicos e elétricos, realizados na primeira etapa, foram conduzidos com êxito, tendo a máquina respondido com desempenho satisfatório", informa o diretor de desenvolvimento da ESBR, Pedro Augusto Denadai Carelli.


Segundo o diretor de operação da empresa, Isac Teixeira, a partir de agora, com a máquina sincronizada terão continuidade os testes em carga para ajustes nos reguladores de velocidade e de tensão, bem como para verificar o comportamento da máquina frente ao sistema elétrico e disponibilização para a operação comercial. "Nosso cronograma de testes em carga deverá se encerrar no dia 21 de agosto, e a partir desta data a unidade estará apta para a operação comercial", declara Isac.



Esta é a primeira máquina a ser sincronizada, de um total de 50 que compõem o projeto que aproveitará o potencial hídrico do Rio Madeira, em Porto Velho (RO). São 22 máquinas, de procedência chinesa, instaladas na casa de força da margem esquerda (fornecidas pela empresa Dong Fang Electric Corporation - DEC) e 28 na margem direita (de projeto e fabricação nacional, fornecidas pelo consórcio das empresas Alstom, Voith e Andritz).

De acordo com o cronograma do empreendimento, outras duas unidades geradoras da margem esquerda poderão ser testadas ainda em 2013, paralelamente, a uma unidade da margem direita.

Uma das principais obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), e a maior usina hidrelétrica do mundo operando com turbinas do tipo bulbo, Jirau começou a ser construída em 2009. Em 2015, quando estiver em pleno funcionamento, terá uma potência instalada de 3.750 MW, suficiente para abastecer mais de 10 milhões de residências.



Três linhas de transmissão de 550 KV interligarão Jirau à subestação coletora de Porto Velho, por meio da qual a energia produzida pela usina será escoada para a região Sudeste por duas linhas de transmissão de corrente contínua, controladas por filtros retificadores, e também poderá abastecer o sistema Acre-Rondônia, por meio de filtros conversores em configuração back-to-back. "Inicialmente, devido ao fato de que a linha de corrente contínua ainda não foi testada, toda energia gerada por esta primeira unidade será distribuída aos estados de Rondônia e Acre", conclui Isac Teixeira.

http://www.rondoniaovivo.com/noticias/jirau-comeca-a-fornecer-energia-ao-sin-em-teste/104612
 

·
Madeirão
Joined
·
1,377 Posts
Seriam essas as primeiras ações do Plano de Mobilidade Urbana? Estão pondo semáforos também na Buenos Aires com Vieira Caúla.
 

·
R.I.P. Niki
Joined
·
15,218 Posts
Vejamos o que diz a notícia:

O artigo 230 do Código de Postura do Município de Porto Velho determina que “os edifícios em geral e suas dependência em particular, deverão ser conservados pelos respectivos proprietários ou ocupantes, especialmente quanto a sua estética, estabilidade e higiene, para que não sejam comprometidas a paisagem urbana, a segurança e a saúde dos ocupantes e transeuntes” (...)

Vão demolir metade de Porto Velho então? :|
 

·
Registered
Joined
·
20,713 Posts
Fico com muita raiva de ver carro em cima da calçada...
 
661 - 680 of 5000 Posts
Status
Not open for further replies.
Top