Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 68 Posts

·
Rene Hass
Joined
·
4,331 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
RS – Almoço Colonial em Morro Reuter e outras coisas mais: estradas, igreja, ateliês, cidades vistas de longe

Ontem, domingo, 22/07/2012, eu, a colega forista e Renie e mais um grupo de não foristas resolvemos ir até a comunidade de Santa Maria do Herval, em Morro Reuter, para experimentar o almoço colonial.

A motivação para ir ao distrito de São José do Herval e experimentar o almoço colonial surgiu depois que em maio deste ano eu visitei o lugar pela primeira vez e encontrei esse restaurante:

Foto 89: O famoso Almoço Colonial Kieling. Vou ter que ir aí almoçar num domingo.
O thread completo de maio está em:
http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1516986&highlight=

Eu nunca havia ouvido falar em “almoço colonial” antes. Daí a minha curiosidade em retornar lá um dia, o que aconteceu neste final de semana.

Saímos de Porto Alegre por volta das 10h30 e fizemos apenas uma parada no Monumento do Livro de Morro Reuter. Depois do almoço, parte do grupo seguiu para Gramado. Eu e a Renie retornamos para Porto Alegre e paramos em Dois Irmãos.

Apesar de o céu não ter estado totalmente encoberto, havia muitas nuvens, o que tornou o dia em um domingo cinzento. Por isso, grande parte das fotos saíram escuras.


Localização de Morro Reuter em relação a Porto Alegre e dentre os limites da Rota Romântica.


Mapinha que gente recebe ao chegar em Morro Reuter. Marcado dentro de quadrados amarelos, os lugares que aparecem neste thread.

Todas as fotos deste thread são de minha autoria e foram tiradas no dia 22/07/2012, com exceção da foto quotada. Este thread está dividido em três partes: Ida, Almoço Colonial e Retorno

Parte I – Ida

Foto 01: BR-116 na Região de Dois Irmãos


Foto 02: BR-116, entrando na zona urbana de Dois Irmãos


Foto 03: BR-116, continuando a subida da Serra em direção a Morro Reuter


Foto 04: BR-116, entre Dois Irmãos e Morro Reuter


Foto 05: BR-116, e a subida continua. Trecho entre o belvedere e Morro Reuter


Foto 06: BR-116, cruzando o pequeno perímetro urbano de Morro Reuter


Foto 07: O Monumento aos Livros em Morro Reuter, à margem da BR-116


Foto 08: Uma Frida anunciando a venda de um dos ícones gastronômicos do Rio Grande do Sul


Foto 09: Paisagem atrás do Monumento aos Livros de Morro Reuter


Foto 10: O grupo que viajou comigo. Tem uma forista do SSC ali no meio!!!


Foto 11: Amor Perfeito, uma das minhas flores favoritas.


Foto 12: BR-116 no perímetro urbano de Morro Reuter


Foto 13: Lavandas junto ao Monumento aos Livros


Foto 14: Ateliê Flavio Scholles, na VRS-873


Foto 15: Igreja de São José do Herval, inaugurada em março de 1923


Foto 16: Armazém Kieling, em São José do Herval


Foto 17: Armazém Kieling


Foto 18: Armazém Kieling e Almoço Colonial Kieling.


Foto 19: Armazém Kieling e Almoço Colonial Kieling


Parte II – Almoço Colonial

Tivemos no nosso almoço colonial no Almoço Colonial Kieling, um aconchegante restaurante numa casa centenária de madeira no distrito de São José do Herval (SJH). Não confundi-lo com Santa Maria do Herval (SMH), que é uma cidade ao lado do distrito de São José do Herval. Apesar da proximidade com SMH, o distrito de SJH pertence a Morro Reuter.

Foto 20: O Almoço Colonial Kieling, onde almoçamos.


Foto 21: Uma foto na parede, no interior do Almoço Colonial Kieling, mostrando o lugar com neve em 1943.


Foto 22: Interior do Almoço Colonial Kieling


Foto 23: Interior do Almoço Colonial Kieling


Foto 24: Fogão à lenha


Foto 25: A bandeja com as iguarias do almoço colonial.


Foto 26: A entrada: sopa colonial com queijo ralado.


Foto 27: A bandeja que veio à nossa mesa. As iguarias coloniais, de cima para baixo, elo m sentido horário: chucrute (mistura de repolho com salsicha Bock), arroz, batata cozida, molho para a massa, aipim cozido, salsicha Bock, macarrão, batatas fritas (cortadas em forma de bolinhas), bolo de batata e polenta frita (em baixo do bolo de batata).


Foto 28: Carnes de porco.


Foto 29: Carnes de gado: matambre recheado, almôdegas e carne de panela.


Foto 30: Salsicha Bock


Foto 31: Bolo de batata


Foto 32: Batata frita


Foto 33: Chucrute (repolho com salsicha Bock picada)


Foto 34: Polenta frita


Foto 35: Aipim cozido. “Aipim” é como os gaúchos chamam o que em alguns outros estados na nação as pessoas chamam de “mandioca” ou “macaxeira”.


Foto 36: Nossa mesa antes do nosso “ataque”.


Foto 37: Queijo assado


Foto 38: O meu prato


Foto 39: A minha primeira sobremesa: Chico Balançado, Morango com Creme e Pudim de Leite.


Foto 40: A minha segunda sobremesa: Sagu de Vinho com Creme. O Sagu deveria ser considerado a sobremesa símbolo do Rio Grande do Sul.


Foto 41: A minha segunda sobremesa, parte 2: O aspecto do Sagu de Vinho depois de misturarmos o creme.


Foto 42: A sobremesa da Renie


Mas o que é esse tal de Almoço Colonial?

O almoço colonial é uma mistura de três culinárias: a culinária colonial alemã (chucrute, por exemplo), a culinária colonial italiana (polenta, por exemplo), e a culinária tropeira (rodízio de carnes assadas). Sim, além de tudo o que está fotografado aqui, ainda tinha um rodízio de churrasco. E ainda um bufê de saladas. Assim como o já consagrado café colonial, é impossível comer tudo o que nos é colocado à mesa no almoço colonial. Paga-se pela fartura, e não pelo que se come. Recomendo o almoço colonial para quem quiser ter uma ideia do que é a culinária trazida pelos imigrantes italianos e alemães. E a minha dica é: não comam nada durante a manhã. É preciso chegar ao meio-dia com muita fome para que se possa comer a maioria dessas iguarias.

Parte II – Retorno

Foto 43: Uma interessantíssima casa à beira da VRS-873 (Estrada do Mato Comprido)


Foto 44: A Estrada do Mato Comprido (VRS-873), serpenteando no topo dos morros entre o distrito de São José do Herval e a sede do município de Morro Reuter.


Foto 45: No retorno para Porto Alegre, paramos no Ateliê Flávio Scholles. Nele, é possível adquirir as obras (pinturas) de Flávio Scholles. Somos recebidos pelo próprio artista, que pacienciosamente nos explica a história de algumas das pinturas ali expostas.


Foto 46: O Ateliê de Flávio Scholles fica num dos pontos mais altos nas montanhas entre a sede de Morro Reuter e o distrito de Morro Reuter. Da ateliê, tirei essa foto em direção norte, mostrando as montanhas em direção a Picada Café e Nova Petrópolis.


Foto 47: A Estrada do Mato Comprido (VRS-873) em frente ao Ateliê Flávio Scholles, em direção sul (olhando para a RM de Porto Alegre). Nota-se que imediatamente do outro lado da estrada, sem acostamento, já acontece a caída da montanha.


Foto 48: Detalhe do prédio do Ateliê Flávio Scholles, no topo da montanha, mostrando outras montanhas ao fundo (direção norte).


Foto 49: Detalhe do terreno pedregoso onde está o Ateliê Flávio Scholles. O amarelado do gramado deve ser resultado da geada, que queima a vegetação. Por debaixo das folhas amareladas, há folhas verdes.


Foto 50: Tentei um zoom num avião da TAM que estava sobrevoando o Ateliê Flávio Scholles. Aqui os aviões já estão em procedimento de aproximação e aterrissagem no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. O conglomerado urbano da RM de Porto Alegre começa não muito distante da montanha onde está o ateliê. A foto está mal tirada e sem edição. Mas foi o melhor que pude fazer.


Foto 51: Mais montanhas da Serra Gaúcha a partir do Ateliê Flávio Scholles.


Foto 52: Um simpático vovô dando uma aula de história sobre as guerras na Europa ao homem que está ao seu lado. Pelo menos foi o que eu consegui ouvir, sem querer, da fala dele no instante em que eu tirei a foto.


Foto 53: Do Ateliê Flávio Scholles, fomos ao Ateliê Edelweiss, de onde se tem uma magnífica vista da Região Metropolitana de Porto Alegre, nesta e nas demais fotos (até a foto 69). Nesta foto, um bairro de Morro Reuter bem abaixo, no topo do morro. Depois, quase a totalidade do município de Dois Irmãos. Depois do morro, um pedaço do “skyline” de Novo Hamburgo e o “skyline” de São Leopoldo (claro em função dos raios do sol).


Foto 54: Zoom de Dois Irmãos


Foto 55: Zoom dos “skylines” de Novo Hamburgo (escuro) e de São Leopoldo (claro)


Foto 56: Zoom mostrando casas em um bairro de Morro Reuter


Foto 57: Outro zoom de um bairro de Morro Reuter


Foto 58: Zoom de Morro Reuter (sede do município)


Foto 59: Mais zoom, desta vez mostrando o pórtico de Morro Reuter


Foto 60: Zoom de duas interessantes casas históricas, mostradas nas fotos 71, 72 e 73.


Foto 61: Sem zoom, mostrando a RM de Porto Alegre


Foto 62: Super zoom mostrando o centro de Dois Irmãos


Foto 63: Os fundos do Ateliê Edelweiss, de onde eu tirei as fotos da RM de Porto Alegre


Foto 64: Em primeiro plano, um bairro de Morro Reuter. Mais lá embaixo, imagino serem Ivoti e Estância Velha.


Foto 65: Área rural de Morro Reuter


Foto 66: Dois Irmãos


Foto 67: O pátio dos fundos do Ateliê Edelweiss


Foto 68: Daniel subindo as escadas correndo


Foto 69: A sacada do Ateliê Edelweiss


Foto 70: Estrada do Mato Comprido (VRS-873) em frente ao Ateliê Edelweiss


Foto 71: A frente da casa histórica que aparece na foto 60.


Foto 72: Detalhe da porta


Foto 73: Cerca de pedras – ou taipa.


Foto 74: Ao chegar na sede de Morro Reuter, resolvi sair da BR-116 e pegar uma estradinha de terra paralela à BR-116 até Dois Irmãos, passando por lugares bem pobres. Não pude deixar de registrar esta foto de um quebra molas em plena estrada de terra. Para quê?


Foto 75: Divisa entre os municípios de Morro Reuter e Dois Irmãos


Foto 76: Chegando a Dois Irmãos


Foto 77: Casa de arquitetura colonial dos imigrantes alemães em Dois Irmãos


Foto 78: Outra casa de arquitetura colonial dos imigrantes alemães em Dois Irmãos



Foto 79: Mais outra casa de arquitetura colonial dos imigrantes alemães em Dois Irmãos. Essa eu compraria e nela moraria, desde que eu tivesse dinheiro para isso.


Foto 80: Gostei desta, com amores perfeitos plantados na calçada.


Foto 81:


Foto 82: Museu Histórico Municipal de Dois Irmãos


Foto 83: Museu Histórico Municipal de Dois Irmãos


Foto 84:


Foto 85: Fundos do Museu Histórico Municipal de Dois Irmãos


Foto 86: Cozinha do Museu Histórico Municipal de Dois Irmãos


Foto 87: Interior do Museu Histórico Municipal de Dois Irmãos


Foto 88: Em Dois Irmãos, retornamos para a BR-116 e seguimos em direção a Ivoti e Novo Hamburgo.


Foto 89:


Foto 90:


Foto 91:


Foto 92:


Espero que tenham gostado das fotos.

Por último, um texto retirado do verso do mapinha que recebemos ao chegar a Morro Reuter:

 

·
chocolate better than sex
Joined
·
7,383 Posts
Uma delícia de thread!!
 

·
Registered
Joined
·
12,656 Posts
Que maravilha! A parte alemã da culinária lembra muito o que temos aqui pela região norte de SC. E esse almoço colonial preciso experimentar, pois vou pra Gramado no final do ano. A região é belíssima, o cuidado, mesmo do pessoal mais pobre, com as casas, com as tradições, com a memória, é digno de ser propagandeado mundo afora, ao invés do tradicional samba, mulata, sol e cerveja.
A BR-116 poderá ficar ainda mais turística se a rodovia do Parque for estendida até a Serra, aliviando assim tanto a 122 quanto a 116.
 

·
Rene Hass
Joined
·
4,331 Posts
Discussion Starter · #4 ·
Uma delícia de thread!!
Valeu pela visita, Poti! :eek:kay:

Que maravilha! A parte alemã da culinária lembra muito o que temos aqui pela região norte de SC. E esse almoço colonial preciso experimentar, pois vou pra Gramado no final do ano. A região é belíssima, o cuidado, mesmo do pessoal mais pobre, com as casas, com as tradições, com a memória, é digno de ser propagandeado mundo afora, ao invés do tradicional samba, mulata, sol e cerveja.
A BR-116 poderá ficar ainda mais turística se a rodovia do Parque for estendida até a Serra, aliviando assim tanto a 122 quanto a 116.
Obrigado pela visita, Positronn! :eek:kay: Há restaurantes de culinária alemã espalhados pelas cidadezinhas da Serra Gaúcha. Mas “Almoço Colonial”, com esse nome e em que três culinárias são misturadas, só esse em São José do Herval, município de Morro Reuter. O restaurante se chama “Almoço Colonial Kieling”. Vale a pena sair um pouco da BR-116 e ir até São José do Herval via VRS-873.

É possível ir de Santa Maria do Herval (a cidade ao lado do distrito de São José do Herval) sem voltar à BR-116. Os mapas indicam que a distância é de apenas 20 km. Porém, a estrada é de terra. O asfalto termina em Santa Maria do Herval. Eu não recomendo. Fiz essa rota em maio deste ano e me arrependi da estrada de terra. Há trechos que apenas um carro por vez consegue passar. E não me pareceu ter apenas 20 km. :)
 

·
Australo-brasileiro
Joined
·
5,811 Posts
Não é Morro... é "Moro".

Região espetacular... a comida é mais que especial... e "Two Brothers" e Ivoti são minhas favoritas da região... muito boa a qualidade de vida nesse canto do país...
 

·
Taking On The World
Joined
·
26,559 Posts
@Renehass: pega as fotos dos panoramas mostrando NH e Sao Leo e POA no fundo, dá um crop ao redor das cidades (pra excluir a maioria do céu em cima e vegetação embaixo) e dá uma corrigida nas cores no Photoshop.
 

·
Rene Hass
Joined
·
4,331 Posts
Discussion Starter · #8 ·
Não é Morro... é "Moro".

Região espetacular... a comida é mais que especial... e "Two Brothers" e Ivoti são minhas favoritas da região... muito boa a qualidade de vida nesse canto do país...
Haha, é verdade! Ele dizem “Môroróiter”! Eu adoro o sotaque deles! Obrigado pela visita! :eek:kay:

@Renehass: pega as fotos dos panoramas mostrando NH e Sao Leo e POA no fundo, dá um crop ao redor das cidades (pra excluir a maioria do céu em cima e vegetação embaixo) e dá uma corrigida nas cores no Photoshop.
Te mandei uma PM sobre isso, Aces! Se você não recebeu, me avisa! :eek:kay:
 

·
Rene Hass
Joined
·
4,331 Posts
Discussion Starter · #9 ·
Quanto é o almoço?
Me interessei hehe

Abraços, valeu pelas fotos!
Apenas R$ 35,00, Edu! Exclui desse preço as bebidas, que são pagas em separado.

Nos R$ 35,00 estão incluídas todas as comidas (a sopa, o bandejão de comidas típicas, o rodízio de churrasco, as saladas, as sobremesas, café, chás diversos e chimarrão).

Não há limite para comer. Você pode comer e repetir tudo o que quiser. E o atendimento é excepcional. Você nem precisa pedir para eles retornarem com comidas à mesa. Assim que eles veem que alguma comida acabou, eles trazem mais. Nota 10 para o aviamento.

E esses R$ 35,00 são bem mais baratos que um café colonial em Gramado, por exemplo. A última vez que eu tomei um café colonial em Gramado foi a um ano e meio e paguei R$ 42,00. E era preço padrão. Cartel de cafés coloniais, pois todos cobravam o mesmo preço. E hoje devem estar mais caros.

Recomendo o Almoço Colonial pelos seguintes motivos:

- Comida boa;
- Preço bom;
- Fartura;
- Misto de três culinárias coloniais;
- Podemos repetir à vontade.

Vá lá mesmo! :)

Obrigado pela visita ao thread! :eek:kay:
 

·
Registered
Joined
·
1,664 Posts
Recomendo o Almoço Colonial pelos seguintes motivos:

- Comida boa;
- Preço bom;
- Fartura;
- Misto de três culinárias coloniais;
- Podemos repetir à vontade.

Vá lá mesmo! :)

Obrigado pela visita ao thread! :eek:kay:
Alem de ajudar na economia local, o que eu particularmente considero importante. As fotos estao muito boas caro Rene.
 

·
Registered
Joined
·
1,302 Posts
FANTÁSTICO! parabéns!
 

·
Paranavaiense/Curitibano
Joined
·
3,963 Posts
Eu me lembro desse restaurante que você havia retratado no thread anterior sobre Morro Reuter.
Que bom que conseguiu voltar lá pra conferir as delícias do almoço.
Fiquei com água na boca!
Além da comida, claro que a paisagem da região também impressiona pela beleza e pelo capricho dos moradores.
Parabéns pelo thread Rene!
 

·
Longe demais das Capitais
Joined
·
10,311 Posts
Adorei o thread !

Mostra como eh uma regiao toda, toda, toda turistica para subir a serra, ja desde o comeco, la embaixo em Novo Hamburgo. Toda a viagem ja eh um passeio riquissimo, de forma e intensidade unica no pais.

Adorei o almoco colonial. Nao gosto de comida alema, mas adoooro comida campeira e adoro galeterias, entao eu iria passar muito bem nesse restaurante... :cheers:

Bom, o resto das fotos vou comentar mais tarde.

Valeu pelo thread, Rene ! :applause:
 

·
Registered
Joined
·
1,618 Posts
Lindo passeio Rene!
Esse almoço deve ser delicioso. Tem que preparar o estômago para poder experimentar tudo. :lol:
A foto 48 é pra cartão postal! :cheers:
Valeu por compartilhar mais esse belo thread!
 

·
Registered
Joined
·
1,504 Posts
Fotos impecáveis, como sempre! Pecado ter que ver na hora do almoço.

Fui a Morro Reuter quinta passada e perguntei em algumas lojas se existia algum restaurante típico na cidade e me disseram que não! Uma única pessoa disse que tinha, mas que só abria nos finais de semana. Acredito que seja esse o restaurante. Fiquei um pouco frustrado, mas só a estrada com os plátanos já valeu o passeio.
 

·
Registered
Joined
·
12,776 Posts
O título é o maior chamarisco do ssc, ALMOÇO COLONIAL :drool:
Lindas as cidades do interior, principalmente a serra.
:applause:
 

·
Pro SP fiant eximia
Joined
·
6,608 Posts
Nossa, que fartura, gostei pra caramba, parabéns pelo thread Rene.
 

·
Rene Hass
Joined
·
4,331 Posts
Discussion Starter · #19 ·
Alem de ajudar na economia local, o que eu particularmente considero importante. As fotos estao muito boas caro Rene.
Obrigado, Acoustic! :eek:kay: Podendo, eu sempre divulgo aqui as coisas boas das cidades que eu visito. :)

Eu me lembro desse restaurante que você havia retratado no thread anterior sobre Morro Reuter.
Que bom que conseguiu voltar lá pra conferir as delícias do almoço.
Fiquei com água na boca!
Além da comida, claro que a paisagem da região também impressiona pela beleza e pelo capricho dos moradores.
Parabéns pelo thread Rene!
Obrigado, Shiroshima! :eek:kay: Na outra vez, o restaurante estava fechado. Apenas aos domingos ele funciona com o Almoço Colonial. Valeu a pena ter ido até lá. :)

Adorei o thread !

Mostra como eh uma regiao toda, toda, toda turistica para subir a serra, ja desde o comeco, la embaixo em Novo Hamburgo. Toda a viagem ja eh um passeio riquissimo, de forma e intensidade unica no pais.

Adorei o almoco colonial. Nao gosto de comida alema, mas adoooro comida campeira e adoro galeterias, entao eu iria passar muito bem nesse restaurante... :cheers:

Bom, o resto das fotos vou comentar mais tarde.

Valeu pelo thread, Rene ! :applause:
Valeu, Ricardo! :eek:kay: Ah, esqueci de dizer que há galeto também nesse almoço colonial. Fica a dica para quem quiser fugir do estresse de Porto Alegre num dia de domingo. Viagem rápida de fazer.

Lindo passeio Rene!
Esse almoço deve ser delicioso. Tem que preparar o estômago para poder experimentar tudo. :lol:
A foto 48 é pra cartão postal! :cheers:
Valeu por compartilhar mais esse belo thread!
Obrigado, Sanroangelense! :eek:kay: Estava uma delícia mesmo. A minha dica para quem quiser ir até lá é não comer nada nas 24 horas anteriores. :lol:

Fotos impecáveis, como sempre! Pecado ter que ver na hora do almoço.

Fui a Morro Reuter quinta passada e perguntei em algumas lojas se existia algum restaurante típico na cidade e me disseram que não! Uma única pessoa disse que tinha, mas que só abria nos finais de semana. Acredito que seja esse o restaurante. Fiquei um pouco frustrado, mas só a estrada com os plátanos já valeu o passeio.
Obrigado, TõBrabo! :eek:kay: O restaurante do Almoço Colonial funciona durante todos os dias. Apenas aos domingos é que eles servem o Almoço Colonial. Além disso, ele não fica na sede do município de Morro Reuter. Fica no distrito de São José do Herval. É preciso sair da BR-116 e rodar uns 15 km pela Estrada do Mato Comprido até chegar a ele. Se dia você puder, retorne lá. :)

Nossa, que fartura, gostei pra caramba, parabéns pelo thread Rene.
Obrigadão, Loro! :eek:kay:

Belas fotos... e que almoço einho..
vish
Obrigado, Gui! :eek:kay:

O título é o maior chamarisco do ssc, ALMOÇO COLONIAL :drool:
Lindas as cidades do interior, principalmente a serra.
:applause:
Obrigado, Thina! :eek:kay:
 
1 - 20 of 68 Posts
Top