SkyscraperCity banner

1 - 20 of 42 Posts

·
Rene Hass
Joined
·
4,331 Posts
Discussion Starter #1 (Edited)
RS – Hospital Colônia Itapuã – o lazareto que durante décadas isolou da sociedade pacientes acometidos pela hanseníase no Rio Grande do Sul – e Vila de Itapuã (Bonus Pics)

Este thread está dividido em duas partes.

Parte I – O Hospital Colônia de Itapuã

No feriadão de Carnaval, eu e a forista Renie, e mais uma amiga não forista, resolvemos ir até a Praia de Itapuã, à beira do Lago Guaíba, ao sul de Porto Alegre, mas pertencente ao município de Viamão.

De Itapuã, decidimos ir um pouco além, até o Parque Estadual de Itapuã, que estava fechado para manutenção naquele dia, mas não sabíamos disso. Antes de retornarmos a Porto Alegre, resolvemos ir visitar o Hospital Colônia Itapuã (HCI), também conhecido como o Leprosário de Itapuã, vizinho ao Parque Estadual de Itapuã.

Conseguimos autorização para entrar no HCI e o resultado está na primeira parte deste thread.

Hospital Colônia de Itapuã:

Fundado em maio de 1940 na área de uma fazenda junto à Lagoa Negra na região de Itapuã no município de Viamão, o lazareto é também conhecido como Leprosário Itapuã, pois foi construído com o objetivo de receber pacientes acometidos pelo Mal da Hansen (hanseníase) também chamado de lepra, em uma época em que a ignorância sobre a doença fazia com que as autoridades afastassem os leprosos do convívio em sociedade, mantendo-os o mais longe o possível de pessoas sãs. Por essa razão, o Hospital Colônia de Itapuã lembra um pouco um daqueles campos de concentração na Europa da 2ª Guerra Mundial, com a diferença de que aqui não se exterminavam as pessoas. Elas eram apenas escondidas do resto da sociedade.

De acordo com o site oficial da Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul, hoje há 122 pacientes-moradores no Hospital Colônia de Itapuã. Desses, 82 são pacientes com distúrbios psíquicos e 47 ex-portadores de hanseníase que não conseguiram se reintegrar na sociedade. Ao longo de sua trajetória, o HCI recebeu 1.454 pacientes.

Nos anos 1970, foi criado no HCI o Centro Agrícola de Reabilitação (CAR) para acolher 180 pacientes com problemas psíquicos oriundos do Hospital Psiquiátrico São Pedro em Porto Alegre.

Na sua concepção original, o HCI foi divido em duas áreas: a Área Limpa e a Àrea Suja.

Na Área Limpa (ou Sadia) estão a administração, a usina hidráulica, a padaria, residências para médicos e funcionários, irmãs franciscanas, capelão e outros serviços.

Na Área Suja (ou Doente) foram construídos 18 pavilhões no modelo Carville (*), 16 casas geminadas, a enfermaria, uma igreja católica, uma capela luterana, a casa de diversões, a cadeia, a sapataria, a carpintaria, a ferraria e a olaria.

(*) Carville é um distrito na cidade de Saint Gabriel, próximo a Baton Rouge (Lousiana, EUA) onde em 1894 foi construído o segundo hospital exclusivo para atender leprosos nos Estados Unidos. Atualmente, o hospital de Carville é o Museu Nacional do Mal de Hansen (National Hansen’s Disease Musem).

Minhas impressões do local:

Foi a primeira vez que eu entrei no Hospital Colônia de Itapuã. Todo o complexo lembra uma pequena cidade. Suas vias são ruas e cada uma tem um nome. Há praças e três igrejas (uma além do projeto original). A evangélica está abandonada. As outras duas estavam fechadas, mas imagino que apenas uma delas ainda funcione para cultos. Muito dos prédios são em estilo art-deco. Há casas onde residem os pacientes e ex-pacientes. Há pelo menos um prédio lavanderia, um prédio padaria, uma escola e um prédio de festas.

O lugar, por abrigar poucas pessoas, parece uma cidade abandonada. Vêem-se poucas pessoas caminhando pelas ruas. Muitas das poucas que vimos eram idosas, aparentemente com problemas psíquicos, e estavam caminhando sozinhas. Cheguei a comentar com a Renie que pareciam zumbis, com todo o respeito. Uma pena vê-los daquele jeito. Não me pareceram mal-tratadas, mas o sentimento de dó veio ao imaginar que aquelas pessoas estão ali, doentes mentais e caminhando sozinhas, sem nenhum parente ou amigos por perto, como se só estivessem ali esperando pelo fim da vida.

Todo o complexo está mal conservado, precisando de restauro em praticamente todas as edificações.


Foto 1: O Hospital Colônia Itapuã em relação à Praia de Itapuã, Porto Alegre e Viamão. Algumas distâncias: cerca de 60 km do centro de Porto Alegre; menos de 1 km da Lagoa Negra e pouco menos de 5 km em linha reta da Lagoa dos Patos. Mesmo assim, nenhuma dessas duas lagoas é visível a partir do HCI.


Foto 2: O Hospital Colônia Itapuã em seu contexto geográfico. Ele se situa ao lado do Parque Estadual de Itapuã, praticamente junto à Lagoa Negra e próximo do encontro das águas do Lago Guaíba e da Lagoa dos Patos.


Foto 3: Um zoom do área do Hospital Colônia Itapuã.


Foto 4: Casas na Área Limpa que servem hoje como residência dos funcionários do HCI.


Foto 5: Uma das três igrejas dentro do HCI. Esta fica próxima da entrada. Apesar de estar fechada, deve ainda ser utilizada para cultos.


Foto 6: Mais uma das casas dentro da Área Limpa.


Foto 7:


Foto 8: A carpintaria.


Foto 9: A avenida que leva à Área Suja.


Foto 10: Entrada da Área Suja.


Foto 11: Estas casas estão desocupadas.


Foto 12: Um zoom das casas.


Foto 13: Notem que o capim está tomando conta das ruas de paralelepípedos também.


Foto 14: Fundos de uma das casas.


Foto 15: A capela Luterana (1948), totalmente abandonada. Último trabalho do arquiteto alemão Theodor Wiedersphan, radicado no Rio Grande do Sul.


Foto 16: Vitral sob a porta de entrada da Capela Luterana.


Foto 17: Interior da Capela Luterana.


Foto 18: Detalhe do interior da Capela Luterana, mostrando parte do assoalho apodrecido.


Foto 19: Casas próximas à Capela Luterana.


Foto 20: Casas geminadas, construídas para receber famílias.


Foto 21: Pela parabólica, devem morar aí ex-pacientes que por algum motivo não se reintegraram na sociedade.


Foto 22: Detalhe das casas geminadas.


Foto 23: Mata junto ao HCI. Não sei se essa mata já faz parte do Parque Estadual de Itapuã.


Foto 24: Escola Gilberto Mangeon, construída para atender os filhos dos funcionários. Uma funcionária nos disse que há inclusive ensino médio aí. Eu não acreditei.


Foto 25: Rua onde ficam as casas geminadas.


Foto 26: Igreja Católica, ao lado da Escola Gilberto Mangeon (não aparece na foto). No fundo, o prédio da enfermaria.


Foto 27: A Igreja Católica vista de frente. Não descobri o nome dessa igreja, mas imagino se chamar São Francisco, já que as Irmãs Franciscanas levantaram fundos para a sua construção.


Foto 28: Detalhe mostrando a torre da Igreja Católica.


Foto 29: Placa ao lado da Igreja Católica em homenagem ao Frei Pacífico. Pelo menos, eu aprendi uma palavra nova: “imorredoura”.


Foto 30: Praça em frente à Igreja Católica.


Foto 31: Rua com a torre da Capela Luterana atrás das árvores.


Foto 32: Fundos da Enfermaria.


Foto 33: Pavilhão de Diversões.


Foto 34: Entrada do Pavilhão de Diversões.


Foto 35: Lateral do Pavilhão de Diversões.


Foto 36:


Foto 37:


Foto 38: Era o presidente do Brasil quando o HCI foi construído.


Foto 39: Avenida Getúlio Vargas.


Foto 40:


Foto 41: Essas são algumas das pouquíssimas casas bem conservadas do HCI. Aqui vimos alguns pacientes atravessando a rua, saindo dessas casas.


Foto 42:


Foto 43: Essa é uma das poucas casas bem conservadas no HCI.


Foto 44:


Foto 45: Tem uma bicicleta ali na área de entrada. Por isso, deve ser uma casa habitada.


Foto 46:


Foto 47: Essa é a única foto que eu vou mostrar colorida nesta primeira parte deste thread. Se eu a deixasse em sépia, não teria o mesmo efeito. São lâmpadas cheias de líquidos coloridos penduradas como obra de arte num dos halls de entrada de um dos prédios na Área Suja.


Foto 48: O prédio da Padaria.

Parte II – A Vila de Itapuã (Bonus Pics)

A Vila de Itapuã fica a cerca de 40 km a partir do centro de Porto Alegre, mas pertence administrativamente ao município de Viamão. Contudo, é mais perto para os moradores de Itapuã ir a Porto Alegre em busca de serviços do que a Viamão. Itapuã fica mais próxima da área urbana de Porto Alegre do que de Viamão e uma das poucas praias com condições de balneabilidade no Lago Guaíba. Quanto mais longes de Porto Alegre e mais próximas da Lagoa dos Patos, menos poluídas as praias são.

A Vila de Itapuã não é bela apenas por sua praia no Lago Guaíba, mas também pelos morros, campos e algumas construções coloniais em seu redor.


Foto 49: Gado pastando numa propriedade rural junto à Vila de Itapuã.


Foto 50: Campo e montanha na mesma propriedade mostrada na foto acima.


Foto 51: Uma mimosa.


Foto 52: Uma fazenda com uma construção em estilo colonial português.


Foto 53: Zoom da casa mostrada na foto acima.


Foto 54: Ovelhinhas próximas da fazenda com a casa colonial portuguesa.


Foto 55: Uma figueira.


Foto 56: Outra figueira.


Foto 57: Plátanos já ficando amarelos em pleno começo do mês de março.


Foto 58: Um capão com seis figueiras juntinhas.


Foto 59: Figueira com morro ao fundo. Os morros ao sul de Porto Alegre ainda preservam um pouco de Mata Atlântica mesclada com figueiras. Também se caracterizam por serem pedregosos.


Foto 60: Outra figueira.


Foto 61: Guaíba em Itapuã.


Foto 62:


Foto 63:


Foto 64: Lá adiante, o canal de liga o Lago Guaíba à Lagoa dos Patos. Lá é o início da Lagoa.


Foto 65: Com 136 anos, a Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes no centro de Itapuã.


Foto 66:


Foto 67: O canal de Itapuã.


Foto 68:


Foto 69:


Foto 70:


Foto 71: Um portão de uma propriedade particular próximo da entrada do Parque Estadual de Itapuã.


Foto 72: Também em estilo colonial português, a casa que está do outro lado do portão mostrado na foto acima.

Obrigado por terem visto todas as fotos.
 

·
Registered
Joined
·
174 Posts
Belíssimas

Belíssimas!
:cheers:Realmente magníficas as fotos, dindo:)))! Ficaram ma-ra-vi-lhosas,elas refletiram o que foi o passeio, um retorno ao passado de forma surpreendentemente real.
Que linda ficou a foto da Igreja Luterana...viu que o galho parece o corpo do cristo??!!! Esta construção merecia um montão de fotos de tão linda que é.
Parabéns!!!
 

·
Rene Hass
Joined
·
4,331 Posts
Discussion Starter #6 (Edited)
Belíssimas!
:cheers:Realmente magníficas as fotos, dindo:)))! Ficaram ma-ra-vi-lhosas,elas refletiram o que foi o passeio, um retorno ao passado de forma surpreendentemente real.
Que linda ficou a foto da Igreja Luterana...viu que o galho parece o corpo do cristo??!!! Esta construção merecia um montão de fotos de tão linda que é.
Parabéns!!!
Sim, Renie! O vitral ao fundo do altar está quebrado na parte onde deveria estar o corpo de Jesus Cristo. Mas a árvore ao fundo acabou fazendo o papel do corpo de Cristo. :eek:kay:

O Parque de Itapuã é bonito demais, Rene, o hospital é meio assustador, mas valeu pelo registro. :cheers:
Nas condições atuais em que se encontra, o HCI é realmente assustador, ainda mais com o efeito sépia que eu apliquei nas fotos. Espero que um dia, quando o hospital fechar, todo o complexo seja transformado em um museu e espaço cultural a exemplo do que foi feito em Carville nos Estados Unidos.

Obrigado pelo comentário, Santista! :eek:kay:

Muuuito bacana Rene, sempre tive curiosidade de ver fotos de lá, infelizmente nunca pude visitar.

A igreja luterana é uma das últimas obras do Theo Wiederspahn, felizmente tombada pelo IPHAE (http://www.iphae.rs.gov.br/Main.php?do=noticiasDetalhesAc&item=37000)
Esperamos que seja devidamente restaurada e valorizada. Esse lugar tem potencial.
Meu Deus, eu não sabia que aquela igreja foi projetada por Wiedersphan. Até acrescentei isso lá na legenda depois de ler o teu comentário, Sapox. Uma igreja tão bela quanto aquela só poderia ter o dedo do Wiedersphan. Acabei fotografando uma obra do meu arquiteto favorito sem saber. E olha que o HCI não estava nos nossos planos de visita. Acabamos indo ali por acaso depois de termos sido impedidos de entrar no Parque Estadual de Itapuã porque ele estava fechado para manutenção.

A igreja é um espetáculo, mesmo estando caindo aos pedaços hoje. Ainda bem que foi tombada. Espero que a sua restauração ocorra logo.

Obrigado pelo comentário e pela informação que eu ainda não sabia. :eek:kay:

Belo registo...
muito interessante , viajei aqui.
Obrigadão pelo comentário, Vinex! :eek:kay:
 

·
Registered
Joined
·
3,673 Posts
^^^ Ao que parece foi a última obra projetada e construída do Wiederspahn. Segundo o Gunter Weimer, o projeto foi super detalhado, com muitos detalhes desenhados na escala 1:1, para facilitar a execução exatamente como ele esperava.

É legal ver como a linguagem arquitetônica dele foi se renovando, essa última obra delerepresenta bem a mudança.
Também segundo o Gunter Weimer essa é a última obra da arquitetura teuto-gaúcha - o que discordo, pois até o final dos anos 50 ainda foram construídas muitas casas teuto-gauchas nas colônias mais afastadas, até que essa arquitetura foi finalmente suprimida.

Esqueci de elogiar as fotos das casas coloniais, lindas demais!
 

·
Registered
Joined
·
768 Posts
Nossa q história! Gostei de conhecer essa primeira parte do thread. Ficaram otimas as fotos
Parabens
 

·
Antigo Xinah_Poa to Gui_P
Joined
·
6,749 Posts
Caraai, que lugar belo, e assustador.

Que filme de terror em?
ashauashuashhasuaush


Esse meu Rio Grande me assusta de mais.

Parabens
 

·
Registered
Joined
·
2,574 Posts
Achei muito triste, como nao era de se imaginar, as fotos do HCI..o mato crescendo, a ausência de pessoas, uma bela locação para um filme de terror...hehehe. Todavia, não achei tão degradado. A quem pertence isso, ao Estado? Parabens pela disposição em fazer o tread.
 

·
Aes não é Eletropaulo
Joined
·
4,244 Posts
Nossa Rene..essas fotos em sépia retratam bem esse clima de abandono e suspense..parece um cenário de uma cidade abandonada de filme...muito interessante..deveria ser preservado essa arquitetura e essa história, não só do Rio Grande, mas do Brasil...as de Itapuã tb ficaram massa..gostei do recado agradecendo quem viu todas as fotos kkkk..abração!!
 

·
Admin assistant
Super Moderator
Joined
·
9,587 Posts
Impactante ! Quando comecei a ver as fotos, em sépia, parecia que eu viajei no tempo, Rene !!

Muito interessante o hospital. Parece mesmo cenário daqueles filmes antigos, como disse o Cezar.

Tomara que recuperem a igreja Luterana ! Deu dó ver o assoalho despedaçado...:( E gostei da foto 44, a composição com o Fusca e os cachorrinhos lá no fundo..:)

Aí passando para as bonus pics, ver o viço do verde ! Outro impacto ! :) Adoro os tons ! E as figueiras, tão lindas ! E claro, as vaquinhas e as ovelhinhas ( acho que vou fazer coleção de postais delas tb..rss). Amo tb os casarões coloniais, espero que o primeiro seja recuperado, vai ficar maravilhosa junto ao verde dos pastos e das figueiras...

Poxa, foi outra viagem vendo tuas fotos, Rene...bem se vê que a Renie é tua "afilhada" ...:) Vocês tem que fazer um thread conjunto agora ! :banana:

Parabéns, meu amigo, o thread está lindo !

bjks :hug:
 

·
Rene Hass
Joined
·
4,331 Posts
Discussion Starter #15
^^^ Ao que parece foi a última obra projetada e construída do Wiederspahn. Segundo o Gunter Weimer, o projeto foi super detalhado, com muitos detalhes desenhados na escala 1:1, para facilitar a execução exatamente como ele esperava.

É legal ver como a linguagem arquitetônica dele foi se renovando, essa última obra delerepresenta bem a mudança.
Também segundo o Gunter Weimer essa é a última obra da arquitetura teuto-gaúcha - o que discordo, pois até o final dos anos 50 ainda foram construídas muitas casas teuto-gauchas nas colônias mais afastadas, até que essa arquitetura foi finalmente suprimida.

Esqueci de elogiar as fotos das casas coloniais, lindas demais!
Muito obrigado por mais esses comentários adicionais, Sapox!

A igreja luterana no HCI é bem pequena, por isso chamada de capela. É uma capela em formato de igreja. O que me chamou a atenção ali é que a nave dela é arredondada e há um piso de em forma de passarela de concreto ligando a porta de entrada ao altar. E as duas metades de cada lado dessa “passarela” são de madeira, que se encontra apodrecida. É uma pena eu não ter subido na torre, pois fiquei com medo de pisar em algo muito frágil e/ou apodrecido e cair. Se eu estivesse subido na torre, teria visto pelo menos a Lagoa Negra, que fica a menos de 1 km dali. Essa capela ficará linda depois de restaurada. Como ela foi tombada, deve haver algum projeto de restauração, imagino. E depois de restaurada, as pessoas deveriam ter acesso livre até ela. Foi uma sorte ter conseguido entrar ali. Aquela área onde a igreja está é a Área Suja e tem o acesso vedado a quem não tem parentes ali internados. :eek:kay:

Nossa q história! Gostei de conhecer essa primeira parte do thread. Ficaram otimas as fotos
Parabens
Obrigado, Heldervibe. Na verdade, a primeira e a segunda parte do thread já estão todas aí. Quando o thread chegar em sua segunda parte, eu escolho algumas fotos sépias e coloco suas versões coloridas.

Obrigado pelo comentário! :eek:kay:

Caraai, que lugar belo, e assustador.

Que filme de terror em?
ashauashuashhasuaush


Esse meu Rio Grande me assusta de mais.

Parabens
Obrigado, Xinah! Assim que eu entrei na Área Suja do CHI e vi alguns pacientes caminhando sozinhos pelas ruas, eu me lembrei de um daqueles filmes de terror norte-americanos com zombis perambulando pelas ruas. Caso não funcionasse mais o hospital colônia ali, o local seria ideal como locação de um filme de terror. :eek:kay:

Um misto de suspense e encanto. Ficou Lindo . Parabens !
Obrigado pela visita e comentário, Debarembar! :eek:kay:

que thread show!!itapua e' lindo
Obrigado, Snowb. Itapuã é um lugar bem legal, uma mistura de praia com campos e morros.

Achei muito triste, como nao era de se imaginar, as fotos do HCI..o mato crescendo, a ausência de pessoas, uma bela locação para um filme de terror...hehehe. Todavia, não achei tão degradado. A quem pertence isso, ao Estado? Parabens pela disposição em fazer o tread.
Obrigado, Bonja! Esqueci de dizer que o local pertence ao Governo Federal. Na verdade, há pessoas ali, mas poucas. Alguns funcionários e pacientes. Vi mais pacientes do que funcionários pelas ruas, mas não quis fotografá-lo em respeito a imagem deles. Eram todos pacientes com problemas mentais, muitos deles velhos. Houve um momento que duas funcionárias da segurança chegaram próximo do carro e nos perguntaram se estávamos ali para visitar algum paciente. Ao dizer não, elas solicitaram que deixássemos o lugar, pois ali onde estávamos (na Área Suja) era local restrito para os pacientes. Elas não viram que estava com uma máquina fotográfica.

Nossa Rene..essas fotos em sépia retratam bem esse clima de abandono e suspense..parece um cenário de uma cidade abandonada de filme...muito interessante..deveria ser preservado essa arquitetura e essa história, não só do Rio Grande, mas do Brasil...as de Itapuã tb ficaram massa..gostei do recado agradecendo quem viu todas as fotos kkkk..abração!!
Obrigado, Cézar! :eek:kay: Eu sempre quis fazer um thread com fotos sépia. Quando eu entrei no HCI e vi aquelas construções todas dos anos 40, eu decidi que seria o momento de eu criar o meu thread sépia. Realmente o local parece uma cidade abandonada. Tudo lindo.

Na próxima vez que você vier a POA, eis um lugar interessante para você conhecer!

Impactante ! Quando comecei a ver as fotos, em sépia, parecia que eu viajei no tempo, Rene !!

Muito interessante o hospital. Parece mesmo cenário daqueles filmes antigos, como disse o Cezar.

Tomara que recuperem a igreja Luterana ! Deu dó ver o assoalho despedaçado...:( E gostei da foto 44, a composição com o Fusca e os cachorrinhos lá no fundo..:)

Aí passando para as bonus pics, ver o viço do verde ! Outro impacto ! :) Adoro os tons ! E as figueiras, tão lindas ! E claro, as vaquinhas e as ovelhinhas ( acho que vou fazer coleção de postais delas tb..rss). Amo tb os casarões coloniais, espero que o primeiro seja recuperado, vai ficar maravilhosa junto ao verde dos pastos e das figueiras...

Poxa, foi outra viagem vendo tuas fotos, Rene...bem se vê que a Renie é tua "afilhada" ...:) Vocês tem que fazer um thread conjunto agora ! :banana:

Parabéns, meu amigo, o thread está lindo !

bjks :hug:
Obrigado, Déa! Eu gostei muito de todo o conjunto das casas na Área Suja. São em estilo art deco que nos remetem diretamente para os anos 40. Mas a Capela Luterana é de longe a construção que mais se destaca em todo o complexo. Como ela foi tombada no final do ano passado, imagino haver um projeto de restauração. Mas, como a área pertence ao governo federal, não sei se como fica a restauração. Foi o Patrimônio Histórico Estadual que tombou o prédio que está em área administrada pela União. E com os cortes no orçamento da União, acho que a restauração demorará muito a acontecer.

E o fusquinha teve tudo a ver com o contexto.

Beijos! :eek:kay:
 

·
Banned
Joined
·
9,176 Posts
Belas fotos Renê, tu és um cara muito talentoso...esse patrimônio das fotos poderia ser totalmente recuperado. Ficaria lindo demais.

Poderia se transformar, por exemplo, em um Hotel Fazenda, uma Pousada, ficaria muito bom.
 

·
Rene Hass
Joined
·
4,331 Posts
Discussion Starter #18
grande trabalho, Rene. Parabéns.
Obrigado, Dududuarte. :eek:kay:

Belas fotos Renê, tu és um cara muito talentoso...esse patrimônio das fotos poderia ser totalmente recuperado. Ficaria lindo demais.

Poderia se transformar, por exemplo, em um Hotel Fazenda, uma Pousada, ficaria muito bom.
Obrigado, Calvin. :eek:kay:

Este hospital é administrado pelo governo federal. Imagino que toda a propriedade pertença à União, também. São poucos os pacientes atendidos ali. Os que ainda estão são portadores de doenças psíquicas. E deve haver um custo muito alto para manter a estrutura funcionando para poucos pacientes. O mais sensato de acontecer no futuro seria transferir os pacientes para outro lugar e fechar esse hospital. Mas não sei se isso vai acontecer, pois eu li um artigo dizendo que o hospital atende também as pessoas que moram em Itapuã. Sem um hospital nessa região, as pessoas precisariam rodar cerca de 60 km para serem atendidas em Porto Alegre.

E o prédio onde funciona o hospital dentro do HCI parece mais uma enfermaria. E eu não vi nenhuma movimentação significativa no hospital além de apenas uma ambulância passar pelas ruas com a sirene desligada.

Se um dia esse hospital fechar, torço para que ele seja transformado em museu e espaço cultural a exemplo do que foi feito com o Leprosário de Carville no estado da Lousiana, nos Estados Unidos, desativado e transformado no Museu Nacional do Mal de Hansen. O HCI foi concebido tendo como modelo o Leprosário de Carville. Modelo de gestão, e não arquitetônico. Bem que poderia ter o mesmo destino.

Um abraço!
 

·
Longe demais das Capitais
Joined
·
10,208 Posts
.

Muito legal tudo o que tu mostrou nas fotos !

Achei interessantíssima essa colônia. Se formos "contaminados" pela idéia de que era um local pra leprosos, isso pode não nos deixar avaliar a beleza do local: são casinhas muito charmosas ! Lembram perfeitamente chalés de hotéis (no Grande Hotel de Canela há chalés antigos semelhantes).



.
 

·
Longe demais das Capitais
Joined
·
10,208 Posts
.

Quanto à Itapuã, é muito legal saber que esse local é praticamente Porto Alegre.
Afinal tá ali na divisa, e é uma continuação das paisagens que começam na Assunção,
passam por Ipanema, Espírito Santo, Guarujá, Ponta Grossa,
Belém Novo, Lami... e Itapuã.















Farol de Itapua, que marca o limite do Guaíba para a colossal Lagoa dos Patos:


Fotos: Gerson
 
1 - 20 of 42 Posts
Top