Skyscraper City Forum banner
1 - 19 of 19 Posts

·
Registered
Joined
·
3,244 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
Conheça o projeto vencedor do concurso para futuro memorial da Kiss
Proposta de arquiteto de São Paulo prevê a construção de um jardim e de um pavimento que, segundo o criador, será de fácil construção e manutenção


Projeto prevê a construção de um jardim central


Foram conhecidos, no fim da manhã desta terça-feira (10), os projetos premiados no concurso público nacional de arquitetura que buscava escolher a proposta arquitetônica para embasar a construção do memorial em homenagem às vítimas da tragédia na boate Kiss.

O projeto vencedor é do arquiteto Felipe Zene Motta, de São Paulo, e prevê a construção de um jardim central e de um pavimento que, segundo o criador, será de fácil construção e manutenção. Além disso, a proposta traz uma narrativa da tragédia e reforça o sentimento afetivo que envolve o local.


Imagem do projeto, que prevê um pavimento que será de fácil construção e manutenção

Na cerimônia de divulgação, que ocorreu no Colégio Marista em Santa Maria, estavam presentes representantes da Associação de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia (AVTSM), do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-RS), da prefeitura, além de familiares e amigos de vítimas.

Paulo Carvalho, pai de um dos jovens mortos no incêndio, apresentou um vídeo com fotos das 242 vítimas. A ideia dele foi demonstrar a importância da construção do memorial como uma maneira de eternizar a lembrança dos que se foram.

O resultado foi transmitido ao vivo pela página do IAB-RS. O concurso teve 133 propostas inscritas, sendo que 121 delas — de 14 Estados brasileiros — foram entregues para avaliação.


Fachada do projeto

Dos outros quatro projetos premiados, nenhum é do Rio Grande do Sul (confira, abaixo, lista completa). Os cinco melhores colocados receberão premiação que varia de R$ 3 mil a R$ 25 mil. Os vencedores serão premiados em uma cerimônia no dia 24 deste mês.

A avaliação foi feita por uma comissão formada por quatro arquitetos brasileiros e um argentino. Assim, os jurados definiram os cinco melhores projetos. A decisão da ordem de classificação ficou a cargo de outra comissão — formada por familiares de vítimas e pessoas da comunidade.

O valor estimado da obra é de R$ 3 milhões. A demolição do prédio onde funcionava a boate, que já está desapropriado, foi adiada temporariamente, até que os processos judiciais do caso transitem em julgado.
https://gauchazh.clicrbs.com.br/ger...morial-da-kiss-cjftw7g8108y801phlinph9if.html



2º Lugar
Arquiteto Titular: Frederico André Rabelo
Pessoa Jurídica: Espaço Equipe De Planejamento Arquitetura E Consultoria
Co-Autores: Arq. Bruno Cabral, Arq. Guilherme Andrade, Arq. Jakelyne Martins, Arq. Rangel Brandão
Goiânia/GO






3º Lugar
Arquiteto Titular: Fabio Henrique Faria
Pessoa Jurídica: Estúdio 41 Arquitetura SS LTD
Co-Autores: Arq. Emerson Vidigal, Arq. Eron Costin, Arq. João Gabriel Rosa, Arq. Martin Kaufer Goic
Colaboradores: Daniela Moro, Gabriel Tomich, Matheus Fernandes
Curitiba/PR







4º Lugar
Arquiteto Titular: Fernando Maculan Assumpção
Pessoa Jurídica: MACh Arquitetos LTDA EPP
Co-Autores: Arq. Joana César Magalhães, Arq. Edgar Mazo, Arq. Sebastián Mejia, Biólogo Luiz Glück
Colaboradores: Arq. Ricardo Lobato, Est. Natalia Villada Villada, Est. Juan Pablo Echeverry, Est. Juan Jose Gonzales Hurtado, Arq. Manuel Rodríguez, Est. Martin Jaermann
Consultores: Arq. Mariana Novaes (Projeto de Iluminação), Eng. Antônio Sérgio Resende (Estruturas), Eng. Umberto Aragão (Instalações Elétricas), Eng. Djalma Prado (Instalações Hidráulicas e PCIP), Eng. Vanessa Cris Magon (Instalações Hid. e PCIP), Eng. Luís Almeida (Proj. Ar Cond. e Exaustão), Eng. Carlos da Silva (Proj. Ar Cond. e Exaustão)
Belo Horizonte/MG






5º Lugar
Arquiteto Titular: Paulo Henrique Paranhos
Pessoa Jurídica: tao arquitetura ltda
Co-Autores: Arq. Gabriel Daher Jardim
Colaboradores: Acad. Dante Akira Uwai, Acad. Claudia Cássia, Acad. Mariana Bueno
Consultores: Eng. Leonardo Ryozo Katori (estruturas), Eng. Leonardo Ryozo Katori (instalações)
Brasília/DF







Outras fontes:
https://concursos.arqs.com.br/concursomemorial/resultado/01_657735/

https://g1.globo.com/rs/rio-grande-...-para-as-vitimas-da-kiss-em-santa-maria.ghtml

http://diariosm.com.br/notícias/ger...do-concurso-para-o-memorial-da-kiss-1.2060748

https://www.archdaily.com.br/br/892...rial-as-vitimas-da-kiss-conheca-os-vencedores
 

·
Registered
Joined
·
3,244 Posts
Discussion Starter · #4 ·
Acho que uma mudança na palheta de cores ja ajudaria bastante, mas eu entendo os conceitos que foram utilizados;
Eu não consegui achar os demais projetos premiados, mas acredito que utilizando alguns conceitos e elementos destes poderia ficar interessante;

Esse é o instagram de um ex-colega meu que participou do concurso, ele postou o projeto dele ali, não foi um dos premiados, nem menção honrosa, mas por ex, a palheta de cores dele é mais clara e remete a um ambiente de mais tranquilidade:

https://www.instagram.com/gmpessini/
 

·
Registered
Joined
·
3,244 Posts
Discussion Starter · #8 ·
^^
Entendo e até concordo com isso, só acho que não tinha a necessidade de serem todos os ambientes assim. Claro que tu quer demonstrar a morbidez do local, mas tbm quer passar uma mensagem de superação, tbm quer reservar um espaço de reflexão.
A morbidez representa o momento da tragédia e acho que isso ja está brilhantemente representado na entrada, onde tem exatamente a mesma largura da porta que as vitimas tinham pra sair, ali tu ja sente esse impacto, mas a experiência não pode ser só isso, acredito que depois disso deveria estar representado tbm o antes e após a tragédia, a alegria das vitimas nas festas e a msg de paz e de zelo pelos familiares que elas iriam querer deixar;
 

·
Registered
Joined
·
10,732 Posts
Só achei pavoroso terem deixado uma única abertura estreita para a rua, lembrando demais o pânico que os jovens passaram. Poderiam ter feito uma referência mais discreta a isso sem criar o mesmo cenário, ficou muito mórbido e deve trazer dor em quem perdeu uma pessoa querida ali...

Sem falar que, se ficar aberto 24h, a praça pode criar perigo para quem frequenta, é muito fechada para quem está na rua. Não se sabe quem está lá.
 

·
Registered
Joined
·
3,505 Posts
Tive o mesmo pensamento do Gutovsky, assim que vi a fachada lembrei que a boate tinha apenas uma saída e não foi uma lembrança que eu gostaria de ter sempre que eu visse o memorial. Realmente poderia ter uma referencia mais discreta, nisso eu acho que atrapalhou mais que agregou no projeto.
 

·
Orgulho de ser Gaúcho
Joined
·
5,557 Posts
Esse cara venceu pq mesmo sem ler....se percebe tensão no conceito...essa portinha e esse paredão causa aflição...é um mausoléu....sim, é tenso, não é agradável, mas é um marco que expressa muito bem a gravidade e a ferida que se criou naquela comunidade. Mas lá dentro há um jardim, há vida. E acho muito necessário que aquele lugar preserve essa tensão, para que nunca mais um acontecimento dessa gravidade se repita.
 

·
Registered
Joined
·
16,177 Posts
Não sei quem vai administrar o memorial, provavelmente a Prefeitura de Santa Maria?? Se for um espaço público com o padrão brasileiro administrativo, temo que essa pouca permeabilidade visual da fachada com a via externa torne o ambiental ermo, hostil ou até mesmo perigoso.

A simbologia de uma única passagem, estreita, remetendo a ferida da boate e o desespero que os jovens passaram naquele 25 de janeiro, ainda que traga esperança com o signos de vida ali inseridos, é meio mórbida, causa agonia e aflição só de observar num render - imagina pessoalmente.

Enfim, achei o projeto bem pesado.
 

·
Registered
Joined
·
3,244 Posts
Discussion Starter · #15 ·
Só achei pavoroso terem deixado uma única abertura estreita para a rua, lembrando demais o pânico que os jovens passaram. Poderiam ter feito uma referência mais discreta a isso sem criar o mesmo cenário, ficou muito mórbido e deve trazer dor em quem perdeu uma pessoa querida ali...

Sem falar que, se ficar aberto 24h, a praça pode criar perigo para quem frequenta, é muito fechada para quem está na rua. Não se sabe quem está lá.
Foram eles que escolheram esse, então...

e provavelmente não vai ficar aberta o tempo inteiro, até nisso essa entrada estreita acaba ajudando
 

·
Registered
Joined
·
3,244 Posts
Discussion Starter · #16 ·
Não sei quem vai administrar o memorial, provavelmente a Prefeitura de Santa Maria?? Se for um espaço público com o padrão brasileiro administrativo, temo que essa pouca permeabilidade visual da fachada com a via externa torne o ambiental ermo, hostil ou até mesmo perigoso.

A simbologia de uma única passagem, estreita, remetendo a ferida da boate e o desespero que os jovens passaram naquele 25 de janeiro, ainda que traga esperança com o signos de vida ali inseridos, é meio mórbida, causa agonia e aflição só de observar num render - imagina pessoalmente.

Enfim, achei o projeto bem pesado.
Pelo que sei, a administração vai ficar por conta da associação dos pais das vítimas;
 
1 - 19 of 19 Posts
This is an older thread, you may not receive a response, and could be reviving an old thread. Please consider creating a new thread.
Top