SkyscraperCity banner
Status
Not open for further replies.
1 - 1 of 1 Posts

·
Genius Rayearth
Joined
·
1,000 Posts
Discussion Starter · #1 ·
BENEFICIAMENTO DE FERRO
Salim prevê investir R$ 50 mi

O grupo indonésio-chinês Salim, com negócios internacionais nas áreas de biocombustíveis, mineração e atividades portuárias, acerta com o governo do Estado investimentos da ordem de R$ 50 milhões, para instalação de duas unidades de beneficiamento de ferro gusa, nos municípios de Sobral e Crateús. Em contrapartida, como forma de estimular a exploração e o beneficiamento de minério de ferro no Ceará, o governo do Estado garantiu à empresa incentivos fiscais e diferimento de impostos para importação de duas sondas, com capacidade de exploração a mil metros de profundidade, e de concentradores de minério. A informação foi confirmada ontem, pelo presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico do Ceará (Adece), Antônio Balhmann. Hoje ele percorre os municípios de Sobral e Barroquinha, em companhia do presidente da Salim, Cheng Guang, e demais diretores do grupo, em visita técnica e de prospecção para avaliação do potencial de exploração do minério de ferro em solos do interior cearenses. Ontem, Guang esteve em Quiterionópolis. Segundo Balhmann, as negociações estão adiantadas, de forma que a exploração e conseqüente exportação do minério devem ser iniciadas ainda este ano, através do Porto do Pecém.

Capacidade de exportação

A capacidade inicial de exportação é de um milhão de toneladas, anuais, podendo chegar a 20 milhões, quando as esteiras de transporte de minério e carvão estiverem instaladas e em operação no porto.

´Ainda falta a logística para a exportação (do minério)´, justificou Balhmann. Sem condições ideais de transporte, explicou o executivo, o minério será, inicialmente, transportado por trens até o cais no Porto do Pecém, e carregado em contêineres apropriados nos navios. O beneficiamento do minério em ferro gusa também só irá começar, após a instalação das esteiras no porto.

´Somente quando chegarem as esteiras, teremos condições de ampliar as exportações para cerca de 20 milhões de toneladas anuais´, disse Balhmann. Para aquisição da primeira esteira, o governo do Estado negocia empréstimo de R$ 83 milhões, junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Pólo mineral

De acordo com o presidente da Adece, a estratégia do governo Estadual é criar um parque guseiro, ao longo da ferrovia, entre Sobral e Crateús. Conforme explicou, o trem que chega ao porto carregado com minério, retorna às unidades de beneficiamento com parte do carvão mineral, que será importado para abastecer a Siderúrgica de Pecém. ´Isso evita que o trem volte batendo, (vazio) como se diz no linguajar popular´, explica Balhmann.

Segundo ele, o grupo Salim também está interessado em investir na produção de etanol, no Cariri, no sul do Estado.

Carlos Eugênio
Repórter

http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=546337
 
1 - 1 of 1 Posts
Status
Not open for further replies.
Top