SkyscraperCity banner
1 - 18 of 18 Posts

·
Registered
Joined
·
7,546 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
O professor doutor Juan Moreno Delgado é coordenador do curso de Urbanismo da Universidade do Estado da Bahia. Peruano de nascimento, mora em Salvador há seis anos, e dedica-se à pesquisa de políticas de transporte e de uso do solo. Preocupado com o destino da "nossa cidade" - como ele se refere à capital -, Delgado disse, em entrevista ao A Tarde On Line, acreditar que a organização da cidade em pólos centralizadores vai contra a tendência mundial, e que essa concentração urbana pode levar Salvador à insustentabilidade. Confira:

A TARDE On Line - O senhor defende a idéia de que Salvador está crescendo de uma maneira oposta à sustentabilidade. O que quer dizer com isso?

Juan Delgado - Estamos na contramão da história. A tendência mundial é construir cidades descentralizadas, que são sustentáveis e têm uma relação harmônica com o ambiente. Salvador é uma cidade fortemente centralizada. Isto se pode perceber na região das avenidas Tancredo Neves e ACM, no Iguatemi, onde temos uma grande concentração de atividades urbanas, comércio, serviço e grandes empregadores. o que provoca um grande número de viagens de carro. A maior freqüência de ônibus urbanos da cidade também está nesse eixo - são mais de 500 no sentido centro por hora, nos momentos de pico.

A íntegra da reportagem no link:www.atarde.com.br/cidades/noticia.jsf?id=891483
 

·
Banned
Joined
·
27,387 Posts
^^ Aqui em Brasília está acontecendo criticas ao contrario, o atual governo quer descentralizar, e os ambientalistas são contra.
 

·
Registered
Joined
·
7,546 Posts
Discussion Starter · #4 ·
Interessante, mas faltou o link.
Resolvido.

Achei bem interessante. E em um aspecto acho que podemos extender para quase todas as demais cidades nordestinas, a falta de diálogo entre olano viário e lei de ocupação do solo, bem como de quem planeja o transporte público e os seus usuários.
Não é d'agora que verificamos problemas de acessibilidade e demanda aquém do esperado.

Bem, amanhã volto para comentar mais, já são 3 e tanta da manhã aqui...
 

·
Piu Forte, porra!
Joined
·
7,278 Posts
São Paulo é uma cidade descentralizada e nem por isso é um exemplo de planejamento urbano.Aliás,é justamente o contrário.
 

·
Registered
Joined
·
7,546 Posts
Discussion Starter · #6 ·
^^^^
Mas é preciso ter em conta as proporções, talvez cada um dos centros de São Paulo correspondam a uma Salvador, com 20 milhões de habitantes na região metropolitana isso é bem provável.
 

·
Registered
Joined
·
2,724 Posts
O problema de Salvador é o mesmo da maioria das metrópoles do mundo. Apesar da minha insignificância, afirmo que este professor está chovendo no molhado. Paris, Londres, Madrid, Milão e outras metrópoles européias também são muito centralizadas e, algumas vezes, compactas. O problema, a meu ver, é a falta de eficiente sistema de transporte de massa com o fim dos oligopólios do transporte urbano por ônibus. Só há tanto carro e esta sensação de limite porque as pessoas, em geral, fazem qualquer coisa para ter um carro e não enfrentar o inferno do deslocamento em ônibus. Por isso São Paulo tem 6 milhões de automóveis: no terceiro mundo, com médias de rendimento muito aquém de qualquer metrópole européia e norte-americana e uma frota maior e mais densa que qualquer das metrópoles citadas acima.
 

·
Registered
Joined
·
158 Posts
quando começou a descentralizar a cidade via norte (nos 15 km da paralela), criticaram....

quando começou a construir muitíssimos predios em salvador pra todas as classes e em diversas áreas,criticaram....

................

SEM MAIS....
 

·
Registered
Joined
·
7,546 Posts
Discussion Starter · #9 ·
quando começou a descentralizar a cidade via norte (nos 15 km da paralela), criticaram....

quando começou a construir muitíssimos predios em salvador pra todas as classes e em diversas áreas,criticaram....

................

SEM MAIS....
Pois, mas a paralela está mais pra um fenômeno de tranferência do que criação de outro centro.
O mesmo se deu com Fortaleza, e o resultado não é muito bom.
A "elite" fica com o centro novo enquanto que o mais antigo entra em rápido declínio ocupado pelo comércio informal, atacadistas e as grandes massas dos subúrbios, que pelo seu perfil, dificilmente, exigirão conservação urbana, qualidade de infra-estrutura e por aí vai...

Penso que o ideal para cidades grande é ser multipolarizada com serviços a todos os extratos sociais, não obstante com cada centro tendo algum fator peculiar de modo que estimule o trânsito eventual (não diário) das pessoas entre os centro. Possibilitando dessa maneira um equilibrio entre as forças de coeasão e dispersão da cidade.
 

·
Piu Forte, porra!
Joined
·
7,278 Posts
Eu não posso falar sobre SP,não posso falar sobre Salvador,mas posso falar sobre o caso do Rio.E digo que apenas a força de atração que a Barra da Tijuca exerce sobre os investimentos comerciais consegue abalar a força de um CBD tradicionalissímo e forte que é o Centro da cidade.
A multicefalia urbana pode configurar,em médio prazo,em um processo desestruturação dos sistemas integrantes da urbe,o que leva,naturalmente,ao caos urbano.Pois se não há-a menos que haja um crescimento planejado de novas áreas-um espraiamento do núcleo comercial-financeiro pelo tecido urbano,a constituição da malha viária é fragmentada e de mais difícil conectividade.
Em suma,há riscos na descentralização da cidade,ainda mais se realizada sem um acompanhamento urbanístico adeqüado.
Discordo do urbanista que diz que centralização é nociva ao funcionamento da cidade.Como eu disse,se a cidade formar um núcleo denso circundado por uma área predonimantemente residencial,tal como estruturam-se as cidades modernistas,há uma facilidade de integrar a cidade.
De fato,há uma tendência de descentralização extrema,com pequenos pólos altamente dinâmicos coexistindo na mesma área urbana.Mas este modelo enquadra-se bem em cidades pós-modernas,como Dubai ou Navi Mumbai.Cidades antigas como Salvador,cujo o processo de sobreposição de estilos urbanos assemelha-se ao do Rio,não podem encaminhar-se para esse tipo de estruturação,pois condenaria fatalmente várias áreas da cidade à profunda estagnação,principalmente as mais antigas que não dispõem dos mesmo aparelhos urbanos.
O urbanista mesmo não cita que a região da Tancredo Neves(pelo o que eu sei) é uma área de espraiamento da orla econômica soteropolitana,visto que quem concentrava os escritórios,sedes e instituições financeiras era a região do antigo "centro" da cidade.
Em meu olhar leigo,eu opto pela monocefalia da cidade,ou seja,uma área violentamente forte,dinâmica e bem servida de todos os aparelhos urbanos e transportes polarizando toda a área urbana,como acontece na maioria das cidades modernistas no primeiro mundo,notamente nos EUA.
 

·
www.preservasp.org.br
Joined
·
434 Posts
Será que Nova York está na contramão da história? É mais um exemplo de cidade extremamente centralizada.

Para mim, estar na contramão da história são cidades que privilegiam o transporte individual ao invés do coletivo, os shopping centers sobre o comércio de rua e megacondomínios no lugar de prédios e moradias integradas à cidade. Nesse sentido, São Paulo é que é uma cidade na contramão da história.
 

·
Registered
Joined
·
4,137 Posts
Com planejamento e governos competentes, o estilo de desenvolvimento de Salvador não trará problema algum...

Acho, inclusive, cidades relativamente centralizadas muito mais interessantes e agradáveis do que as descentralizadas...

Será que Nova York está na contramão da história? É mais um exemplo de cidade extremamente centralizada.
Exatamente...
 

·
Registered
Joined
·
67 Posts
Esse cara é um retardado... Qualquer cidade descente do mundo é centralizada... Essa bagunça de descentralização só acontece nessas coisas que chamam de cidades aqui do Brasil...
 

·
Registered
Joined
·
7,546 Posts
Discussion Starter · #15 ·
Esse cara é um retardado... Qualquer cidade descente do mundo é centralizada... Essa bagunça de descentralização só acontece nessas coisas que chamam de cidades aqui do Brasil...
Olha que não, na Europa as cidades são bem descentralizadas.
O que se verifica é justamente o que disse, centros interdependentes.
 

·
Registered
Joined
·
547 Posts
O professor doutor Juan Moreno Delgado é coordenador do curso de Urbanismo da Universidade do Estado da Bahia. Peruano de nascimento, mora em Salvador há seis anos, e dedica-se à pesquisa de políticas de transporte e de uso do solo. Preocupado com o destino da "nossa cidade" - como ele se refere à capital -, Delgado disse, em entrevista ao A Tarde On Line, acreditar que a organização da cidade em pólos centralizadores vai contra a tendência mundial, e que essa concentração urbana pode levar Salvador à insustentabilidade. Confira:

A TARDE On Line - O senhor defende a idéia de que Salvador está crescendo de uma maneira oposta à sustentabilidade. O que quer dizer com isso?

Juan Delgado - Estamos na contramão da história. A tendência mundial é construir cidades descentralizadas, que são sustentáveis e têm uma relação harmônica com o ambiente. Salvador é uma cidade fortemente centralizada. Isto se pode perceber na região das avenidas Tancredo Neves e ACM, no Iguatemi, onde temos uma grande concentração de atividades urbanas, comércio, serviço e grandes empregadores. o que provoca um grande número de viagens de carro. A maior freqüência de ônibus urbanos da cidade também está nesse eixo - são mais de 500 no sentido centro por hora, nos momentos de pico.

A íntegra da reportagem no link:www.atarde.com.br/cidades/noticia.jsf?id=891483
Mas Salvador é policentrica , ou seja tem varios centros .

Observem temos o centro tradicional, me refiro ao comercio, Avenida sete ate a Praça da Sé, comercio e Baixa dos sapateiro/Barriquinha! Fora sua área residencial como a Graça, Vitória e Barra! E a Barra concentra comercio tb! Obs.: não estou falando do centro Histórico!(pelourinho é centro histórico!).

Fora este, temos o novo centro ou centro financeiro (a região do Iguatemi, Itaigara e Tancredo Neves, que por sinal deve se expandir em direção ao imbui e ao futuro Mega center!).

E na minha opinião já temos um novo centro em gestação: o trecho da Avenida Paralela, na região de Alphaville que esse ano esta lançando os seus primeiros empresariais, e seu primeiro Shopping , ano que vem deve esta sendo inaugurado!

Os bairros tem forte comercio local com: Itapuã, Liberdade, Brotas e outros!


Talvez o que O professor doutor Juan Moreno Delgado tenha desejado dizer é que certas regiões da cidade concentram atividades que funcionam como pólos de atração para a população, fazendo com que essa se desloque ate esses locais concentrando fluxo de veículos e sobrecarregando o transporte coletivo da cidade! E que a região do novo centro tende a ser ainda mais polarizadora que a do centro tradicional! E que essa não foi planejada como um centro para pedestres e sim para automóveis sendo de certo modo mais inóspita ao pedestre que o outro centro!

Existem algumas cidades onde o centro é ainda mais polarizador, como Nova York e algumas aqui no Brasil , e em contra ponto existem cidades como Curitiba, que apesar te ter apenas um grande centro tem como diretriz do seu PDDU a desconcentração de atividades, o PDDU de Curitiba não incentiva a formação de um distrito financeiro ou um pólo medico numa determinada região ou avenida!:)

Mas as cidades são diferentes e tem personalidade própria e em muitos casos o relevo define seu modelo de crescimento como é o caso de Salvador, por exemplo! Salvador é uma cidade viável e uma das mais viáveis do Brasil, mas carece investimentos na área de transporte e sistema viário para suportar seu enorme crescimento! E não! Ela não esta no caminho errado porque cada cidade tem o seu próprio caminho , único , em urbanismo não existe receita de bolo!:lol:
 

·
SSA-BA a terra de Oxalá
Joined
·
2,170 Posts
Mas Salvador é policentrica , ou seja tem varios centros .

Observem temos o centro tradicional, me refiro ao comercio, Avenida sete ate a Praça da Sé, comercio e Baixa dos sapateiro/Barriquinha! Fora sua área residencial como a Graça, Vitória e Barra! E a Barra concentra comercio tb! Obs.: não estou falando do centro Histórico!(pelourinho é centro histórico!).

Fora este, temos o novo centro ou centro financeiro (a região do Iguatemi, Itaigara e Tancredo Neves, que por sinal deve se expandir em direção ao imbui e ao futuro Mega center!).

E na minha opinião já temos um novo centro em gestação: o trecho da Avenida Paralela, na região de Alphaville que esse ano esta lançando os seus primeiros empresariais, e seu primeiro Shopping , ano que vem deve esta sendo inaugurado!

Os bairros tem forte comercio local com: Itapuã, Liberdade, Brotas e outros!


Talvez o que O professor doutor Juan Moreno Delgado tenha desejado dizer é que certas regiões da cidade concentram atividades que funcionam como pólos de atração para a população, fazendo com que essa se desloque ate esses locais concentrando fluxo de veículos e sobrecarregando o transporte coletivo da cidade! E que a região do novo centro tende a ser ainda mais polarizadora que a do centro tradicional! E que essa não foi planejada como um centro para pedestres e sim para automóveis sendo de certo modo mais inóspita ao pedestre que o outro centro!

Existem algumas cidades onde o centro é ainda mais polarizador, como Nova York e algumas aqui no Brasil , e em contra ponto existem cidades como Curitiba, que apesar te ter apenas um grande centro tem como diretriz do seu PDDU a desconcentração de atividades, o PDDU de Curitiba não incentiva a formação de um distrito financeiro ou um pólo medico numa determinada região ou avenida!:)

Mas as cidades são diferentes e tem personalidade própria e em muitos casos o relevo define seu modelo de crescimento como é o caso de Salvador, por exemplo! Salvador é uma cidade viável e uma das mais viáveis do Brasil, mas carece investimentos na área de transporte e sistema viário para suportar seu enorme crescimento! E não! Ela não esta no caminho errado porque cada cidade tem o seu próprio caminho , único , em urbanismo não existe receita de bolo!:lol:
Vale destacar que Bairros como a Calçada que acabam funcionando como sub-centro, por concentrar a atividade financeira e comercial e suprir parte da demanda de bairros como Bonfim, Ribeira, Boa Viagem, Monte Serrat, Roma, Massaranduba...
 
1 - 18 of 18 Posts
Top