Skyscraper City Forum banner
1 - 11 of 11 Posts

·
Banned
Joined
·
3,705 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Abraciclo aponta que até abril a indústria local vendeu 687.708 unidades do produto.
06/06/2008


Por Marco Dassori, especial para o JC


O desempenho da indústria de motocicletas, que tem no PIM (Pólo Industrial de Manaus) a quase totalidade sua produção, superou as expectativas do segmento no acumulado de abril. Números da Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares) apontam para um crescimento de 29,79% sobre o mesmo período do ano passado, com 687.708 unidades vendidas. A projeção da entidade é de alta de 13,74%, até dezembro.
Embora tenha apresentado crescimento levemente inferior (26,33%), totalizando 730.994 unidades nos quatro primeiros meses de 2008, a quantidade de veículos produzidos também está muito acima dos 11,85% projetados pela entidade até o final do ano.
O diretor-executivo da Abraciclo, Moacyr Alberto Paes, garantiu que, apesar do aquecimento, ainda não existe necessidade de mais investimentos na capacidade produtiva da indústria e que as empresas do segmento têm condições de acompanhar a demanda do mercado.“O ritmo das vendas e da produção, apesar de acima das estimativas, está dentro da capacidade instalada das fábricas. A estimativa feita no final do ano passado ainda está mantida. Após o resultado do primeiro semestre, as indústrias poderão avaliar se existe a necessidade de reformular os seus números. Ainda não podemos afirmar que esse crescimento será mantido nos próximos meses”, avaliou.
Dados fornecidos pela Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus) informam que as indústrias do pólo de duas rodas investiram US$ 1.67 bilhão apenas no primeiro trimestre de 2008. O montante é 31,50% superior ao que o segmento investiu em todo o ano passado (US$ 1.27 bilhão).

Exportações aumentam

Apesar do dólar fraco e do aquecimento do mercado interno, as exportações alcançaram incremento de 4,2% no comparativo do primeiro quadrimestre do ano, com 36.791 motocicletas produzidas contra 35.324 no mesmo período de 2007. O desempenho está acima do projetado pela entidade, que trabalha com a expectativa de queda de 14,21% na vendas externas, até dezembro.
“Apesar de termos uma pequena evolução nas exportações, estamos dentro da projeção. Os números, de uma forma global, apresentam redução quando comparados com os resultados anteriores. Um dos motivos é a taxa cambial, que exige que as empresas recebam mais dólares pelo mesmo valor em reais. Ainda é cedo para afirmar qual vai ser o desempenho das exportações”, ponderou Paes.
Segundo o diretor-executivo da Abraciclo, os fabricantes de motocicletas exportam atualmente para mais de 65 países. O dirigente ressaltou que, embora os exportadores estejam sempre em busca de novos mercados globais, o número de países importadores de motocicletas fabricadas na ZFM (Zona Franca de Manaus) tem se mantido constante nos últimos anos.

Oferta de crédito

Em depoimentos anteriores, Moacyr Paes já havia observado que o aquecimento nas vendas de motocicletas no mercado doméstico tem sido impulsionado pela expansão na oferta de crédito, principalmente para a classe C e para quem está comprando sua primeira moto. "É uma faixa de consumo que prefere os modelos populares –em torno de 85,9% dos modelos vendidos durante o primeiro trimestre tinham 150 cilindradas ou menos.
A distribuição das vendas pelo território nacional confirma a avaliação. Norte (7,7%), Nordeste (24%) e Centro-Oeste (11%) aumentaram sua participação nas vendas, ao passo que regiões mais ricas, como Sul (16,3%) e Sudeste (41%), tiveram menor participação em relação a 2007. A cidade de São Paulo, por exemplo, manteve a mesma fatia do ano passado (7,7%).

Redação JC
 

·
Banned
Joined
·
3,705 Posts
Discussion Starter · #3 ·
É!!!

Não só o segmento de duas rodas, mas o setor eletro-eletrônico, o químico, o extrativista, entre outros, continuam em expressiva expansão!!! Isso sem falar na indústria da construção civil!!!:banana:
 

·
Indústria da Multa S.A.
Joined
·
6,320 Posts
Boa notícia, mas é bom lembrar que o governo e montadoras devem e tem a obrigação de dificultar e combater a importação de motos "xing-ling".
 

·
Banned
Joined
·
3,705 Posts
Discussion Starter · #5 ·
^^
Na verdade, a maioria das motos "xing-ling" já são montadas em Manaus!!!:)
 

·
Registered
Joined
·
455 Posts
É!!!

Não só o segmento de duas rodas, mas o setor eletro-eletrônico, o químico, o extrativista, entre outros, continuam em expressiva expansão!!! Isso sem falar na indústria da construção civil!!!:banana:

O setor quimico esta na expectativa do gas natural para expandir ainda mais......
Vc"s viram o jornal A critica de domingo? A briga que esta dando??
 

·
Manaus, Amazonas, Brasil
Joined
·
10,881 Posts
O setor quimico esta na expectativa do gas natural para expandir ainda mais......
Vc"s viram o jornal A critica de domingo? A briga que esta dando??
endel, melhor não comentar. Trata-se de assunto que pode levantar uma polêmica desnecessária no SSC, pois envolve dois estados. Deixa para os governadores e políticos dos estados envolvidos chegarem a um entendimento, de modo que ambos sejam beneficiados.
Abraços!
 

·
Indústria da Multa S.A.
Joined
·
6,320 Posts
^^
Na verdade, a maioria das motos "xing-ling" já são montadas em Manaus!!!:)
O problema é esse: montadas... essas empresas não passam de "maquiladoras" que importam e NÃO fabricam as peças aqui mesmo, como a Honda, a Yamaha e a Suzuki (exceto motos de grande cilindrada). À médio prazo, isso é prejudicial para os brasileiros que trabalham na ZFM. Elas não tem compromisso nenhum com nosso país, só querem saber de vender.
 

·
Banned
Joined
·
3,705 Posts
Discussion Starter · #9 ·
^^
Isso acontecia há alguns anos atrás!!!

Hoje, a Honda, principal fábrica do setror, atraiu dezenas de industrias de insumos para as motos por ela montada em Manaus. Ou seja, o grau de nacionalização do setor de duas rodas vem crescendo gradativamente a cada ano.
Apesar da importação ainda ser bastante alta, não se pode mais chamar de insdústrias "maquiladoras". Esse gradativo crescimento no setor de duas rodas, ocorreu em boa parte pela vinda destas indústrias de insumos, o que barateia os custos e aumenta o consumo.

Ainda há muito o que se melhorar, nessa qustão da nacionalização dos produtos da ZFM, mas em relação à 1967, e principalmente ao desenvolvimento da base tecnológica do PIM, já está ótimo!!!;)
 

·
Registered
Joined
·
455 Posts
endel, melhor não comentar. Trata-se de assunto que pode levantar uma polêmica desnecessária no SSC, pois envolve dois estados. Deixa para os governadores e políticos dos estados envolvidos chegarem a um entendimento, de modo que ambos sejam beneficiados.
Abraços!
È verdade manauense. Ja vi milhares de discurssões por aqui antes mesmo de entrar para o SCC.
Vlw pela recomendação.
Abraços man..
 

·
Manaus, Amazonas, Brasil
Joined
·
10,881 Posts
È verdade manauense. Ja vi milhares de discurssões por aqui antes mesmo de entrar para o SCC.
Vlw pela recomendação.
Abraços man..
Abraços, amigo! :)
 
1 - 11 of 11 Posts
Top