Skyscraper City Forum banner
1 - 15 of 15 Posts

·
policial disfarçado
Joined
·
17,786 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Governador diz que plano de R$ 457 milhões não será ´tapa-buraco´, numa referência a programa federal

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), lançou ontem um programa de recuperação das estradas vicinais do Estado com a promessa de investimento de R$ 457 milhões para os próximos quatro meses. Um dia antes da visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à sede do governo paulista, Serra afirmou que o plano, uma de suas promessas de campanha, não é um simples 'tapaburaco', em referência ao polêmico projeto de Lula de melhoria das rodovias federais, no ano passado. 'Essas estradas vão ficar como novas. Não é um conserto, um tapa-buraco. A estrada será refeita', discursou o tucano, para uma platéia cheia de prefeitos do interior paulista.
Depois, em entrevista, o governador evitou fazer comparações entre os dois programas por causa da vinda de Lula hoje ao Estado para anunciar as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). 'Aquele programa federal de tapa-buraco não funcionou. A gente sabe disso, mas amanhã vem o presidente da República aqui e não vou ficar respondendo...', justificou.
O programa Pró-Vicinais, cotado para ser uma das vitrines do governo Serra, prevê o recapeamento asfáltico e a recuperação de toda a sinalização de trânsito. 'Isso vai facilitar o escoamento da produção do interior, contribuindo para o desenvolvimento econômico do Estado', explicou Serra.
Na primeira fase, lançada ontem e que deverá ser concluída em quatro meses, serão recapeados 2.117 km de estradas em 199 municípios.
Serão refeitas cerca de 150 rodovias. As obras, que ocorrem em parceria com as prefeituras, devem ser iniciadas em dois meses.
Até o fim deste ano, Serra promete iniciar a segunda fase do programa e atender a mais 2 mil km de vias. O governador também se comprometeu a recuperar os 12 mil km de vicinais do Estado até 2010.

PEDÁGIOS
Para resolver de forma definitiva a falta de manutenção nas estradas secundárias, Serra quer que as concessionárias das grandes rodovias paulistas se responsabilizem também pelas vicinais. 'Vamos incluir as estradas vicinais nos novos programas de concessão. Nas concessões já feitas, estamos estudando como refazer os contratos para que as vicinais possam ser incluídas', explicou o tucano. O governador negou que a medida possa estimular a abertura de novas praças de pedágio. 'Não haverá pedágio nas vicinais', antecipou.

O Estado de São Paulo
 

·
Ubique patria memor
Joined
·
1,086 Posts
Puta que pariu, até as vicinais??? Que não são mais do que uma MINIMA OBRIGACÃO do Estado, vão ser concedidas?? Afff é dose... é muita preguiça, muita acomodação... agora é que o direito de ir e vir ta cagado, mesmo... :eek:hno: :eek:hno:

E até parece que "não vai haver pedagios nas vicinais". E os gastos com as estradas? E a sinalização? As concessionarias são empresas: sem lucro, sem vantagem, não teria porque aceitarem esse contrato sem algum tipo de cobrança. Isso é simplesmente ridiculo, mal planejado. Absurdo.
 

·
Registered
Joined
·
7,546 Posts
Se for para "pedagiar" tudo é bom abolirem o IPVA e darem um generoso desconto na CIDE (Contribção sobre Domínio Econômico)

Que privatizem as grandes rodovias é aceitável e até algumas menores, mas é também obrigação do Estado garantir outros caminhos públicos livres de pedágio, é assim que funciona na maior parte da europa.
 

·
Registered
Joined
·
1,055 Posts
Puta que pariu, até as vicinais??? Que não são mais do que uma MINIMA OBRIGACÃO do Estado, vão ser concedidas?? Afff é dose... é muita preguiça, muita acomodação... agora é que o direito de ir e vir ta cagado, mesmo... :eek:hno: :eek:hno:

E até parece que "não vai haver pedagios nas vicinais". E os gastos com as estradas? E a sinalização? As concessionarias são empresas: sem lucro, sem vantagem, não teria porque aceitarem esse contrato sem algum tipo de cobrança. Isso é simplesmente ridiculo, mal planejado. Absurdo.
ai ai

falei algo parecido no outro thread..
O investimento em infra estrutura das concessionárias é definido pelo governo do estado, elas não tem poder de decisão por si próprias. Você pode ver que quando há melhorias, há uma enorme placa do governo de SP informando.

Todas elas seguem o plano de metas do governo estadual em termos de melhorias mediante a arrecadação de pedágios. Portanto, se uma concessionária não aumentou uma faixa em uma rodovia X não é porque ela é melhor ou pior, é porque houve estudos por parte dela e / ou do estado e provavelmente houve outras prioridades ou não houve necessidade para tal.

Portanto, com a enorme melhoria que já houve nos trechos concedidos, chega-se ao ponto de não haver mais muito no que investir, então o faturamento das concessões será direcionado para as vicinais, o que pode ser muito bom.

Já está claro que nào haverá mais pedágios.

Eu acho que as concessionárias que pegaram as rodovias mais importantes (e que tem mais pedagios) adquiriram maior visibilidade, pois tiveram que fazer investimentos e melhorias mais pesados.
 

·
Ubique patria memor
Joined
·
1,086 Posts
^^ Claro, eu entendo e sei que o Governo do Estado é que estipula as metas de investimentos, isso ja no contrato de concessão. Acontece, porém, que ha três pontos a considerar:

1. O Governo do Estado não pode alterar o contrato assim, sem mais nem menos, dizendo "olha, a partir de agora você vai investir o seu rico dinheirinho também em X ou Y, além do que ja esta estipulado no contrato, viu?". Isso é, em menor escala, um aditamento de contrato semelhante ao que praticam o Morales e o Chavez: dizer à empresa o que fazer com seus lucros e modificar contratos. E' uma fonte de insegurança juridica.

2. Por isso mesmo, eu DUVIDO que a empresa aceite algo assim. Eu duvido que a empresa esteja disposta a investir seus lucros em algo a mais que não lhe aportara rendimentos futuros.

3. O Estado tem é que melhorar sua capacidade de gestão, e aumentar mais do que nunca sua presença nos serviços basicos junto às comunidades rurais. Nada mais justo que o Estado, ja desengajado de tantos gastos com investimentos por ter concedido as grandes rodovias, otimize-se e arque com um investimento que não é e, por razões sociais, não tem que ser empresarial. Por isso critico com veemência esses atos do governo do Estado.

Essa é a minha visão dos fatos! :eek:kay:
 

·
Annoying ex-moderator
Joined
·
17,643 Posts
Puta que pariu, até as vicinais??? Que não são mais do que uma MINIMA OBRIGACÃO do Estado, vão ser concedidas?? Afff é dose... é muita preguiça, muita acomodação... agora é que o direito de ir e vir ta cagado, mesmo... :eek:hno: :eek:hno:

E até parece que "não vai haver pedagios nas vicinais". E os gastos com as estradas? E a sinalização? As concessionarias são empresas: sem lucro, sem vantagem, não teria porque aceitarem esse contrato sem algum tipo de cobrança. Isso é simplesmente ridiculo, mal planejado. Absurdo.
Voce nao leu direito? O governador quer que as concessionários ARQUEM com as vicinais proximas das rodovias concedidas em que operam.
 

·
Annoying ex-moderator
Joined
·
17,643 Posts
Por sinal, o governo estadual vai investir mais em estradas no estado de são paulo do que o presidente investiu ano passado em todo país com o famigerado tapa-buraco.
 

·
Ubique patria memor
Joined
·
1,086 Posts
Voce nao leu direito? O governador quer que as concessionários ARQUEM com as vicinais proximas das rodovias concedidas em que operam.
Você também não leu direito o meu 2o. post, mais acima? As concessionarias NÃO VÃO QUERER ARCAR com essas despesas sem retorno financeiro.
 

·
Ubique patria memor
Joined
·
1,086 Posts
OFF: olhem o prefeito de Mogi, Junji Abe (PSDB), entre Serra e Lula, ontem em Brasília:

O prefeito de Santos também estava la, ele até discursou!!
(grande merda heheh :nuts:)
 

·
Ubique patria memor
Joined
·
1,086 Posts
^^ O Beto Mansur é deputado federal agora, e tirou a barba...!
O prefeito atual, João Paulo Tavares Papa (PMDB) foi presidente da CET-Santos no primeiro mandato do Mansur e vice-prefeito no segundo mandato do turquinho.

Curiosidade dele: ele tem sobrancelhas meio... hum... esquisitas hahahah :lol: :lol:... na campanha dele ele distribuia sobrancelhas de papel pras crianças colarem na testa hahahaha


Tem até uma comunidade no Orkut, "Eu Odeio a Sobrancelha do Papa" :banana:
 

·
Picture's Lover
Joined
·
8,209 Posts
1. O Governo do Estado não pode alterar o contrato assim, sem mais nem menos, dizendo "olha, a partir de agora você vai investir o seu rico dinheirinho também em X ou Y, além do que ja esta estipulado no contrato, viu?". Isso é, em menor escala, um aditamento de contrato semelhante ao que praticam o Morales e o Chavez: dizer à empresa o que fazer com seus lucros e modificar contratos. E' uma fonte de insegurança juridica.

2. Por isso mesmo, eu DUVIDO que a empresa aceite algo assim. Eu duvido que a empresa esteja disposta a investir seus lucros em algo a mais que não lhe aportara rendimentos futuros.

3. O Estado tem é que melhorar sua capacidade de gestão, e aumentar mais do que nunca sua presença nos serviços basicos junto às comunidades rurais. Nada mais justo que o Estado, ja desengajado de tantos gastos com investimentos por ter concedido as grandes rodovias, otimize-se e arque com um investimento que não é e, por razões sociais, não tem que ser empresarial. Por isso critico com veemência esses atos do governo do Estado.
krypton,

PEDÁGIOS
Para resolver de forma definitiva a falta de manutenção nas estradas secundárias, Serra quer que as concessionárias das grandes rodovias paulistas se responsabilizem também pelas vicinais. 'Vamos incluir as estradas vicinais nos novos programas de concessão. Nas concessões já feitas, estamos estudando como refazer os contratos para que as vicinais possam ser incluídas', explicou o tucano. O governador negou que a medida possa estimular a abertura de novas praças de pedágio. 'Não haverá pedágio nas vicinais', antecipou.

O Estado de São Paulo
Essas reponsabilidades serão repassadas inicialmente nas novas concessões. Nas antigas é provável que se espere o término da concessão para se incluir estes novos termos ou se amplie o tempo de concessão tem troca da benfeitoria. Isso já foi feito pelo GESP em relação a Autoban, em troca do novo trevo da Anhangüera na Marginal Tietê.
 
1 - 15 of 15 Posts
Top