SkyscraperCity banner

101 - 120 of 254 Posts

·
Whatever
Joined
·
45,866 Posts
Discussion Starter · #101 ·
as notícias são óptimas, mas tenho pena que o projecto de recuperação do sanatório tenha sido "entregue" ao souto moura, o que num país com 2000 arquitectos no desemprego roça o caricato.
 

·
Banned
Joined
·
8,524 Posts
Rede Natura IMB Hotels

H2otel em Unhais da Serra abre na Primavera
num investimento de 15 milhões de euros

Presstur 10-01-2008 (06h37) A cadeia portuguesa Natura IMB Hotels vai abrir em Março o complexo hoteleiro e termal H2otel localizado em Unhais da Serra, na Covilhã, classificado com quatro estrelas num investimento total de 15 milhões de euros, dos quais 2,5 milhões são dinheiros públicos da Câmara Municipal.
Numa visita às instalações da nova unidade, o responsável de marketing da Natura IMB Hotels, João Morgado, apresentou o H2otel como um projecto em que o objectivo “não é tratar a doença mas sim cuidar da saúde”, numa perspectiva de prevenção.
O H2otel apresenta-se como a primeira oferta integrada que oferece um hotel com 90 quartos, em que 17 são suites e duplex situadas nos dois últimos pisos do edifício de cinco andares, um balneário termal, um “medical SPA”e um Aqua Dom, um espaço termo-lúdico composto por piscinas e um circuito celta, que ocupam 2.000 metros quadrados.
Para o segmento de eventos o complexo irá oferecer uma área de 1.200 metros quadrados com quatro salas modulares para congressos e reuniões.
A oferta de serviços contempla ainda um restaurante a la carte mas onde também existe um buffet de sobremesas e de entradas com um prato da cozinha internacional que difere todos os dias, bar, loja de produtos regionais e área de exposições.
Os hóspedes em regime de tratamento termal ou de dermoestética estão sujeitos a um menu especialmente preparado para o seu caso.
O balneário termal com tratamentos para a pele e vias respiratórias, terá uma equipa médica ao serviço que dará apoio não só aos tratamentos termais como aos do “medical SPA” e todos os clientes fazem uma consulta médica antes de realizarem qualquer tratamento.
"A consulta serve de despistagem, porque há tratamentos e massagens que não são adequadas a pessoas com determinado tipo de problemas", diz João Morgado.
Os mercados nacional, espanhol e nórdicos são as principais apostas do grupo dirigindo os produtos de turismo de saúde e bem-estar ao mercado ibérico.
A pensar no mercado nórdico, o hotel tem previstos programas no âmbito do turismo activo, feitos em colaboração com o Parque Serra da Estrela. O hotel vai contar com a empresa Serra Aventura com a qual estabeleceu um protocolo que irá disponibilizar uma equipa de animação e realizará as actividades ao ar livre.
O segmento famílias é uma das vocações do hotel bem como o de corporate, e apesar de não aceitar ainda reservas, a unidade tem já marcados alguns eventos, entre eles um em Maio, que envolve uma marca de automóveis.
Esta é a primeira unidade construída de raiz da rede Natura Imb Hotels, que também integra o Hotel Turismo da Covilhã (3-estrelas), o Hotel Covilhã Parque (2-estrelas), o Hotel Vanguarda (3-estrelas), na Guarda.
 

·
'tou na lua...
Joined
·
41,754 Posts
É uma mais valia para uma zona linda com tanto potencial mas com tão fracos meios de o rentabilizar...
 

·
President and CEO
Joined
·
17,578 Posts
:applause:
 

·
Registered
Joined
·
7,051 Posts
Já deu entrada na Câmara Municipal de Seia o projecto para a construção do “Estrela Golf Resort”, um empreendimento turístico que deverá ser construído [na zona da] Arrifana e do Aeródromo Municipal, anunciou Eduardo Brito, o presidente da CMS, na última reunião do executivo.
De acordo com o autarca, o empreendimento apresentado pela empresa “Investimentos Futuros de Seia, Lda.”, que integra capitais espanhóis e portugueses, «tem como impulsionador um grupo económico bastante conceituado que possui vários empreendimentos na Europa e na América do Sul».

Havendo «alguns problemas a ultrapassar», como sejam o facto de alguns dos terrenos estarem classificados como Reserva Agrícola Nacional (RAN) e Reserva Ecológica Nacional (REN), que afecta uma pequena porção do terreno, assim como uma possível alteração ou mesmo suspensão do Plano Director Municipal ou então a elaboração de um plano de pormenor para o local.

Eduardo Brito não crê que isso seja um obstáculo, até porque o projecto «vai ser apresentado» na Agência Portuguesa para o Investimento para que seja classificado como um projecto de Potencial Interesse Nacional (PIN), «o que permite dar-lhe maior celeridade, nomeadamente no plano financeiro, que tem algumas vantagens, mas sobretudo pelo facto de reunir um conjunto de entidades que vão agora pronunciar-se, nomeadamente sobre o estudo de impacte ambiental e os instrumentos de política de ordenamento que permitam que um empreendimento desta natureza se concretize».

Caracterização do empreendimento

Na caracterização genérica do investimento, ao qual o PE teve acesso, pode ler-se que se trata de um Resort de 5 estrelas «multifacetado onde as pedras angulares são um campo de golfe profissional e a defesa do meio ambiente expressas em soluções tecnológicas de compensação ao ambiente e na sua gestão ecológica».

A zona de intervenção localiza-se junto ao Aeródromo Municipal de Seia. De acordo com os promotores, esta mais-valia e a nova estrada, em projecto, «são imperativos ao investimento». A área abrange cerca de 95 hectares e «faz distribuir estrategicamente» o Hotel do Golfe de 200 quartos, «que coordena funcionalmente o campo de golfe assinado por José Sousa e Melo, projectista credibilizado pela Federação Portuguesa de Golfe».
Dois aparthotéis distribuem-se no terreno sobrante ao golfe. Um conjunto habitacional de moradias singulares e em banda e um complexo desportivo «completam as peças de equipamento e equacionam um investimento faseado e de grande escala». O circuito de manutenção, a ciclovia e o parque infantil serão também englobados nos eixos viários internos. Serão também construídas diversas moradias como modelo e para venda.

«A prudência do investimento é ditada pelas regras do mercado e prevê, nesta primeira fase, todas as infraestruturas, o hotel do golfe, o golfe e o complexo desportivo», descreve o documento. «As restantes construções serão realizadas em negociação com futuros parceiros do promotor. Haverá, pelo facto, mais uma ou duas fases em função das parcerias a estabelecer», salientam.

No projecto, o hotel do golfe assume a importância que lhe é exigida na colina central. Avista e é avistado e será o ícone do Resort. O aparthotel de 200 apartamentos ocupa a segunda colina e aproveita a linha de água de fronte para espraiar as vistas ao golfe. O pequeno estádio é literalmente embutido no vale, sendo possível caminhar sobre a cobertura plena de vegetação. Esta dissimulação, quando possível, reafirma a ideia de integração e ecoa na forma como o aparthotel de 500 apartamentos se enrola nos meandros dos afloramentos rochosos, procurando fazer parte deles.
Outra opção séria de integração é o facto de o parque automóvel ter estacionamento subterrâneo, havendo apenas alguns lugares ao longo das vias para visitantes às habitações e ao hotel.

(...)

Investimento de 150 milhões de euros

No projecto apresentado à Câmara de Seia, os investidores revelam que o investimento global no “Estrela Golf Resort” rondará os 150 milhões de euros. «Volume este que terá um enorme impacto na região, desde logo na fase de obra, durante a qual se prevê a necessidade de aproximadamente 500 postos de trabalho directos e mais de 2.500 indirectos».
Na fase de pleno funcionamento «estão previstos 600 postos de trabalho directos e ainda o fomento a cerca de 3.000 postos de trabalho a sustentar de forma indirecta». Assim sendo – salientam – «o impacto económico na região será enorme e virá, embora tardiamente, compensar o desaparecimento de algum tecido industrial que se foi perdendo em Seia».

No entanto, como condicionantes gerais e factores críticos de sucesso do empreendimento, os promotores apontam as áreas de Reserva Ecológica e Reserva Agrícola, «que afectam uma pequena porção do terreno», as «incongruências das definições do regulamento do PDM de Seia no que se refere a cérceas, uma vez que o texto parece não ter tido em consideração os fortes desníveis que caracterizam o Concelho». Para ultrapassar esta situação, propõem a alteração/revisão do PDM, (...) [ou] «contratualizar a elaboração de um Plano de Pormenor» para o local, dada a importância e o relevo estratégico do empreendimento.
(...)

Fonte: Jornal 'Porta da Estrela'

Números do Investimento

-Investimento: 150 milhões de euros
-600 postos de trabalho directos e 3.000 indirectos
-Golfe Hotel & Spa (com 200 quartos, Clube House, Centro de Wellness, Piscina Interior/Exterior e Espaços Comerciais)
-2 Aldeamentos Turísticos (cada um com 126 habitações singulares)
-2 Aldeamentos Turísticos (cada um com 102 habitações em banda)
-Aparthotel (com 200 apartamentos, piscina interior e exterior e pista de gelo)
-Aparthotel (com 500 apartamentos e piscina interior e exterior)
-Complexo Desportivo (com campo de futebol e bancadas, 3 campos de ténis, 2 campos de padle e balneários)
-Campo de Treino de Golfe (com 220 metros de comprimento e 60 de largura, suficiente para instalar até 18 posições de bate-bolas)
-Campo de Golfe – 18 buracos
-Construção de 3 lagos; circuito de manutenção; ciclovia e parque infantil


Únicas "imagens" disponíveis até ao momento:



Planta (não encontrei um tamanho maior):






Projecto muito ambicioso...para já não dizer demasiado...para além de que será de muito difícil execução devido às dificuldades colocadas pela legislação...enfim, espero que venha que Seia está mesmo a precisar...se bem que o acho extremamente desmedido para as potencialidades da zona...
 

·
Registered
Joined
·
20,281 Posts
Havendo «alguns problemas a ultrapassar», como sejam o facto de alguns dos terrenos estarem classificados como Reserva Agrícola Nacional (RAN) e Reserva Ecológica Nacional (REN)
O projecto até é interessante e seria uma boa mais-valia para Seia mas aquele senão... e que continua a ser um senão mesmo que venha ser aprovado. Um outro problema que me questionoo e o Rpc08 poderá responder melhor, será que não causará implicações numa posível expansão da actual pista do aeródromo? É qua actualmente a pista tem excelentes condições para aumentar até aos 2/3 kms mas se lhe vamos colocar empecilhos...
 
101 - 120 of 254 Posts
Top