SkyscraperCity banner

4721 - 4737 of 4737 Posts

·
Registered
Joined
·
139 Posts
portanto confirma-se setubal andou apagada e muito fraca..
Eu sou de Setúbal, mas tenho participado pouco no fórum e a cidade também não tem evoluído.
Por outro lado via as novidades num grupo de facebook, e cheguei a pôr aqui algumas coisas, mas depois fartei-me porque o grupo se tornou demasiado político. Eram os que só sabiam falar mal a discutir com outros que pareciam encomendados pela câmara.

Para quem visita a cidade parece que está muito melhor, porque de facto está mais bonita. Mas, para quem aqui vive e trabalha o principal, que é a qualidade de vida, para mim não melhorou.

Atuou-se sobre a rede viária com o objetivo de melhorar o ambiente, mas o resultado foi o contrário porque se dificultou a fluidez do trânsito e com mais pára e arranca a qualidade do ar só pode ter piorado.

Algumas medidas:
  • Transformaram-se avenidas em ruas para fazer ciclovias que quase ninguém usa (ex: avenidas na zona do estádio)
  • Fecharam-se ruas ou reduziu-se a largura para aumentar a área pedonal, em locais de pouca passagem e sem ruas alternativas o que fez aumentar o trânsito à volta dessas zonas (ex: Quartel do 11, Parque José Afonso, ruas de atravessamento da Av. Todi)
  • Reduziu-se estacionamento, fazendo aumentar a circulação automóvel, e estragando negócio aos comerciantes (ex: Av 22 de Dezembro, Praça Olga Morais Sarmento)
Para agravar a situação, a Câmara demonstra uma total falta de noções básicas de segurança rodoviária.
Alguns exemplos:
  • avenidas e vias rápidas com curvas de 90 graus (quadrundas da Av. Todi, Estrada dos Ciprestes)
  • eliminação de algumas bermas. Talvez para impedir o estacionamento de camiões, elimina-se uma faixa de segurança, que pode ser usada para evitar uma colisão, ou parar fora da faixa de rodagem um veículo avariado ficando assim mais seguro
  • estacionamento em espinha em vias rápidas, onde se sai de marcha a trás para a via (Est. Ciprestes)
  • milhares de pilaretes metálicos espalhados pela cidade para impedir o estacionamento, quando deviam ser de plástico. Um homem de mota levou um toque de um carro na rotunda do hospital, caiu para o lado do passeio e partiu uma perna porque bateu num pilarete. Sem o pilarete teria ficado só esfolado. E teve sorte porque podia ter batido lá com o peito.
  • está-se a reduzir também a largura de algumas estradas, não por causa de ciclovias e áreas pedonais, mas também com o argumento que em vias mais estreitas os carros circulam mais devagar, logo são mais seguras! Estas mentes iluminadas não percebem que quanto mais estreita for uma estrada menor é a possibilidade de evitar uma colisão com um veículo que, por qualquer motivo, saia da sua faixa.
Quanto a obras, que me lembre, pouca coisa nos últimos 20 anos. Para além do Alegro, e alguns equipamentos turísticos, que são privados:
  • Parque urbano de Albarquel: espaço agradável mas que podia ter uma esplanadas junto ao rio, e sem um parque infantil digno desse nome.
  • Praia da Saúde: é prático ter uma praia dentro da cidade, mas um desperdício não terem limpado o fundo do rio para permitir os banhos
  • Mercado do Livramento: bem requalificado, a internet ajudou a torná-lo o principal pólo turístico da cidade.
  • Diversos equipamentos culturais: Casa da Cultura, Casa da Baía, Galeria Municipal. O melhor que a câmara fez.
  • Ciclovias: o pior - péssima relação custo/benefício
  • Rotundas e mais rotundas, umas úteis, outras nem por isso
  • Parque de skates (está concluído?)
  • Parque de campismo do Outão (está concluído? Vai abrir também a tendas e caravanas?)
  • Não sendo obras, têm havido mais animação, em particular provas desportivas pelas ruas da cidade. Mas passou do 8 para o 80. Dantes quase não havia, agora é todos os meses, o que causa transtorno a quem precisa de se deslocar, especialmente quem trabalha ao fim de semana.
Em construção:
  • Terminal rodoviário: tem menos capacidade que o atual. Vai substitui-lo?
  • Supera - ginásio, piscinas e spa, semi-público.
  • Parque da Várzea: será viável? No inverno aquilo fica totalmente alagado.
Anunciadas há anos:
  • Marina
  • Terminal 7
  • Biblioteca
O que falta:
  • Estacionamento subterrâneo: melhorava a circulação, a qualidade do ar, e ajudava os comerciantes da baixa. Houve um concurso, mas como ninguém concorreu a câmara já devia ter feito um há muito tempo.
  • Uma boa rede de estradas: melhores estradas significa mais segurança, menos tempo em deslocações, ou seja, mais tempo para a familia, para socializar, para estudar, etc. Duvido que aconteça numa câmara que tem aversão a carros, embora a presidente não prescinda do "seu" topo de gama com lugar de estacionamento à porta da câmara. Era importante haver uma estrada de cintura, mas essa possibildade foi hiptecada pela câmara ao entregar a variante da Mitrena à Brisa, que fez meio nó no vale Ana Gomes e acabou na A2, quando o projeto inicial era chegar a Aires. Eu conheço uma pessoa que mora na zona da Estrada da Machadas e trabalha nas Pontes e chega a demorar cerca de 20 minutos nas horas de ponta. Ida e volta são 40. Com uma estrada de cintura esse tempo podia ser reduzido a metade e tudo somado ao fim do ano eram dias que se ganhavam.
Por baixo das rotundas do Jumbo e do Monte Belo devia haver passagens desniveladas. O que se gastou com as ciclovias tinha dado para estas obras.
  • Espaços de lazer: há jardins com demasiada relva, não há um lago com barcos, um minigolf, ou um mini parque aquático
  • Melhores parques infantis: há muitas vilas em Portugal com melhores parques do que qualquer um dos de Setúbal. O do Bonfim nem um baloiço tem. O Parque Augusto Pólvora, em Sesimbra, é um bom exemplo. Os estudos dizem que as crianças que mais brincam tornam-se adultos mais inteligentes.
  • Apoio às empresas: criação um parque industrial com taxas reduzidas para atrair empresas, criar emprego e fixar pessoas. Duvido que aconteça numa das câmaras onde se paga o IMI mais alto do país.
  • "Apoio" às empresas - parte 2: pagar a tempo, ou no máximo a 30 dias. É um mau hábito nacional, mas não serve de desculpa a uma câmara que chega a levar mais de um ano a pagar a fornecedores. É péssimo para a economia local. Isto é seria uma obrigação, por isso o apoio estar entre aspas.
  • Noção: tem-se acumulado demasiado património. Justifica-se a compra de um edifício com 7 pisos com o das antigas intalações da EDP? A juntar aos vários equipamentos culturas a manutenção de tudo isto pode ser uma fatura pesada para os próximos executivos.
E pronto, é este, na minha opinião, o estado de Setúbal: ao marasmo do final do século passado sucederam-se duas décadas em que houve uma mexida, mas mais do ponto de vista estética do que outra coisa.
Resumindo, a cidade está numa estagnação mais bonita, entregue a uma senhora empenhada, mas "traída" por certos ideiais dogmáticos. O que é pena, pois com as condições naturais e geográficas que tem, Setúbal podia ser a 3ª cidade do país no índice de qualidade de vida.
 

·
Registered
Joined
·
7,807 Posts
A imagem que tenho de Setúbal é que é uma cidade cheia de potencial mas que vive muito de promessas e de projetos duvidosos. Da última vez que lá fui fiquei maravilhado com a Av. Luísa Todi mas todo o caminho por onde passei para lá chegar fiquei terrivelmente decepcionado pelo estado em que estavam os edifícios e pela má organização do espaço público.
 

·
Moderator
Joined
·
158,017 Posts
em relação à rede viária... concordo plenamente... é completamente estúpido a malta da zona oeste da cidade ter tão poucas possibilidades de acesso à A2. Quem mora no viso ou no casal das figueiras poderia facilmente descer a montanha até à EN10... mas não vamos entupir ali o sinal de Brancanes e rotunda mais à frente.

estacionamento é completamente ridículo aquela baixa... faz falta na avenida luisa todi uns 3 ou 4 subterraneos.

em relação a parques infentis é ridículo! o de vanicelos está em tão mau estado ... abriram o dos sentidos na barreira e está quase sempre fechado... etc. é uma razia!!

aqui a questão é que este embelezamento e mesmo as rotundas foram os acordos que a camara fez com as empresas que se quiseram instalar como o alegro o BurgerK o continente o mcdonalds, etc. de resto.. camarário nem sei.
 

·
Registered
Joined
·
18 Posts
pena não existir algum user de setubal que registe intervenções. o que está a mexer por aqui?
Eu sou de Setubal e venho aqui com alguma regularidade, mas quase sempre no papel de curioso ou observador. Não tenho acesso a informações privilegiadas. Por vezes até é por aqui que fica a par de novidades.
 

·
Registered
Joined
·
18 Posts
em termos de investimento, construção e projectos para o crescimento que teve estes anos na economia e turismo setubal mexeu muito pouco certo? é essa a ideia de que fico.
Na minha opinião, mudou um bocadinho em termos de reabilitação urbana e muito á custa de privados estrangeiros e mecenato também estrangeiro. Houve um ou outro equipamento construído com fundos comunitários mas a nível estrutural não há nada de novo nos últimos anos. Houve alguma aposta no turismo num segmento de quem vem para cá 2 ou 3 dias. O aparecimento de vários Hostels são exemplo disso. Resumindo: a cidade está mais bonita nos sitios de passagem dos turistas, mas no resto, nas zonas residenciais está estagnada, com os problemas de sempre.
 

·
Registered
Joined
·
18 Posts
Eu sou de Setúbal, mas tenho participado pouco no fórum e a cidade também não tem evoluído.
Por outro lado via as novidades num grupo de facebook, e cheguei a pôr aqui algumas coisas, mas depois fartei-me porque o grupo se tornou demasiado político. Eram os que só sabiam falar mal a discutir com outros que pareciam encomendados pela câmara.

Para quem visita a cidade parece que está muito melhor, porque de facto está mais bonita. Mas, para quem aqui vive e trabalha o principal, que é a qualidade de vida, para mim não melhorou.

Atuou-se sobre a rede viária com o objetivo de melhorar o ambiente, mas o resultado foi o contrário porque se dificultou a fluidez do trânsito e com mais pára e arranca a qualidade do ar só pode ter piorado.

Algumas medidas:
  • Transformaram-se avenidas em ruas para fazer ciclovias que quase ninguém usa (ex: avenidas na zona do estádio)
  • Fecharam-se ruas ou reduziu-se a largura para aumentar a área pedonal, em locais de pouca passagem e sem ruas alternativas o que fez aumentar o trânsito à volta dessas zonas (ex: Quartel do 11, Parque José Afonso, ruas de atravessamento da Av. Todi)
  • Reduziu-se estacionamento, fazendo aumentar a circulação automóvel, e estragando negócio aos comerciantes (ex: Av 22 de Dezembro, Praça Olga Morais Sarmento)
Para agravar a situação, a Câmara demonstra uma total falta de noções básicas de segurança rodoviária.
Alguns exemplos:
  • avenidas e vias rápidas com curvas de 90 graus (quadrundas da Av. Todi, Estrada dos Ciprestes)
  • eliminação de algumas bermas. Talvez para impedir o estacionamento de camiões, elimina-se uma faixa de segurança, que pode ser usada para evitar uma colisão, ou parar fora da faixa de rodagem um veículo avariado ficando assim mais seguro
  • estacionamento em espinha em vias rápidas, onde se sai de marcha a trás para a via (Est. Ciprestes)
  • milhares de pilaretes metálicos espalhados pela cidade para impedir o estacionamento, quando deviam ser de plástico. Um homem de mota levou um toque de um carro na rotunda do hospital, caiu para o lado do passeio e partiu uma perna porque bateu num pilarete. Sem o pilarete teria ficado só esfolado. E teve sorte porque podia ter batido lá com o peito.
  • está-se a reduzir também a largura de algumas estradas, não por causa de ciclovias e áreas pedonais, mas também com o argumento que em vias mais estreitas os carros circulam mais devagar, logo são mais seguras! Estas mentes iluminadas não percebem que quanto mais estreita for uma estrada menor é a possibilidade de evitar uma colisão com um veículo que, por qualquer motivo, saia da sua faixa.
Quanto a obras, que me lembre, pouca coisa nos últimos 20 anos. Para além do Alegro, e alguns equipamentos turísticos, que são privados:
  • Parque urbano de Albarquel: espaço agradável mas que podia ter uma esplanadas junto ao rio, e sem um parque infantil digno desse nome.
  • Praia da Saúde: é prático ter uma praia dentro da cidade, mas um desperdício não terem limpado o fundo do rio para permitir os banhos
  • Mercado do Livramento: bem requalificado, a internet ajudou a torná-lo o principal pólo turístico da cidade.
  • Diversos equipamentos culturais: Casa da Cultura, Casa da Baía, Galeria Municipal. O melhor que a câmara fez.
  • Ciclovias: o pior - péssima relação custo/benefício
  • Rotundas e mais rotundas, umas úteis, outras nem por isso
  • Parque de skates (está concluído?)
  • Parque de campismo do Outão (está concluído? Vai abrir também a tendas e caravanas?)
  • Não sendo obras, têm havido mais animação, em particular provas desportivas pelas ruas da cidade. Mas passou do 8 para o 80. Dantes quase não havia, agora é todos os meses, o que causa transtorno a quem precisa de se deslocar, especialmente quem trabalha ao fim de semana.
Em construção:
  • Terminal rodoviário: tem menos capacidade que o atual. Vai substitui-lo?
  • Supera - ginásio, piscinas e spa, semi-público.
  • Parque da Várzea: será viável? No inverno aquilo fica totalmente alagado.
Anunciadas há anos:
  • Marina
  • Terminal 7
  • Biblioteca
O que falta:
  • Estacionamento subterrâneo: melhorava a circulação, a qualidade do ar, e ajudava os comerciantes da baixa. Houve um concurso, mas como ninguém concorreu a câmara já devia ter feito um há muito tempo.
  • Uma boa rede de estradas: melhores estradas significa mais segurança, menos tempo em deslocações, ou seja, mais tempo para a familia, para socializar, para estudar, etc. Duvido que aconteça numa câmara que tem aversão a carros, embora a presidente não prescinda do "seu" topo de gama com lugar de estacionamento à porta da câmara. Era importante haver uma estrada de cintura, mas essa possibildade foi hiptecada pela câmara ao entregar a variante da Mitrena à Brisa, que fez meio nó no vale Ana Gomes e acabou na A2, quando o projeto inicial era chegar a Aires. Eu conheço uma pessoa que mora na zona da Estrada da Machadas e trabalha nas Pontes e chega a demorar cerca de 20 minutos nas horas de ponta. Ida e volta são 40. Com uma estrada de cintura esse tempo podia ser reduzido a metade e tudo somado ao fim do ano eram dias que se ganhavam.
Por baixo das rotundas do Jumbo e do Monte Belo devia haver passagens desniveladas. O que se gastou com as ciclovias tinha dado para estas obras.
  • Espaços de lazer: há jardins com demasiada relva, não há um lago com barcos, um minigolf, ou um mini parque aquático
  • Melhores parques infantis: há muitas vilas em Portugal com melhores parques do que qualquer um dos de Setúbal. O do Bonfim nem um baloiço tem. O Parque Augusto Pólvora, em Sesimbra, é um bom exemplo. Os estudos dizem que as crianças que mais brincam tornam-se adultos mais inteligentes.
  • Apoio às empresas: criação um parque industrial com taxas reduzidas para atrair empresas, criar emprego e fixar pessoas. Duvido que aconteça numa das câmaras onde se paga o IMI mais alto do país.
  • "Apoio" às empresas - parte 2: pagar a tempo, ou no máximo a 30 dias. É um mau hábito nacional, mas não serve de desculpa a uma câmara que chega a levar mais de um ano a pagar a fornecedores. É péssimo para a economia local. Isto é seria uma obrigação, por isso o apoio estar entre aspas.
  • Noção: tem-se acumulado demasiado património. Justifica-se a compra de um edifício com 7 pisos com o das antigas intalações da EDP? A juntar aos vários equipamentos culturas a manutenção de tudo isto pode ser uma fatura pesada para os próximos executivos.
E pronto, é este, na minha opinião, o estado de Setúbal: ao marasmo do final do século passado sucederam-se duas décadas em que houve uma mexida, mas mais do ponto de vista estética do que outra coisa.
Resumindo, a cidade está numa estagnação mais bonita, entregue a uma senhora empenhada, mas "traída" por certos ideiais dogmáticos. O que é pena, pois com as condições naturais e geográficas que tem, Setúbal podia ser a 3ª cidade do país no índice de qualidade de vida.
Excelente relato de opinião, do qual concordo na integra e assino por baixo. 💯
 

·
Registered
Joined
·
496 Posts
Algumas fotos tiradas na semana passada.

137827


137830


137831


137832


137820


137833


137825


137816


137834


Já retiraram as duas gruas que existiam e deixou de haver movimento na obra assim que começaram as medidas de confinamento.
 
4721 - 4737 of 4737 Posts
Top