Skyscraper City Forum banner
1 - 4 of 4 Posts

·
Registered
Joined
·
1 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
Olá pessoal,

Li estes tópicos:

As cidades brasileiras são medíocres?

Porque as cidades brasileiras são (no geral) tão feias, e como podemos reverter essa situação?

No Senado está sendo discutida uma proposta de plebiscito que trata a respeito de federalizar a educação básica. Nesse caso, a responsabilidade pelo Ensino Básico, que inclui os ensinos fundamental e médio, passaria a ser da União e não mais dos Estados e Municípios. O autor dessa proposta, o senador Cristovam Buarque, já escreveu um livro chamado "A Revolução Republicana na Educação", da Editora Moderna. Este pode ser obtido gratuitamente na Internet.

Segundo Cristovam Buarque, o governo federal tem condições de arcar com os custos desse projeto, inclusive para fazer com que as escolas se tornem locais modernos e bonitos. Atualmente existem diferenças na qualidade no ensino público, dependendo do município. De acordo com o autor da proposta, federalizar o ensino básico possibilitaria fornecer educação de mesma qualidade em todos os municípios. Ele dá maiores explicações em seu livro.

Acho interessante fazer com que as escolas públicas se tornem modernas e bonitas. A meu ver, se elas fossem no estilo da Escola SESC de Ensino Médio, por exemplo, seria até bom. Porém, essa discussão sobre as escolas públicas serem, no geral, tão feias, pode ficar para outro tópico. Também não estou aqui propondo um debate sobre ser bom ou ruim a federalização da educação básica, tampouco sobre a complexidade desse projeto.

Se a maioria dos eleitores for a favor da federalizar a educação básica, então o governo federal será responsável não mais por algumas centenas de escolas, mas por cerca de 160 mil escolas espalhadas por todo o território nacional. Os colégios militares, onde o ensino costuma ser de boa qualidade, são exemplos de escolas que são de responsabilidade do governo federal. Será uma oportunidade de reformular a ensino nas escolas públicas.

Eu percebi que muitos usuários deste forum têm preocupação com a arquitetura e o urbanismo no Brasil. Eu também gostaria que o Brasil tivesse uma boa urbanização e acho que isso pode ser conseguido com o tempo, por meio da educação das crianças e adolescentes.

Vocês acham que com essa revolução na educação não seria interessante passar a ensinar nas escolas algo como "noções de arquitetura e urbanismo"? Assim, não pensam que aos poucos haveria uma mudança de mentalidade e atitude por parte da população? Porque as pessoas conheceriam desde cedo algo sobre esses assuntos e, quando adultas, levariam isso para as cidades brasileiras.

Vocês que entendem mais de arquitetura e urbanismo, se pensam que a educação pode ajudar a melhorar nossas cidades, não poderiam, por exemplo, entrar em contato com algum órgão que representa os arquitetos e falar que existe a possibilidade de acontecer um plebiscito, para que então eles possam fazer algo a respeito, para que possam dialogar com políticos e educadores sobre isso? Que órgão poderia ser? Seria o Instituto de Arquitetos do Brasil?

Não conheço muito sobre arquitetura e urbanismo. Porém concordo que nossas mais de 5500 cidades poderiam ser melhores nesse sentido. A meu ver, um bom caminho para isso é através da educação. Acho que se esse projeto de federalização for para frente e der certo, essa pode ser uma boa oportunidade para educar a população e, futuramente, fazer com que nossas cidades sejam melhores em questão de arquitetura e urbanismo. Fica aí a sugestão.
 

·
apenas isso
Joined
·
334 Posts
Bom muito difícil de se analisar assim essa questão, sabemos que o Brasil é um país demasiadamente grande e complexo pra acharmos que apenas passar para as mãos de alguma outra instituição os problemas seriam resolvidos.

Visto que temos hospitais federais, estaduais e municipais além de alguns filantrópicos e particulares e todos apresentam as mesmas dificuldades e problemas, não imagino que o mesmo não aocnteceria com a educação. As escolas do exército tem sim um ensino de qualidade porém será que o governo federal conseguiria manter isso em milhares e milhares de escolas Brasil afora ?

Nós dividimos nosso país em 27 unidades federais justamente para facilitar a administração e o estado estar mais próximo e presente de cada um. Ainda assim eu acho que é uma divisão muito grande e deveríamos ainda ter tipo um órgão regional como as mesoregiões de cada estado e assim diminuir o números de prefeituras direto (mais próximo do sistema americano).

Quanto a educação essa sim acho que deveria ser função do MEC criar um padrão mínimo a ser seguido, com livros de ensino de âmbito nacional e estipular regras para todas as escola públicas. Com provas em todos os finais de anos para avaliar desempenho dos alunos, estados e professores.

Quanto a cada estado ou municipalidade poderiam ampliar esse educação básica exigida pelo MEC com outras aulas que abrangessem mais as regionalidades de cada local. Aulas de alemão em cidades do Sul colonizadas por alemães, aulas de cultura africana na Bahia, aulas de agronomia e pecuaria em zonas rurais, mecatronica, metalurgia em polos industriais etc etc. Mas tudo seguindo o básico que seria o plano do MEC igual para todos, sendo essas regionalidades não cobradas nas provas de validade nacionais.

E por fim.... nossas escolas públicas sempre tiveram uma construção parecida com prisões, deveriam ser sim mais humanizadas com menos grades, menos arames farpados, conheci algumas que pareciam o pavilhão 9 do Carandiru onde o sol jamais chegava no interior.

Mas isso é um papo pra buteco. O triste que parece que somente nós discutimos essas coisas no Brasil quem deveria se importar e lutar por isso está pouco se importando.
 

·
Alexandre Rabello
Joined
·
626 Posts
Certamente não vamos chegar no obvio e coerente aqui no SSC (isso é amplo e deve ser debatido em simpósios/seminários com participação das 3 esferas de poder), de qualquer forma sempre quis acreditar que a obrigação fundamental da união é o velho e cansado cliquê: saúde e educação.

Não detenho dados, vou mais no campo da intuição (entendam achismo), mas creio muito que desonerariam as prefeituras e estados para que estes fossem mais concentrados em resolver problemas de saneamento, habitação e transporte, o que consequentemente traria um urbanismo melhor em nossas cidades.

Governo federal não tem e não deve ser preocupar com pracinha, calçamento ou até mesmo transporte sobre trilhos...obras mais ousadas ($$$) o estado e até as principais prefeituras já conseguem empréstimos bilionários juntos a diversos órgãos, inclusive internacionais. Parceiras do tipo PPP pegaram feito gripe e já são sucessos em várias regiões nos mais diversos planos de revitalização, enfim, a união como órgão máximo e representativo dos estados deve focar em políticas externas para a manutenção de uma boa economia, e claro, reduzir os '450' ministérios em 4 ou 5 (entre eles o já citado MEC e o MS), distribuindo autarquias regionais (ai concordo no modelo americano para efeito de fiscalização e controle).
 

·
apenas isso
Joined
·
334 Posts
Esqueci de mencionar... algumas cidades com os mais altos índices de IDH do Brasil e destaque em educação municipalizaram toda sua rede de escolas públicas estaduais e conseguiram manter um padrão mais elevado podendo controlar mais de perto. Aqui no ABC São Caetano do Sul é assim ! as escolas municipais lá são muito superiores as da capital paulista, inclusive os tão falados CEUs. Isso prova que não são só as escolas militars do gov.federal que tem qualidade.

Mas nesse assunto todas possibilidades devem ser exploradas, pois sabemos que estamos ficando muito pra trás na educação.
 
1 - 4 of 4 Posts
Top