SkyscraperCity Forum banner
1 - 9 of 9 Posts

·
Registered
Joined
·
6,715 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Arquitecto português nomeado para o prémio Mies van der Rohe



O arquitecto português Eduardo Souto Moura é um dos cinco finalistas da edição 2005 do prémio de Arquitectura Contemporânea da União Europeia - Mies Van der Rohe, cujo vencedor será anunciado dia 11, revelou hoje a Ordem dos Arquitectos.

Souto Moura foi seleccionado pelo Estádio Municipal de Braga, obra arquitectónica pela qual foi distinguido em 2004 com o Prémio Secil de Arquitectura.

Além do arquitecto português, a lista dos finalistas do prémio, escolhidos entre 240 projectos, de 30 países europeus, é ainda composta pela Embaixada da Holanda, em Berlim (Alemanha), do atelier holandês OMA, assinada por Rem Koolhaas e Ellen van Loon, - o atelier autor da Casa da Música, no Porto -, pela Torre 30 St Mary Axe, em Londres (Inglaterra), do atelier inglês Fosters and Partners (Norman Foster), pelos Armazéns Selfridgs, em Birmingham (Inglaterra), do atelier inglês Future Systems (Jan Kaplicky e Amanda Levete) e pela Esplanada do Fórum 2004 e Pérgola Fotovoltaica, em Barcelona (Espanha), do atelier espanhol Martínez Lapeña-Torres (José António Martínez Lapeña e Elias Torres Tur).

A arquitecta Zaha Hadid, que ganhou a anterior edição deste prémio bienal, com o Terminal Hoenheim-Nord, em Estrasburgo (França), presidirá ao júri desta edição.

O vencedor do Prémio União Europeia para Arquitectura Contemporânea - Mies Van der Rohe 2005, no valor de 50 mil euros, será anunciado e entregue no dia 11 no edifício da Fundação Mies van der Rohe, em Barcelona.

O júri deste prémio divulgou ainda uma lista de 28 obras, entre as quais o centro de arte da Calheta e o projecto da Casa das Mudas (Madeira), do arquitecto Paulo David Andrade, que, pela "excepcional qualidade" integram uma exposição itinerante e o catálogo do prémio.

De estádio municipal a obra de arte

O Estádio Municipal de Braga, obra pela qual foi seleccionado, foi um dos estádios construídos para o Euro 2004, sendo considerado uma das obras-primas da arquitectura portuguesa dos últimos anos.

O estádio foi construído com o aproveitamento de uma pedreira desactivada, nos arredores de Braga, cuja pedra é visível por detrás de uma das balizas, já que o arquitecto optou por não erguer as duas habituais bancadas de topo.

Além desta obra, Souto Moura é ainda responsável, em Portugal, pela Casa das Artes (Porto), pela Pousada de Santa Maria do Bouro, pela Casa de Moledo, pela Faculdade de Geociências da Universidade de Aveiro e pelo Metro do Porto.

O arquitecto já havia sido nomeado para o prémio Mies van der Rohe, mas esta é a primeira vez que chega a finalista.

O Prémio Mies van der Rohe foi criado pela Comissão Europeia, Parlamento Europeu e Fundação Mies van der Rohe na década de 1980.

A primeira edição, em 1988, distinguiu Álvaro Siza Vieira, pelo edifício do Banco Borges & Irmão, em Vila do Conde.

fonte
 

·
braaaap all day!
Lss911
Joined
·
4,723 Posts
Souto moura tb ganhou um importante concurso para a construção de um grande espaço em Roma (zonas novas da cidade) juntamente com mais 2 arquitectos...italianos!!

Força Souto Moura!! O prémio é de uma importância tremenda! É o 2º prémio mais importante de arquitectura do mundo! O 1º é o Pretzker (não sei se escreve assim) que o siza já ganhou uma vez!
 

·
Uma dúzia de anos disto..
Joined
·
30,741 Posts
Boa, boa!!! :applause:
É mais que merecida, esta nomeação! Este estádio é 1 coisa diferente de tudo o que se viu no futebol...:eek:kay:
 
1 - 9 of 9 Posts
This is an older thread, you may not receive a response, and could be reviving an old thread. Please consider creating a new thread.
Top