SkyscraperCity banner
1 - 2 of 2 Posts

·
Moderator
Joined
·
38,495 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Câmara cancela audiência do caso Alstom

17/06/2008 - Folha Online

Os deputados decidiram cancelar a audiência pública na Câmara marcada para amanhã na qual seria discutida a atuação da empresa francesa Alstom no Brasil. A nova data ainda não foi definida.

Segundo assessores parlamentares, a audiência foi cancelada porque o principal convidado, o presidente interino da empresa no Brasil, Thibault Desteract, alegou não ter condições de estar em Brasília nesta quarta-feira, às 14h30. Anteriormente, a data prevista para a audiência era hoje.

A audiência reuniria o procurador do Ministério Público de São Paulo, Antônio Silvio Marques, o procurador do Ministério Público Federal, Rodrigo de Grandis, e o diretor geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa.

De acordo com informações da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Câmara, Desteract informou que não participaria nem enviaria representantes.

A audiência foi convocada para apurar supostas irregularidades em licitações no Metrô de São Paulo e na CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) durante administração do PSDB no governo paulista, além de processos de licitação em estatais paulistas.

A reunião com os convidados foi sugerida pelos deputados Ivan Valente (PSOL-SP) e Francisco Praciano (PT-AM).

Valente solicitou ainda uma série de pedidos para ter acesso aos contratos da empresa, assinados desde 1990 com o Metrô e também com outras empresas públicas vinculadas ao governo paulista.

As solicitações foram encaminhadas ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, ao Ministério da Justiça e também houve pedidos de informações sobre as investigações da Polícia Federal - realizadas nas negociações da Alstom com empresas públicas brasileiras, sejam as vinculadas à União ou aos Estados.

Segundo documentos enviados pelo Ministério Público da Suíça, a Alstom pagou "gratificações ilícitas" a políticos do governo de São Paulo para obter o contrato de R$ 110 milhões. Os pagamentos de propina ocorreram entre 1998 e 2001.

Fonte: Revista Ferroviária - Clipping
Link: http://www.revistaferroviaria.com/index.asp?InCdEditoria=2&InCdMateria=6206
 

·
www.preservasp.org.br
Joined
·
434 Posts
Que roubalheira vergonhosa. Tem alguém aqui que não acha que os responsáveis deviam ir para a cadeia? Pois um deles possivelmente sairá candidato à prefeitura de São Paulo.

Dá para votar num cara desses?
De jeito nenhum.
 
1 - 2 of 2 Posts
Top