Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 87 Posts

·
Caught in a mosh!
Joined
·
10,861 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
Este Thread destina-se à discussão sobre o BRT Praia Grande <-> São Vicente, na RMBS.
 

·
Caught in a mosh!
Joined
·
10,861 Posts
Discussion Starter · #2 · (Edited)
Algumas notícias:

EMTU apresenta projeto funcional do BRT em Praia Grande
Novo sistema de transporte ligará o Caiçara à estação VLT em São Vicente



A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU) apresentou em reunião realizada na manhã de terça-feira (10) o projeto funcional do Bus Rapid Transit (BRT), que ligará o Bairro Caiçara, em Praia Grande, com a estação do VLT, localizada no Centro de São Vicente. O encontro contou com a presença do Prefeito de Praia Grande, Alberto Pereira Mourão; da secretária Municipal de Transportes, Raquel Chini; do secretário de Trânsito, Marcelo Afonso Prado; além do secretário de Transportes de São Vicente, Raimundo dos Santos Oliveira, e dos técnicos da empresa contratada pela EMTU para elaboração do projeto. O trabalho está previsto no eixo Cidade Integrada, do plano de metas Avança PG para os anos de 2014 a 2016.

O BRT é um sistema de transporte público baseado no uso de ônibus, que combina a capacidade e a velocidade do VLT com a flexibilidade, baixo custo e simplicidade de um sistema de linhas de ônibus. O transporte opera por uma faixa de rodagem exclusiva (corredor de ônibus) para evitar o congestionamento do tráfego.

A assinatura de ordem de serviço para a contratação do projeto funcional do BRT Litoral Sul foi oficializada pelo governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, no último dia 6 de junho. A previsão é de que esta etapa dos trabalhos seja concluída em 90 dias.

De acordo com o projeto inicial, que poderá sofrer alterações ao longo desta primeira fase, serão aproximadamente 30 pontos de embarque de passageiros. O itinerário partirá de uma estação de embarque que será construída no Bairro Caiçara e passará pelos Terminais Tatico e Tude Bastos e pela Ponte Esmeraldo Tarquínio (mais conhecida como Ponte do Mar Pequeno). Os ônibus do BRT seguirão por uma faixa exclusiva nas Avenidas Ministro Marcos Freire e Roberto de Almeida Vinhas, em Praia Grande, e pelas Avenidas Capitão Luiz Antônio Pimenta e Capitão Mor Aguiar, em São Vicente.

O Prefeito Mourão enfatizou que o BRT é uma excelente opção para melhorar a mobilidade urbana no Município. “O sistema tem flexibilidade maior por não exigir a implantação de trilhos. Além disso, o BRT terá ar condicionado, atenderá 280 pessoas em cada carro, trabalha em faixa exclusiva, tem o pagamento da tarifa pré-embarque e estações com acessibilidade. Além disso, como passará também ao longo da Via Expressa Sul, atenderá uma grande demanda da população”, explicou.

Para agilizar o processo de implantação do BRT, Mourão esteve em Brasília no início de junho em busca de verba do PAC 50, que integra o Pacto da Mobilidade Urbana, em que o Governo Federal irá aportar recursos ao Estado, em torno de R$ 500 milhões, sendo 50% de fundo perdido e 50% de financiamento da União. “A ideia é que se acelerem os ajustes finais e, se tudo der certo, ainda no segundo semestre começa o processo licitatório do sistema. Podemos ter um cenário de estar em 2016 com o BRT pronto, implantado em Praia Grande”, concluiu o Prefeito.

O chefe do Departamento de Planejamento Corporativo da EMTU, Paulo Rogério de Leão da Rocha, afirmou que os benefícios para a Cidade com a implantação do BRT são diversos. “Primeiro no ganho de velocidade das viagens. Além disso, as linhas serão racionalizadas e integradas, formando uma rede de transporte metropolitana unindo o BRT Litoral Sul com o VLT. Isso aumentará a mobilidade da população desta região como um todo. E tudo isso com muito conforto”.

Paulo da Rocha comentou ainda sobre a decisão de implantar na Cidade este tipo de meio de transporte. “A demanda de passageiros do Litoral Sul é grande, mas suportável pelo sistema BRT, por isso o interligaremos ao VLT como um sistema complementar. Para a Cidade é a melhor opção, pois o projeto inicial do VLT desatendia diversos bairros de Praia Grande, localizados entre a região da Curva do S e o Sítio do Campo, e estava somente previsto para 2024”.

fonte: http://www.praiagrande.sp.gov.br/pgnoticias/noticias/noticiapg.asp?acao=Ver&cod=33234


Slides

1)


2)


3)


4)


5)


6)


7)


8)


9)


10)


11)


12)


13)


14)


15)


16)


17)


18)


19)


20)


21)


22)


23)


24)


25)


26)


27)


28)


29)


30)


31)


32)


33)


34)


35)


36)


37)


38)


39)


40)


41)


42)


43)


44)


45)


46)


47)


48)


49)


50)


51)
 

·
zero treze
Joined
·
1,514 Posts
Boa iniciativa abrir esse thread Aerokicker.
Trechos a se destacar da matéria jornalística:

O BRT do litoral sul formará uma linha de 18Km de extenção e interligará Vila Caiçara/PG ate estação de transferência de São Vicente

Atuará de forma independente, por meio de "canaletas"- vias que serão construídas para atender exclusivamente o tráfego desses onibûs.

Haverá um sistema de embarque específico.
 

·
Marcus Lisboa
Joined
·
1,720 Posts
Mesmo com inúmeras denúncias de obras superfaturadas na mídia há tempos,o povo continua acreditando nos políticos, nos preços das obras. Parece que perderam a noção do dinheiro. 550 milhões para um " corredor" de ônibus é uma piada. Só inocente acredita. E aquela borracha ? 1 Milhão cada uma por cruzamento ? Isso me lembra aquele comercial do bomnegócio: " Sabe de nada inocente.."
Considerando que é uma obra de quase 1 bilhão de reais acho que 1 milhão por cruzamento não é nada, de qualquer maneira considerando o tamanho da area implanta é bem possivel que esse valor esteja muito errado

^^Realmente, mandar um VLT pela Kennedy é mais factível do que um BRT. A calçadinha entre as linhas daria uma boa ciclovia. Porém ali o VLT funcionaria como um bondinho mesmo, andar a mais de 60km/h sem segregação poderia causar acidentes.
Você esta falando sem conhecimento do local já existe ciclovia nessa avenida e não há espaço/nem necessidade para implantar VLT/BRTa nela


Quanto ao traçado, sem dúvida esse do BRT tem muito mais demanda que a prolongação do VLT. O que pega realmente será na Ponte do Mar Pequeno, acho que uma solução poderia ser um investimento em uma nova ponte no trecho mais estreito do canal, ao lado da ponte pensil logo o BRT seguiria pelo Japuí, e cruzaria o canal já no início da Av Capitão-Mor Aguiar.
Acredito que a demanda é grande da saida de Praia Grande até a Divisa com Cubatão, no mais acho que a não há demanda que justifique BRT acredito que ainda podiam usar articulados, onibus longos e faixas exclusivas futuramente. Atualmente esse gasto com o BRT vai ser um disperdicio.

Quero ver como vão fazer o BRT passar pelas ruelas do centro de SV. Esse traçado alternativo do Mark69 é interessante, mas teriam que desapropriar o corpo de bombeiros, além de alargar de alguma forma a avenida Tupiniquins.

Edit: Agora eu olhei melhor a imagem, não precisaria derrubar os bombeiros não.
Não tem como o BRT chegar na estação são vicente, não pelas ruas do centro seria melhor ele sair de Praia Grande e seguir em linha reta até a travessia da imigrantes e de lá ou constroem uma estação ou façam com que ele alcance o terminal Barreiros.

Alguem constuiria uma ponte BEM AO LADO da golden gate? da Pte do Brooklyn? da ponte Carlos(em Praga)? da ponte Alexandre III(em Paris)?

Nao creio que construam uma bem ao lado da Ponte Pensil (a nao ser que utilizem ela própria para o BRT, fechando-a para demais veículos).
Provavelmente por motivos de visão de equipamento histórico não seria permitido, e mesmo vamos supor que fosse como VLT/BRT pela avenida tupiniquins? A parte mais proxima a Praia Grande podia até ser alargarda mas depois tem muitas barreiras fisicas, clubes, morros, porto das naus, seria praticamente impossivel.
 

·
Caught in a mosh!
Joined
·
10,861 Posts
Discussion Starter · #5 ·
Considerando que é uma obra de quase 1 bilhão de reais acho que 1 milhão por cruzamento não é nada, de qualquer maneira considerando o tamanho da area implanta é bem possivel que esse valor esteja muito errado.
Bom, a borracha do VLT será usada tanto em cruzamentos como no entorno das estações. Provavelmente o valor deve estar errado mesmo, mas essa discussão é mais inerente ao Thread do VLT.

Você esta falando sem conhecimento do local já existe ciclovia nessa avenida e não há espaço/nem necessidade para implantar VLT/BRTa nela.
Sei que tem uma ciclovia ali, e frisei isso porque mesmo com obra de VLT, BRT ou qualquer outro modal a ciclovia deve ser mantida ou substituída por uma nova. E também falei de um VLT pela avenida sem segregação funcionando como um bondinho mesmo, o que não "roubaria uma faixa dos carros" e tiraria os ônibus das Marginais da Expressa, que passa quase do lado, uma vez que querer fazer BRT em marginal de rodovia é um desastre de planejamento.

Acredito que a demanda é grande da saida de Praia Grande até a Divisa com Cubatão, no mais acho que a não há demanda que justifique BRT acredito que ainda podiam usar articulados, onibus longos e faixas exclusivas futuramente. Atualmente esse gasto com o BRT vai ser um disperdicio.
Se não houvesse demanda não haveria projeto de BRT para a região, muito menos um VLT! Tem muita gente que mora em PG e vai trabalhar em Santos, SV. Hoje eles vão de carro ou nas banheiras motorizadas da Piracicabana. Você pode não enxergar a demanda hoje, mas quando houver um BRT troncalizando as linhas EMTU ficará mais fácil de ver.

Não tem como o BRT chegar na estação são vicente, não pelas ruas do centro seria melhor ele sair de Praia Grande e seguir em linha reta até a travessia da imigrantes e de lá ou constroem uma estação ou façam com que ele alcance o terminal Barreiros.
Um projeto funcional não é um Projeto Executivo. Ainda não tem trajeto ou ponto de integração realmente definido. Devido a necessidades, o trajeto base ainda pode ser alterado.

Provavelmente por motivos de visão de equipamento histórico não seria permitido, e mesmo vamos supor que fosse como VLT/BRT pela avenida tupiniquins? A parte mais proxima a Praia Grande podia até ser alargarda mas depois tem muitas barreiras fisicas, clubes, morros, porto das naus, seria praticamente impossivel.
Havia projeto para fazer a Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis, ser fechada exclusivamente para Transporte Coletivo (se não me engano, o projeto era de um VLT), ciclovia e pista de caminhada. Sobre o resto, desapropriação resolve.
 

·
zero treze
Joined
·
1,514 Posts
Bom eu não iria duplicar a postagem aqui do traçado alternativo proposto, mas parece que a sugestão esta rendendo. Um achou absurdo, outro gostou, teve quem considera-se de difícil execução (tô nessa), apareceram exemplos enfim...

Acho que será de alguma valia reeditar:



A principio imaginei esse traçado por considerar que a Ponte do Mar Pequeno de trafego já saturado (principalmente em temporada de verão e feriados) não seria uma boa opção.
Uma nova ponte poderia desafogar o fluxo atual de veículos e prover uma futura e crescente demanda. Sem falar que o vão a ser vencido nesse local é o menor.
 

·
Caught in a mosh!
Joined
·
10,861 Posts
Discussion Starter · #10 ·
^^É, mas também não temos ''Adamos Bazanis'' da vida em cada redação de jornal. Além disso, já vi chamarem assim em outros lugares.
 
  • Like
Reactions: Andre_RP

·
Marcus Lisboa
Joined
·
1,720 Posts
Informe publicado na pagina A4 do carderno cidades de A tribunda de sexta 27 de junho

Além do Tunel
>> Corredor via do cidadão:
R$ 11,7 milhões para obra que formará um anel com a marginal da rodovia para manoel da nobrega em Praia Grande, construção de 5 km de corredor exclusivo de ônibus.

>> Terminais de Transbordo:
R$ 1,2 milhão para terminais de intrgração em Bertioga: no Centro, Riviera e em Boraceia.

>> BRT:
Preve-se a construção de 24 km de BRT em P.Grande, S.Vicente e terminais.
O governo federal repassara R$ 9 milhões ao estado para obras.
Serão 15 km entre P.Grande(Vila Caiçara) e S.Vicente e 6 km do trevo (curva do S) a estação Samarita.
São ainda três terminais de integração Mongaguá, Itanhaem e Peruibe

>> Corredor Metrotoplitano:
O governo federal repassara R$ 1 milhão a S.Vicente a fim de se abrirem 16,21 km de corredores exclusivos de onibus para integrar com o Tunel São Vicente com Santos.

>> Integração Cubatão / Santos
R$ 1 milhão para realização de de Estudo de Viabilidade Técnica e Economica (EVTE) para definir uma solução para o transporte coletivo entre as duas cidades.

>> Corredor Guarujá
R$ 1 milhão para realização de de Estudo de Viabilidade Técnica e Economica (EVTE) do corredor das avenidades Santos Dumont e Dom Pedro I
 

·
Caught in a mosh!
Joined
·
10,861 Posts
Discussion Starter · #12 ·
^^Capaz de resolverem puxar BRT para Cubatão também...
 

·
Marcus Lisboa
Joined
·
1,720 Posts
Novo sistema de ônibus ganha força no litoral sul
Modal, que é alternativa ao VLT, tem custos reduzidos
Publicado em atribunda de hoje na pagina A3, não tenho acesso ao jornal quem tiver...
 

·
Marcus Lisboa
Joined
·
1,720 Posts
Enviei sugestões a EMTU a respeito do BRT e recebi o seguinte:

E após apurações necessárias, esclarecemos que o BRT Metropolitano Litoral Sul está sendo projetado para atender de forma mais eficiente a demanda proveniente da porção sul da RMBS e faz parte do Sistema Interligado Metropolitano - SIM da Baixada Santista. Como tal, complementa e integra-se ao sistema de VLT que está em fase de implantação.

O projeto do SIM da Baixada prevê a racionalização das linhas de ônibus existentes. Estas foram repensadas, e foram criadas diretrizes a serem implantadas, visando atender de forma mais equilibrada e organizada os municípios e ampliando a mobilidade da população.

Além da integração física dos sistemas de transporte público da região, no momento, estão sendo realizadas discussões referentes à integração tarifária entre linhas municipais e intermunicipais, as quais têm sido acompanhadas e analisadas pelas municipalidades envolvidas e pelo Governo do Estado, assegurando que nenhum usuário pague mais do que paga hoje em seu trajeto.

Rapidez, conforto e segurança são premissas dos sistemas BRT's. Estes contam com faixa exclusiva, ultrapassagem nos pontos de parada, o que permite a operação de linhas paradoras e de linhas expressas (não atendem a todos os pontos de parada), cobrança pré-embarcada (cobrança feita nos pontos de parada, evitando filas de embarque causadas pelo uso de catracas nos ônibus), auxílio da tecnologia (ITS - Sistemas Inteligentes de Transporte) para contribuir com informação, funcionalidade e conforto de seus usuários e utilização de veículos articulados modernos e confortáveis ampliando a capacidade de passageiros transportados.

Neste projeto, em particular, procurou-se também minimizar o impacto no tecido urbano local e, consequentemente, minimizar os gastos com sua implantação: foi utilizado o eixo da Rodovia Pe. Manoel da Nóbrega / Via Expressa (Av. Min. Marcos Freire / Av. Dr. Roberto de Almeida Vinhas) como diretriz, pois há caixa viária suficiente para sua implantação, contando com a utilização do canteiro existente entre a Rodovia e a via local. Serão feitas melhorias viárias que permitirão a priorização do transporte público no traçado do BRT, como a criação e adequação de alças de acesso. Também está sendo discutida a criação/ampliação de viaduto em Praia Grande para atender a este sistema.

Além disso, está sendo estudada a viabilidade de reforma/implantação de terminais metropolitanos localizados em cada um dos municípios ao sul da Praia Grande (Peruíbe, Itanhaém e Mongaguá) visando ampliar e facilitar a integração entre os sistemas municipais e o metropolitano.

Quanto à proposta de utilização da rodovia como corredor de ônibus, este procedimento não é recomendável em grandes trechos, em especial quando há alternativa viária próxima, por vários motivos: reduz a segurança operacional, tanto da via quanto dos ônibus, uma vez que estes dividem o espaço com veículos pesados e de passeio que transitam em velocidades mais elevadas, aumentando o risco de acidentes em razão das constantes desacelerações e acelerações para atendimento das paradas - mesmo existindo faixas de acomodação. Aumenta também o risco de atropelamentos, pois os usuários tendem a atravessar correndo a rodovia para não perder o ônibus, deixando de utilizar passarelas quando elas existem. No caso de Praia Grande, houve recente investimento para aumentar o número de passagens inferiores e torna-las mais seguras.

Por último, informamos que estão sendo estudadas medidas para priorizar o transporte coletivo no trecho que será compartilhado na Rodovia dos Imigrantes e Ponte do Mar Pequeno e prevê-se a construção de um viaduto para transposição dessa rodovia, facilitando ainda mais a passagem dos ônibus no sentido São Vicente-Praia Grande.

Em breve serão realizadas audiências públicas nas quais o senhor poderá participar obtendo ainda mais informações sobre o projeto.
 

·
Marcus Lisboa
Joined
·
1,720 Posts
Projetos de mobilidade urbana são selecionados pelo Ministério das Cidades
Revitalização da Via do Cidadão e implantação do BRT estão entre os trabalhos



As propostas de projeto de Revitalização da Via do Cidadão, localizada entre os Bairros Esmeralda e Samambaia, em Praia Grande, e do projeto básico para o BRT Metropolitano - Praia Grande/São Vicente e terminais foram selecionadas no Programa do Crescimento (PAC) – Pacto da Mobilidade, do Ministério das Cidades. A publicação da aprovação foi divulgada na segunda-feira (1º), no Diário Oficial da União. Dentre os trabalhos previstos para a Via do Cidadão está a reforma completa do asfalto local. E a linha de BRT (Bus Rapid Transit) ligará o Bairro Caiçara com a estação do VLT, localizada no Centro de São Vicente. Os projetos já tinham sido anunciados no mês de junho pela Presidência da República.

Praia Grande receberá R$ 11,7 milhões do orçamento Geral da União para obras de implantação do Corredor da Via do Cidadão que formará um anel com a marginal da rodovia Padre Manoel da Nóbrega. Será realizada a construção de cinco quilômetros de faixa exclusiva de ônibus e requalificação do pavimento, uniformização e acessibilidade das calçadas, sinalização horizontal e vertical, sistemas e baias para a parada de ônibus.

A Via do Cidadão compreende quatro bairros da Cidade e as seguintes ruas: Avenida Wilson de Oliveira, Frei Francisco de Monte Alverne (Bairro Melvi); Avenida das Araucárias e Rua Alberto Nepomuceno (Bairro Samambaia); Rua Itiberê da Cunha; Avenida Zélia Gigliolli Galves; Rua Valdomiro Silveira; Alfredo D’Escragnolle Taunay (Esmeralda), Rua Rocha Pita e Rua Cruz e Souza (Bairro Ribeirópolis).

BRT - Para o BRT Metropolitano (Praia Grande, São Vicente e terminais), o Governo Federal disponibiliza ao Governo do Estado R$ 9 milhões para elaboração do projeto básico. De acordo com o projeto inicial, que poderá sofrer alterações ao longo desta primeira fase, serão aproximadamente 25 pontos de embarque de passageiros. O itinerário partirá de uma estação de embarque que será construída no Bairro Caiçara e seguirá pela marginais, passando pelo Terminal Tude Bastos, e seguindo pela Ponte Esmeraldo Tarquínio (mais conhecida como Ponte do Mar Pequeno). Os ônibus do BRT seguirão por uma faixa exclusiva nas Avenidas Ministro Marcos Freire e Roberto de Almeida Vinhas, em Praia Grande, e pelas Avenidas Capitão Luiz Antônio Pimenta e Capitão Mor Aguiar, em São Vicente.

A solicitação do Governo foi precedida de um projeto funcional, que mostrou a viabilidade do sistema. Nesta nova etapa, o projeto básico, detalhará as obras necessárias para o BRT, como soluções das interferências apontadas no projeto funcional.

O BRT é um sistema de transporte público baseado no uso de ônibus, que combina a capacidade e a velocidade do VLT com a flexibilidade, baixo custo e simplicidade de um sistema de linhas de ônibus. O transporte opera por uma faixa de rodagem exclusiva (corredor de ônibus) para evitar o congestionamento do tráfego.

O Prefeito Mourão enfatizou que o BRT é uma excelente opção para melhorar a mobilidade urbana no Município. “O sistema tem flexibilidade maior por não exigir a implantação de trilhos. Além disso, o BRT terá ar condicionado, atenderá 280 pessoas em cada carro, trabalha em faixa exclusiva, tem o pagamento da tarifa pré-embarque e estações com acessibilidade. Além disso, como passará também ao longo da Via Expressa Sul, atenderá uma grande demanda da população”, explicou.

fonte: http://www.praiagrande.sp.gov.br/pgnoticias/noticias/noticia_01.asp?cod=34165
 

·
zero treze
Joined
·
1,514 Posts
Boas noticias! Essa Via do Cidadão eu nem conhecia vou procurar me inteirar...
 
1 - 20 of 87 Posts
Top