Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 35 Posts

·
Tec em Processos Foto...
Joined
·
2,932 Posts
Discussion Starter · #1 · (Edited)
Conhecido também como Corredor Oeste, o novo sistema promoverá maior mobilidade à população, por conta de sua integração com a rede sobre trilhos: estações da CPTM e do Metrô. Sua implantação visa melhorar as condições locais e impulsionar o desenvolvimento dos municípios.

As melhorias viárias e a instalação de baias nos pontos de parada aumentarão a fluidez do tráfego geral, refletindo diretamente no tempo de viagem dos usuários, que diminuirá de 25 para 10 minutos, aproximadamente.

O Corredor Metropolitano Itapevi – São Paulo (Butantã) terá seu ponto inicial no Terminal Itapevi, junto à estação da CPTM e seguirá até o Terminal Vila Yara na capital paulista. Terá 23,6 km de extensão, abrangendo os municípios de Itapevi, Jandira, Barueri, Carapicuíba, Osasco e São Paulo (zona oeste) que, juntos, somam cerca de 12,5 milhões de habitantes. O corredor concluído beneficiará em torno de 90 mil de passageiros / dia.
Estágios do Projeto

Trecho prioritário Itapevi – Jandira (5 km)

Começaram em abril de 2011 as obras de construção do trecho prioritário de 5 Km entre as cidades de Itapevi e Jandira, fazendo a interligação das Estações da CPTM Itapevi, Engenheiro Cardoso, Sagrado Coração e Jandira. Nesse trajeto o projeto prevê a construção do Terminal Itapevi e de mais três estações de transferência, novo viário com duas faixas por sentido, 5 pontos de parada nos dois sentidos, viaduto sobre a Rua Ameríndia, passarela sobre a via férrea e calçadas compartilhadas com ciclovia.

Nesse trecho, será construído o Terminal Itapevi e as Estações de Transferência Conjunto Habitacional Cardoso, Rosa Maria e Jandira, além dos 5 Km de viário, cujos trabalhos estão voltados, no momento, para os serviços de drenagem, pavimentação em alguns trechos, remanejamento de interferências por parte da Sabesp e da Eletropaulo. Por ele circularão 10 mil usuários/dia.

Trecho Jandira - Carapicuíba (8,8 Km)

Inicio de obras previsto para o 1° semestre de 2014 e conclusão no 1° semestre de 2015. Neste trecho será construída a Estação de Transferência de Barueri e o Terminal Metropolitano Carapicuíba.

Trecho Carapicuíba – Osasco Km 21 (2,2 Km)

A previsão é de que as obras comecem no primeiro semestre de 2014 e sejam concluidas no 1° semestre de 2015

Trecho Osasco Km 21– Terminal Vila Yara /Osasco (7,6 Km)

As obras deste trecho devem começar no segundo semestre de 2014 e será entregue em 2015. Nesta etapa estão previstos a construção dos terminais Terminal Km21 e Terminal Vila Yara.


Dados Gerais

• O Corredor beneficiará 90 mil passageiros/dia

• Extensão total de 23,6 Km de extensão.

• Previsão de trajeto Itapevi – Jandira em 10 minutos.

• Trecho Itapevi - Jandira com demanda diária prevista de 10 mil usuários.

• Estações Itapevi e Jandira terão integração física com a CPTM.



Mapa do Corredor Itapevi-São Paulo




http://www.emtu.sp.gov.br/EMTU/Images/Projetos/imagensMapaAmpliado/itapevi-sp-grande.jpg
 

·
Toda hora é hora do show
Joined
·
13,816 Posts
Esse corredor vai ser utilizado apenas por uma linha de ônibus de ponta a ponta, totalmente segregado, ou vai ser compartilhado por ônibus comuns que usariam apenas uma parte dele e sairiam, como ocorre nos corredores municipais em São Paulo?
 

·
Tec em Processos Foto...
Joined
·
2,932 Posts
Discussion Starter · #5 ·
Isso não fica muito claro, mas parece, que serão duas linhas, uma de Itapevi até a estação de transferência de Barueri (ao lado da CPTM) só com ônibus convencionais, e outra a partir de Barueri, até o final do trecho, com articulados. Procurei no edital mas não fala nada sobre. Se tiver mais duvidas, só postar, vou mandar algumas dúvidas minhas também no SIC
 

·
Tec em Processos Foto...
Joined
·
2,932 Posts
Discussion Starter · #12 ·
Me responderam no SICSP

Prezado(a) Sr(a) Wesley Rocha Souza

A sua solicitação de acesso a documentos, dados e informações, de protocolo , data 22/05/2014, FOI ATENDIDA.
Órgão/Entidade: Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo S/A
SIC: Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo S/A - EMTU
Solicitação:
Prezados, bom dia.

Sobre o Corredor Oeste, ou Corredor Metropolitano Itapevi - São Paulo, como será o atendimento ao usuário por este corredor? Em termos de linhas, será uma única linha, visto que serão adquiridos 46 ônibus articulados pelas empresas operadoras do consórcio Anhanguera, como será essa distribuição de compra e operação entre as empresas do consórcio? Os demais ônibus da EMTU e empresas municipais poderão usar o corredor?
Resposta:

Prezado senhor.



Não será uma única linha, a proposta operacional está passando por refinamento de detalhes.

Não temos definição sobre distribuição de aquisição pelas Consorciadas. O que importa é a aquisição do Consórcio como um todo.

Sim, demais linhas metropolitanas e municipais poderão compartilhar o Corredor, desde que previamente acordado.

Att.

Kowa Iha

SIC-EMTU

rua XV de Novembro, 244, 4.andar, Centro, Capital.

cep.: 01013-000, São paulo, SP

tel.; 11-3113-4749

Órgão/Entidade: Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo S/A
SIC: Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo S/A - EMTU
Solicitação:
Prezados, bom dia.

Referente ao arquivo anexo (Edital do Corredor Oeste (Itapevi - SP), gostaria de uma melhor especificação sobre o mesmo, todas as empresas do Consórcio Anhanguera terão que comprar ônibus articulados? Como as obras não estarão prontas até o prazo do arquivo anexo, onde esses ônibus rodarão até que o corredor fique pronto? Há um 'padrão' a ser seguido, pelas empresas que irão comprar estes ônibus? Se sim, gostaria de saber.
Resposta:
prezado senhor.

1 – Quando concluído o Concessionário deverá operar com ônibus de maior capacidade (não está definido se articulado ou outro tipo);

2 - Os ônibus de maior capacidade só entrarão em operação quando o Corredor estiver concluído;

3 – O padrão para os ônibus de maior capacidade deverá respeitar as especificações técnicas internas da empresa.


Att.

Kowa Iha

SIC-EMTU

rua XV de Novembro, 244, 4.andar, Centro, Capital.

cep.: 01013-000, São Paulo, SP

tel.; 11-3113-4749
 

·
Tec em Processos Foto...
Joined
·
2,932 Posts
Discussion Starter · #13 · (Edited)
Corredor Itapevi-Carapicuíba: acompanhamento das obras, Julho/2014



Corredor Itapevi-Carapicuíba: acompanhamento das obras - Agosto/2014



Acompanhamento das Obras do Corredor Itapevi-Carapicuíba, São Paulo - Setembro/2014


Acompanhamento das Obras do Corredor Itapevi-Carapicuíba, São Paulo - Outubro/2014

 

·
Tec em Processos Foto...
Joined
·
2,932 Posts
Discussion Starter · #14 ·
Estado rescinde pela 2ª vez contrato para obras do Corredor Oeste

Empresa responsável pelo trecho entre Itapevi e Jandira não paga funcionários e tem contrato rescindido. Este é o segundo caso de interrupção dos trabalhos, que deveriam ser concluídos em dezembro

As obras do trecho entre Itapevi e Jandira do Corredor Metropolitano Itapevi-Butantã, mais conhecido como Corredor Oeste, enfrentam nova paralisação.

O governo do Estado optou por rescindir o contrato com a empresa vencedora da licitação, a Emparsanco, após problemas com atraso no pagamento de funcionários, que estão em greve desde o final de novembro.

O anúncio foi feito pelo governador Geraldo Alckmin, em entrevista coletiva, após a inauguração do Poupatempo de Carapicuíba, no último dia 30. “Vamos rescindir o contrato e a empresa será penalizada. Vai ser chamada, agora no começo do ano, a segunda colocada no processo licitatório, a Empave. Se ela assumir, ótimo. Se não assumir, vamos licitar de novo”, afirmou, acrescentando que, como penalidade, a empresa será impedida de participar de novas concorrências para obras abertas pelo governo do Estado.

Essa é a segunda vez que o contrato para os trabalhos nesse trecho do Corredor é rescindido, o que só aumenta o atraso no projeto. Inicialmente, o trecho de 5 quilômetros de pistas entre as duas cidades, que será compartilhado entre linhas de ônibus municipais e intermunicipais, além de carros, tinha prazo de conclusão previsto para o 1º semestre de 2012. Mas, no final do mesmo ano, após atrasar os trabalhos e ser multada, a empresa vencedora da licitação rompeu o contrato com o governo do Estado e uma nova concorrência teve que ser aberta. As obras, no entanto, só foram retomadas em novembro de 2013, desta vez com previsão de entrega em dezembro de 2014. Agora, com o processo reaberto, não há nova estimativa de conclusão.

Durante a coletiva, Alckmin também alfinetou o modelo de licitação de obras públicas. “Infelizmente, você é obrigado a contratar pelo menor preço e tem empresas que não conseguem dar conta do recado. Elas não deveriam entrar na licitação”, disse.

Mapa do Corredor Itapevi-São Paulo



Fonte: Erica Celestini/webdiario

http://spnoticias.com.br/?p=21823
 

·
Scooter/motorbike lover
Joined
·
65,802 Posts
Acho que deveria mudar a lei de licitações.

Só vencer a licitação não deveria ser garantia de assumir as boras. O Estado deveria, após o resultado, analisar a situação financeira da empresa contratada para evitar esse problema aí.
 

·
rockeiro
Joined
·
105 Posts
vcs sabem me dizer se aquela ponte sobre o rio cotia na divisa de carapibuiba e barueri será alargada? Pois ela possui apenas 2 faixas de rolamento , se eu não me engano
 

·
Tec em Processos Foto...
Joined
·
2,932 Posts
Discussion Starter · #18 ·
Tão mexendo ali, só não sei se é isso que tão/vão fazer... Achei estranho, que as obras tecnicamente estão paradas, mas estão mexendo desde o batalhão do exército, ali perto da estação do Jardim Belval, até lá na divisa com Carapicuíba, do lado da estação Antonio João...
 

·
Registered
Joined
·
1 Posts
Embora depois que estiver pronto seja um corredor só, agora são 3 contratos de construção que não têm nada a ver um com o outro. O contrato rescindido é do trecho Jandira a Itapevi. Os trechos Osasco a Jandira, e Butantã a Osasco (em projeto) seguem normalmente.


Eu queria uma opinião de pessoas que vivem na região: se pudesse escolher entre o corredor, que segue paralelo à linha da CPTM, e a compra de mais trens, com consequente diminuição de intervalo entre eles e suposta menor lotação, o que seria preferível?

OBS. só pra deixar claro, não sei se essa segunda hipótese seria viável, porque a logística dos trens é bem complicada (em especial em caso de quebra de uma composição) e talvez não tenha mesmo como diminuir o intervalo, entre outras questões que não tenho condição de avaliar. Mas eu fiquei com isso na cabeça quando vi o trajeto do Corredor Oeste.
 

·
Moderator
Joined
·
38,510 Posts
A questão é que a Linha 8 hoje possui 36 trens e só utiliza 20 em horário de pico por conta de a sinalização atual não suportar mais trens. Então no momento, ela está muito confortável quanto a trens.
 
1 - 20 of 35 Posts
Top