SkyscraperCity banner

5601 - 5620 of 5670 Posts

·
Registered
Joined
·
6 Posts
Sim pode ser, nesse caso era só levar a faixa de pedestre mais pra frente um pouco, mais entre acalmamento de tráfego e não gastar quebrando um pedacinho de sarjeta acho que preferiram não gastar mesmo e deixar tudo como é.
 

·
Lucas Carbonera
Joined
·
437 Posts
Sim pode ser, nesse caso era só levar a faixa de pedestre mais pra frente um pouco, mais entre acalmamento de tráfego e não gastar quebrando um pedacinho de sarjeta acho que preferiram não gastar mesmo e deixar tudo como é.
Mas essa faixa é justamente para o pedestre que quer continuar na francisco, acredito que, caso ela fosse deslocada muito pra frente, as pessoas optariam por atravessar as faixas no local não adequado. Sendo assim, acho preferível a medida de acalmamento de tráfego..
 

·
Registered
Joined
·
70 Posts
View attachment 544437



Só falta o semáforo agora.

Fazia tempo que falava que tava errado mão dupla naquele bairro
Até que enfim a TRANSERP fez alguma coisa ali viu, eu trabalho bem próximo e já vi muito acidentes acontecerem na esquida da Magda Peron Frossard com Braz Olaia.
 

·
Registered
Joined
·
78 Posts
Estava andando pela Via Norte esses dias e notei algumas coisas:

1- A ciclovia acaba logo na entrada do bairro Simioni. Por que a prefeitura não prolonga seu trajeto até o distrito industrial? Imaginem a conectividade que seria para os trabalhadores desta região com uma ciclovia saindo de um polo industrial que chegasse até o Centro.

2- Ela se inicia praticamente na rotatória Amim Calil, seria interessante que futuramente fosse implementado uma ciclovia que fosse pela Av Francisco Junqueira (talvez aproveitando as calçadas ao longo do rio, que hj praticamente não são usadas) e chegasse até o Parque Curupira. Mas enquanto isso não feito, a prefeitura poderia implementar uma ciclofaixa de lazer aos domingos. O circuito seria muito mais dinâmico, com opção do ciclista sair da zona norte, ir pela Francisco (toda sombreada) passando pelo Curupira e ter como destino final o Parque Raya. Tendo assim um circuito muito mais amplo e inclusivo para a população.

3- Até hoje não entendo a funcionalidade destes terminais de ônibus. Com exceção do Central, Ribeirão Shopping e Praça das Bandeiras, não há possibilidade de integração nos outros, sendo usados como meros "pontos de luxo". Imaginem se na via norte fosse implementado um no final dela, próximo a entrada do bairro Simioni. Poderia ser criada uma linha direta entre centro/bairro (ao exemplo dos expressos que funcionam só no inicio da manhã e final da tarde), com ônibus articulados que comportassem um grande número de passageiros, funcionando como um BRT. Os passageiros ao chegarem no "terminal norte", teriam a opção de pegar os ônibus alimentadores da região, com dimensões menores, e chegarem até seus bairros, ex: alimentador Quintino 2, alimentador Simioni, alimentador Marincek... e assim por diante. Além de melhorar a velocidade de deslocamento, teria inclusive a opção de integração com outros modais, já que a ciclovia também estaria "anexa" a esse terminal.

Enfim, apenas sugestões, mas que mudariam muito a realidade da população desta região.
 

·
R.I.P Transerp
Ainda com esperanças
Joined
·
1,279 Posts
⏫ ⏫ Adorei as sugestões!
Realmente as estações de integração existentes não passam de grandes "pontões de ônibus" sem quaisquer tipo de integração entre linhas. Pelo que me lembro apenas a estação Bonfim consegue proporcionar isso. Outras como a da Vila Abranches, José Sampaio e Ribeirão Verde poderiam ter linhas alimentadoras nos bairros. Já a estação São José, na minha opinião, é a mais inútil de todas. Linhas expressas entre os terminais realmente trariam uma nova dinâmica ao transporte destas regiões mais afastadas.

Sobre a ciclovia da Via Norte, ela possui um potencial monstro caso fosse levada a sério. Alem de estende-la até o Distrito Empresarial, tb seria interessante ela seguir pelo canteiro na entrada do Simioni. Quanto a uma ciclovia na Junqueira, realmente o único espaço disponível seria a calçada no canteiro, mas isso exigiria muita adaptação para transforma-ma em uma via segura para os ciclistas.

Cheguei a citar a ciclovia da Via Norte em uma das propostas do blog, no intuito de readequa-lá. Isso ajudaria a atrair novos ciclistas.

 

·
Registered
Joined
·
10,976 Posts
Em relação aos terminais, os que são realmente funcionais: Evangelina, Clínicas, Ribeirãoshopping, Bonfim Paulista e Praça da Bandeira, e apenas dois cumprem a função tronco alimentadora: Ribeirãoshopping e Bonfim Paulista, ambos na zona sul.

Com a conclusão dos corredores de ônibus, serão implantadas 4 (quatro) linhas estruturais: duas norte-sul e duas leste-oeste, tornarão os terminais Vila Abranches, José Sampaio, Clínicas, Ribeirão Verde realmente funcionais, e passagem pelos demais COM EXCEÇÃO ao Terminal São José (este disparadamente é o mais inútil).

Em relação a ZN, precisa demais de uma estrutura tronco alimentadora no final da Via Norte altura do Simioni ; já existe projetos para um terminal Norte na Avenida Brasil, na quadra da antiga Terra Facci, e também o projeto via PPP para o Terminal Kennedy / Novo Shopping, mas ninguém fala a respeito.

Sobre a requalificação da Via Norte passou da hora de sair do papel, hoje as linhas expressas rodam somente no horário de rush, precisam ser ampliadas full time mesmo que em intervalos maiores. Arrisco em dizer que de todas as mais de 120 linhas do sistema, as expressas são talvez as únicas que realmente compensam deixar o carro na garagem.
 

·
Registered
Joined
·
78 Posts
⏫ ⏫ Adorei as sugestões!
Realmente as estações de integração existentes não passam de grandes "pontões de ônibus" sem quaisquer tipo de integração entre linhas. Pelo que me lembro apenas a estação Bonfim consegue proporcionar isso. Outras como a da Vila Abranches, José Sampaio e Ribeirão Verde poderiam ter linhas alimentadoras nos bairros. Já a estação São José, na minha opinião, é a mais inútil de todas. Linhas expressas entre os terminais realmente trariam uma nova dinâmica ao transporte destas regiões mais afastadas.

Sobre a ciclovia da Via Norte, ela possui um potencial monstro caso fosse levada a sério. Alem de estende-la até o Distrito Empresarial, tb seria interessante ela seguir pelo canteiro na entrada do Simioni. Quanto a uma ciclovia na Junqueira, realmente o único espaço disponível seria a calçada no canteiro, mas isso exigiria muita adaptação para transforma-ma em uma via segura para os ciclistas.

Cheguei a citar a ciclovia da Via Norte em uma das propostas do blog, no intuito de readequa-lá. Isso ajudaria a atrair novos ciclistas.

@Netto 81 acessei o blog e realmente são muito boas as sugestões, parabéns!
Dos vereadores atuais, o que sempre vejo algo relacionado a ciclovias e ciclistas é Marcos Papa. Dependendo do resultado após as eleições, ele ou algum outro poderia buscar essas melhorias.
Também gostaria de sugerir que nos trechos onde passam as torres elétricas, fossem implantados jardins com flores (não aqueles arbustos verdes que a Darcy deixou morrer em 2 meses), já que espécies arbóreas não são permitidas em baixo delas.
 

·
Registered
Joined
·
78 Posts
Em relação aos terminais, os que são realmente funcionais: Evangelina, Clínicas, Ribeirãoshopping, Bonfim Paulista e Praça da Bandeira, e apenas dois cumprem a função tronco alimentadora: Ribeirãoshopping e Bonfim Paulista, ambos na zona sul.

Com a conclusão dos corredores de ônibus, serão implantadas 4 (quatro) linhas estruturais: duas norte-sul e duas leste-oeste, tornarão os terminais Vila Abranches, José Sampaio, Clínicas, Ribeirão Verde realmente funcionais, e passagem pelos demais COM EXCEÇÃO ao Terminal São José (este disparadamente é o mais inútil).

Em relação ao terminal Norte, precisa demais de uma estrutura tronco alimentadora no final da Via Norte altura do Simioni ; mas já existe projetos para um terminal Norte na Avenida Brasil, na quadra da antiga Terra Facci. Existe o projeto via PPP para o Terminal Kennedy / Novo Shopping, mas ninguém fala a respeito.

Sobre a requalificação da Via Norte passou da hora de sair do papel, hoje as linhas expressas rodam somente no horário de rush, precisam ser ampliadas full time mesmo que sejam intervalos menores. Arrisco em dizer que de todas as mais de 120 linhas do sistema, as expressas são talvez as únicas que realmente compensam deixar o carro na garagem.
Realmente @Andre_RP esse terreno onde está previsto o terminal norte também atenderá bastante linhas ali da zn, este vai ser útil, ainda mais com os corredores e a implantação das linhas...meu sonho a prefeitura colocar ônibus articulados com ar condicionado ....isso sim seria uma mudança que agradaria os usuários!
Também não entendo o pq das linhas expressas não serem efetivadas! Até mesmos as que hoje não andam lotadas, como a expresso Via Norte, com certeza haveria a migração de linhas como Marincek e Geraldo de Carvalho, tornando estas mais economicamente viáveis.
 

·
Registered
Joined
·
10,976 Posts
Transporte público e Mobilidade: Resumo da proposta dos candidatos a prefeitura.

Fernando Chiarelli (Patriota)
O candidato propõe a criação do VLT (veículo leve sobre trilhos) aproveitando os trilhos das linhas férreas já construídos na cidade; obrigatoriedade de cobrador nos ônibus urbanos.

Luís Henrique Usai (PRTB)
O candidato propõe a ampliação na quantidade de linhas de ônibus, com redução de tarifas; instalação de bicicletários; melhorias nas ciclovias e ciclofaixas; incentivo no transporte por meio de tração humana; integração dos modais de transporte para amenizar a poluição no Centro; VLT ou "Litorina" veículo de transporte ferroviário não subterrâneo.

Cris Bezerra (MDB)
A candidata propõe que seja iniciado estudos para implantação de meios de transporte "mais modernos", como BRT, monotrilho, trem de subúrbio; transformar a Transerp em secretaria ou autarquia; aumento de linhas expressas no transporte coletivo e programa de educação para o trânsito.

Duarte Nogueira (PSDB)
O candidato propõe ampliar o programa de integração da tarifa, incorporando necessidades da região metropolitana; criação de um centro de controle operacional do transporte público; estimular o adensamento populacional ao longo dos corredores de ônibus; melhorar o acesso ao transporte para pessoas com deficiência de locomoção.

Emilson Roveri (Rede)
O candidato propõe a construção de ciclovias; utilizar as novas tecnologias para modernizar a integração entre modais de transporte; melhoria dos trajetos utilizando o georreferenciamento; atualização do plano de mobilidade; reestruturação das calçadas e caminhos para atender pessoas com mobilidade reduzida e carrinhos de bebê.

Gersio Baptista (PMN)
O candidato propõe implementar tecnologias de redução de emissões de gases do efeito estufa; modernização do transporte público adequando para novas tecnologia.

Antônio Alberto Machado (PT)
O candidato propõe a implantação de redes de caminhabilidade, interligando os principais locais de serviços públicos, como escolas, aos corredores de ônibus; definição de padrão para calçadas; ruas para pedestres; elaboração do plano cicloviário; implantação de faixas exclusivas para ônibus; implementação de condições para a tarifa zero; revisão tarifária; estudo para o uso de energias limpas.

Mauro Inácio (PSOL)
O candidato propõe a adoção do modal cicloviários com a criação de ciclovias; revisão do Plano de Mobilidade Urbana; realizar auditoria nos contratos do transporte; instituição progressiva da tarifa gratuita; criar bicicletários; concluir a construção dos corredores de ônibus; aprimorar o sistema de calçadas; melhoria na acessibilidade para pessoas com deficiência; criação de normas de rodízio de veículos; estudo para implantação de VLTs.

Rodrigo Junqueira (PSL)
O candidato propõe a eliminação dos radares móveis e implantar radares fixos; criar corredores especiais para circulação de ônibus, motos e bicicletas; proibir estacionamento em vias onde trafegam ônibus urbanos; proibir veículos pesados na avenida Nove de Julho; regulamentar a utilização de asfalto; implementar estacionamentos públicos com preços populares.

Suely Vilela (PSB)
A candidata propõe que os investimentos em infraestrutura urbana devem ter como prioridade a reconstrução de espaços e ao transporte público; os espaços das vias públicas devem ser destinados com ênfase para o transporte público

Vanderley Caixe (PCdoB)
O candidato propõe a elaboração de projetos para reestruturação do sistema viário e do sistema de transportes, priorizando o transporte coletivo; reorganizar as linhas e padrões tarifários; adaptação de calçadas; construção de ciclovias e ciclofaixas; combater o transporte clandestino e desregulamentado.
 

·
Registered
Joined
·
10,976 Posts
^^
É nítido como a maioria não sabe o que está propondo.
Trem de subúrbio? Utilizar as linhas férreas pra VLT? Esses candidatos sabem onde esses trilhos estão? O que eles ligam de onde pra onde? Não fizeram um mínimo estudo de logística e ficam repetindo discurso batido. Não é só utilizar os trilhos e por um VLT ali... a cidade precisa aprimorar o sistema por ônibus, terminar os corredores, colocar carros articulados, reorganizar linhas, reduzir intervalos, construir novos terminais... não tem tanto segredo assim!!!
Se não sabem o que fazer, parem de querer inventar a roda e copiem de onde deu certo.
 

·
Registered
Joined
·
78 Posts
^^
É nítido como a maioria não sabe o que está propondo.
Trem de subúrbio? Utilizar as linhas férreas pra VLT? Esses candidatos sabem onde esses trilhos estão? O que eles ligam de onde pra onde? Não fizeram um mínimo estudo de logística e ficam repetindo discurso batido. Não é só utilizar os trilhos e por um VLT ali... a cidade precisa aprimorar o sistema por ônibus, terminar os corredores, colocar carros articulados, reorganizar linhas, reduzir intervalos, construir novos terminais... não tem tanto segredo assim!!!
Se não sabem o que fazer, parem de querer inventar a roda e copiem de onde deu certo.
Realmente tão falando por falar mesmo, muito exibicionismo e poucas propostas concretas e que podem ser implementadas. Muto mais barato implementar BRTs nas atuais linhas férreas desativadas por exemplo do que por VLTs.
 

·
Registered
Joined
·
10,976 Posts
Realmente tão falando por falar mesmo, muito exibicionismo e poucas propostas concretas e que podem ser implementadas. Muto mais barato implementar BRTs nas atuais linhas férreas desativadas por exemplo do que por VLTs.
Justamente.
É uma tara por trilhos nessa cidade que beira a estupidez, falta colocarem o pé na realidade, no que é factível, no que dá pra fazer.
Até Campinas está implantando BRT no antigo leito de VLT.
 

·
R.I.P Transerp
Ainda com esperanças
Joined
·
1,279 Posts
As propostas estão bem diversificadas, mas definitivamente não entendo este povo que odeia faixa de ônibus mas idolatra transporte por trilhos. Claro que seria maravilhoso termos uma rede de VLT na cidade, mas por favor... sequer estamos conseguindo fazer o básico por ônibus!

Tem algumas propostas interessante, outas confusas e por fim aquelas que são completamente absurdas. Segue abaixo:

665930


Interessantes:

- Integração dos modais de transporte para amenizar a poluição no Centro : Integrar modais como ônibus, micro-ônibus, bicicletas, entre outros ajudam a reduzir a quantidade de veículos particulares circulando de maneira desnecessária no quadrilátero central. Se for bem planejado, pode reduzir significativamente o trânsito e a poluição (tanto atmosférica quanto sonora) desta região da cidade;

- Aumento de linhas expressas no transporte coletivo : Mais de 60% das linhas transporte coletivo de Ribeirão Preto são do tipo Radiais (bairro > Centro e vice-versa) o que muitas vezes obriga o usuário a se deslocar para o Centro sem necessidade e aumentando o tempo de viagem até seu destino. Linhas expressas entre terminais e estações bairro nos demais horários do dia trariam muito mais agilidade para os ônibus;

- Implantação de redes de caminhabilidade, interligando os principais locais de serviços públicos, como escolas, aos corredores de ônibus : Os pedestres são peças importantes na mobilidade urbana das cidades (principalmente porque todos nós somos pedestres em algum momento do dia) por isso estimular que calçadas adaptadas e interligadas aos polos geradores de tráfego e corredores estruturais estimularia que mais pessoas possam seguir a pé para seus compromissos de curta distância;

- Criação de um centro de controle operacional do transporte público : Um centro operacional ajudaria a monitorar os veículos do transporte coletivo de Ribeirão Preto e assim determinar estratégias em horários de pico ou situações atípicas como acidentes ou obras emergenciais. Sistemas BRT já possuem centros operacionais onde podem acompanhar em tempo real a velocidade e localização dos ônibus nas regiões da cidade;

- Transformar a Transerp em secretaria ou autarquia : Com certeza isso daria muito mais autonomia para que seus engenheiros e fiscais pudessem traçar planos mais complexos para o planejamento viário da cidade, deixando de agirem apenas em pequenas frentes locais e com resultados duvidosos;

- Integração da tarifa, incorporando necessidades da região metropolitana : Um dos principais focos de uma Região Metropolitana e sua integração; fato este que até o momento pouco evoluiu desde que a RM foi implementada a 4 anos atras. Ao criarmos uma rede integrada de transporte intermunicipal, mais pessoas terão acessos as cidades da região para fins de trabalho, estudo ou lazer;

- Estimular o adensamento populacional ao longo dos corredores de ônibus : Utilizado em Curitiba com as canaletas do sistema BRT, estimular que avenidas próximas aos corredores estruturais incentivam que o sistema possa ser melhor utilizado, alem de criar vetores de crescimento habitacional ou comercial nestes mesmos corredores;

Indefinidas

- Instalação de bicicletários; melhorias nas ciclovias e ciclofaixas : Com certeza é uma boa proposta, mas precisa de maior clareza quando ao critério para a implantação de bicicletários, ciclovias e ciclofaixas (esta última temos apenas duas em Ribeirão, ambas usadas apenas para lazer). Saber a demanda de ciclistas de determinada região são fundamentais para que tais estruturas sejam utilizadas com eficiência;

- Implementar tecnologias de redução de emissões de gases do efeito estufa : O que seriam estas tecnologias? Incentivo ao uso de carros elétricos? Estímulo ao uso da bicicleta? Ônibus do tipo elétricos? Este tipo de melhoria precisa ficar bem definida para que possamos ter uma frota "ecologicamente correta" porem dentro da realidade dos ribeirãopretanos;

- Criação de normas de rodízio de veículos : Este tipo de iniciativa costuma ser mais polêmica do que benéfica, pois costuma ser utilizada apenas em último caso pelas prefeituras (ou como mero instrumento de arrecadação municipal). Ribeirão Preto ainda não atingiu níveis de congestionamento tão elevados que justifiquem um rodízio municipal. Portanto esta proposta deve ser vista com cautela;

- Eliminação dos radares móveis e implantar radares fixos : Outro caso que requer cautela e atenção. Claro que a eliminação dos radares móveis seriam bem vistas entre os motoristas ribeirãopretanos; porem podem esquecer da ideia de uma cidade sem radares (em se tratando de uma com frota ativa com mais de 500 mil veículos, tal equipamento se faz necessário). No entanto a instalação de radares fixos exigem critérios técnicos para que os mesmos ajudem na fiscalização de trânsito e redução de acidentes, pois do contrário teríamos apenas um mero "caça-níquel municipal" cuja sua única função seria arrecadar sem limites;

- Criar corredores especiais para circulação de ônibus, motos e bicicletas : esta proposta se mostra muito confusa pois mistura modais diferentes. O que seriam "faixas especiais"? O manual de sinalização viária não alerta nada sobre este tipo de sinalização. Para os ônibus teríamos faixas exclusivas ou preferenciais, para as bicicletas temos as ciclofaixas; para as motocicletas as faixas seriam as áreas de recuo entre a faixa de segurança e faixa de retenção ou as destinadas para tráfego exclusivo para motocicletas?

- Implementar estacionamentos públicos com preços populares : Caso o formato escolhido fossem os Edifícios Garagem, tal proposta poderia suprir o deficit de vagas próximas as principais avenidas e polos geradores de tráfego. Contudo precisamos ter cuidado com o termo "preços populares", pois quando um serviço público se mostra nestas condições, com certeza algum tipo de subsídio está sendo utilizado no processo. Neste caso, vale o antigo ditado "O barato sempre sai caro";

- Proibir veículos pesados na avenida Nove de Julho : Tal medida só poderia ser pensada e discutida após a avenida Nove de Julho passar por um completo processo de revitalização. Caminhões e ônibus seriam os principais atingidos pelas medias e desta forma precisaríamos planejar alternativas para que estes veículos utilizem outras vias sem prejudicar sua movimentação (em especial os ônibus do transporte coletivo).

Irrelevantes

- Criação do VLT (veículo leve sobre trilhos) aproveitando os trilhos das linhas férreas já construídos na cidade : sistemas de transporte por tilhos necessitam de grandes investimentos financeiros e um complexo planejamento técnico envolvido. Precisamos ter um sistema de transporte por ônibus bastante eficiente e ágil antes de partirmos para modais que exigem maior demanda de passageiros. Alem disso os antigos trilhos da rede Fepasa já se encontram em péssimo estado de conservação (o que exigiria ainda mais verbas para sua revitalização);

- Combater o transporte clandestino e desregulamentado : Serviços de entrega e transporte por aplicativos como Uber, IFood, Rapy, 99, entre outros, permitiram que novas oportunidades de renda fossem criadas e - no caso dos APPs de transporte - novas formas eficientes de deslocamento na cidade sem a necessidade de utilizar transporte coletivo ou veículo particular. Criar leis que dificultam este tipo de atividade vai contra uma grande maioria de pessoas que utilizam os serviços, principalmente ao chama-los de "clandestinos", uma forma de ofensa aos que trabalham na área;

- Estudos para implantação de meios de transporte "mais modernos", como BRT, monotrilho, trem de subúrbio : Segue o mesmo pensamento quanto ao VLT; precisamos melhorar o sistema básico de transporte por ônibus antes de nos "aventurarmos" em modais mais caros e complexos. Nesta lista apenas o BRT seria o passo natural para uma correta evolução no sistema de transporte público ribeirãopretano;

- Obrigatoriedade de cobrador nos ônibus urbanos : Muitas profissões foram extinguidas ao longo da história e, com o total respeito aos que um dia trabalharam nesta profissão, os cobradores também estão nesta lista de funções a serem extintas. Diversas cidades no mundo já não utilizam mais cobradores em seus ônibus e esta tente a ser uma tendência cada vez mais forte no curto prazo;

- Implementação de condições para a tarifa zero : Estudantes da rede municipal e idosos não pagam para utilizarem o transporte coletivo, porem isso não significa que eles "viagem de graça". Todos os meses a prefeitura repassa um determinado valor para as permissionárias na forma de subsídio. Ou seja, mesmo quem nunca utilizou ônibus na vida está pagando por esta "gratuidade". Desde que sejam utilizadas verbas vindas de fontes que não sejam do poder público, esta ideia não passa de puro devaneio excessivo;

- Regulamentar a utilização de asfalto : Definir quem irá utilizar determinada via deve ser um ato técnico e não político. Ao impedirmos de determinados veículos utilizem uma rua ou avenida, precisamos avaliar os prós e contras desta medida. Fechar uma via de maneira impensada pode trazer grandes prejuízos no deslocamento de veículos e comércios da região;

Todos os planos de governo estão registrada no site Divulgacan (http://divulgacandcontas.tse.jus.br/)

Link com os candidatos de Ribeirão Preto
http://divulgacandcontas.tse.jus.br/divulga/#/municipios/2020/2030402020/69698/candidatos
 

·
Registered
Joined
·
78 Posts
Tenha acompanhado a propaganda eleitoral e nada de novidade no quesito transporte dos 2 melhores colocados. Nogueira batendo no peito q criou e vai criar corredores (projetos da época da Darcy) e que colocará ônibus com ar-condicionado e wifi, sem dizer datas e quais linhas. Já a Suely, nenhum momento propos nada para o transporte público. A surpresa se fosse para o 2 turno seria Chiarelli, que propõe como melhoria volta dos cobradores (na contramão do mundo todo) e a quebra de contrato com a Prourbano.
 

·
R.I.P Transerp
Ainda com esperanças
Joined
·
1,279 Posts
Tenha acompanhado a propaganda eleitoral e nada de novidade no quesito transporte dos 2 melhores colocados. Nogueira batendo no peito q criou e vai criar corredores (projetos da época da Darcy) e que colocará ônibus com ar-condicionado e wifi, sem dizer datas e quais linhas. Já a Suely, nenhum momento propos nada para o transporte público. A surpresa se fosse para o 2 turno seria Chiarelli, que propõe como melhoria volta dos cobradores (na contramão do mundo todo) e a quebra de contrato com a Prourbano.
A quebra do contrato seria msm a última alternativa para assim criarmos uma nova licitação que seja benéfica para o usuário, mas por hora a prefeitura continua fazendo vista grossa e deixando a Pro-urbano quebrar contrato.

Já sobre a proposta citando a volta dos cobradores, apenas uma palavra: retrocesso.
 
5601 - 5620 of 5670 Posts
Top