SkyscraperCity banner

5641 - 5653 of 5653 Posts

·
R.I.P Transerp
Ainda com esperanças
Joined
·
1,274 Posts
Inacreditáel @Netto 81 ! Desde quando retornei pra RP (em Março) não tinha andado de bus.
Que desculpinha mais esfarrapada essa! Pelo contrário, ônibus maiores deveriam ser utilizados pra evitar aglomerações, e o pior disso tudo é que a prefeitura concorda com tudo...daqui a pouco colocam micro onibus pras linhas convencionais.
Bem por ai mesmo. Simplesmente retiraram os Padrons e até o momento não se tem previsão para o retorno deles para as Circulares. Seu raciocínio está certo pois quanto mais ônibus, menos aglomeração.

Vamos ver se com a saída da Turb da cidade as coisas poderão melhorar um pouco.
 

·
R.I.P Transerp
Ainda com esperanças
Joined
·
1,274 Posts
Empresa de ônibus é vendida e encerra as atividades em Ribeirão
Companhia fazia parte do Consórcio Pró-Urbano e atendia ao transporte público da cidade
Da reportagem | ACidadeON/Ribeirao 13/1/2021 11:26


Terminal de ônibus em Ribeirão Preto

A empresa de ônibus Turb, que fazia parte do Consórcio Pró-Urbano e atendeu por anos ao transporte público de Ribeirão Preto, foi recentemente vendida e já tem data para encerrar as atividades na cidade: entre fevereiro e o início de março.

De acordo com o posicionamento do Sindicato dos Empregados do Transporte Urbano, divulgado nesta quarta-feira (13), 20% das operações foram adquiridas pela transportadora Sertran, de Sertãozinho, e 10% pela Rápido D'Oeste. Os motivos que levaram à venda, no entanto, não foram esclarecidos na nota oficial.

"A Turb estará encerrando suas atividades em Ribeirão Preto, aguardando apenas o final das negociações em relação aos empregados", informou.

O mesmo comunicado ressalta que todas as soluções estão sendo buscadas para que os prestadores de serviços não sejam prejudicados durante a transição. Questões como horas extras, diferença do vale alimentação e demais direitos adquiridos também foram citados pelo grupo como prioridade.

Questionado pelo ACidade ON, o Consórcio Pró-Urbano não comentou o caso até a publicação desta matéria ou explicou como isso poderá afetar a malha de coletivos do município.

=================================================================

Por essa ninguém esperava!
Pelo menos por hora será o fim das chaleiras da Turb, pois aqueles ônibus já demonstravam desgastes desde os primeiros meses de operação no sistema inciado em 2012. Espero que isso seja um sinal para futuras boas mudanças em relação a frota atual.
 

·
Registered
Joined
·
10,936 Posts
Foi tarde Tub e Cherulli. Constantino não estava mais investindo na garagem da Rua Coimbra, estava tudo largado, principalmente a gestão.

Esperamos que efetivamente as coisas voltem aos eixos nesse consórcio, ainda tem muito o que melhorar, vamos esperar por esta revisão de contrato prometida pelo Nogueira.
 

·
Registered
Joined
·
21 Posts
Viaduto Profissionais da Saúde nos “finalmentes”. Sinalização de solo pronta, alças lado norte prontas, travessia de pedestres sobre o córrego pronta, faltando somente a finalização das alças sentido sul!
Poderiam liberar a passagem de veículos sobre o viaduto!
 

·
Registered
Joined
·
10,936 Posts
Avenida Mogiana será interditada nesta segunda-feira (25)
Bloqueio será para obras do programa Ribeirão Mobilidade, para construção do corredor de ônibus Norte/Sul 2 e 3

Foto: Divulgação Transerp

Com o avanço das obras do corredor de ônibus Norte/Sul 2 pelo programa Ribeirão Mobilidade, a Transerp informa que na próxima segunda-feira, dia 25 de janeiro, haverá interdição da avenida Mogiana, entre a rua Lazar Segal e avenida Cavalheiro Paschoal Innecchi, na pista em direção à avenida Dr. Oscar de Moura Lacerda.
Desta forma, os condutores que seguem pela avenida Mogiana em direção à avenida Cavalheiro Paschoal Innecchi, deverão acessar à direta na marginal da avenida Mogiana, seguindo em frente até a rotatória da avenida Dr. Oscar de Moura Lacerda.
A Transerp orienta os condutores que redobrem a atenção e diminuam a velocidade de seus veículos a fim de se evitar acidentes. Além disso, uma equipe técnica fará o monitoramento durante o andamento dos serviços a fim de garantir a segurança necessária aos condutores e pedestres na região.
 

·
Registered
Joined
·
10,936 Posts
Finalmente, a requalificação da Av. Thomaz Alberto saindo!

Prefeitura assina ordem de serviço para construir trecho 1 do corredor de ônibus Norte-Sul
Obra do programa Ribeirão Mobilidade revitalizará as principais vias de acesso ao aeroporto Leite Lopes
Fotos: Alexandre de Azevedo


Em solenidade realizada no canteiro da alça de entrada do Aeroporto Estadual Dr. Leite Lopes, o prefeito Duarte Nogueira e o secretário de Obras Públicas, Pedro Luiz Pegoraro, assinaram na manhã desta quarta-feira, dia 27 de janeiro, a ordem de serviço que autoriza o início da implantação do trecho 1 do corredor de ônibus Norte-Sul. A obra, que também contempla a implantação de uma ciclovia na nas avenidas Recife e Thomaz Alberto Whately, faz parte do Programa Ribeirão Mobilidade, que prevê a implantação de 56 quilômetros de corredores de ônibus no município.

Com a implantação do corredor Norte-Sul – trecho 1, serão beneficiados entre 15 mil e 18 mil usuários do transporte público, principalmente de bairros como Jardim Jóquei Clube, Jardim Aeroporto, Jardim Porto Seguro, Vila Elisa, Parque Industrial Cel. Quito Junqueira, Vila Mariana e Quintino Facci I.

“Esse eixo Norte-Sul que é o principal corredor do programa Ribeirão Mobilidade, vai ligar o Ribeirão Verde ao RibeirãoShopping, garantindo segurança viária, menos tempo das pessoas nos ônibus e menos acidentes, que aliás a nossa cidade nesses últimos quatro anos, reduziu em 42,8% o número de acidentes fatais nas vias municipais, isso tem o efeito de proteger a integridade das pessoas e garantir um trânsito com mais qualidade”, destacou o chefe do Executivo.



O prefeito citou, ainda, que a ilha central da avenida Thomaz Alberto será reduzida e será implantada uma galeria de água pluvial, que atualmente, não existe na avenida. “Serão centenas de bocas de lobo para poder captar essa água e vai haver uma nova urbanização na região, além de oito pontos de embarque e desembarque do transporte coletivo, semaforização inteligente entre outras adequações”, acrescentou.

Segundo um levantamento feito pela Transerp, empresa que gerencia o trânsito em Ribeirão Preto, nos horários de pico, a avenida Thomaz Alberto Whately recebe cerca de 2 mil veículos por sentido, por hora, enquanto a Recife recebe até mil também nos dois sentidos.

A obra será realizada pela empresa JZ Engenharia, licitada por R$ 23.997.875,14, uma economia de 19% aos cofres públicos frente ao investimento previsto inicialmente, de R$ 29.452.918,16. O prazo de execução é de 12 meses. Além das avenidas citadas, o corredor Norte-Sul é formado pelas avenidas Brasil, Ligia Latuf Salomão, Braz Olaia Acosta, Cel. Fernando Ferreira Leite, Mogiana, Paschoal Innechi, Meira Júnior e Independência.



Revitalização na região
“Pretendemos transformar essa avenida em uma via melhor, com mais infraestrutura de galerias, iluminação e ciclovia. A ideia é transformá-la em uma avenida moderna e com melhores condições para todos os usuários que utilizam essa região”, explicou o secretário de Obras Públicas, Pedro Luiz Pegoraro. O projeto contempla o recapeamento reforçado nas faixas preferenciais (a exemplo da avenida do Café) para garantir maior tempo de uso e menor risco de danos devido ao peso do veículo, com concretagem nos pontos de parada.

Além disso, as obras revitalizarão praticamente todo o passeio dos trechos onde passarão o corredor para garantir acessibilidade aos pedestres, principalmente aqueles com dificuldades de mobilidade.

Também haverá a troca de toda a pavimentação ao longo dos três quilômetros deste trecho do novo corredor, além substituição de guias e sarjetas.



Ciclovia
Com extensão de cinco quilômetros (entre a avenida Recife, ligando com a Thomaz Alberto até a Via Norte), a ciclovia será implantada no canteiro central e outros trechos que estão próximos à calçada. Assim como está prevista uma ciclovia na avenida Magid Simão Trad, sendo separada desse eixo.

 

·
Registered
Joined
·
65 Posts
Finalmente, a requalificação da Av. Thomaz Alberto saindo!

Prefeitura assina ordem de serviço para construir trecho 1 do corredor de ônibus Norte-Sul
Obra do programa Ribeirão Mobilidade revitalizará as principais vias de acesso ao aeroporto Leite Lopes
Fotos: Alexandre de Azevedo


Em solenidade realizada no canteiro da alça de entrada do Aeroporto Estadual Dr. Leite Lopes, o prefeito Duarte Nogueira e o secretário de Obras Públicas, Pedro Luiz Pegoraro, assinaram na manhã desta quarta-feira, dia 27 de janeiro, a ordem de serviço que autoriza o início da implantação do trecho 1 do corredor de ônibus Norte-Sul. A obra, que também contempla a implantação de uma ciclovia na nas avenidas Recife e Thomaz Alberto Whately, faz parte do Programa Ribeirão Mobilidade, que prevê a implantação de 56 quilômetros de corredores de ônibus no município.

Com a implantação do corredor Norte-Sul – trecho 1, serão beneficiados entre 15 mil e 18 mil usuários do transporte público, principalmente de bairros como Jardim Jóquei Clube, Jardim Aeroporto, Jardim Porto Seguro, Vila Elisa, Parque Industrial Cel. Quito Junqueira, Vila Mariana e Quintino Facci I.

“Esse eixo Norte-Sul que é o principal corredor do programa Ribeirão Mobilidade, vai ligar o Ribeirão Verde ao RibeirãoShopping, garantindo segurança viária, menos tempo das pessoas nos ônibus e menos acidentes, que aliás a nossa cidade nesses últimos quatro anos, reduziu em 42,8% o número de acidentes fatais nas vias municipais, isso tem o efeito de proteger a integridade das pessoas e garantir um trânsito com mais qualidade”, destacou o chefe do Executivo.



O prefeito citou, ainda, que a ilha central da avenida Thomaz Alberto será reduzida e será implantada uma galeria de água pluvial, que atualmente, não existe na avenida. “Serão centenas de bocas de lobo para poder captar essa água e vai haver uma nova urbanização na região, além de oito pontos de embarque e desembarque do transporte coletivo, semaforização inteligente entre outras adequações”, acrescentou.

Segundo um levantamento feito pela Transerp, empresa que gerencia o trânsito em Ribeirão Preto, nos horários de pico, a avenida Thomaz Alberto Whately recebe cerca de 2 mil veículos por sentido, por hora, enquanto a Recife recebe até mil também nos dois sentidos.

A obra será realizada pela empresa JZ Engenharia, licitada por R$ 23.997.875,14, uma economia de 19% aos cofres públicos frente ao investimento previsto inicialmente, de R$ 29.452.918,16. O prazo de execução é de 12 meses. Além das avenidas citadas, o corredor Norte-Sul é formado pelas avenidas Brasil, Ligia Latuf Salomão, Braz Olaia Acosta, Cel. Fernando Ferreira Leite, Mogiana, Paschoal Innechi, Meira Júnior e Independência.



Revitalização na região
“Pretendemos transformar essa avenida em uma via melhor, com mais infraestrutura de galerias, iluminação e ciclovia. A ideia é transformá-la em uma avenida moderna e com melhores condições para todos os usuários que utilizam essa região”, explicou o secretário de Obras Públicas, Pedro Luiz Pegoraro. O projeto contempla o recapeamento reforçado nas faixas preferenciais (a exemplo da avenida do Café) para garantir maior tempo de uso e menor risco de danos devido ao peso do veículo, com concretagem nos pontos de parada.

Além disso, as obras revitalizarão praticamente todo o passeio dos trechos onde passarão o corredor para garantir acessibilidade aos pedestres, principalmente aqueles com dificuldades de mobilidade.

Também haverá a troca de toda a pavimentação ao longo dos três quilômetros deste trecho do novo corredor, além substituição de guias e sarjetas.



Ciclovia
Com extensão de cinco quilômetros (entre a avenida Recife, ligando com a Thomaz Alberto até a Via Norte), a ciclovia será implantada no canteiro central e outros trechos que estão próximos à calçada. Assim como está prevista uma ciclovia na avenida Magid Simão Trad, sendo separada desse eixo.

Projeto que vai mudar toda a região. Uma pena não ter ciclovia na Brasil/Saudade, seria uma ligação perfeita saindo do extremo norte e chegando a região central com segurança para os ciclistas. A conexão com a ciclovia da via norte também foi ótimo, ainda mais pq vários trabalhadores da ZN, que trabalham na Região da Vila Mariana/Carvalho utilizam a ciclo da via norte e depois tem de subir disputando com os carros a rua. Com a construção da ciclovia da Av Simão Traad, no Simioni espero que logo também façam no canteiro da Gen. Auclides Figueredo, se conectando com a Via Norte e fazendo a ligação direta também com mais um extremo da zona norte com a região central.
 

·
Registered
Joined
·
10,936 Posts
Não lembro de ter visto o projeto na íntegra, mas acho que a ciclovia na Av. Gen. Euclides está e precisa ser inclusa neste lote da Magid, senão perde totalmente o sentido, implantar na Magid e deixar a ligação com a Via Norte de fora.
 

·
Registered
Joined
·
65 Posts
Ribeirão realiza estudo sobre revitalização de avenida
Estudos sobre a circulação de veículos na avenida Rio Pardo, em Ribeirão Preto, deve custar R$ 150 mil


A Prefeitura de Ribeirão Preto realiza uma licitação para contratação de empresa de engenharia para realização de mudanças no tráfego de veículos na avenida Rio Pardo. Uma empresa de arquitetura já teve julgada como vencedora uma proposta de R$ 150,5 mil para realização do projeto, mas a decisão ainda não foi homologada.
A licitação pretende contratar uma empresa especializada em engenharia de tráfego para elaboração dos estudos sobre o plano de circulação no local, viabilidade de implantação de semáforos e viabilidade de novas conexões viárias.

Na justificativa da licitação, a prefeitura afirma que a remodelação da via tem o objetivo de melhorar a ligação entre os bairros. De acordo com o edital de licitação, atualmente essa ligação está prejudicada.

"[...] permitirá uma junção entre a necessidade de melhoraria na mobilidade dos moradores da região noroeste da cidade e de preservação dos últimos remanescentes da ferrovia da Companhia Mogiana com a oportunidade do estímulo ao desenvolvimento urbano da região ao mesmo tempo em que se valoriza a cultura local", pontua na justificativa do projeto.
1024617


As adequações na via constam no Plano Municipal de Mobilidade Urbana, que foi elaborado em 2012, ainda na gestão da ex-prefeita Dárcy Vera.

Inclusive, o plano prevê a continuação da avenida Rio Pardo seria realizada na faixa de domínio da antiga ferrovia até a avenida Luiz Galvão Cezar.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Bacana que o estudo contempla toda a Avenida e pela desenho do croqui, aparenta que será feito em fases. Só não entendi a parte de " preservação dos últimos remanescentes da ferrovia da Companhia Mogiana com a oportunidade do estímulo ao desenvolvimento urbano da região". OK, revitalizar o Barracão e deixar algum trecho da linha férrea como patrimônio histórico, mas preservar todo o trecho não teria lógica, sendo que poderiam ser utilizados para outros fins aquele espaço, inclusive com a criação de um parque linear.
 

·
R.I.P Transerp
Ainda com esperanças
Joined
·
1,274 Posts
Avenida Mogiana será interditada nesta segunda-feira (25)
Bloqueio será para obras do programa Ribeirão Mobilidade, para construção do corredor de ônibus Norte/Sul 2 e 3

Foto: Divulgação Transerp

Com o avanço das obras do corredor de ônibus Norte/Sul 2 pelo programa Ribeirão Mobilidade, a Transerp informa que na próxima segunda-feira, dia 25 de janeiro, haverá interdição da avenida Mogiana, entre a rua Lazar Segal e avenida Cavalheiro Paschoal Innecchi, na pista em direção à avenida Dr. Oscar de Moura Lacerda.
Desta forma, os condutores que seguem pela avenida Mogiana em direção à avenida Cavalheiro Paschoal Innecchi, deverão acessar à direta na marginal da avenida Mogiana, seguindo em frente até a rotatória da avenida Dr. Oscar de Moura Lacerda.
A Transerp orienta os condutores que redobrem a atenção e diminuam a velocidade de seus veículos a fim de se evitar acidentes. Além disso, uma equipe técnica fará o monitoramento durante o andamento dos serviços a fim de garantir a segurança necessária aos condutores e pedestres na região.
Dentro das devidas proporções, será o nosso "pequeno BRT" de Ribeirão pois ao deixar a pista da Mogiana (sentido Paschoal Innechi) exclusiva para ônibus, teremos algo parecido com as canaletas do sistema BRT de Curitiba. Alias isso serve de exemplo para novos bairros que já sejam pensados para isso.

Finalmente, a requalificação da Av. Thomaz Alberto saindo!

Prefeitura assina ordem de serviço para construir trecho 1 do corredor de ônibus Norte-Sul
Obra do programa Ribeirão Mobilidade revitalizará as principais vias de acesso ao aeroporto Leite Lopes
Uma das mais aguardadas! Uma avenida que nunca recebeu melhorias nos últimos anos passará por uma transformação que irá beneficiar milhares de pessoas em todos os sentidos (mobilidade, segurança, novos negócios e visibilidade ao aeroporto).

Novas faixas de rolamento, faixa para ônibus, sistema de drenagem, calçadas e ciclovia. A Thomaz Alberto será uma avenida modelo para Ribeirão!

Ribeirão realiza estudo sobre revitalização de avenida
Estudos sobre a circulação de veículos na avenida Rio Pardo, em Ribeirão Preto, deve custar R$ 150 mil

View attachment 1024617
Esta obra com certeza trará uma nova cara para a região do Ipiranga. Tão logo consigam resolver o problema quanto a favela, teremos uma avenida com acesso direto entre a Via Norte e HC Campus! Tem tudo para ser um dos corredores mais disputados para novas construções da cidade.

Sobre a estação Barracão, concordo em restaurarem o prédio e manterem um trecho dos trilhos junto a plataforma. Ela tem um valor histórico muito grande para o Ipiranga e Campos Elíseos. Como sugestão, poderiam inserir uma base de apoio da GCM no local, desta forma teríamos uma estrutura de segurança em um local estratégico perfeito.

Estação Barracão - restauração e implantação de base de apoio da GCM

1031815
 

·
R.I.P Transerp
Ainda com esperanças
Joined
·
1,274 Posts
26/02/2021 14:52 - Obras
Viaduto Profissionais da Saúde entra em funcionamento
Investimento de R$ 15.285.365,82 permitirá trânsito direto entre as regiões Leste e Oeste; obra faz parte do Programa Ribeirão Mobilidade
Foto: Alexandre de Azevedo



Na manhã desta sexta-feira, dia 26 de fevereiro, a prefeitura de Ribeirão Preto, por meio da Secretaria Municipal de Obras Públicas, entregou o viaduto Profissionais da Saúde, localizado na avenida Maria de Jesus Condeixa. Os primeiros veículos a cruzar a obra, que é parte do Programa Ribeirão Mobilidade, foram os carros antigos do clube Faixa Branca e potentes motocicletas de clubes da cidade.

O viaduto passa sobre o córrego Retiro Saudoso, na avenida Francisco Junqueira, e tem cerca de 200 metros de extensão. A obra proporcionará uma ligação de mais de oito quilômetros entre as regiões Leste e Oeste e criará conexão direta das avenidas Treze de Maio e Castelo Branco com a av. Presidente Vargas, eliminando a necessidade de retornos pela av. Francisco Junqueira. Serão beneficiados com o viaduto os moradores dos bairros Castelo Branco, Iguatemi, Santa Cruz do José Jacques, Vila Seixas, Jardim Macedo, Jardim América e Centro.

Foto: Alexandre de Azevedo



Participaram da solenidade de inauguração o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, o secretário de Obras Públicas, Pedro Luiz Pegoraro, o secretário da Saúde, Sandro Scarpelini, representando os profissionais da saúde homenageados com a denominação do viaduto, autoridades e munícipes.

Foto: Alexandre de Azevedo



“Uma obra estipulada em 18 meses, mas que entregamos antes do prazo e será importantíssima para Ribeirão Preto do ponto de vista viário, pois trará mais mobilidade à região sem o transtorno de ter que fazer o desvio pela avenida Francisco Junqueira, portanto, mais segurança viária e menos acidentes”, afirmou o prefeito Duarte Nogueira.

Segundo o secretário de Obras Públicas, as melhorias que o viaduto traz para toda a cidade merecem destaque. “Uma realização que irá fazer ligação direta da zona Oeste com a zona Leste, favorecendo muito as pessoas que saem, principalmente, da avenida Treze de Maio e que querem acessar o outro lado da cidade, permitindo chegar até a avenida Caramuru. Isso facilita a vida das pessoas, não somente neste trecho, mas em toda a região e também na avenida Francisco Junqueira, que terá mais fluidez”, explicou Pegoraro.

Foto: Alexandre de Azevedo



Além de ser uma importante obra para a mobilidade de Ribeirão Preto, durante a construção do viaduto Profissionais da Saúde foram gerados 40 empregos diretos e mais de 100 empregos indiretos, fomentando a economia da cidade.

A vendedora Maria de Oliveira é uma das pessoas que se beneficiarão com a obra. “Há anos passo por este caminho, que estava muito caótico. Com o viaduto, vou poder chegar mais rapidamente ao trabalho e evitar o trânsito”, explicou.

Foto: Alexandre de Azevedo



Iniciada em setembro de 2019, a obra foi contratada por R$ 15.285.365,82, uma economia de R$ 4.865.065.53 (24,25%) aos cofres públicos se comparado ao investimento previsto inicialmente, de R$ 20.180.431,35. Serão 98 metros lineares de obras de arte e cerca de 200 metros de estruturado, três mil metros cúbicos de concreto utilizados, meia tonelada de aço e 24 vigas pré-moldadas protendidas.

Foto: Alexandre de Azevedo



A rede de alta tensão passou de 14 metros de altura para 20 metros, com o intuito de garantir a segurança dos motoristas que transitarem pelo viaduto. Por questões de segurança, a distância mínima do veículo que passa sobre a ponte e a catenária de energia elétrica tem que ser, no mínimo, de oito metros.

Foto: Fernando Gonzaga



Denominação do viaduto

Em agosto de 2020, o prefeito Duarte Nogueira assinou a Lei 14.487, que denomina o viaduto da avenida Maria de Jesus Condeixa de “Viaduto Profissionais da Saúde de Ribeirão Preto”.

Trata-se de merecida homenagem a todos os Profissionais da Saúde da cidade, cujo trabalho dedicado, diuturno e de alta qualidade técnica, com risco da própria incolumidade física, tem propiciado o enfrentamento da pandemia provocada pelo novo coronavírus, salvando vidas e recuperando a grande maioria de enfermos, tanto de Ribeirão Preto como de municípios vizinhos.

Foto: Fernando Gonzaga



Programa Ribeirão Mobilidade

A Prefeitura conta com cerca de 90% das obras do Programa Ribeirão Mobilidade licitadas e em processo de licitação. São mais de 30 intervenções viárias planejadas para garantir mais acessibilidade, segurança no trânsito e qualidade de vida à população de Ribeirão Preto.

O investimento total se aproxima de R$ 500 milhões, sendo R$ 310 milhões em recursos do Governo Federal e, o restante, do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa) e outras agências de crédito.

Ao todo, serão implantados 11 corredores de ônibus em Ribeirão Preto, num total de 56 quilômetros percorrendo as principais avenidas do município, além de pontes, túneis e viadutos que irão proporcionar maior conforto a 4.154.118 usuários do transporte público.

Foto: Fernando Gonzaga



===================================================================

Com certeza uma das ligações mais esperadas para aquela região da cidade! Vai agilizar e muito o trânsito entre as regiões Leste, Sul e Oeste de Ribeirão Preto. Se formos parar pra pensar este foi o viaduto mais complexo pois acabou sendo o mais extenso e necessitou de adaptação da rede de alta tensão que passa naquele canteiro.
 

·
Registered
Joined
·
65 Posts
26/02/2021 14:52 - Obras
Viaduto Profissionais da Saúde entra em funcionamento
Investimento de R$ 15.285.365,82 permitirá trânsito direto entre as regiões Leste e Oeste; obra faz parte do Programa Ribeirão Mobilidade
Foto: Alexandre de Azevedo



Na manhã desta sexta-feira, dia 26 de fevereiro, a prefeitura de Ribeirão Preto, por meio da Secretaria Municipal de Obras Públicas, entregou o viaduto Profissionais da Saúde, localizado na avenida Maria de Jesus Condeixa. Os primeiros veículos a cruzar a obra, que é parte do Programa Ribeirão Mobilidade, foram os carros antigos do clube Faixa Branca e potentes motocicletas de clubes da cidade.

O viaduto passa sobre o córrego Retiro Saudoso, na avenida Francisco Junqueira, e tem cerca de 200 metros de extensão. A obra proporcionará uma ligação de mais de oito quilômetros entre as regiões Leste e Oeste e criará conexão direta das avenidas Treze de Maio e Castelo Branco com a av. Presidente Vargas, eliminando a necessidade de retornos pela av. Francisco Junqueira. Serão beneficiados com o viaduto os moradores dos bairros Castelo Branco, Iguatemi, Santa Cruz do José Jacques, Vila Seixas, Jardim Macedo, Jardim América e Centro.

Foto: Alexandre de Azevedo



Participaram da solenidade de inauguração o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, o secretário de Obras Públicas, Pedro Luiz Pegoraro, o secretário da Saúde, Sandro Scarpelini, representando os profissionais da saúde homenageados com a denominação do viaduto, autoridades e munícipes.

Foto: Alexandre de Azevedo



“Uma obra estipulada em 18 meses, mas que entregamos antes do prazo e será importantíssima para Ribeirão Preto do ponto de vista viário, pois trará mais mobilidade à região sem o transtorno de ter que fazer o desvio pela avenida Francisco Junqueira, portanto, mais segurança viária e menos acidentes”, afirmou o prefeito Duarte Nogueira.

Segundo o secretário de Obras Públicas, as melhorias que o viaduto traz para toda a cidade merecem destaque. “Uma realização que irá fazer ligação direta da zona Oeste com a zona Leste, favorecendo muito as pessoas que saem, principalmente, da avenida Treze de Maio e que querem acessar o outro lado da cidade, permitindo chegar até a avenida Caramuru. Isso facilita a vida das pessoas, não somente neste trecho, mas em toda a região e também na avenida Francisco Junqueira, que terá mais fluidez”, explicou Pegoraro.

Foto: Alexandre de Azevedo



Além de ser uma importante obra para a mobilidade de Ribeirão Preto, durante a construção do viaduto Profissionais da Saúde foram gerados 40 empregos diretos e mais de 100 empregos indiretos, fomentando a economia da cidade.

A vendedora Maria de Oliveira é uma das pessoas que se beneficiarão com a obra. “Há anos passo por este caminho, que estava muito caótico. Com o viaduto, vou poder chegar mais rapidamente ao trabalho e evitar o trânsito”, explicou.

Foto: Alexandre de Azevedo



Iniciada em setembro de 2019, a obra foi contratada por R$ 15.285.365,82, uma economia de R$ 4.865.065.53 (24,25%) aos cofres públicos se comparado ao investimento previsto inicialmente, de R$ 20.180.431,35. Serão 98 metros lineares de obras de arte e cerca de 200 metros de estruturado, três mil metros cúbicos de concreto utilizados, meia tonelada de aço e 24 vigas pré-moldadas protendidas.

Foto: Alexandre de Azevedo



A rede de alta tensão passou de 14 metros de altura para 20 metros, com o intuito de garantir a segurança dos motoristas que transitarem pelo viaduto. Por questões de segurança, a distância mínima do veículo que passa sobre a ponte e a catenária de energia elétrica tem que ser, no mínimo, de oito metros.

Foto: Fernando Gonzaga



Denominação do viaduto

Em agosto de 2020, o prefeito Duarte Nogueira assinou a Lei 14.487, que denomina o viaduto da avenida Maria de Jesus Condeixa de “Viaduto Profissionais da Saúde de Ribeirão Preto”.

Trata-se de merecida homenagem a todos os Profissionais da Saúde da cidade, cujo trabalho dedicado, diuturno e de alta qualidade técnica, com risco da própria incolumidade física, tem propiciado o enfrentamento da pandemia provocada pelo novo coronavírus, salvando vidas e recuperando a grande maioria de enfermos, tanto de Ribeirão Preto como de municípios vizinhos.

Foto: Fernando Gonzaga



Programa Ribeirão Mobilidade

A Prefeitura conta com cerca de 90% das obras do Programa Ribeirão Mobilidade licitadas e em processo de licitação. São mais de 30 intervenções viárias planejadas para garantir mais acessibilidade, segurança no trânsito e qualidade de vida à população de Ribeirão Preto.

O investimento total se aproxima de R$ 500 milhões, sendo R$ 310 milhões em recursos do Governo Federal e, o restante, do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa) e outras agências de crédito.

Ao todo, serão implantados 11 corredores de ônibus em Ribeirão Preto, num total de 56 quilômetros percorrendo as principais avenidas do município, além de pontes, túneis e viadutos que irão proporcionar maior conforto a 4.154.118 usuários do transporte público.

Foto: Fernando Gonzaga



===================================================================

Com certeza uma das ligações mais esperadas para aquela região da cidade! Vai agilizar e muito o trânsito entre as regiões Leste, Sul e Oeste de Ribeirão Preto. Se formos parar pra pensar este foi o viaduto mais complexo pois acabou sendo o mais extenso e necessitou de adaptação da rede de alta tensão que passa naquele canteiro.
Ótimo para mobilidade de veículos motorizados, mas uma pena a prefeitura não ter colocado no projeto calçadas e uma ciclovia, como fez no viaduto da Henry Nestlé. Perdeu-se uma grande oportunidade de criar um circuito incrível cicloviário. Caso fosse implantada uma ciclovia no canteiro central desta avenida (atravessando pelo viaduto), futuramente poderiam também ser feitas ciclovias na 13 de maio e 9 de julho e até mesmo uma conexão (com calçadas compartilhadas) até a ciclovia na Caramuru.
 
5641 - 5653 of 5653 Posts
Top