Skyscraper City Forum banner
1 - 20 of 344 Posts

·
Registered User
Joined
·
2,732 Posts
Discussion Starter · #1 ·
Prefeito vistoria obras de urbanização em Paraisópolis
O prefeito vistoriou nesta quarta-feira (05/08) dois trechos de obras de urbanização em Paraisópolis, a segunda maior favela da cidade. As construções estão em estágio avançado, com entrega de apartamentos nos próximos meses.

As obras de urbanização em Paraisópolis, que integram o maior programa de urbanização de favelas da América Latina, estão em estágio cada vez mais avançado, com entrega de apartamentos nos próximos meses. Foi o que o prefeito de São Paulo conferiu nesta quarta-feira (05/08), durante uma vistoria a dois trechos de obras na favela: a construção de 126 unidades habitacionais do condomínio F e a implantação da Via Perimetral.

"Essa é uma das obras mais importantes da nossa gestão. Trata-se da recuperação da qualidade de vida e do resgate da dignidade de Paraisópolis", lembrou o prefeito. "Aqui nós estamos criando mil moradias. São mil famílias que deixarão de morar em favelas. Do outro lado, teremos também uma AMA e uma UBS, que estarão funcionando até dezembro", disse.

A região ganhará ainda o Parque Paraisópolis, um Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e um Centro de Educação Infantil (CEI), e, desde janeiro deste ano, já possui um Centro Educacional Unificado (CEU). Também são executadas obras de drenagem urbana, redes de esgoto e água e pavimentação.

O prefeito conheceu as unidades habitacionais do condomínio F, composto por 4 prédios, de até 9 pavimentos cada um, com 4 apartamentos de 50 metros quadrados por andar, totalizando 126 unidades. O local possui área comum de convivência e acesso a portadores de deficiência. Em estágio avançado de obras, o conjunto deverá ser entregue no final de setembro.

"Serão as primeiras 126 moradias aqui do complexo de Paraisópolis. Este é o primeiro conjunto de moradias que fica pronto dentro do programa de urbanização", explicou o secretário de Habitação, que acrescentou que algumas famílias já receberam apartamentos na região do Campo Limpo.

O prefeito também percorreu um trecho da nova via Perimetral, que visa a melhorar a circulação e otimizar o transporte público coletivo. "Essa avenida tem uma importância fundamental. Quando ela estiver concluída, ela beneficiará inclusive as pessoas que vão assistir aos jogos no Estádio do Morumbi. Ela permitirá que as principais avenidas da região, que estão com o trânsito muito intenso, sejam desafogadas, melhorando a circulação viária", declarou o prefeito.

A nova pista terá 4 km de extensão (dentro de Paraisópolis) e ligará as proximidades do Estádio do Morumbi, seguindo paralela à Avenida Giovanni Gronchi até a Marginal Pinheiros (Ponte João Dias).

"Paraisópolis ficava estrangulada entre as áreas nobres do Morumbi e a avenida Giovanni Gronchi. Agora, nós estamos abrindo uma circulação nova", disse o secretário de Habitação.

A Perimetral será o endereço da UBS, da AMA, do Caps e da CEI construídas em Paraisópolis, além de cerca de 380 Unidade Habitação de Interesse Social (Uhs) e o Parque Paraisópolis. O trecho entre as ruas Itapaiúna - em frente ao CEU Paraisópolis - e Viriato Corrêa tem previsão de término para março de 2010.

Recuperação de Paraisópolis pede grandes intervenções e parcerias


Com 60 mil habitantes, Paraisópolis é a segunda maior favela da cidade. Para recuperá-la, a Prefeitura de São Paulo, em parceria com os governos Estadual e Federal, colocou em curso um dos mais arrojados e modernos projetos de urbanização de favelas.

As intervenções foram propostas por seis diferentes equipes de arquitetura do Brasil e do exterior, e integrarão as comunidades do complexo - composto por Paraisópolis, Jardim Colombo e Porto Seguro - ao tecido urbano oficial.

Para tal integração, o Programa Paraisópolis trabalha em duas frentes paralelas: regularização fundiária e regularização urbanística, promovendo o acesso dos moradores locais à infraestrutura, à inclusão social e à melhoria das condições de habitabilidade, de saúde e ambientais.

Os números da intervenção impressionam. Somente nos lotes 7 e 8, equivalentes às regiões de Antonico, Centro-Brejo, Grotinho, Grotão, Jardim Colombo e Porto Seguro, são 20.874 famílias beneficiadas - 1.051 com a entrega de unidades habitacionais e 19.823 com a urbanização de seus lotes. A área de intervenção total é superior a um milhão de metros quadrados.

A recuperação de Paraisópolis integra o Programa de Reurbanização de Favelas da Prefeitura, o maior programa do tipo na América Latina. São empenhados cerca de R$ 2 bilhões no atendimento de 110 favelas, beneficiando mais de 140 mil famílias.

http://www.prefeitura.sp.gov.br/portal/a_cidade/noticias/index.php?p=31484
 

·
Rio de Janeiro
Joined
·
31,450 Posts
Prefeito vistoria obras de urbanização em Paraisópolis
O prefeito vistoriou nesta quarta-feira (05/08) dois trechos de obras de urbanização em Paraisópolis, a segunda maior favela da cidade. As construções estão em estágio avançado, com entrega de apartamentos nos próximos meses.

As obras de urbanização em Paraisópolis, que integram o maior programa de urbanização de favelas da América Latina, estão em estágio cada vez mais avançado, com entrega de apartamentos nos próximos meses. Foi o que o prefeito de São Paulo conferiu nesta quarta-feira (05/08), durante uma vistoria a dois trechos de obras na favela: a construção de 126 unidades habitacionais do condomínio F e a implantação da Via Perimetral.

"Essa é uma das obras mais importantes da nossa gestão. Trata-se da recuperação da qualidade de vida e do resgate da dignidade de Paraisópolis", lembrou o prefeito. "Aqui nós estamos criando mil moradias. São mil famílias que deixarão de morar em favelas. Do outro lado, teremos também uma AMA e uma UBS, que estarão funcionando até dezembro", disse.

A região ganhará ainda o Parque Paraisópolis, um Centro de Atenção Psicossocial (Caps) e um Centro de Educação Infantil (CEI), e, desde janeiro deste ano, já possui um Centro Educacional Unificado (CEU). Também são executadas obras de drenagem urbana, redes de esgoto e água e pavimentação.

O prefeito conheceu as unidades habitacionais do condomínio F, composto por 4 prédios, de até 9 pavimentos cada um, com 4 apartamentos de 50 metros quadrados por andar, totalizando 126 unidades. O local possui área comum de convivência e acesso a portadores de deficiência. Em estágio avançado de obras, o conjunto deverá ser entregue no final de setembro.

"Serão as primeiras 126 moradias aqui do complexo de Paraisópolis. Este é o primeiro conjunto de moradias que fica pronto dentro do programa de urbanização", explicou o secretário de Habitação, que acrescentou que algumas famílias já receberam apartamentos na região do Campo Limpo.

O prefeito também percorreu um trecho da nova via Perimetral, que visa a melhorar a circulação e otimizar o transporte público coletivo. "Essa avenida tem uma importância fundamental. Quando ela estiver concluída, ela beneficiará inclusive as pessoas que vão assistir aos jogos no Estádio do Morumbi. Ela permitirá que as principais avenidas da região, que estão com o trânsito muito intenso, sejam desafogadas, melhorando a circulação viária", declarou o prefeito.

A nova pista terá 4 km de extensão (dentro de Paraisópolis) e ligará as proximidades do Estádio do Morumbi, seguindo paralela à Avenida Giovanni Gronchi até a Marginal Pinheiros (Ponte João Dias).

"Paraisópolis ficava estrangulada entre as áreas nobres do Morumbi e a avenida Giovanni Gronchi. Agora, nós estamos abrindo uma circulação nova", disse o secretário de Habitação.

A Perimetral será o endereço da UBS, da AMA, do Caps e da CEI construídas em Paraisópolis, além de cerca de 380 Unidade Habitação de Interesse Social (Uhs) e o Parque Paraisópolis. O trecho entre as ruas Itapaiúna - em frente ao CEU Paraisópolis - e Viriato Corrêa tem previsão de término para março de 2010.

Recuperação de Paraisópolis pede grandes intervenções e parcerias


Com 60 mil habitantes, Paraisópolis é a segunda maior favela da cidade. Para recuperá-la, a Prefeitura de São Paulo, em parceria com os governos Estadual e Federal, colocou em curso um dos mais arrojados e modernos projetos de urbanização de favelas.

As intervenções foram propostas por seis diferentes equipes de arquitetura do Brasil e do exterior, e integrarão as comunidades do complexo - composto por Paraisópolis, Jardim Colombo e Porto Seguro - ao tecido urbano oficial.

Para tal integração, o Programa Paraisópolis trabalha em duas frentes paralelas: regularização fundiária e regularização urbanística, promovendo o acesso dos moradores locais à infraestrutura, à inclusão social e à melhoria das condições de habitabilidade, de saúde e ambientais.

Os números da intervenção impressionam. Somente nos lotes 7 e 8, equivalentes às regiões de Antonico, Centro-Brejo, Grotinho, Grotão, Jardim Colombo e Porto Seguro, são 20.874 famílias beneficiadas - 1.051 com a entrega de unidades habitacionais e 19.823 com a urbanização de seus lotes. A área de intervenção total é superior a um milhão de metros quadrados.

A recuperação de Paraisópolis integra o Programa de Reurbanização de Favelas da Prefeitura, o maior programa do tipo na América Latina. São empenhados cerca de R$ 2 bilhões no atendimento de 110 favelas, beneficiando mais de 140 mil famílias.

http://www.prefeitura.sp.gov.br/portal/a_cidade/noticias/index.php?p=31484
^^ Ótima notícia e motivo para comemorar :banana:

E, para quem não conhece a favela Paraisópolis:







 

·
Banned
Joined
·
11,098 Posts
Muito legal! :banana:

Agora qualquer hora eu vou mostrar para vocês o que está acontecendo em Heliópolis, que pouca gente comentaaqui é a maior favela de SP. Lá já há DEZENAS de prédios sendo construídos onde antes era favela e quem pega o Expresso Tiradentes até o Terminal Sacomã tem uma visão muito animadora da área frontal dela.
 

·
Registered
Joined
·
11,610 Posts
Nota 10

Pq é um passo para mudar a forma com que as cidades lidam com as favelas... Mais um passo para coibir o crescimento desses aglomerados... e antes de remove-los, tem que urbanizar mesmo... é todo um processo

Pena que no RIo só pensam em urbanizar e não coibir o inchamento das favelas
 

·
Registered User
Joined
·
2,732 Posts
Discussion Starter · #12 · (Edited)
bom, então amanhã irei lá registrar para todos nós aqui do SSC! Que tal?
Estou muito ancioso por isto Tchelllo.
Mas tome cuidado! Ainda é uma favela... :)
:guns1:

E a propósito, é excelente saber que as duas maiores favelas da cidade de São Paulo estão se desenvolvendo, prosperando, e suas populações finalmente estão recebendo os direitos estabelecidos pela constituição, tendo a oportunidade de viver uma boa vida com dignidade, digna de um cidadão.
 

·
Registered
Joined
·
7,777 Posts
DEMOcráticos e Tucanos Xiitas agradecem a KASSAB parece que não sabem ler...

"Com 60 mil habitantes, Paraisópolis é a segunda maior favela da cidade. Para recuperá-la, a Prefeitura de São Paulo, em parceria com os governos Estadual e Federal, colocou em curso um dos mais arrojados e modernos projetos de urbanização de favelas."


Parceria entre ESTADO,PREFEITURA E GOVERNO FEDERAL (aposto que seja a maioria da Grana) e nem elogiam o GF.... tsc tsc tsc

IMPARCIALIDADE ZERO!
 

·
Recursive
Joined
·
11,718 Posts
DEMOcráticos e Tucanos Xiitas agradecem a KASSAB parece que não sabem ler...

"Com 60 mil habitantes, Paraisópolis é a segunda maior favela da cidade. Para recuperá-la, a Prefeitura de São Paulo, em parceria com os governos Estadual e Federal, colocou em curso um dos mais arrojados e modernos projetos de urbanização de favelas."


Parceria entre ESTADO,PREFEITURA E GOVERNO FEDERAL (aposto que seja a maioria da Grana) e nem elogiam o GF.... tsc tsc tsc

IMPARCIALIDADE ZERO!
:rofl::rofl:

Não adianta, nesse fórum é tudo 8 ou 80!
 

·
Registered
Joined
·
2,645 Posts
Este thread foi criado para acompanhar a urbanização desta região e suas consequências, não pra discutir quem pois mais ou menos dinheiro...
Mas, já que tocaram no assunto:

A prefeitura informa que, na segunda etapa das obras, serão investidos R$ 195 milhões - R$ 100 milhões da Prefeitura, R$ 60 milhões do governo federal e R$ 35 milhões do governo do estado, por meio da Sabesp. Quarenta milhões de reais serão destinados a desapropriações.

Na primeira etapa de obras, foram investidos R$ 20 milhões, sendo R$ 4 milhões da prefeitura e R$ 16 milhões do governo federal.

Link: http://g1.globo.com/Noticias/SaoPau...STIMENTOS+EM+URBANIZACAO+DE+PARAISOPOLIS.html

Este tipo de convênio entre as três esferas governamentais deveria ser mais frequente, entretanto há ainda muita falta de comunicação e partidarismo barato...
 

·
Banned
Joined
·
657 Posts
DEMOcráticos e Tucanos Xiitas agradecem a KASSAB parece que não sabem ler...

"Com 60 mil habitantes, Paraisópolis é a segunda maior favela da cidade. Para recuperá-la, a Prefeitura de São Paulo, em parceria com os governos Estadual e Federal, colocou em curso um dos mais arrojados e modernos projetos de urbanização de favelas."


Parceria entre ESTADO,PREFEITURA E GOVERNO FEDERAL (aposto que seja a maioria da Grana) e nem elogiam o GF.... tsc tsc tsc

IMPARCIALIDADE ZERO!
Para ser tão incisivo e convencer de fato, é melhor não apostar e sim ter certeza do que fala, pelo menos com dados não pareceria tão evidente o conteúdo político-lulista do seu post!

Caso fosse verdade não teriam que elogiar político algum, eles não fazem mais do que a obrigação!

OBS:Não simpatizo com Lula e com o PT e nem com Serra e o PSDB!
 

·
Que que eu escrevo aqui?
Joined
·
2,288 Posts
DEMOcráticos e Tucanos Xiitas agradecem a KASSAB parece que não sabem ler...

"Com 60 mil habitantes, Paraisópolis é a segunda maior favela da cidade. Para recuperá-la, a Prefeitura de São Paulo, em parceria com os governos Estadual e Federal, colocou em curso um dos mais arrojados e modernos projetos de urbanização de favelas."


Parceria entre ESTADO,PREFEITURA E GOVERNO FEDERAL (aposto que seja a maioria da Grana) e nem elogiam o GF.... tsc tsc tsc

IMPARCIALIDADE ZERO!
Bom, mas mesmo com ou sem a parceria do governo federal e estadual as propostas de urbanização da cidade tem que partir do governo MUNICIPAL. Quer dizer, oras, que realmente graças ao governo Kassab, que montou uma equipe decente para discutir questões urbanas e não só maquiou tudo que é o que ocorria nos governos anteriores. Se essa proposta municipal não tivesse sido tomada não haveria nada. Ou seja, parabéns ao governo Kassab. Conheço alguns arquitetos responsáveis por obras que vem desse novo pensamento de levar urbanização aos vários cantos da cidade de São Paulo. Entre eles o Delijaicov que faz parte dos projetos dos CEUS, nesse governo paulistano surgiram muitas propostas realmente consistentes e boas para a cidade. O governo Federal e Estadual só ajudam pois não fazem mais que a obrigação.
 
1 - 20 of 344 Posts
This is an older thread, you may not receive a response, and could be reviving an old thread. Please consider creating a new thread.
Top